PLR como funciona e qual a diferença entre PPR

plr como funciona introducao

A PLR e a PPR são dois benefícios muito vistos no mundo corporativo, mas apesar disso, é comum ver pessoas que não sabem o significado dessas siglas, muito menos como elas são concedidas.

Elas são usadas principalmente como forma de recompensar o colaborador por seu trabalho, e trazem diversos benefícios como, por exemplo, um aumento na motivação das equipes. 

Assim como diversos benefícios previstos pela CLT, a PLR e a PPR estão regulamentadas em nossa legislação, que estabelece algumas regras para que sejam concedidas, e para determinar quem tem direito de recebê-las.

Se sua empresa possui dúvidas de como esses benefícios funcionam, e como concedê-los, você está no lugar certo. Aqui, vou tirar todas as suas dúvidas sobre o que são a PLR e a PPR, as vantagens de cada uma, e como calculá-las, já que ambas podem incidir na declaração do imposto de renda.

Confira os tópicos que irei abordar:

Vamos começar.

O que é PLR e como funciona?

plr como funciona introducao - PLR como funciona e qual a diferença entre PPR

A Participação nos Lucros ou Resultados (PLR) é um benefício criado em 1946 durante o governo de Getúlio Vargas. Ele é um bônus pago aos colaboradores, e seu valor é um percentual calculado com base nos lucros da empresa.

Ela não é um benefício obrigatório, ou seja, cabe à empresa decidir se irá ou não concedê-la. Além disso, ela é regulamentado pela Lei 10.101/2000, que eu vou explicar melhor como funciona daqui a pouco. Antes, vou explicar as duas formas mais comuns de como a PLR pode ser vista.

A primeira delas é por meio de metas estabelecidas para a empresa em geral. A organização pode estabelecer uma meta de lucro que deseja alcançar ao final do ano e, caso consiga alcançá-la, um percentual desse valor é dividido entre os colaboradores. 

O problema aqui, contudo, é que toda empresa é influenciada por fatores internos e externos que interferem diretamente no alcance de resultados, e por isso nem sempre é fácil atingir a meta de lucro desejada.

Já a segunda, que é a mais usada, é por meio de metas estabelecidas para cada área, ou para cada colaborador. Aqui, o resultado dependerá do desempenho de cada um. Dessa forma, se o funcionário ou a equipe atingir 80% da meta, receberá 80% do PLR, uma forma mais segura de garantir esse benefício.

Qual o objetivo da PLR?

plr como funciona qual o objetivo - PLR como funciona e qual a diferença entre PPR

Uma dúvida muito comum sobre a PLR é: porque uma empresa concederia parte de seus lucros para seus colaboradores? A resposta para essa questão é simples: a PLR  proporciona uma série de benefícios que vou detalhar melhor daqui a pouco.

Mas de forma resumida, posso dizer que essa participação nos lucros é uma forma de manter os funcionários motivados, e fazer com que eles sejam mais produtivos. Afinal, essa porcentagem que irão ganhar só dependerá deles, do desempenho em suas tarefas para garantir que a empresa alcance as metas estabelecidas.

Mas cuidado, não confunda a PLR com a PPR. Apesar de terem nomes parecidos, as regras para que sejam concedidas são diferentes.

O que é PPR?

plr como funciona o que e ppr - PLR como funciona e qual a diferença entre PPR

O Programa de Participação de Resultados (PPR), por sua vez, também pode ser considerado como um bônus concedido aos colaboradores. Mas aqui, a grande diferença é que esse valor é atrelado às metas e objetivos, e não ao lucro da organização.

Na prática, vamos supor que a meta de uma empresa para o ano seja aumentar em 50% o número de clientes. Caso isso seja alcançado, a organização pode conceder um bônus aos funcionários pela conquista.

Ou seja, a empresa pode alcançar sua meta sem que necessariamente tenha lucro sobre isso. Por isso que a PPR acaba sendo mais vista no mundo corporativo, pois é considerada por muitos um benefício mais fácil de ser concedido.

Para que você não tenha dúvidas sobre a diferença entre eles, fiz uma tabela que resume de forma simples a concessão de cada um. Veja:

Mas afinal, quais as vantagens que esses benefícios oferecem?

Vantagens da PLR e PPR

É comum ver empresas que consideram a PLR ou a PPR como mais um gasto, e por isso não cogitam conceder esse tipo de benefício. Se esse é o caso da sua empresa, saiba que esse pensamento está completamente errado.

Esses benefícios funcionam na base da recompensa, ou seja, caso os colaboradores se esforcem para atingir as metas da organização ou ter lucro, eles receberão um bônus em dinheiro. Isso traz diversas vantagens para seu ambiente de trabalho.

A primeira delas é um aumento na motivação, já que eles se comprometerão mais a alcançar as metas estipuladas. Isso, consequentemente, também aumenta a produtividade dos funcionários, faz com que eles busquem sempre aperfeiçoar seu desempenho, e torna o clima organizacional muito melhor.

Agora, se tratando de questões financeiras, a principal vantagem da PLR e da PPR é que o valor pago pode ser deduzido do Imposto de Renda das instituições. Vou explicar mais sobre isso mais para frente, mas antes preciso falar sobre algumas dúvidas frequentes sobre esse assunto.

Qualquer empresa pode oferecer PLR?

plr como funciona como e pago o plr - PLR como funciona e qual a diferença entre PPR

A resposta é que sim, qualquer empresa pode optar por conceder a PLR ou a PPR. Mas cuidado, não pense que essa liberdade significa que esses benefícios podem ser pagos com qualquer valor e de forma aleatória.

A concessão dos dois benefícios está regulamentada por lei, que eu vou explicar no próximo tópico. Mas antes disso, preciso deixar algumas coisas bem claras.

A primeira delas é que: a PLR e a PPR não podem ser confundidas com o salário do colaborador. Ambas são benefícios não obrigatórios, e possuem regras específicas de pagamento que vou explicar daqui a pouco.

Além disso, se sua empresa está cogitando oferecer esses benefícios, é importante se atentar à algumas questões antes de começar, e a primeira delas é saber definir com clareza suas metas.

É claro que o sonho de toda empresa é se destacar no mercado, ter os melhores colaboradores, ter um lucro enorme, mas o caminho para conseguir tudo isso não é rápido. 

Não adianta querer por exemplo, que seu negócio tenha um aumento de mais de 100% do número de clientes, se não tiver a quantidade necessária de colaboradores trabalhando para isso, nem os recursos materiais e financeiros necessários.

Por isso, as metas desejadas devem ser possíveis de serem atingidas, e estar dentro da realidade da empresa. Caso contrário, os colaboradores podem se sentir desmotivados pela incapacidade de alcançar os objetivos traçados pela organização.

Tão importante quanto isso, é saber exatamente como essa prática está prevista em nossa legislação.

Quais condições para empresa oferecer PLR ou PPR?

Apesar de não ser obrigatório, as empresas que optarem por conceder a PLR e a PPR devem se atentar à algumas normas estabelecidas em nossa legislação.

A Lei 10.101/2000 é a responsável por regulamentar essa prática. De acordo com ela, a empresa só pode proporcionar a participação nos lucros ou resultados mediante negociação entre a contratante e o colaborador, e só pode ser concedida mediante um dos seguintes casos:

  • comissão escolhida pelas partes, integradas, também, por um representante indicado pelo sindicato da respectiva categoria;
  • convenção ou acordo coletivo (nesse caso, pode estipular uma multa para a empresa que não implementar esse programa).

Aqui, vale relembrar que de acordo com o art. 611-A da CLT, tanto o acordo quanto a convenção coletiva podem prevalecer sobre a nossa lei, quando dispuserem sobre a participação nos lucros ou resultados da empresa.

Além disso, a lei também determina que nessa negociação as partes devem estar cientes de todas as regras sobre a concessão dos benefícios, assim como as ações que serão tomadas para verificar o cumprimento do acordo, a periodicidade desse acompanhamento, e os prazos definidos.

Dentro desse acompanhamento, alguns critérios podem ser levados em consideração, tais como:

  • Índices de produtividade, qualidade, ou lucratividade da empresa;
  • Programas de metas, resultados e prazos, previamente combinados.

Agora eu te pergunto: você sabe quem tem direito de receber esse benefício?

Quem tem direito a receber PLR?

O grande fato que ajuda a entender exatamente como a PLR funciona é saber que ela nada mais é do que um benefício não obrigatório, o que faz com que todos os colaboradores tenham direito de recebê-la.

Mas lembre-se: apesar de ser uma escolha da empresa concedê-la ou não, nossa legislação estabelece diversas regras para que ela possa valer, como o estabelecimento de metas e indicadores de desempenho.

Na prática, apesar de todo funcionário poder receber essa participação, seu valor pode variar conforme as metas definidas para cada cargo, nível hierárquico ou área de atuação por exemplo.

Por isso, vamos entender melhor como é feito esse cálculo no próximo tópico.

Como calcular a PLR ou PPR?

Imagino que, ao ler o tópico anterior, você tenha ficado confuso sobre como as empresas calculam o valor da PLR ou da PPR. Mas preciso te dizer que não existe uma regra para isso.

A única regra que nossa legislação estabelece é que as empresas não podem pagar esse bônus mais do que duas vezes ao ano, e que cada pagamento tem que ter um intervalo de tempo de no mínimo 1 trimestre entre eles.

Cada empresa irá estabelecer o método que achar mais adequado para definir o valor desse bônus, de acordo com o que for estipulado com o sindicato dos trabalhadores ou com a convenção coletiva. 

Ao decidir como essa distribuição será feita, as organizações podem levar alguns fatores em consideração. Confira abaixo alguns deles.

  1. Produtividade dos funcionários

Uma coisa é certa: quanto mais motivados, maior será a produtividade da empresa. Por isso, esse é um dos principais fatores que deve ser levado em consideração na hora de estabelecer as metas para a concessão da PLR e da PPR.

É importante que todo colaborador saiba organizar seu tempo para que consiga realizar todas as suas tarefas da melhor forma possível. Para isso, existem diversas técnicas que podem ser usadas para aumentar a produtividade no seu trabalho.

Se você quer aprender técnicas para aumentar a produtividade, nós temos um texto completo com várias dicas de como você pode ser mais produtivo na sua empresa. Clique no link a seguir e confira: Produtividade no Trabalho: O Guia Completo da Empresa Produtiva.
  1. Absenteísmo

Outro índice que pode ser levado em consideração pelas empresas é o absenteísmo, que nada mais é do que as ausências dos colaboradores em seus trabalhos. Independente do motivo, esse comportamento, principalmente quando constante, pode trazer sérias consequências para a contratante, que afetam principalmente a entrega de resultados.

Por isso, a quantidade de faltas dos funcionários pode ser utilizado na hora de calcular esse bônus como forma de incentivar a redução de faltas pelos colaboradores.

Mas lembre-se: é importante que seu RH também adote outras estratégias para combater esse comportamento, uma vez que ele pode ser causado por diversos fatores como um mau clima organizacional; ausência de feedback; falta de comunicação entre as equipes e baixa motivação.

  1. Qualidade da produção

Por fim, é importante avaliar o andamento do cumprimento das metas estabelecidas, assim como a qualidade do serviço que está sendo feito. Afinal, a empresa depende disso para que consiga funcionar e ter lucro.

Eu vou te dar algumas dicas de como sua organização pode acompanhar esse andamento daqui a pouco. Antes, ainda preciso tirar algumas dúvidas importantes sobre esses benefícios.

O que é PLR na folha de pagamento?

plr como funciona o que e plr na folha de pagamento - PLR como funciona e qual a diferença entre PPR

Uma das dúvidas que pode surgir é se a PLR deve vir especificada na folha de pagamento, e a resposta é que não. Isso porque essa participação é um bônus, um benefício que não possui natureza salarial.

E aqui, vale lembrar que a PLR e a PPR devem estar baseadas nos lucros e metas das empresas, e não ao desempenho individual dos colaboradores, e que suas concessões devem ser negociadas entre as partes.

Como calcular imposto de renda sobre PLR?

O Imposto de Renda é um tributo cobrado pelo Governo Federal sobre os ganhos das pessoas e das empresas. Todo ano, é necessário declarar todos os rendimentos ganhos ao longo do ano anterior, e a partir disso, é descontado um valor específico do total declarado.

Na prática, as pessoas que tiveram uma maior renda pagarão um valor maior desse imposto, enquanto as que tiveram uma menor renda, consequentemente pagarão um imposto menor. Mas será que a PLR e a PPR devem ser declaradas?

A resposta é: depende.

De acordo com a legislação, todo colaborador que receber até R$ 6.677,55 desse benefício, está isento de declará-lo. Mas conforme o valor for aumentando, o governo estipulou o quanto será deduzido do IR. Confira os valores na tabela abaixo:

Como implantar a PLR e PPR?

Se você chegou até aqui, então viu como a PLR e a PPR trazem diversas vantagens para a sua empresa. Mas cuidado, esses benefícios devem ser muito bem planejados para que sejam concedidos.

Por isso, o primeiro passo para implantá-las é saber definir bem suas metas. Sua empresa precisa deixar claro os objetivos que deseja alcançar não só para que conceda a PLR, mas também para garantir que todos os colaboradores saibam a importância de seu trabalho para isso, e para minimizar as chances de mal entendidos durante esse processo.

Além disso, é necessário estabelecer exatamente o cálculo que será feito para determinar os valores da PLR e PPR. Isso também garantirá uma relação mais transparente com seus colaboradores, e evitará problemas e erros com esse valor.

Por fim, lembre-se de realizar um acompanhamento periódico do andamento das metas. Afinal, caso haja algum problema ou complicação, será mais fácil elaborar as melhores soluções, para impedir que sua empresa se prejudique financeiramente.

Conclusão

plr como funciona conclusao - PLR como funciona e qual a diferença entre PPR

A PLR e a PPR são benefícios que com certeza irão manter seus funcionários motivados e mais produtivos, eles podem fazer toda a diferença para o crescimento do seu negócio.

Por isso, lembre-se de estabelecer com clareza suas metas, e todas as regras para a concessão desses benefícios, garanto que assim sua empresa só irá se beneficiar com essa prática.

Se você gostou deste texto, compartilhe nas redes sociais e continue sua visita em nosso blog! Temos uma série de textos sobre legislação, RH e administração de empresas.
botão cadastre2 - PLR como funciona e qual a diferença entre PPR
Rolar para cima
WhatsApp chat