Capacidade produtiva: como medir, calcular, aumentar e qual a importância para empresas!
BLOG
Time Pontotel 20 de março de 2024 Departamento Pessoal
Capacidade produtiva: como medir, calcular, aumentar e qual a importância para empresas!
Entenda o que é a capacidade produtiva e por que é necessário medir e calcular a produtividade da sua da sua empresa para mantê-la bem estruturada.
Imagem de Capacidade produtiva: como medir, calcular, aumentar e qual a importância para empresas!

Você tem noção de quantos produtos ou serviços sua empresa consegue entregar em uma semana? Se a resposta for não, é hora de entender como medir a capacidade produtiva do seu negócio. 

Fazer a avaliação da capacidade produtiva é primordial para que uma empresa consiga expandir os próprios negócios e tenha controle sobre sua produção atual. Medir e calcular a capacidade produtiva é importante para uma gestão eficiente. 

Neste artigo, será explicado como fazer o cálculo da capacidade produtiva da sua empresa, além de apresentar dicas de como modernizar e expandir tal capacidade . Confira os tópicos que serão abordados: 

Aproveite o conteúdo e tenha uma boa leitura!

O que é capacidade produtiva?

A capacidade produtiva é o limite de serviços e produtos que uma empresa é capaz de produzir em um determinado período de tempo a partir dos recursos disponíveis. 

Sendo assim, se uma empresa consegue produzir 20 peças de um modelo de uma camisa por dia e funciona durante os 5 dias úteis, a capacidade produtiva que ela tem é de 100 camisas por semana.

É necessário ressaltar que capacidade produtiva é diferente de volume de produção; o primeiro diz respeito a quantidade que a empresa é capaz de produzir, já o segundo é sobre quanto a empresa realmente produz. 

Entender essa diferença é crucial para conceituar capacidade produtiva, porque não necessariamente uma empresa precisa produzir a quantidade máxima que ela suporta naquele determinado período de tempo. 

Como a capacidade de produção é definida nas empresas? 

Uma mulher trabalhando com pães

A capacidade de produção de uma empresa é definida a partir da realização de estudos e de uma série de metodologias para entender o tempo de produção de cada produto ou serviço, considerando possíveis falhas e perdas. 

Muitas empresas utilizam o mapeamento de processos e a cronoanálise como as principais ferramentas para definirem a sua capacidade de produção. 

O mapeamento de processos possibilita uma visão macro da linha produtiva do negócio; ele estabelece a relação entre os colaboradores e as atividades da empresa.

Já a cronoanálise é a medição do tempo de realização de cada atividade de um processo, seja ele realizado por uma máquina ou por um funcionário. 

O uso desses dois recursos facilita a definição da capacidade de produção, porém cada empresa tem suas especificidades em relação ao seu produto e isso precisa ser avaliado na hora de levantar esses dados.

Qual a importância de analisar e medir a capacidade de produção da empresa?

Imagine que todos os meses a sua empresa vende todos os produtos que ela produz. Isso é uma verdadeira conquista. Mas, será que não poderia vender ainda mais? Analisar e medir a capacidade de produção da empresa pode contribuir para que seu negócio lucre mais e poupe desperdícios nos processos.

Nesse viés, é essencial que toda empresa saiba se a sua capacidade produtiva é superior ou inferior à demanda. Com isso, a empresa consegue ter uma melhor visão dos processos e identificar a atual eficiência na produção. 

Ainda, pode-se listar os seguintes benefícios em analisar e medir a capacidade de produção da empresa:

  • Mensura a produtividade do time; 
  • Revela problemas organizacionais;
  • Mede a eficiência dos processos;
  • Reduz custos de produção;
  • Ajuda a entender a quantidade ideal de funcionários;
  • Melhora no dimensionamento do estoque.

Logo, ter especificada a capacidade produtiva da sua empresa vai muito além de apenas controlar o estoque e entender o que seu negócio consegue produzir; também relaciona-se a diversas questões gerenciais e organizacionais, por isso é tão importante.

Como medir a capacidade produtiva de uma empresa?

A medição da capacidade produtiva de uma empresa é feita mediante levantamento de 4 classificações de capacidade: capacidade instalada, capacidade efetiva, capacidade disponível e capacidade realizada. Entenda a seguir cada uma delas:

Capacidade instalada

É o máximo da produção suportada pela empresa, desconsiderando eventualidades, falhas ou perdas. Ou seja, tudo que ela consegue produzir se tudo estivesse funcionando o tempo inteiro. Ele é mais hipotético. 

Capacidade disponível

É a capacidade considerando somente os insumos e as agendas disponíveis em um determinado período. Por exemplo, se uma fábrica funciona apenas 10 horas por dia, este número é o que será considerado no cálculo, e não 24 horas. 

Capacidade efetiva

É o mais realista e apresenta a verdadeira capacidade produtiva da empresa, pois considera os insumos e os agentes disponíveis, paradas e interrupções — feriados e problemas no maquinário, por exemplo.

Capacidade realizada

É semelhante à capacidade efetiva, mas leva em consideração perdas não planejadas, ou seja, eventos imprevisíveis, como falta de água, de energia, escassez de matéria prima etc. Ela é feita de acordo com o histórico da empresa, levantando dados da frequência de eventualidades nesta, mas nunca conseguirá ser precisa. 

Sabendo disso, para medir a capacidade produtiva da empresa é preciso dividir a capacidade disponível pela produção real, que é o potencial de saída. Para exemplificar, se uma fábrica produz 1000 brinquedos por dia, mas, a sua produção real é de 800 brinquedos, ela utiliza apenas 80% da sua capacidade.

Com essas informações, a empresa vai saber quais ações precisa tomar para que haja um equilíbrio na produção de acordo com a demanda, assim, fica mais fácil perceber se é preciso reduzir jornadas de trabalho, contratar novos funcionários ou comprar novas máquinas.

Como estabelecer a capacidade produtiva da empresa? 

Uma das principais vantagens de se estabelecer a capacidade produtiva numa empresa é reduzir custos com a produção e aumentar a lucratividade da empresa. Por isso, esse ponto precisa ser levado em consideração.

É necessário observar como está a situação da procura pelo seu produto no momento atual. Se sua empresa produz menos do que o mercado está precisando, é hora de aumentar a sua capacidade produtiva.

Agora, se diariamente sua empresa acumula estoques, podendo até, por exemplo, perder produtos por passar do prazo de validade, é hora de pensar em diminuir a capacidade produtiva da empresa. 

O ideal é sempre manter o negócio de acordo com o momento atual do mercado, isso porque alguns produtos podem vender mais em certas épocas do ano do que em outras, ou pode haver uma demanda repentina pelo seu produto. 

Para entender a importância de controlar a capacidade produtiva do seu negócio, veja esse exemplo: imagine que você fez uma campanha na internet e o seu produto começou a receber uma quantidade de vendas muito superior à demanda anterior, e sua fábrica não estava fisicamente preparada para essa demanda. Seu produto esgota e você fica sem vender. 

Estabelecer a capacidade produtiva do negócio é importante para que sua empresa maximize os lucros e esteja preparada para adversidades. Em casos como o exemplificado, se a empresa tivesse um maquinário em quantidade suficiente, a contratação de funcionários temporários já seria uma solução. 

Portanto, deve-se levar em consideração as necessidades da empresa, a atual situação que ela tem no mercado e possíveis mudanças ao determinar a sua capacidade produtiva. 

Como calcular? 

Para fazer o cálculo da capacidade produtiva da empresa é preciso, antes de tudo, definir qual é a forma de medir essa produção e o espaço de tempo que será aplicado para o cálculo, ou seja, dias, horas, meses ou por ano, por exemplo.

Também, deve-se determinar quais dados serão avaliados: se é a capacidade total ou a produção média da empresa.

Posto isso, é hora de coletar dados e medir a capacidade produtiva. Confira o passo a passo para fazer o cálculo:

Quantificar a produção

Tome nota de quantos produtos ou serviços a empresa consegue produzir a cada hora.

Calcular o tempo produtivo

Obtenha o rendimento diário multiplicando o número obtido anteriormente pela quantidade de horas trabalhadas em um dia útil.

Metrificar as perdas

Faça registros sobre as paradas para manutenção, eventuais defeitos nas máquinas, ausência de funcionários e demais interrupções que possam atrapalhar a produção.

Calcular a eficiência

Após analisar as perdas, estabeleça qual a capacidade produtiva, assim chegando à média de produtividade do time.

Além disso, é necessário levar em consideração mudanças externas, como escassez de matéria-prima, datas sazonais e variações na economia.

A fórmula mais utilizada para observar a capacidade produtiva de uma empresa é:

m = N * t / 60 * h * e

Sendo, N o número de operações, t o tempo de duração de atividade (em minutos), 60 representa a conversão para minutos, h a jornada de trabalho em horas e e, a eficiência.

Tecnologia e capacidade produtiva

Atualmente, a tecnologia virou uma aliada das empresas quando se fala em aumento da capacidade produtiva, independentemente do setor no qual ela faça parte. 

O uso de softwares, por exemplo, automatiza processos que antes seriam realizados com menos agilidade por um profissional. Além de trazer economia para a empresa, faz com que seus funcionários foquem em processos mais estratégicos e menos repetitivos. 

Uma das maiores responsáveis pelo aumento da capacidade produtiva de uma empresa é a inserção de máquinas inteligentes na rotina; elas surgem para otimizar processos e integrar o dia a dia dos colaboradores. 

Pode-se citar como exemplo, os softwares em nuvem, que permitem que todos os funcionários tenham acesso aos arquivos da empresa ao mesmo tempo, algo que antes só seria possível por meio do compartilhamento de máquinas ou dispositivos de armazenamento.

Como aumentar a capacidade de produção de uma empresa?

Existem diversas formas de aumentar a capacidade de produção de uma empresa, mas, antes de tudo, é importante perceber a real necessidade de realizar este aumento, pois serão necessários custos extras.

Se sua empresa chegou no momento em que há a necessidade do aumento de produção, é interessante investir nesses pontos: criação de novos turnos e postos de trabalho, investimento em novas máquinas, terceirização e investimento em treinamento

Aumentando os turnos e seu número de colaboradores — caso já haja o aparato maquinário necessário — a quantidade de produção da sua empresa irá aumentar devido ao aumento de tempo e mão de obra para realizar o trabalho. 

Se há colaboradores demais e máquinas de menos, é importante investir em novas máquinas ou substituir as atuais por mais modernas, isso pode intensificar a produção e otimizar o trabalho. 

Outra ação para aumentar a capacidade produtiva de uma indústria é verificar se há a possibilidade de terceirizar processos em que sua empresa não é especializada. É possível que seu time esteja desperdiçando tempo com atividades que poderiam ser terceirizadas. 

E, por fim, o investimento em treinamentos para seus colaboradores fará com que eles tenham mais eficiência ao conduzir as máquinas e aparelhos da empresa, assim aumentando a produtividade.

Quais os benefícios? 

O aumento da capacidade de produção da sua empresa pode deixá-la mais competitiva no mercado e preparada para o presente e para o futuro. 

Como mencionado anteriormente, datas sazonais e campanhas de marketing podem elevar as vendas da sua empresa e, se ela não estiver preparada, você pode deixar de lucrar por falta de produção. 

Aumentando a capacidade produtiva, você também consegue aumentar a velocidade de entrega dos seus produtos. Empresas com a capacidade produtiva baixa, muitas vezes, levam mais tempo para entregar um produto, o que acaba causando insatisfação dos clientes.

Por fim, há a oportunidade de modernizar sua empresa e deixá-la mais competitiva com o mercado, utilizando equipamentos mais modernos e profissionais treinados o suficiente para executar um bom trabalho.

Contudo, é sempre bom ter cautela e aumentar sua capacidade produtiva dentro das necessidades e do orçamento da empresa para, assim, evitar prejuízos. 

Conclusão

Garrafas vazias em uma linha de produção

Por fim, é a necessidade de uma empresa calcular sua capacidade produtiva, seja um produto ou serviço. Entender o quanto ela consegue produzir na prática é um fator importante para a organização e a competitividade desta no mercado. 

Com o artigo, é evidente a importância de analisar a situação atual da empresa no mercado, de refletir quais são as perspectivas para o futuro e como isso afeta a capacidade produtiva do negócio. 

Ter em mente que o controle e a gestão da capacidade produtiva do negócio faz-se essencial é um dos passos para garantir a prosperidade do seu negócio.

Se esse conteúdo foi esclarecedor e útil, compartilhe com os seus colegas e em suas redes sociais. Continue sempre acompanhando o blog da Pontotel para se manter atualizado(a) das novidades do mundo corporativo.

Compartilhe em suas redes!
Mais em Departamento Pessoal VER TUDO
INICIAR TOUR!