Como calcular a Hora extra?

pontotel como calcular horas extras - Como calcular a Hora extra?

Confira como funciona o cálculo das horas extras e qual é o sistema de controle para empresas.

Têm dias que é inevitável não ficar até mais tarde para terminar aquela tarefa ou projeto. Isso é sinal de que seus colaboradores estão comprometidos em buscar bons resultados.

Lembre-se: você precisa fazer um bom controle das horas extras para não sofrer ações trabalhistas no futuro. Mas afinal, como se calcula as horas extras dos funcionários?

O que determina a lei?

De acordo com a legislação trabalhista a duração de uma jornada de trabalho normal é de 8 horas diárias e 44 horas semanais. Todavia, o colaborador poderá exceder sua jornada em até 2 horas diárias para fins de serviço extraordinário.  

A realização de horas extras é autorizada mediante acordo individual ou coletivo de trabalho. Segundo a CLT, quando um colaborador excede a jornada de trabalho normal, cabe à empresa remunerá-lo com um acréscimo de 50% a 100% sobre a remuneração paga pela hora comum de serviço.

Mas agora você deve estar se perguntando “como eu descubro o valor da hora trabalhada?”

Veja na prática como você encontra o valor da hora comum e como calcular o valor da hora extra.

Cálculo do valor da hora comum

Para descobrir o valor da hora comum é necessário dividir o valor do salário do colaborador pelo total de horas trabalhadas no mês. Vamos ver isso na prática:  

Considerando que o salário de um colaborador é de R$ 1500,00 e que ele trabalha 44 horas semanais (220 horas mensais), você pode calcular da seguinte forma:

Salário por hora = salário mensal ÷ jornada de trabalho mensal

Salário por hora =  R$ 1500 ÷ 220 = R$ 6,81.

Cálculo do valor da hora extra

Apesar de parecer fácil, o cálculo da hora extra não é tão simples assim. Isso porque a lei determina valores de acréscimo diferentes para determinadas situações como horas extras noturnas, de final de semana e de feriados.

De acordo com a CLT, para dias trabalhados durante a semana e aos sábados, a hora extra deve ser paga com um acréscimo de 50% sobre o valor da hora normal. Já para as horas trabalhadas aos domingos e feriados o acréscimo deve ser de 100% do valor da hora normal.

Vale ressaltar que esses percentuais se aplicam à maioria dos trabalhadores. Entretanto, os valores podem ser alterados de acordo com a convenção coletiva de trabalho de cada empresa.

Cálculo de hora extra 50%

Considerando o caso citado acima, vamos calcular o valor da hora extra para um colaborador que trabalhou 6 horas durante o sábado, ou seja, hora extra com acréscimo de 50% .

Hora extra 50% será: Salário por hora + 50%

HE 50% = R$ 6,81 + 50% de 6,81

HE 50% = 6,81 + 3,40 = 10,21

HE 50% = 10,21 x 6 =  R$ 61,26

O Valor da hora extra para o colaborador que trabalha 6 horas no sábado será de R$ 61,26.
Mas considerando que o colaborador acumular 10 horas extras durante o mês. Nesse caso basta multiplicar o valor da hora extra pela quantidade de horas acumuladas. O cálculo é simples:

Valor a receber = Horas extras trabalhadas x valor da hora extra

Valor a receber =  10 x 10,21 = R$102,10

Dessa forma, em vez receber R$ 1.500,00 no fim do mês o colaborador deverá receber R$ 1.602,10.

Cálculo de hora extra 100%

Agora que você viu como calcular a hora extra, que tal conferir como realizar os cálculos para domingos e feriados?

Segundo a CLT, o valor da hora para domingo e feriado é o dobro do valor da hora normal, ou seja, equivale ao acréscimo de 100% da hora comum.  Confira como você pode calcular isso:

Para calcular a Hora extra 100% vamos continuar considerando o caso acima:

HE 100% = Salário por hora x 2

HE 100% =  6,81 x 2 = R$ 13,62

Para descobrir o valor do acréscimo do colaborador, vamos considerando que ele trabalhou o total de 10 horas extras aos domingos no mês. Confira como calcular:

Valor a receber = total de horas extras x Valor da Hora extra

Valor a receber = 10 x R$13,62 = R$ 136,20

Considerando o valor do salários + horas extras 100% o colaborador deverá receber no fim do mês o valor de R$ 1.636,20.

O pagamento de horas extras após a reforma trabalhista

A reforma trabalhista aprovada em 2017 alterou alguns aspectos referente ao pagamento da horas extras. Ao contrário do que muitos pensam, a reforma não acabou com o direito à hora extra.

De acordo com a legislação, a hora comum de trabalho continua sendo de 8 horas diárias e 44 horas semanais. Caso seja firmado um acordo coletivo, a jornada diária poderá ser realizada em até 12 horas sem o pagamento das horas extras. Esse modelo de jornada é conhecido como 12×36.

Como o nome já sugere, nesse tipo de jornada de trabalho o colaborador trabalha 12 horas e depois precisa ter 36 horas de descanso. Vale ressaltar que mesmo na jornada 12×36, o colaborador não poderá exercer o limite mensal de 220 horas.

Qualquer jornada que ultrapasse esse limite legal continuará sendo paga com acréscimo de 50% ou 100%.

Como realizar o controle de horas extras sem erro?

Existem diversas formas para gerenciar as horas extras dos seus colaboradores. Algumas empresas, por exemplo, utilizam o sistema de planilhas. Entretanto, esta não é a forma mais eficiente e segura para uma empresa controlar as horas extras de seus colaboradores. Isso porque essa maneira permite erros e rasuras, além de demandar muito tempo de trabalho das equipes de RH. Por isso, um softwares de controle de ponto é a melhor forma de controlar as horas extras realizadas pela sua equipe. Sistemas como o PontoTel são ferramentas que permitem uma gestão completa do controle de frequência. Chega de calcular horas extras, adicional noturno, e horas trabalhadas manualmente, realize o controle com o PontoTel!

Por Cheron Moura

botão cadastre2 1 - Como calcular a Hora extra?

Cometários