Team Building: O que é e como fazer um exercício diferenciado

team building introducao

O team building é um novo tipo de treinamento dos funcionários que, ao invés de focar no aprimoramento de técnicas e conhecimentos dos colaboradores, possui como foco melhorar as relações entre os funcionários e fornecer técnicas de desenvolvimento emocional e comportamental.

Você já se sentiu desmotivado em seu local de trabalho?

Você sabia que, em uma escala de 1 a 100, a nota média de motivação do profissional brasileiro é de 45? Esse dado é do estudo Mega OHI Brasil 2018 feito pela McKinsey,  que ouviu mais de 167 mil pessoas em mais de 70 organizações.

Por que tantos funcionários se sentem tão desmotivados nas empresas onde trabalham? 

De acordo com a mesma pesquisa, a resposta é simples: falta de reconhecimento e de oportunidades de carreira.

Podemos dizer que hoje é muito comum ver um funcionário se sentindo desmotivado em seu ambiente de trabalho, cansado das funções que exerce ou até mesmo que, em alguns dias, não tenha vontade de ir para a sua empresa.

Apesar do estudo ter destacado a falta de reconhecimento e de oportunidades de carreira como as principais causas, essa desmotivação pode ocorrer por vários outros fatores, como devido ao acúmulo de tarefas ou até mesmo por ter que trabalhar em um ambiente extremamente competitivo.

Ninguém consegue ser produtivo tendo que trabalhar em uma empresa onde se sinta desse jeito, não é mesmo? Afinal, além de afetar suas tarefas diárias, essa desmotivação também pode prejudicar o bem estar físico e emocional dos colaboradores, principalmente com um acúmulo de estresse.

Por isso, é extremamente importante não só saber as causas dessa desmotivação, mas também como melhorá-la. E é aqui que se encontra o team building.

Esse termo em inglês se refere à um novo tipo de treinamento que possui como objetivo motivar os funcionários, e vem sendo cada vez mais usado pelas empresas também como forma de melhorar sua cultura organizacional.

Se você quer entender mais sobre o team building e como aplicá-lo, você está no lugar certo!

Neste texto, eu vou te explicar tudo o que você precisa saber sobre este tipo de treinamento que vem ganhando cada vez mais espaço nas empresas. Para isso, vou detalhar as principais etapas desse método e todos os benefícios que sua organização com certeza terá com ele.

Confira abaixo os principais tópicos que eu irei abordar para que você tenha uma maior noção do que será discutido ao longo deste artigo:

Como temos muito o que ver, não vamos perder tempo!

O que é Team Building: tradução e conceito

team building introducao

Na introdução deste texto, eu citei a pesquisa feita pelo McKinsey sobre desmotivação pelo fato de que o team building é uma nova ferramenta que vem sendo muito usada como forma de combater esse sentimento.

Mas afinal, como ele funciona?

Quando traduzimos esse termo para o português de forma bem literal, o team building é definido como uma “construção de equipes”. Mas saiba que essa tradução não representa da melhor forma o que ele propõe, já que ele possui um objetivo muito mais amplo do que somente esse espírito de união.

Como eu disse acima, ele é um recurso que é bem diferente dos treinamentos mais comuns que são usados para motivar os funcionários por meio do aprimoramento das habilidades e conhecimentos de cada um.

Aqui, o foco está no aprofundamento das relações entre os colaboradores. Para isso, ele usa um conjunto de métodos e técnicas que visam o desenvolvimento emocional e comportamental de todos.

Apesar dele somente estar sendo mais visto hoje em dia, sua ideia surgiu há muito tempo, mais especificamente entre 1920 e 1930. Naquela época, o Conselho Nacional de Pesquisas dos EUA resolveu organizar um estudo em uma fábrica em Chicago. 

Esse caso, que ficou conhecido como Experiências de Hawthorne, cujo nome foi dado em homenagem ao bairro onde se localizava a fábrica, tinha como objetivo analisar o ambiente de trabalho e a relação entre a produtividade dos funcionários e as condições de trabalho, como luminosidade, umidade, horas de trabalho, pressão do grupo, pausas, gerenciamento de líder, etc.

O resultado foi que, quanto maior o sentimento de grupo e uma cultura de trabalho positiva, maior a produtividade da empresa. A partir daí, os empregadores começaram a ter consciência da importância de se manter em um ambiente de trabalho agradável com uma equipe unida e motivada.

E foi também a partir disso que surgiu o team building, que busca desenvolver o espírito de equipe, comprometimento, união, sintonia, liderança, superação de desafios e cumplicidade entre os envolvidos, indo além de uma simples ação motivacional.

Por que o team Building é necessário nas empresas

Bom, esse estudo que citei de Hawthorne foi capaz de comprovar como o ambiente de trabalho interfere não só na produtividade dos funcionários, mas também no bem estar deles.

E isso não vale somente para aquela época. Essa descoberta se tornou cada vez mais presente entre as empresas com o passar do tempo, e por isso se tornou tão essencial que as instituições prestassem atenção se seus funcionários estão motivados.

Com a atual competitividade do mercado, as organizações precisam se manter constantemente atualizadas e em busca de renovação constante, para que sempre consigam melhorar sua produtividade e performance.

Como elas conseguem isso? Por meio de pessoas.

Sem um conjunto de colaboradores, nenhuma organização consegue funcionar. A sobrevivência de seu negócio está diretamente relacionada ao sucesso de todas as equipes da empresa, e é por isso que é tão importante estar preocupado com a motivação de seus funcionários.

Isso porque um colaborador desmotivado não terá um bom desempenho em suas tarefas, não é mesmo?

Se os membros da sua equipe sabem aonde querem chegar juntos, todos serão capazes de tomar decisões estratégicas para fazer melhorias, tanto individualmente quanto em grupo.

O principal objetivo do team building e preparar os colaboradores para que todos sejam capazes de analisar os problemas encontrados, tomar as decisões adequadas e intervir nos processos de forma consciente para melhorar os resultados.  

Podemos perceber que esse tipo de treinamento não foca apenas nas habilidades de cada colaborador, mas permite prepará-los para que auto-gerenciem suas atividades de forma que melhore as relações entre o grupo, criando colaboradores responsáveis pela condução dos processos. 

Essa integração entre os membros das equipes é extremamente importante, pois possibilita que os funcionários por meio do team building criem um melhor entrosamento. 

Agora, além de proporcionar que as empresas tenham equipes mais engajadas, o team building traz uma série de outros benefícios para ambas as partes. Sabe quais são?

Outros Benefícios dos Exercícios em Equipe

team building comunicacao

É claro que uma equipe motivada e engajada traz diversas vantagens tanto para os próprios funcionários quanto para as empresas. Agora, o team building proporciona muitos outros benefícios que eu vou explicar melhor.

O primeira deles é a melhora na comunicação dos times. Quando as empresas adotam esse tipo de treinamento, os funcionários conquistam uma maior interação entre eles, o que pode não acontecer normalmente somente pelo fato de trabalharem juntos.

Por isso, esse treinamento proporciona um maior sentimento de pertencimento do grupo, já que todos irão se conhecer melhor e, consequentemente, conseguirão se comunicar de forma muito melhor com todos os membros.

Com uma boa comunicação, ocorre também um aumento do engajamento, que ocorrerá de maneira mais orgânica e eficiente através da troca de informações entre si.

Mas será que todas as pessoas estão preparadas para o team building?

Infelizmente a resposta é negativa. Por ser um conceito novo de autogerenciamento nem todos os funcionários estão preparados, por isso no processo de implantação desse novo sistema de treinamento e integração é necessário contar com o auxílio do R&S

Todos sabemos como é importante ter um processo seletivo de qualidade para que a empresa consiga atrair profissionais de qualidade. 

Apesar de muitas empresas ainda acreditarem que recrutamento e seleção é uma tarefa simples, preciso te lembrar que esse processo é mais complexo do que se imagina.

Para que sua empresa tenha sucesso não basta encontrar um profissional com as habilidades necessárias para a vaga, é necessário levar em consideração se o profissional tem o perfil para a equipe e para a empresa.

Mas, além de se preocupar com esse processo de recrutamento e seleção, também é importante saber como reter esses talentos.

Um ótimo método para evitar a saída de funcionários é por meio de um bom relacionamento entre eles e seus líderes. E o team building é um grande aliado nesse processo, uma vez que suas atividades permitem que os profissionais se conheçam e criem fortes vínculos.

Para as empresas, o principal benefício é em relação à produtividade. De acordo com uma pesquisa feita pela Sodexo e publicada pela Exame, um bom ambiente de trabalho proporcionado pelo team building proporciona um aumento médio de 86% na produtividade dos funcionários, e de 70% na rentabilidade do trabalho.

Além disso, esse treinamento garante uma gestão de RH mais estratégica, o que aumenta consequentemente a competitividade de seu negócio. Segundo um estudo divulgado pela Harvard Business School, empresas que possuem boas práticas de RH têm desempenho, em média, 51% superior ao do mercado.

Ficou claro como o team building traz diversos benefícios, não é mesmo? Por isso, que tal conhecer agora as etapas desse treinamento?

Quais são as etapas do Team Building?

team building etapas

Como esse tipo de treinamento é bem diferente quando comparado aos mais tradicionais, as etapas necessárias para que ele seja organizado também são um pouco diferenciadas.

Mas antes de falar sobre elas, saiba de uma coisa: o team building normalmente é planejado para ser feito em ambientes mais abertos e espaçosos fora do local de trabalho.

Por isso, cada ação deve ser planejada em conjunto entre os promotores do treinamento, os consultores e os colaboradores em si, para que todos os objetivos sejam atingidos da melhor forma possível.

Agora, quando ele começa a ser planejado, a empresa precisa ficar atenta à algumas etapas iniciais desse processo. Confira o passo a passo a seguir:

  • Reúna todos os participantes e passe as informações necessárias e a programação do treinamento;

  • Em seguida, converse com cada funcionário separadamente, e explique os objetivos desse treinamento, seu conteúdo e a prática que será adotada, além de confirmar se o colaborador está disposto para participar;

  • Durante essa conversa, deixe claro as atividades que serão realizadas e o objetivo delas, para definir o que é esperado com cada uma;

  • Por fim, enquanto estiver realizando o treinamento, fique atento e faça uma análise do desempenho de todas as atividades que foram propostas. No final, pergunte como cada funcionário se sentiu, como foi sua atuação durante o processo e o que foi exigido de sua parte em cada tarefa.

Mas preste atenção: apesar dessas etapas poderem ser seguidas para qualquer tipo de treinamento, é importante ressaltar que o team building não é um processo fixo. 

Isso significa que, toda vez que a sua organização for planejar este tipo de treinamento, ela deve analisar os objetivos que pretende alcançar e trabalhar vários aspectos, como o entrosamento das equipes e a motivação.

Mas afinal, quais são os exercícios mais típicos de team building?

Quais são os exercícios de Team Building clássicos?

Não adianta ler um texto sobre team building sem ver como ele funciona na prática.

Para aprimorar a motivação e engajamento dos funcionários, nada melhor do que propor atividades leves e divertidas que proporcionem uma maior energia a todos, não é mesmo?

Existem vários tipos de atividades que podem ser organizadas pelas empresas, todas promovendo essa maior interação entre as equipes. 

O portal Cake HR publicou os 50 treinamentos mais comuns e que também costumam ter maior sucesso no team building. Como a lista é grande, eu separei as 5 principais para que você tenha noção do que pode ser feito.

  1. Quebra-gelo de uma pergunta

Esse exercício é muito comum de ser feito logo no início do team building, e leva cerca de 20 minutos para ser concluído.

Nele, o líder divide os participantes em duplas e sugere um assunto para que discutam a situação, como por exemplo casamento ou ser líder de uma empresa. A partir do tema, ele fará uma pergunta intrigante para estimular a discussão.

“Se você pudesse fazer apenas uma pergunta para descobrir se o outro é adequado para tal situação, qual seria a sua pergunta?”

Se usarmos o exemplo do casamento, cada membro da dupla pode fazer uma pergunta para descobrir se seu parceiro possui intenção de estar em um relacionamento sério e se casar.

Essa atividade é ótima para quebrar o gelo, e além de ser divertida, também pode levantar questões importantes sobre cada pessoa.

  1. Espiada

Esta atividade normalmente dura cerca de 25 minutos, e propõe que os colaboradores se juntem em grupos para construir uma réplica de uma escultura a partir de blocos de brinquedo.

Parece fácil, mas o desafio é que cada membro do grupo só pode olhar uma imagem da escultura por 10 segundos, e deverá memorizá-la antes de voltar ao time. Depois, ela terá 20 segundos para descrever a obra para seus colegas para que consigam montá-la. O time vencedor será o que chegar mais próximo à escultura original.

Este exercício é muito bom para melhorar a comunicação, uma vez que eles precisam se comunicar de forma eficaz para completarem o desafio.

  1. Quebra-cabeça

team building quebra cabeca

Quem nunca brincou com um quebra-cabeça? Apesar de muitas pessoas com certeza terem se divertido com esse brinquedo quando jovens, ele também pode ser usado como uma atividade do team building.

Aqui, os participantes também são divididos em equipes, e cada uma tem que completar seu quebra-cabeça no menor tempo possível. 

Além dessa atividade proporcionar uma melhor comunicação, o grande diferencial dela é que as equipes terão que perceber que não conseguirão completar seu quebra-cabeça somente com as peças que receberam.

A única forma de completar esse desafio será juntando as peças das duas equipes.  Esse tipo de dinâmica mostra que uma equipe é formada por todos os membros e, muitas vezes, nenhum indivíduo ou grupo pode fazer uma tarefa sozinho.

4. A torre de papel

Como é possível montar uma torre de papel?

Este é o grande desafio dessa atividade, que deve ser completada em cerca de 5 minutos. Seu objetivo é ressaltar a importância do planejamento de tempo e de ações.

Aqui, cada membro do grupo recebe apenas uma folha de papel, e devem construir a maior torre possível sem a ajuda de nenhum outro material.

Ao final, os participantes podem discutir como planejaram a construção dessa estrutura, como gerenciaram o pouco tempo que tinham, e o que poderiam ter feito de diferente.

5. Falando em círculos

Esta tarefa é talvez a mais desafiadora dessa lista que separei, pois exige uma ótima comunicação e confiança entre os membros da equipe.

Todos os participantes do mesmo grupo devem se sentar formando um círculo, e devem receber uma corda que deverão segurar de forma que também formem um círculo com ela.

Em seguida, quem está comandando o treinamento deve pedir que eles criem outras formas geométricas com a corda, como quadrados, retângulos e triângulos.

Até aqui parece fácil, mas a parte mais difícil ocorre em seguida. Uma vez que eles se acostumam com o objeto, todos os membros devem fechar seus olhos, e repetir o exercícios proposto.

Para aumentar ainda mais complexidade da tarefa, pessoas aleatórias da equipe podem ser "silenciadas" em momentos diferentes, o que tornará a comunicação mais desafiadora durante a formação da figura geométrica.

Por estarem vendados e com algumas pessoas impossibilitadas de falar durante a realização da tarefa, essa atividade é ótima para estimular diversos fatores entre os funcionários, além de testar o nível de liderança e confiança no grupo.

Viu só? Todas essas atividades são bem divertidas, e podem gerar bastante risada e momentos alegres entre os colaboradores. Já pensou em forma melhor de incentivar a motivação dos funcionários?

Agora, muitas empresas podem enfrentar dificuldades em motivar um tipo específico de funcionário. Você sabe qual? Vamos descobrir!

O que há de novo em 2019? Exercícios para millennials

team building millennials

Eu tenho certeza que você já ouviu falar sobre os millennials. Mas você sabe me dizer exatamente quais as principais características desses jovens e qual a diferença entre eles e os outros funcionários?

O que é a geração millennials?

A geração millennial enquadra todas as pessoas que nasceram entre as décadas de 80 e 90. E porque eles chamam tanta atenção no mundo corporativo?

Basicamente porque eles são muito conhecidos por serem pessoas que prezam por um ambiente de trabalho descontraído e divertido, que estimule o crescimento pessoal e profissional.

A empresa de seus sonhos é aquela que permite engajamento e aprendizado contínuo, e se sentem motivados sempre que podem aplicar suas habilidades ou quando têm que passar por algum desafio profissional.

Além disso, essa geração luta contra um ambiente de trabalho mais individualizado, que é geralmente o que as gerações mais velhas preferem. Por isso, as empresas que contratam os millennials devem sempre se preocupar em criar um ambiente de trabalho que seja agradável e que retenha seus talentos.

De acordo com uma pesquisa divulgada pelo Entrepreuner, 79% dos millennials entrevistados concordam que as atividades propostas pelo team building ajudam a reter talentos.

Mas cuidado! Não são todas as atividades desse treinamento que funcionam para essa geração, já que eles possuem uma personalidade bem diferente e que deve ser levada em consideração na hora do planejamento do team building.

Como exemplo, os millennials são conhecidos pela sua afinidade e talento com a tecnologia. Então, porque não usá-la à seu favor?

Por mais que muitos considerem essa característica negativa, pelo fato de muitos desses jovens serem extremamente apegados à seus celulares por exemplo, essa habilidade pode favorecer a interação entre uma equipe.

A empresa pode criar várias atividades que podem ser feitas online, pelos próprios celulares ou computadores. Isso com certeza irá manter todos envolvidos e também trará ótimos momentos de diversão.

Além disso, atividades em equipe são ótimas para essa geração, uma vez que esses jovens preferem ambientes de trabalho onde possam trabalhar junto com seus colegas.

Por isso, empresas que contratem esses profissionais devem planejar treinamentos que enfatizem esse trabalho em equipe e que exija colaboração. Mas não se preocupe, pois eu vou te dar a seguir algumas dicas de atividades que podem ser feitas!

Melhores exercícios de team building para millennials

A geração do milênio é empreendedora e interessada na participação. Por isso, é essencial saber quais são os melhores treinamentos para engajá-los. Assim como eu fiz mais acima, aqui eu também vou te dar 5 exemplos de atividades para esses profissionais:

  1. Voluntário

O voluntariado é uma ótima atividade para os millennials como forma de estimular a formação em equipe, uma vez que eles se preocupam em criar uma sociedade melhor.

Para isso, as empresas podem reunir todos os participantes e perguntar quais atividades de voluntariado eles gostariam de fazer, além é claro de pedir que compartilhem com seus colegas as causas que se preocupam.

  1. Caça ao tesouro

team building caca ao tesouro

A caça ao tesouro é uma brincadeira muito comum entre crianças, e também faz com que os jovens trabalhem em equipe para achar o tão esperado tesouro.

E isso também pode trazer grandes resultados quando aplicado com os millennials. Junte esses profissionais em grupos e façam com que eles tenham que resolver juntos uma série de enigmas e pistas para completarem o desafio.

Esse jogo também melhora a comunicação entre o time para que consigam trabalhar juntos, além de também estimular a criatividade de cada um para que solucionem rapidamente cada pista.

3. Gota de ovos

Esta atividade é um pouco mais desafiadora e difícil quando comparada com as anteriores, mas com certeza irá garantir um bom trabalho em equipe.

A gota de ovos propõe que os participantes construam um dispositivo que proteja um ovo de ser quebrado em uma queda.

Depois de montar o pacote, cada equipe deve fazer uma breve apresentação, expondo por que seu pacote é único e por que acham que levará o ovo para o chão com segurança. Depois, é só testar seu projeto e ver se os dos outros grupos funcionam!

4. Duas verdades e uma mentira

Este jogo é muito usado principalmente quando um novo funcionário começa a trabalhar na empresa.

Como seu objetivo é fazer com que todos se conheçam melhor, aqui, os colaboradores também são separados em equipe, e a atividade funciona por meio de rodadas.

A cada rodada, uma pessoa do grupo deve ficar em pé na frente de todos e fazer três afirmações sobre si mesmo, sendo que duas serão verdades e uma será mentira. O desafio é tentar descobrir qual delas é a mentira.

5. Noite de karaokê

Este último não é bem uma atividade, mas sim um momento de diversão que pode ser organizado após o expediente. Uma noite de karaokê pode ser exatamente o que sua empresa precisa, uma vez que ele traz muito divertimento. 

Embora isso não exija as habilidades de brainstorming e de resolução de problemas de algumas das outras atividades de formação de equipe, o karaokê ajuda a criar memórias duradouras e um vínculo profundo entre sua equipe.

Essas atividades voltadas para os Millennium não são tão difíceis, não é mesmo?

Se você chegou até aqui, então já entendeu como o team building pode proporcionar um melhor ambiente de trabalho e aumentar a motivação de seus funcionários. Agora, será que seus resultados podem ser diferentes dependendo do tamanho da empresa?

Team Building para pequenos times

team building pequenas empresas

Como vimos ao longo deste texto, o team building se preocupa em melhorar as relações interpessoais, e consequentemente a motivação dos funcionários da empresa. 

Além disso, também vimos que nenhuma organização consegue funcionar sem pessoas, afinal, elas são responsáveis por manter a instituição funcionando e garantir sua entrega de resultados.

E é por isso que o team building é uma ótima ferramenta que ajuda na construção de equipes, possibilitando que os líderes da organização tenham melhores métodos para aperfeiçoar a comunicação e motivação dos colaboradores.

Quando pensamos neste tipo de treinamento, é mais fácil entender sua aplicação quando tratamentos de empresas de grande porte, afinal, assim como eu disse mais acima, é comum que muitos funcionários que trabalhem em lugares como esses não conheçam os responsáveis por todas as equipes e nem a quem devem se reportar.

Mas saiba que o team building também é eficaz em empresas de pequeno porte com pequenos times. Por mais que seja mais fácil a comunicação entre os colaboradores nesse caso, é a partir dele que a organização pode ter um grande impulso para crescer.

Isso porque esse treinamento pode aumentar ainda mais a interação entre seus membros, contribuindo para um ambiente de trabalho mais harmônico, leve e organizado.

Quando a equipe está em sintonia, comprometida e disposta a encarar desafios maiores, todo o negócio passa a ser beneficiado e desenvolve uma importante vantagem competitiva.

Por isso, caso você tenha uma empresa de pequeno porte, não ache que esse tipo de treinamento é dispensável, pois sua organização com certeza terá grandes benefícios e poderá ter um maior crescimento econômico.

Agora, já vimos como o team building funciona para grandes empresas. Mas que tal ver na prática como algumas organizações tiveram sucesso com essa prática?

Team Building funciona para grandes equipes?

Atualmente, existem várias consultorias que são especializadas em oferecer diversos tipos de atividades de integração e desenvolvimento de equipes às empresas.

Lembra que eu citei acima que o voluntariado é uma ótima atividade especialmente voltada para os millennials? Existem várias organizações, especialmente de grande porte, que já adotam essa prática entre seus colaboradores, e aqui eu vou citar uma empresa que adota essa prática: a Siemens.

A sede da multinacional alemã em São Paulo busca praticar o voluntariado pelo menos uma vez ao ano. A ação é proposta e organizada por uma equipe de colaboradores da área que se juntam, já voluntariamente, para fazer contato com a instituição que ajudam, levantar as demandas, gerir as inscrições, organizar transporte, camiseta, lanche e todos os detalhes que a ação exige.

Geralmente, os participantes são voluntários em uma escola pública de São Paulo ou Jundiaí, onde realizam atividades de pintura, revitalização, plantio, pequenos reparos, etc.

Quando eles terminam essas atividades do dia, os funcionários que participaram da ação apresentam os resultados que tiveram à alta gerência e ao presidente e CEO da Siemens no Brasil, André Clark, para então pensar nas próximas ações. 

Deu para perceber como o team building pode ser eficaz para todas as empresas, não é mesmo?

Até aqui, eu mencionei como esse treinamento é feito de forma presencial. Por isso eu te pergunto: esse método pode ser feito à distância?

Team Building à distância existe?

team building a distancia

Como vimos, o team building é um treinamento fundamental para desenvolver e aprimorar as relações entre os funcionários. Apesar de ser feito principalmente de forma presencial, saiba que é possível organizá-lo à distância.

É isso mesmo. Com o desenvolvimento tecnológico, as empresas hoje possuem diversas ferramentas que podem ser usadas com essa finalidade, e que vem trazendo uma série de benefícios para os envolvidos.

Como exemplo, com o treinamento à distância, parte dos gastos é reduzida, além de proporcionar que os gestores tenham um melhor acompanhamento do desenvolvimento de cada funcionário.

Mas eu te pergunto: a forma de implementar um treinamento à distância é o mesmo do que planejar um presencial?

Em sua maioria, sim. Mas existem outras questões que também devem ser levadas em consideração.

O primeiro passo para qualquer treinamento é saber se planejar. Os gestores deverão definir o tema que será abordado e a forma como ele será distribuído para que você tenha um maior controle dos objetivos que deseja alcançar.

Uma vez que isso esteja definido, é importante fazer uma análise de mercado para saber como outras empresas estão produzindo com sucesso o mesmo conteúdo. Essa análise é fundamental para que a sua organização saiba os métodos que já foram aplicados por suas concorrentes, e o que deu ou não deu certo.

Com os objetivos bem definidos e com essa noção de mercado, é hora de preparar o material que será utilizado. Como o treinamento será feito de forma online, o conteúdo deverá ser o mais fluído possível, para que os gestores tenham certeza de que os funcionários conseguirão realizar o que será proposto.

Por fim, basta escolher a melhor plataforma para que o treinamento seja feito. Mas lembre-se: ele deve ser acessível para todos e deve ter a possibilidade de ser feito em qualquer dispositivo.

Viu só? Se a sua empresa possui colaboradores que trabalham na modalidade de home office por exemplo, saiba que é possível organizar o team building à distância, e com certeza ele pode trazer resultados tão eficientes quanto se esse treinamento fosse feito presencialmente.

Agora, ainda existe uma dúvida muito comum quando se trata do team building.

Team Building pode inspirar a autogestão?

team building autogestao

Para responder essa pergunta, você precisa saber o que é a autogestão.

Quando traduzimos essa expressão, podemos defini-la de forma geral como algo que funciona por si só. Mas essa palavra possui um significado muito mais exato no meio corporativo.

Podemos dizer que a autogestão é um modelo estrutural da empresa, que é livre de hierarquias e autoridades. É um modelo onde todos estão cientes de suas funções e tem total autonomia para desempenhar seu trabalho, sem a necessidade da relação estrutural de chefe e funcionário.

Mas calma! Ela não significa que todos podem fazer o que bem entenderem. A autogestão estabelece uma série de regras e acordos que devem ser seguidos pelos colaboradores que dizem respeito ao funcionamento da empresa.

Para saber mais sobre como funciona a autogestão, clique no link a seguir e confira nosso artigo especial sobre esse assunto: Autogestão: Sua Empresa Pratica? Significado, Vantagens e Exemplos

Agora, qual a relação disso com o team building? Calma que estamos chegando lá!

Como vimos, esse tipo de treinamento traz diversos benefícios tanto para as empresas quanto para os próprios funcionários, uma vez que, com essas atividades, os colaboradores irão conhecer melhor uns aos outros.

E esse conhecimento é essencial para que haja um melhor trabalho em equipe.

Um bom trabalho em equipe só ocorre quando todos os membros da empresa trabalham em conjunto para a realização de todas as tarefas. Ele possibilita a troca de conhecimentos entre todas as equipes e também ajuda na resolução de problemas.

Para que isso seja alcançado, é importante que a empresa invista em treinamentos que tenham esse objetivo, e é aqui que se encontra o team building. 

Um dos benefícios que normalmente é conquistado com as atividades que são desenvolvidas é a capacidade de inovação. Ela é extremamente importante para que os funcionários estejam sempre inovando os processos da empresa e procurando soluções criativas para o dia a dia.

Isso possibilita a obtenção de melhores resultados, aumento da eficiência e otimização dos processos, além é claro do assunto deste tópico: a autogestão.

O objetivo do autogerenciamento é justamente promover a autonomia e igualdade entre os colaboradores, além de disseminar a importância do trabalho coletivo e de que todos da equipe são responsáveis pelas decisões e tarefas do dia a dia. 

Agora, caso sua empresa decida adotá-lo, é necessário prestar atenção em alguns fatores que são essenciais. Afinal, a autogestão é uma grande mudança que, se não for feita com cuidado, pode causar diversos conflitos internos.

Ter uma flexibilidade na jornada de trabalho é um dos fatores que pode ajudar a sua empresa nessa implantação. 

Quando um colaborador possui mais liberdade em seu horário, ele pode ter uma maior motivação, uma vez que ele sabe que é responsável por si mesmo e não tem aquele sentimento de vigilância. Além disso, ele também sabe as consequências de não realizar a jornada correta.

Outro ponto que pode ser de grande ajuda é a autogestão na folha de ponto, que é quando os seus funcionários são responsáveis por todo o processo da folha de ponto, desde o seu preenchimento até o seu fechamento.

Essas e outras características podem ser facilmente implantadas em sua empresa com um bom sistema de controle de ponto, como é o caso da PontoTel.

Nosso sistema possui um controle de ponto móvel no qual os colaboradores podem marcar seus horários de entrada, pausa para o almoço e saída diretamente de seu aparelho celular ou computador por exemplo, além é claro de poderem realizar alterações, em caso de necessidade, em sua folha de ponto.

Com uma ferramenta como essa, com certeza sua empresa terá uma maior flexibilidade na jornada de trabalho de seus funcionários, o que irá facilitar e muito a implantação da autogestão.

Como aumentar o engajamento dos colaboradores

Bom, se sua empresa adotar o team building, com certeza seus funcionários conseguirão ter todos esses benefícios que foram citados ao longo do texto. Agora, caso você queira garantir esse resultado, existem outros métodos que podem ser utilizados em conjunto com esse tipo de treinamento.

Dentre eles, dar feedbacks constantes é uma ótima forma de manter o funcionário atualizado sobre o desempenho de suas funções e os resultados que estão sendo conquistados.

Além disso, é importante deixar claro para todos os colaboradores sua cultura organizacional. Ela depende de diversos fatores, como por exemplo o jeito de lidar com problemas, o jeito de solucionar as questões e o modo de agir da sua empresa. 

Ela também é responsável por reunir os hábitos, comportamentos, crenças, valores éticos e morais e as políticas internas e externas da instituição. Dessa forma, uma boa cultura pode motivar os funcionários e ajudá-los a crescer junto com o empreendimento.

Conclusão

team building conclusao

Se você chegou ao final deste texto, então viu como sua empresa pode incentivar seus funcionários a partir do team building, não é mesmo?

Por isso, é importante que você não só saiba a definição deste tipo de treinamento, mas também as atividades que podem ser feitas e o passo a passo que sua empresa deve seguir antes de implantá-lo definitivamente.

Você não vai perder essa oportunidade, não é mesmo? Se você gostou deste texto, não deixe de acompanhar nosso blog, que sempre postamos textos sobre os melhores assuntos relacionados à administração de empresas e RH!

botão-cadastre2
Rolar para cima
WhatsApp chat

Receba todas as novidades do nosso blog

Inscreva-se na nossa newsletter
e receba matérias exclusivas
no seu email

popup newsletter teste5 3 - Team Building: O que é e como fazer um exercício diferenciado

Não saia agora! Venha conhecer o PontoTel

O aplicativo de controle de ponto em tempo real
que você economiza tempo e dinheiro com cálculos automáticos e gestão de ponto completa.