Entenda qual o papel da liderança sustentável nas empresas, qual o contexto e o papel dela nas organizações!

imagem de dois homens e uma mulher sentados em uma mesa com uma mulher em pé apontando para um papel na mesa

Você já ouviu falar em liderança sustentável? Sabe o que esse termo significa? Será que ele é importante para o seu negócio?

A prática da sustentabilidade pode contribuir para o bom desenvolvimento da empresa. Por isso, vale a pena conferir o que está envolvido nesse processo. 

Neste artigo, você verá as respostas de diversas perguntas que ajudam a entender melhor esse conceito e a saber o que está envolvido na implementação do modelo de gestão sustentável:

Boa leitura!

banner descubra a taxa de absenteismo

O que é liderança sustentável?

A liderança sustentável é o processo de tomar decisões e estabelecer relacionamentos, esse tipo de liderança,  busca manter o equilíbrio e o bom funcionamento do ecossistema, em todos os aspectos relacionados à utilização dos bens que sustentam a existência humana, e também visa  colaborar com o avanço da vida em sociedade e a manutenção da economia empresarial.

Na verdade, esse modo de liderar pode ser adaptado para diferentes esferas organizacionais, entre as quais, podemos citar:

  • Escolas; 
  • Empresas;
  • Órgãos públicos. 

Contexto da liderança das empresas no desenvolvimento sustentável

imagem de uma pessoa segurando terra com uma planta no centro

No cenário empresarial, o desenvolvimento sustentável engloba a importância da organização em estabelecer medidas que promovam o crescimento do negócio, mas que, ao mesmo tempo, sejam pautadas nos princípios da sustentabilidade. 

Ou seja, é fundamental que haja o reconhecimento de que os recursos fornecidos pelo meio ambiente são finitos e devem ser preservados para que continuem a suprir as necessidades das próximas gerações. Além disso, o ideal é que o ritmo da criação de oportunidades sociais seja proporcional ao progresso da corporação. 

Portanto, a fim de que a sustentabilidade empresarial seja uma realidade, é essencial dar atenção a esse processo durante os 3 níveis de planejamento:

  • Estratégico: é a definição de metas de curto e longo prazo, determinando quais vão ser as estratégias adotadas para alcançá-las.
  • Tático: é hora de analisar e colocar em práticas as medidas criadas no plano estratégico com o intuito de atingir os objetivos maiores;
  • Operacional: é o funcionamento do dia a dia da organização, com a elaboração de atividades para cada equipe ou profissional.

Nesse sentido, para que todas essas etapas visem ações sustentáveis, é indispensável que o líder seja o primeiro a dar o exemplo, contribuindo para a formação de uma cultura organizacional voltada para a sustentabilidade.

Quais as principais características desse tipo de liderança?

O líder sustentável apresenta qualidades que ajudam na relação com os colaboradores e a sociedade e no favorecimento do lado econômico da empresa. Dentre as características pessoais desejáveis nesse tipo de liderança, é possível destacar: 

  • Honestidade;
  • Empatia;
  • Altruísmo;
  • Humildade;
  • Raciocínio lógico;
  • Perseverança.

Além do mais, o gestor que pratica uma liderança sustentável precisa ter consciência do seu papel dentro da organização, compreendendo plenamente quais são as suas atribuições, por exemplo:

  • Apoiar o desenvolvimento profissional dos liderados;
  • Manter uma visão holística sobre os processos e os recursos necessários para sua execução;
  • Definir metas e elaborar técnicas que permitam alcançar os melhores resultados;
  • Discutir com outros gestores sobre as práticas sociais implementadas pela empresa;
  • Conhecer os stakeholders da organização; 
  • E, assim por diante. 

Principais objetivos de uma liderança sustentável

A liderança sustentável é norteada pelos princípios ESG (Environmental, Social and Governance), em português, “Ambiental, Social e Governança”, que são uma referência às esferas que a empresa precisa propor ações com intuito de garantir a sustentabilidade. Sendo assim, a organização necessita:

  • Reduzir os impactos negativos no meio ambiente provenientes da atuação do negócio no mercado;
  • Apoiar o avanço de uma sociedade justa;
  • Estabelecer uma gestão eficiente e eficaz. 

O que faz um líder com foco na sustentabilidade?

O líder ESG, não é passivo, pelo contrário, mantém uma postura ativa, incentivando os liderados a praticarem ações que resultam no desenvolvimento sustentável do empreendimento. 

No entanto, o gestor faz isso de modo natural, evidenciando por meio de suas próprias atitudes que essa é uma questão relevante para a corporação. Dessa forma, a sua conduta indica que a sustentabilidade faz parte dos valores organizacionais e da missão empresarial

Além disso, é pouco provável que as pessoas sigam uma causa sem compreenderem plenamente a importância. Em vista disso, o líder precisa educar os indivíduos sobre a relevância desse assunto para o crescimento do negócio, mas também é fundamental destacar que o ESG é benéfico para o colaborador como indivíduo e sua família. 

Qual o papel da gestão sustentável nas empresas?

imagem de quatro mulheres sentadas olhando para uma mulher em pé na frente delas

O papel da gestão sustentável é identificar quais são os resultados das ações empresariais tanto no âmbito financeiro como ambiental e social, buscando otimizar as consequências positivas e diminuir as negativas. 

Portanto, a implementação desse modelo de gestão envolve ter uma visão holística e sistêmica dos processos existentes na organização. 

Qual a importância de se ter uma liderança sustentável na empresa?

A liderança sustentável garante o cumprimento do ESG, com isso, o nome da marca é fortalecido, já que o negócio será associado a boas práticas empresariais e sociais. 

Também, a importância que a empresa aborda as questões relacionadas à sustentabilidade pode influenciar o seu lucro final. Primeiramente, porque o ESG aborda a governança corporativa, então as decisões são mais estratégicas e assertivas, diminuindo os conflitos organizacionais. 

Entretanto, além desse fator, as pessoas estão cada vez mais preocupadas com os problemas ambientais. Assim, manter uma atitude sustentável é uma maneira de atrair esse público para o negócio. 

Segundo uma pesquisa da Getty Images, 91% dos participantes pensam que a forma como tratamos o planeta vai provocar um grande impacto no futuro, e 81% espera que as empresas tenham ações que demonstrem consciência ambiental.

Outro benefício do ESG, é que a organização se torna mais atraente para os investidores. Afinal, um empreendimento que segue esses valores possui uma menor probabilidade de se envolver em escândalos, isso é muito positivo, já que nenhum empresário quer investir em uma companhia com má reputação, já que isso poderia manchar o seu nome.

Principais ações desse modelo de liderança

Confira 3 tipos de práticas que devem estar presentes na liderança sustentável. 

Ações Ambientais

Entre as atitudes de uma gestão voltada para a sustentabilidade, encontra-se a melhor utilização dos recursos naturais. Sendo assim, todas as organizações precisam elaborar estratégias com o intuito de reduzir o máximo possível o consumo de materiais da natureza. 

Só para exemplificar, um elemento muito consumido pelas corporações é o papel. Segundo as informações disponibilizadas pelo TJAM (Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas), 50% dos resíduos empresariais são formados por papel. Mas a produção desse item demanda um grande gasto de elementos naturais. 

Os dados do TJAM revelam que para produzir apenas 1kg de papel é necessário 324 litros de água e a confecção de 1 única folha de A4 exige a utilização de 10 litros de água. 

Outro ponto de atenção é o funcionamento do modo de descarte de objetos e substâncias, em especial, se a empresa trabalha com produtos que poderiam contaminar o solo e o lençol freático. 

Porém, mesmo quando se trata de resíduos simples, é possível praticar ações sustentáveis, visando diminuir a poluição. De acordo com a Recicla Sampa, no Brasil, apenas 37% do papel produzido volta para a reciclagem. 

Ações Sociais

A liderança sustentável também precisa promover ações sociais, ou seja, estabelecer procedimentos com o intuito de apoiar o bem-estar de terceiros. 

Desse modo, é importante oferecer condições de trabalho adequadas para os funcionários, promovendo um lugar limpo e seguro. Além disso, o salário ofertado deve ser adequado para a função exercida, não pagando menos do que o mínimo exigido para a categoria e a empresa precisa se esforçar para praticar a diversidade e inclusão. 

Entretanto, aplicando os valores ESG, as medidas não necessitam se restringir apenas ao ambiente interno. A empresa pode criar programas sociais que beneficiem a comunidade local. 

Ações Econômicas

Por último, o líder sustentável deve procurar chances de diminuir os custos empresariais, por exemplo, a implementação do uso de energia por meio de fontes renováveis. 

Ademais, outra intenção do gestor ESG é ampliar o lucro da organização, sempre atentando para situações com riscos em potenciais de trazerem prejuízos para o negócio. 

Assim, é fundamental a criação de uma política ambiental, compartilhando com os liderados o posicionamento da empresa nesse respeito. Também, é essencial elaborar um padrão de qualidade para os serviços e/ou produtos oferecidos pela corporação. 

Conclusão

imagem de barcos de papel brancos e um barco de papel vermelho

A liderança sustentável é um modo de gerenciamento que busca assegurar o crescimento econômico da empresa, mas, criando estratégias para minimizar os danos que isso pode provocar no meio ambiente, já que os recursos naturais são um bem comum a toda humanidade. 

Esse modelo de gestão segue o princípio ESG, que envolve 3 fatores: Ambiental, Social e Governança. Por isso, as ações de sustentabilidade praticadas pela organização não ficam restritas à natureza, mas englobam práticas que visam o bem-estar de outras pessoas e que assegurem o bom funcionamento operacional do negócio. 

Em resultado disso, o empreendimento obtém alguns benefícios, como o fortalecimento do nome da marca no mercado e a maior probabilidade de atração de investidores. 

otimize seu controle de ponto e ganhe tempo para sua gestão
Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima