Como avaliar a saúde mental dos colaboradores?

saude mental dos colaboradores introducao
Atualizado em

Nos últimos anos, a saúde mental dos colaboradores vem causando grande preocupação para o departamento de recursos humanos. Sabe porquê?

Em 2017, por exemplo, o Boletim sobre Benefícios por Incapacidade divulgou que transtornos mentais e comportamentais como ansiedade e depressão foram a terceira maior causa de afastamentos no mundo corporativo, e corresponderam a 9% do número de concessões de auxílio doença.

Garantir a saúde mental dos colaboradores vem se tornando cada vez mais importante, uma vez que quando ela é prejudicada, tanto o próprio funcionário quanto toda a organização com certeza irão sofrer sérias consequências.

Por mais que esse seja um cenário que já está sendo muito visto em diversas empresas, muitas organizações ainda desconhecem o que é de fato a saúde mental, e muito menos dispõem de iniciativas para avaliá-la e evitar que ela seja prejudicada.

Para evitar que seus colaboradores sejam prejudicados nesse sentido, neste texto, você saberá o conceito de saúde mental, suas características, o que pode prejudicá-la, e principalmente, como o RH da sua empresa pode prevenir os transtornos que podem decorrer dessa situação.

Antes de começarmos, confira os tópicos que serão abordados:

Antes de falar de fato sobre a saúde mental no mundo corporativo, é necessário entender o que é esse conceito, e o que caracteriza uma boa saúde mental.

O que é saúde mental?

saude mental dos colaboradores o que e

Normalmente, o termo saúde mental é usado para descrever o nível de qualidade de vida cognitiva ou pessoal de cada um. Mas o problema, contudo, é que ela não possui uma definição universal.

Seu conceito varia de acordo com a cultura de cada país, com julgamentos subjetivos, e teorias de estudiosos, e sua definição pode conter questões como a capacidade do indivíduo de apreciar sua vida, e sua busca por atividades que proporcionem um equilíbrio emocional.

No Brasil, de acordo com a Secretaria da Saúde, a saúde mental é definida como o equilíbrio emocional entre o patrimônio interno e as exigências ou vivências externas. 

Em outras palavras, é a capacidade de lidar com suas emoções e com situações desagradáveis, estar bem consigo e com os outros, saber aceitar as exigências da vida, e principalmente, saber reconhecer seus limites e buscar ajuda quando necessário.

Essa é uma forma mais genérica de entender o que é a saúde mental. Mas para entender de fato o que significa esse conceito, a principal ideia que deve estar em sua mente é que: ninguém é perfeito.

Todos temos limites, vivenciamos uma série de emoções diariamente, e desafios que podem afetar o nosso emocional. E aqui, o grande problema é que muitas pessoas não sabem a melhor forma de lidar com essas adversidades que podem surgir.

Quando isso acontece, alguns dos transtornos mais comuns que surgem são: depressão, estresse, ansiedade, e síndrome de burnout, este último mais relacionado ao ambiente de trabalho.

Apesar do conceito de saúde mental ser mais genérico, e poder sofrer algumas variações, é possível identificar tanto os fatores que com certeza ocasionam doenças mentais, quanto o que pode ser feito para evitá-las.

Fatores que podem ocasionar doenças nos colaboradores

saude mental dos colaboradores fatores que podem ocasionar doencas

Existem diversos fatores que podem prejudicar a saúde mental dos colaboradores: o tipo do trabalho exercido, o ambiente organizacional em si, e a falta de conhecimento ou competências exigidos para um determinado cargo.

Confira a seguir uma lista completa das principais causas:

  • Cobrança intensa por metas inatingíveis;
  • Estímulo à competitividade;
  • Assédio moral;
  • Jornadas de trabalho exaustivas;
  • Clima organizacional estressante;
  • Ameaças constantes de demissão;
  • Falta de comunicação e má gestão;
  • Grande volume de trabalho;
  • Falta de flexibilidade.

De acordo com uma sondagem feita pela Ocupacional Safety and Health Association Europeia (OSHA), 4 em cada 10 funcionários acreditam que o estresse não é um assunto que é devidamente discutido em seus trabalhos.

Além disso, em outra pesquisa feita pela multinacional Regus, 60% dos colaboradores entrevistados afirmaram que seus trabalhos são a causa do abalo de sua saúde mental.

Você sabe como isso pode afetar a sua empresa?

Bom, as principais consequências que podem ser vistas são uma redução na produtividade do colaborador, e um aumento na frequência de faltas, que é mais conhecido como absenteísmo.

Mas além disso, sua empresa também pode sofrer com um alto índice de turnover, e com um aumento considerável dos custos, já que será necessário investir capital e esforços para substituir essa ausência do colaborador.

Apesar de serem transtornos que são muito recorrentes no mundo corporativo, existem diversos métodos e ações que sua empresa pode tomar para evitar que seus funcionários sofram com essas doenças.

Mas para conseguir implantar essas ações de forma eficaz, é importante saber como identificar uma boa saúde mental.

Como identificar características de uma boa saúde mental?

saude mental dos colaboradores como identificar caracteristicas de uma boa saude mental

Ter uma boa saúde mental vai muito além do que um simples diagnóstico. Não basta somente procurar ajuda profissional quando necessário, mas principalmente, deve-se adotar uma série de atitudes diariamente para garantir isso.

Existem diversas dicas dadas por psicólogos sobre como melhorar a sua saúde mental e sua qualidade de vida. A grande maioria dessas dicas estão fortemente baseadas em uma lista de estudo feita pela psicóloga Nancy McWilliams, estudiosa da Psicanálise Clássica e quem descobriu a Psicologia de Caráter.

Confira alguns dos itens descritos pela psicóloga que podem identificar uma boa saúde mental:

  1. Capacidade de amar - tanto a si mesmo quanto aos outros, envolve aceitar as pessoas como elas são;
  2. Capacidade de trabalhar e criar - não precisa ser exclusivamente da vida profissional;
  3. Capacidade de brincar - conseguir se distrair em momentos de estresse, seja por meio de brincadeiras ou pela prática de esportes por exemplo;
  4. Capacidade de autonomia - ser responsável por suas escolhas;
  5. Capacidade de se aceitar - saber que você possui qualidades e defeitos, e saber aceitá-los e avaliá-los;
  6. Adequação da proteção psicológica - não querer fugir de algum problema, e ser capaz de enfrentá-lo independente da dificuldade.

Como eu disse acima, essa lista é usada como referência por muitos profissionais do ramo. Mas a grande pergunta que surge é: o que fazer na prática para alcançar isso?

Segundo uma pesquisa realizada pela Springer Science, a gentileza é um dos principais hábitos que ajuda na diminuição da ansiedade e a ter uma boa saúde mental de forma geral.

Para a doutora e pós doutora em psicanálise, Rose Pam: “Quando recebemos uma gentileza numa cena do cotidiano, mesmo vindo de um estranho, desperta em nós uma sensação de reconhecimento e respeito. Gera, por consequência, um comportamento respeitoso com o outro. Cria-se uma corrente invisível”.

Vamos entender mais sobre os benefícios dessa prática para a saúde mental no próximo tópico.

Quais os benefícios de se ter uma boa saúde mental?

saude mental dos colaboradores quais os beneficios de ter uma boa saude mental

Os principais benefícios citados pela pesquisa que citei também foram embasados em outras pesquisas. Vamos ver alguns deles:

  1. Redução da ansiedade

O primeiro benefício é justamente a redução da ansiedade, que foi comprovado em um estudo conduzido pela Universidade da Colúmbia Britânica. Essa pesquisa selecionou alguns pacientes que estavam realizando um tratamento para ansiedade e os convidaram a praticar um ato de gentileza por dia. 

Depois de 4 semanas, todos os participantes afirmaram terem se sentido mais relaxados, e seus hormônios responsáveis pelo sentimento de felicidade estavam elevados.

  1. Contribui no tratamento de outros quadros

Os resultados dessa mesma pesquisa da Universidade da Colúmbia também constataram que houve uma redução do isolamento social dos envolvidos.

De acordo com o responsável pelo estudo, quando estamos comprometidos com o bem estar de outra pessoa, nós acabamos reduzindo o individualismo e promovendo nosso bem estar ao mesmo tempo, o que pode ser entendido como uma característica de uma boa saúde mental.

Essa atitude, dessa forma, acaba contribuindo para a redução de outros transtornos como a depressão, e ajuda a enfrentar os sintomas dessas doenças.

  1. Garante mais energia

De acordo com outro estudo publicado no Internacional Journal of Behaviour Medicine, uma pessoa tende a se sentir mais forte e com mais energia após praticar o ato da gentileza e ajudar os outros.

Dessa forma, a energia e a positividade que surgem podem se tornar constantes, e contribuir para uma maior motivação no dia a dia e para uma melhor qualidade de vida.

  1. Beneficia a saúde do coração

Por fim, um estudo realizado pela Universidade de Miami constatou que a gentileza também aumenta o hormônio da oxitocina, responsável pelos vínculos emocionais. Esse aumento pode ajudar na redução da pressão arterial, o que irá beneficiar a saúde cardiovascular.

Esse hormônio também pode aumentar com o sentimento do amor, que consequentemente, pode reduzir o hormônio responsável pelo estresse, que é um dos grandes responsáveis por prejudicar o coração.

São muitos benefícios, não é mesmo? Com essas práticas, as chances de se ter uma boa saúde mental são grandes. Agora, lembra que mais acima eu mencionei os principais fatores que podem desencadear doenças nos colaboradores?

Todas elas podem ser prevenidas por meio de algumas ações que vamos ver a seguir.

Como aplicá-lo dentro de uma empresa?

O dia a dia em uma empresa nem sempre é fácil. Situações como competitividade interna, alta cobrança, metas inatingíveis, e líderes pouco compreensíveis são muito comuns de serem vistas no mundo corporativo, e que acabam prejudicando e muito a saúde mental.

Mas então, o que pode ser feito para evitar tudo isso?

De acordo com um guia publicado pelo Fórum Econômico Mundial, existem três possíveis abordagens que devem ser tomadas:

  1. Proteger a saúde mental reduzindo os fatores de risco relacionados ao trabalho;
  2. Promover a saúde mental ao desenvolver aspectos positivos de trabalho e as habilidades dos empregados;
  3. Enfrentar casos de problemas de saúde mental independentemente da causa.


Na prática, existem diversos tipos de ações que podem ser tomadas para conquistar esse objetivo. Como exemplo, podemos citar investir em gestão comportamental, proporcionar horários flexíveis e fazer com que seus colaboradores tenham liberdade para tirar dúvidas ou pedir sugestões para seus superiores.

Além disso, sua empresa também pode adotar as chamadas práticas interativas, que segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), melhoram a concentração, produtividade, saúde, bem-estar, humor das pessoas e, consequentemente, o clima organizacional.

Como exemplo dessas práticas estão a yoga, que foca em exercícios respiratórios e físicos para revigorar os músculos, melhorar a concentração e aliviar tensões; e a meditação, que ajuda na concentração, a lidar com as emoções, na reflexão, e a se conectar com nós mesmos.

Grandes empresas como o Google, IBM e 3M já adotam essas práticas, e já perceberam resultados positivos em seus colaboradores.

Por fim, é importante promover programas e palestras que discutam sobre a saúde mental e como ela pode ser cuidada no ambiente corporativo. 

Manter os funcionários informados sobre o tema é extremamente importante não só para que eles saibam exatamente o que é ter uma boa saúde mental, mas também para que saibam se precisam buscar uma ajuda profissional na presença dos sintomas.

Todas essas ações devem ser feitas com planejamento e da melhor forma possível, para garantir que a saúde mental dos colaboradores não seja prejudicada.

Mas agora eu te pergunto: quem é o responsável por liderar e organizar isso?

Como o RH pode interferir e prevenir as doenças?

saude mental dos colaboradores como o rh pode interferir e prevenir as doencas

O grande responsável por garantir a saúde mental dos colaboradores é o departamento de recursos humanos, isso porque ao contrário do que muitos pensam, os profissionais responsáveis por essa área não desempenham somente as funções de recrutamento e seleção ou o gerenciamento da folha de pagamento.

Todo RH possui um papel extremamente importante e abrangente para as empresas, e sua gestão vai muito além dessas tarefas mais burocráticas.

Como exemplo, esse departamento também é responsável por garantir que os colaboradores alcancem seus objetivos, que a empresa consiga atingir sua produtividade e desempenho no mercado; e principalmente, garantir um bom ambiente de trabalho para todos.

Afinal, eu mencionei diversas vezes ao longo deste texto que um ambiente estressante, repleto de cobranças e onde um colaborador não se sinta motivado, com certeza contribuem para uma má saúde mental.

Por isso, podemos dizer que é função dos profissionais de RH saber as melhores formas de engajar e motivar os funcionários da empresa, e dessa forma, garantir sua saúde mental.

E como tudo isso é feito? Por meio de uma boa gestão de RH.

Essa gestão nada mais é do que um conjunto de habilidades, métodos e práticas  que devem ser adotadas pelo gestor da área, com o objetivo de desenvolver e potencializar o capital humano da empresa, e para gerenciar o comportamento dos funcionários aproveitando as diferentes características e habilidades de cada um.

Para alcançar esse objetivo, uma das ações que já é muito usada por esse departamento é a organização de programas de incentivo. Você já ouviu falar sobre eles e sabe como funcionam?

Programas internos nas empresas podem ajudar?

Com certeza! Hoje em dia, existem diversas ações que podem ser organizadas com o objetivo de motivar e incentivar os colaboradores, que se forem feitos de forma eficiente, irão aumentar sua produtividade e melhorar o clima organizacional.

Esses programas se baseiam em três premissas: motivação individual, reconhecimento organizacional e recompensa, e para promovê-lo, é necessário que sua empresa se preocupe com algumas questões, como manter um bom canal de comunicação, promover feedbacks contínuos, e até mesmo organizar treinamentos por meio de cursos ou oficinas.

Quando tudo isso é levado em consideração, sua empresa poderá adotar os mais variados exemplos de programas de incentivo: o uso de bonificações; prêmios físicos como tablets ou computadores; ou até mesmo viagens concedidas aos colaboradores que conseguirem alcançar as metas estipuladas.

Agora lembre-se: todos esses programas com certeza irão ajudar sua empresa a manter a saúde mental de seus colaboradores, mas para isso, o uso da tecnologia é indispensável.

Como a tecnologia pode ajudar o RH

Hoje em dia, a tecnologia já se tornou um grande aliado à gestão de RH, e o surgimento de ferramentas cada vez mais modernas e eficientes otimizou a rotina desse departamento, e ajudou na realização de diversas tarefas.

Como exemplo, podemos citar sistemas de controle de ponto modernos e completos como o da PontoTel, que além de garantirem a segurança na marcação de ponto, permitem que as empresas consigam acompanhar a jornada de trabalho em tempo real de seus funcionários, até mesmo os que realizam home office por exemplo.

Lembra que no começo do texto eu mencionei que a falta de flexibilidade é um dos principais fatores que causa estresse  no funcionários? Na maioria das vezes, isso acontecia porque as empresas não tinham à disposição um sistema completo que possibilitava diversos tipos de marcação de horário, e principalmente o acompanhamento deles.

Mas esse não precisa ser o seu caso. Com o PontoTel, sua empresa pode adicionar diversos tipos de escalas e jornadas, e acompanhar a marcação dos horários de todos os colaboradores em tempo real por meio de nosso painel de acompanhamento.

Além disso, o sistema também disponibiliza mais de 20 tipos de relatórios gerenciais, que contém todas as informações de jornada dos funcionários e que auxiliam na gestão estratégica da empresa.

Com essas ferramentas, sua empresa não precisará mais se preocupar em ter uma jornada de trabalho flexível. Ficou curioso para saber mais sobre o melhor sistema de controle de ponto do mercado?

Marque uma demonstração,para saber mais sobre o PontoTel e todas as suas ferramentas!

Conclusão

Se você chegou ao final deste texto, então conseguiu entender a importância de garantir a saúde mental de seus colaboradores.

Para isso, a grande dica que te dou é: invista no departamento de recursos humanos da sua empresa, e principalmente no uso da tecnologia. Dessa forma, os profissionais responsáveis por essa área terão mais facilidade em organizar as melhores estratégias para garantir um bom ambiente organizacional e os melhores programas de incentivo e motivação.

Se você gostou deste texto, compartilhe nas redes sociais e continue sua visita em nosso blog, temos diversos textos sobre administração de empresas e RH que podem ajudar o seu negócio.
Rolar para cima
WhatsApp chat