Liderança: O que é, tipos e atribuições

imagem de uma mulher com os braços cruzados em um ambiente de escritório

Somos TOP of Mind de RH!

Estamos entre os finalistas do prêmio Top Of Mind de RH 2021, na categoria Controle de Frequência. Agora, precisamos da sua ajuda para ir ainda mais longe e levar o prêmio. Clique aqui e vote PontoTel!

A liderança é parte integrante da rotina das empresas. Em qualquer companhia existe sempre alguém que demanda tarefas e outras pessoas que executam. 

Contudo, existem diferentes profissionais em cargos de liderança no mercado, uns que conseguem inspirar pelo exemplo e outros que preferem se impor.

Uma pesquisa realizada pelo Hay Group, em parceria com a Universidade de Harvard, realizada com mais de 95 mil líderes, de 49 países, revelou que quase 50% deles acabam criando um ambiente desmotivador na empresa. Apenas 19% impactam positivamente.  

Mas será que existe um perfil de liderança ideal no mercado para mudar esse número? Esse artigo vai tratar sobre:

Boa leitura!

banner problemas com absenteismo

Liderança: Conceito

Liderança é a habilidade de motivar e inspirar pessoas de forma positiva. Na liderança, essa motivação vem muito mais pelas atitudes práticas do líder do que propriamente dito pelas palavras que ele diz. 

No conceito de liderança, o líder busca influenciar e conduzir a equipe na luta por um mesmo objetivo, contando sempre com a participação de todos e abrindo portas para que a equipe possa participar do processo. 

O líder comumente é confundido com um chefe, mas as características desses dois perfis, são completamente distintas, já que um pensa na coletividade e outro na autoridade, mais a frente você irá conferir as diferenças entre eles.    

O famoso autor John Calvin Maxwell, que escreveu mais de 60 livros, sendo que a maioria deles sobre liderança, descreve-a da seguinte forma:  “Liderança não é sobre títulos, cargos ou hierarquias. Trata-se de uma vida que influencia outra”

Liderança no trabalho: O que é um líder?

programa de desenvolvimento de lideranca

O líder é aquele profissional que tem a capacidade de atrair e guiar de forma inspiradora todos que estão ao seu redor. No ambiente de trabalho, o líder caminha junto com o time para obter resultados, está sempre no mesmo barco que a sua equipe e por decisão própria.

Apesar do líder ter a última palavra para decidir determinada estratégia, ele divide as responsabilidades e deixa a porta aberta para que todos participem dos processos de decisão e execução. Com isso, é possível afirmar que o líder é um agente de mudança. 

Uma vez que, ele é capaz de desenvolver as habilidades do seu time para que no fim todos se tornem protagonistas e não apenas ele, em função do seu cargo de destaque. 

De acordo com um estudo realizado pela Gallup, a influência do líder no engajamento dos funcionários de uma empresa é de até 70%. 

Quais as características de um líder?

O bom líder possui características marcantes dentro da empresa. Até por isso ele é visto como um exemplo por todos. Entre as principais características de liderança podemos destacar: 

  • Bom comunicador: O líder consegue repassar de forma clara e objetiva o que a equipe precisa executar. Por ter uma influência com seus liderados eles recebem e executam as tarefas de bom grado. 
  • Possui relação interpessoal: Educado, agradável, afável e respeitoso, essas são algumas das características do perfil do líder, até por isso sua relação interpessoal é ótima com seus liderados. 
  • Conhece a equipe: Conhecer a equipe a fundo é uma das características essenciais de um bom líder. Pois, é assim que ele consegue aprimorar as qualidades dos profissionais que ele lidera e age para corrigir os pontos fracos.
  • Transparente: Uma das características do bom líder é ser transparente com a equipe. A transparência no dia a dia da empresa, principalmente por meio de feedbacks contínuos, pode fazer com que os profissionais conheçam os erros e saibam exatamente qual o caminho para o sucesso.
  • Bom ouvinte: Por ser um condutor da equipe, o líder acaba dividindo as responsabilidades nas tomadas de decisão. Até por isso ele precisa ser um bom ouvinte e dar voz a todos, sem distinção.  
  • Facilidade para trabalhar em equipe: uma das principais características do líder é a capacidade de conseguir trabalhar bem em equipe. Isso porque, é dele a responsabilidade por conduzir a equipe para atingir os objetivos propostos pela empresa. 
  • É inspirador: O líder vive preocupado com a boa imagem que ele vai passar para sua equipe, isso porque ele tem a responsabilidade de ser um bom exemplo para seus comandados. Em vista que, é assim que ele será respeitado e servirá de inspiração. 

Quais as atribuições de um cargo de liderança?

Os cargos de liderança estão intimamente relacionados à capacidade de gerir pessoas na empresa. 

 Até por isso esse perfil é um dos mais requisitados no mercado, pois, a gestão de pessoas é uma das rotinas mais importantes para que a empresa consiga reter talentos e reduzir seus índices de rotatividade

Mas quais as atribuições de um cargo de liderança?  Confira as essenciais: 

  • Ser um representante da empresa: O líder é o representante dos objetivos e da cultura da empresa em torno dos profissionais que ele irá liderar. Então, uma das atribuições desse cargo é conseguir absorver todos os princípios da empresa, políticas, estratégias e valores, e repassar aos outros colaboradores.
  • Desenvolver o time: Uma das habilidades essenciais do líder é a capacidade que ele deve ter para ser um apoio do RH na escolha de bons profissionais para formar seu time. Além disso, ele deve ter a habilidade para potencializar as competências desses colaboradores. 
  • Organiza as execuções: O líder precisa ter não só a habilidade de inspirar os colaboradores, mas também de guiar e conduzir a equipe na execução dos planos, definindo estratégias, com base no que a empresa lhe propõe rotineiramente. 
  • Demanda as tarefas de forma assertiva: Com seu conhecimento profundo do time, uma das atribuições desse cargo é conseguir distribuir as tarefas corretamente, facilitando a execução dos projetos adequando-as às funções e habilidades de cada profissional, para que as chances de resultados sejam maiores. 
  • Dá feedbacks constantes: Gerenciar os resultados da empresa e oferecer feedbacks são algumas das principais atribuições dos cargos de liderança. Isso porque, a transparência em relação ao desempenho dos seus liderados pode melhorar a execução das tarefas e aumentar o engajamento. Sem contar que os feedbacks podem ajudar na correção de pontos negativos.  
  • Mantém um clima organizacional positivo: O líder também tem por missão manter o bom clima organizacional da empresa. Por isso, ele precisa brigar por condições de trabalho adequadas para a equipe, planos de carreira, remuneração justa e outros. Afinal, o líder além de ser um representante da empresa para com os colaboradores, é um representante da equipe perante a companhia. 

Qual a importância da liderança para uma boa gestão de equipes?

O papel do líder é crucial na boa gestão de equipes. Afinal, ele é o representante da empresa na gestão de pessoas. 

Se o RH contribui para escolher o profissional adequado para determinada vaga, o líder é que irá gerir essa pessoa, buscando motivá-la, inspirá-la e orientando para que ela se desenvolva profissionalmente. 

Se o RH faz o trabalho macro, com estratégias de benefícios, salários e etc., o líder tem o papel de ser a ponte que leva às necessidades dos colaboradores para que a empresa saiba exatamente como deve agir para melhorar o bem-estar deles. 

Por outro lado, ele também é o condutor das metas e objetivos da empresa. Levando para os seus liderados o que deve ser executado e de que forma. 

No entanto, para atingir esses objetivos o líder precisa de habilidades para manter essa boa gestão de equipes, só que para isso, é necessário: 

  • Conhecer os anseios e medos de cada colaborador;
  • Ter um controle sobre os resultados de cada profissional; 
  • Manter uma rotina de feedbacks; 
  • Contribuir para que os colaboradores se desenvolvam; 
  • Seguir as tendências da área e atualizar-se constantemente. 

Tipos de liderança

lideranca situacional

O bom líder impacta diretamente o engajamento dos funcionários. Contudo, nem todos sabem que existem diversos tipos de liderança, que normalmente vai de encontro com as características pessoais do líder. Conheça algumas das principais. 

Liderança compartilhada 

Na liderança compartilhada toda a equipe tem poder de decisão. Desde a proposição de ideias até a solução dos problemas de uma forma geral. 

O líder, nesse modelo, oferece aos colaboradores um poder maior de participação nas estratégias e projetos de uma forma geral. Os profissionais que se utilizam da liderança compartilhada acabam dividindo as responsabilidades e os poderes com todo time. 

É importante ressaltar que liderança compartilhada é diferente de co-liderança. Na co-liderança apenas um grupo, que é designado com a mesma autoridade, tem poder de voz e de decisão, já na liderança compartilhada o poder é dividido entre todos do time. 

Liderança colaborativa 

O líder colaborativo é aquele que tem a habilidade de se colocar no mesmo patamar dos membros da sua equipe. Além de supervisionar os trabalhos e até mesmo ensinar, ele tem a capacidade de executar uma tarefa se for necessário.

Como o próprio nome diz, ele quer colaborar com a empresa, mesmo que para isso precise colocar a mão na massa, executando as mesmas tarefas que um profissional que ele comanda. Aliás, ele faz questão de participar de todo o processo. 

Até porque assim ele consegue conhecer mais sua equipe, facilitando uma visão macro das qualidades dos funcionários, combinando competências para obter bons resultados. O líder colaborativo é flexível, compartilha conhecimento e não tem medo de expor suas falhas. 

Liderança comportamental 

Na liderança comportamental o colaborador adota determinadas posturas, como democrática ou autoritária, de acordo com as situações que lhe são apresentadas. 

O líder comportamental é adaptável, sensível e flexível conforme o perfil da sua equipe e a tudo que impacta seu cargo. 

Por possuir essa sensibilidade quanto às situações que lhe são apresentadas ele cria consigo uma habilidade para inspirar sua equipe, já que está o tempo todo ligado ao que acontece na empresa para poder impactar e conduzir seus colaboradores de maneira assertiva. 

Liderança criativa 

O líder criativo é aquele que se baseia na inovação e é disruptivo quanto ao trabalho tradicional. Assim, ele está o tempo todo buscando estimular a criatividade dos colaboradores para a execução das tarefas. 

Esse é o famoso líder que instiga todos a pensarem “fora da caixa”. A liderança criativa é consumida por um arrojo e por profissionais que não tem medo de inovar ou arriscar para obter resultados. 

Ademais, ele tem a capacidade de ouvir novas ideias e está sempre aberto a adotar novidades na sua rotina, desde tendências a tecnologias inovadoras.   

De acordo com o Relatório Global de Índice de Talentos, feito pela The Economist, a maior falha nas contratações é a falta de criatividade dos colaboradores. Daí a importância da liderança criativa nas empresas. 

Liderança diretiva

Também conhecida como liderança autocrática, a liderança diretiva é aquela em que o líder é o grande responsável pelas tomadas de decisão. Ele não consulta seus liderados e acaba centralizando a execução das tarefas. 

Não há autonomia da equipe em lideranças diretivas e os líderes costumam ser mais rígidos e autoritários. Esse tipo de liderança costuma ser utilizada apenas em casos de situações emergenciais da empresa, onde os resultados precisam ser obtidos a curto prazo. 

Liderança democrática 

A liderança democrática também é conhecida como participativa, isso porque há uma participação de toda a equipe nas tomadas de decisão do líder. O estilo de liderança democrático possui um líder que acredita que não é o dono da verdade, apesar do seu cargo, e valoriza todas as opiniões. 

Mas não só isso, ele é um grande estimulador, para que os colaboradores participem de forma concreta dos processos de tomada de decisão. 

Liderança informal

A liderança informal é caracterizada por ser formada por pessoas que têm a habilidade nata de liderar. Esses são os famosos líderes natos. Antes mesmo de receber um cargo de liderança, ele já inspira e exerce algum tipo de influência sobre quem está ao seu redor. 

Em muitos casos, o líder informal é eleito naturalmente pelos colaboradores que trabalham com ele, pois acaba criando um laço de confiança com o time e as pessoas acreditam que ele é a pessoa ideal para liderá-los. 

O líder informal costuma ser proativo, ter facilidade para trabalhar em equipe e costuma sempre pensar no coletivo, avaliando sempre quais os impactos das suas ações. 

Liderança liberal

Semelhante a liderança democrática, mas com características distintas, no estilo de liderança liberal, o líder também conta com a participação dos seus comandados na tomada decisão, porém, a equipe tem total liberdade para decidir. 

Isso quer dizer que, o líder designa poderes maiores a equipe nesse processo de decisão e apenas participa quando é solicitado. Os colaboradores, então, na liderança liberal, têm maior autonomia e costumam se utilizar bastante do autogerenciamento.

 É comum que se utilizem desse tipo de liderança apenas quando a equipe possui profissionais consolidados e que não veem problema em tomar decisões sem a participação diária do líder. 

Liderança situacional

A liderança situacional é aquela que se adapta a realidade da empresa e as situações do dia a dia. Esse líder tem uma grande facilidade para se adequar às demandas específicas que lhe são propostas. 

Nesse tipo também, o líder consegue lidar bem não só com a situação em si, mas também com o perfil dos seus comandados. 

Independentemente do grau de maturidade dos empregados, novatos ou experientes, ele conseguirá se adaptar para que todos tenham suas habilidades potencializadas e obtenham bons resultados. 

Liderança: Dúvidas

banner top of mind rh

Quando o assunto é liderança ainda existem muitas dúvidas como a diferença entre chefe e líder, a relação com a gestão de pessoas e outras. Abaixo você confere algumas delas. 

Qual a diferença entre líder e chefe?

Muitas pessoas confundem os termos líder e chefe, porém, existem diferenças muito grandes entre esses dois perfis na rotina das empresas. 

Enquanto um, o líder, tem as habilidades necessárias que toda empresa busca atualmente, o chefe está cada vez mais com os dias contados nas companhias. Confira abaixo algumas das principais diferenças: 

  • Líder – guia a equipe x Chefe – dá ordens; 
  • Líder – divide a responsabilidades com a equipe x Chefe – é centralizador ;
  • Líder – democrata x Chefe – autoritário; 
  • Líder – excelente relação interpessoal com a equipe x Chefe – age com autoridade e é temido;
  • Líder – trabalha lado a lado com os colaboradores x Chefe – acredita que os colaboradores têm a função de achar as soluções sozinhos;
  • Líder – Colaboradores têm autonomia x Chefe – Pouca ou nenhuma autonomia para os empregados;
  • Líder – Incentiva os colaboradores a evoluírem profissionalmente x Chefe – Vê os seus subordinados como ameaça para tomar seu cargo; 

Gestão de pessoas e liderança – Qual a relação?

Liderança e gestão de pessoas são complementares e necessariamente precisam estar em sintonia para que a empresa obtenha bons resultados. 

A gestão de pessoas é responsável por gerenciar tudo que envolve os colaboradores da empresa, do recrutamento, contratação a treinamentos. Já a liderança anda em consonância com a gestão de pessoas e caminha lado a lado. 

Dado que, os líderes assumem o papel de motivar e desenvolver os profissionais da companhia. Se a gestão de pessoas precisa de uma visão ampla de todos os processos, os líderes contribuem com uma visão micro e focada na equipe. 

Essa visão do líder faz com que ele tenha a capacidade de reportar ao RH todas as necessidades da equipe, para que a companhia crie estratégias para a gestão de pessoas,  e em contrapartida representa a empresa diante do time. 

Assim, se evita por exemplo que os gestores de RH proponham uma coisa e os líderes outra, causando desinformação nos colaboradores e até mesmo desmotivando-os pelo desalinhamento entre o que o líder fala e o que a empresa fala. 

Como avaliar uma liderança?

A avaliação da liderança passa necessariamente pelos liderados. Posto que, são eles quem poderão dizer se esse profissional a frente da equipe está conseguindo inspirá-los, motivá-los e se tem contribuído para que eles cresçam profissionalmente. 

Quem avalia o líder é um gestor de RH ou o próprio CEO da empresa. A partir dessas informações ele consegue saber se uma liderança tem impactado positivamente ou negativamente na motivação dos colaboradores, engajamento e nos resultados. 

Para isso, no mercado são utilizadas algumas formas de avaliação: 

  • Autoavaliação: Esse é um dos modelos complementares de avaliação, onde o líder expõe sua percepção referente ao seu trabalho. Ela é importante para o CEO avaliar se esse profissional tem a capacidade de perceber os erros e acertos e quais estratégias está desenvolvendo para melhorar a si mesmo e a equipe de uma forma geral. 
  • Pesquisa de campo: Na pesquisa de campo, o gestor que está avaliando o líder aplica uma pesquisa aos liderados. Para não causar mal estar no ambiente de trabalho, normalmente essas pesquisas são fechadas e os colaboradores não se identificam. 
  • Avaliação 360º: Nesse modelo de avaliação o CEO consulta a opinião de pessoas das mais diversas áreas e que têm contato com o líder. De fornecedores, subordinados aos próprios clientes. 
  • Avaliação 180º: No caso da avaliação 180 graus o diagnóstico é feito apenas com a opinião de quem está acima desse líder, ou seja, seus superiores. 

Além disso, a empresa pode também considerar dados de entregas nos prazos, resultados, taxas de retenção de talentos, absenteísmo e rotatividade. 

Tudo isso pode contribuir para que os superiores do líder possam diagnosticar os resultados e separar a má liderança da boa liderança.

Conclusão 

Percebeu a importância da liderança no engajamento e na motivação dos colaboradores e consequentemente nos resultados? Ao longo deste artigo foi falado sobre o reflexo positivo ou negativo que as atitudes do líder podem ter sobre seus liderados. 

No mercado de trabalho a grande busca é por um líder que inspira e que principalmente tem a capacidade de fortalecer as qualidades de quem ele lidera. 

Foi possível ver também que não existe um líder único e sim vários tipos de liderança, que se adequam conforme o perfil do profissional que assume esse cargo. 

Ou seja, para ser um bom líder você não precisa ser igual a ninguém, mas essencialmente precisa saber ouvir, ser empático, ter facilidade para trabalhar em equipe e principalmente não se negar a compartilhar conhecimento com quem está ao seu redor. 

Disse uma vez o sexto presidente norte-americano, John Quincy Adams, “Se suas ações inspiram outros a sonhar mais, aprender mais, fazer mais e tornar-se mais, você é um líder.” Esse é exatamente o papel da liderança de equipe dentro das empresas. 

Gostou do nosso artigo? Então, compartilhe ele nas suas redes sociais. 

Compartilhe em suas redes!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Rolar para cima