Planejamento estratégico: O que é, sua importância e como aplicar

imagem de um grupo discutindo sobre algo, relacionado a empresa

Sem um planejamento estratégico, o desenvolvimento de uma empresa ocorre no escuro. Ou seja: sem objetivo ou rumo definidos, sempre tateando às cegas através do incerto caminho.

Ao aprender como fazer um planejamento estratégico, por sua vez, a gestão e os colaboradores têm uma luz para guiar-se ao longo do caminho. E nessa luz contém os objetivos de curto e longo prazo, os riscos e desafios em alcançar uma meta, os resultados esperados e a ciência dos indicadores a serem definidos.

Não à toa, o conceito de planejamento estratégico é tão difundido entre as empresas como um dos principais pilares estruturais de qualquer organização. O que nos motivou a produzir este artigo com tópicos que vão te ajudar a entender essa ideia e a aplicá-la no seu dia a dia, veja o que trataremos aqui:

banner-sistema-orc

Acompanhe-nos, e saiba tudo sobre esse conceito e, inclusive, como aplicar o planejamento estratégico na gestão de pessoas!

O que é planejamento estratégico?

imagem de um computador aberto, a frente tem uma pessoa - só mostra os braços dela - e um copo de café

Imagine um mapa do tesouro, desses que aventureiros, piratas e corsários seguiam passo a passo através de terrenos até então inexplorados. De certa maneira, o planejamento estratégico pode ser esse mesmo documento para a sua empresa.

Afinal de contas, é nele que constam as diretrizes para que a sua empresa alcance seus principais objetivos, sejam eles imediatos ou em longo prazo.

Não confunda, contudo, planejamento estratégico com plano de negócios. O primeiro tem a ver com o mapeamento e a definição de ações para alcançar as suas conquistas. O segundo, por sua vez, é desenvolvido para ponderar a viabilidade de implementação de uma empresa.

Ou seja: antes de abrir sua empresa, o plano de negócios é fundamental. Para auxiliar a sua gestão, no dia a dia, o planejamento estratégico é de grande importância para qualquer empresa.

Qual seu objetivo?

Vender mais, alcançar mais presença digital, fidelizar clientes, motivar suas equipes, desenvolver um plano de carreiras, um conceito completo de avaliações de desempenho e feedback, etc.

Isso tudo pode fazer parte do seu planejamento estratégico, seja um objetivo interno ou externo, desde que essas metas façam parte das suas ambições. 

Dessa maneira, o planejamento estratégico contribui em apresentar o caminho mais objetivo e assertivo, para suas conquistas, e também aponta a melhor forma de administrar o seu tempo, os recursos aplicados e a energia e disposição dos envolvidos.

É uma maneira simples e eficiente, portanto, de amenizar os riscos por meio da antecipação deles. Ao saber o que enfrentar, no caminho, você tem mais chances de contornar obstáculos e superar os revezes (ou mesmo evitá-los) com facilidade.

E sua importância?

A importância do planejamento estratégico é bastante clara: com ele, o futuro é menos incerto —e mesmo as incertezas podem ser, ao menos, previstas — e a tomada de decisão é mais assertiva.

Existem, contudo, outros pontos positivos que podem ser analisados com a implementação do planejamento estratégico de uma empresa. Veja, abaixo, quais são:

  • Mais organização para a empresa, já que a visão e missão de todos vai se tornar mais clara, padronizada e estratégica para alcançá-las
  • Assertividade e agilidade nas decisões. Mesmo diante de problemas, o planejamento estratégico ajuda a simular as situações e resoluções, minimizando o problema causado por esses obstáculos;
  • As decisões, inclusive, são pautadas pela coleta de dados oriundos de métricas e indicadores de desempenho. Ou seja: menos palpites, e mais certezas por trás das suas escolhas;
  • Priorização de tarefas, que vem com a ciência do que quer ser realizado e como esse caminho vai ser trilhado;
  • Mais produtividade, uma vez que o processo já foi definido e também o plano de ação em cada etapa do planejamento estratégico. Isso valoriza o tempo de produção dos seus colaboradores.

Bom destacar, ainda, que é possível promover o engajamento, a motivação e a satisfação dos colaboradores. Afinal de contas, o planejamento estratégico pode servir de manual de boas práticas e apresentar a própria identidade da empresa. 

Em um processo seletivo, por exemplo, explicar esses pontos presentes na missão da empresa pode servir para gerar mais familiaridade e identificação entre os candidatos e a sua marca.

Por que fazer um planejamento estratégico?

Existem motivos de sobra para saber quais são as etapas do planejamento estratégico e porque seguir cada uma delas. Abaixo, apontamos esses motivos de maneira sucinta e clara, veja só:

  • Todos entendem quais são as visões da empresa e o caminho que vai ser percorrido para concretizá-las;
  • O plano de ação já está expresso. Basta seguir o passo a passo presente nas características do seu planejamento estratégico para tirar as boas ideias do papel;
  • Sua empresa pode se tornar mais unida, colaborativa e integrada. Especialmente, em grandes objetivos que necessitam do apoio, consideração e alinhamento de mais pessoas;
  • Externamente, o planejamento estratégico ajuda a compor a reputação da sua marca para a concorrência, os clientes e também candidatos para ingressar no quadro de funcionários da sua empresa.

Vamos deixar isso ainda mais claro? A seguir, vamos começar a nos aprofundar na elaboração de cenários do planejamento estratégico!

Quais as características do Planejamento Estratégico?

Vamos imaginar que sua empresa deseja desenvolver um processo contínuo de treinamento dos funcionários. Com base nisso, seu planejamento estratégico para essa meta, em particular, poderia ter as seguintes características:

  • Objetivo: desenvolver um plano de treinamento dos funcionários;
  • Diagnóstico: qualificar continuamente o capital humano da empresa por meio de orientações práticas que envolvem o dia a dia de cada equipe;
  • Estratégias: identificar oportunidades de melhoria em cada setor; montar um plano para cada curso (bem como o desenvolvimento das melhores ferramentas para cada um deles); criar um calendário de cursos e workshops flexível;
  • Ações: reunir-se com os gestores; abrir espaço para ouvir os funcionários também; apresentar a novidade para toda a empresa; procurar por especialistas internamente e no mercado.

Essa é uma ideia simples, apenas, e que pode ser complementada com os riscos e desafios que podem surgir, bem como as resoluções para cada uma dessas situações. A melhor parte é que você pode modificar e personalizar o seu planejamento conforme desejar.

Etapas do planejamento estratégico

Caso você ainda não saiba como elaborar um planejamento estratégico, veja como montá-lo passo a passo com as nossas dicas:

  • Faça um diagnóstico completo, atual e com projeções, para avaliar o momento da empresa, as possibilidades de implementar e concretizar cada objetivo e avaliar todo tipo de desafio e oportunidade que pode surgir ao colocar o plano de ação em prática;
  • Determine os pilares institucionais para os objetivos. Eles vão nortear os limites de cada ação e os tipos de abordagens usadas em cada etapa do planejamento estratégico;
  • Defina, detalhadamente, as metas e objetivos para que todos saibam qual é a “recompensa” final de cada estratégia iniciada;
  • Entenda o público-alvo de suas ações. Cada perfil reage melhor a um tipo de abordagem e ações, por isso, é tão importante adequar a sua mensagem para a sua audiência específica, sempre;
  • Identifique a aprenda como monitorar as métricas-chave para acompanhar a performance dos seus planos de ação;
  • Desenhe o plano de ação. Isso ajuda a otimizar o tempo investido em cada projeto;
  • Mantenha um foco contínuo em acompanhar os indicadores. Isso permite muito mais agilidade e assertividade para ajustar eventuais etapas do planejamento estratégico.

Hora, então, de ver como isso tudo é direcionado no passo a passo para aprender como elaborar um planejamento estratégico!

Como elaborar um planejamento estratégico?

O primeiro passo consiste em uma espécie de autoanálise do seu empreendimento. Responda algumas perguntas, como:

  • Qual é o propósito da sua empresa?
  • Qual é o momento dela?
  • Onde você pretende colocá-la, futuramente, no mercado?
  • Qual é o caminho para alcançar seus principais objetivos?

O planejamento estratégico vai considerar essas respostas e, com base nas etapas de desenvolvimento que vimos acima, permite que você faça esboços detalhados e cada vez mais resistentes contra imprevistos.

Como aplicar o planejamento estratégico na gestão de pessoas?

imagem de várias pessoas reunidas na frente de um computador

O setor de RH pode se beneficiar — e muito — de um planejamento estratégico. Como vimos, ele pode ser pensado para qualquer setor e em qualquer momento da sua empresa.

Na gestão de pessoas, inclusive, esse método é de grande eficácia para os mais variados objetivos. Como vimos, você pode montar:

  • Um plano de carreiras;
  • Um sistema de avaliações de desempenho;
  • Um conjunto de ações visando a conscientização para algo específico;
  • Campanhas de motivação e engajamento;
  • Um processo seletivo mais focado em assertividade (proporção entre taxa de acerto e um processo mais rápido);
  • Agregar mais colaboratividade para a rotina de trabalho;
  • Planos de ação para reduzir o índice de turnover.

Ou seja: basta identificar o objetivo principal que o seu RH deseja conquistar para colocar em prática todas as dicas vistas ao longo do nosso artigo, até aqui.

Lembre-se, apenas, que o planejamento estratégico deve levar em consideração as características do seu próprio negócio. De nada adianta, por exemplo, usar um modelo pronto confeccionado por uma empresa diferente da sua, mas do mesmo setor.

Tudo porque, o seu negócio tem particularidades — tanto em oportunidades quanto em desafios. Não adianta seguir as diretrizes que funcionaram 100% para outra empresa. Afinal de contas, ela também tem suas próprias particularidades.

É importante, contudo, analisar o que outras empresas fazem para almejar objetivos similares aos seus, tanto em ações internas quanto externas. Pois elas podem servir de inspiração e fazem, certamente, parte do mapeamento ao montar o seu planejamento estratégico.

Invariavelmente, portanto, você já vai se ver debruçando-se sobre essas mesmas situações. Mas com disciplina, organização e foco nos objetivos e no monitoramento de resultados, você logo vai entender o que realmente funciona e o que pode ser ajustado ou descartado.

Conclusão

Vimos, ao longo deste post, o que é planejamento estratégico, quais são as suas características e quais são as etapas de desenvolvimento desse método de busca pelos seus principais objetivos.

Vale reforçar que o planejamento estratégico — independentemente do tamanho das suas metas — não pode ser alcançado sem o apoio de todos. Daí, a importância em envolver as equipes e contar com o engajamento de todos.

Dessa maneira, o planejamento estratégico pode ser um ativo valioso tanto para a gestão de pessoas quanto para ações externas que vão impactar, direta ou indiretamente, na reputação da sua empresa no mercado.

Agora, caso tenha interesse em ir além neste assunto, temos um convite irrecusável para fazer: temos outro artigo, que fala sobre o método 5W2H e é uma das ferramentas mais consideradas para o desenvolvimento de um bom planejamento estratégico empresarial. Continue sua visita em nosso blog e aproveite para enriquecer ainda mais as suas ações para montar o planejamento do seu negócio!

banner_final
Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima