Entenda como funciona o officeless, suas principais características e vantagens!

imagem de uma mulher sentada escrevendo em um caderno e segurando um tablet

O trabalho remoto nunca foi tão significativo como nos últimos tempos. Cada vez mais organizações estão aderindo a esse modelo de trabalho. Além de dar maior autonomia aos colaboradores, é também uma maneira de se reinventar no mercado e trazer inovação ao ambiente de trabalho.

É daí que surge o modelo de trabalho Officeless, que é um conceito que estimula as empresas a darem maior autonomia aos colaboradores e consequentemente, melhorar a eficiência dos processos.

Neste artigo você entenderá como funciona o modelo de trabalho officeless, quais as principais características do officeless e como o setor de Recursos Humanos deve se preparar para essa tendência. Veja a seguir os tópicos que abordaremos:

Vamos lá!

controle de jornada digital e gestao de pessoas

O que é officeless?

Traduzido do inglês, a palavra officeless pode ser entendida como “less office”. O conceito levou a um movimento de ruptura com as formas tradicionais de trabalho, visando alcançar maior produtividade por meio de funcionários cada vez mais autônomos.

Officeless é o próximo passo no home office. Ao mesmo tempo em que um entende o trabalho em casa como uma possibilidade ao presencial, adaptando os sistemas da matriz para outro ambiente o officeless vai além, dando aos funcionários a liberdade de executar seu trabalho de qualquer lugar, atendendo às suas necessidades de tecnologia e a cultura da empresa.

A ideia surgiu no espaço de startups de tecnologia, alimentada por um compromisso com a liberdade e a produtividade. Com esse fim, as organizações que adotam essa representação de trabalho devem ter em mente os pilares que compõem o “officeless”: autonomia, propósito e confiança.

Officeless é o mesmo que home office? 

imagem de uma mulher sentada digitando em um computador

Apesar de termos confusos, officeless e home office são conceitos muito diferentes. Ao mesmo tempo em que o officeless é uma cultura moldada sobre uma mentalidade, o home office se trata de um modelo de trabalho, da mesma maneira que o trabalho presencial e o híbrido.

Em um contexto sem escritório, o trabalho não necessariamente precisa ser feito em casa e pode ser realizado em uma cafeteria, espaço de coworking, hotéis ou de onde quer que os funcionários estejam.

O home office é a jornada de  trabalho realizada em casa. No formato remoto, os profissionais trabalham fora do escritório. 

Vale ressaltar que esses modelos de trabalho não seguem necessariamente os princípios do pensamento no-office. Por exemplo, os profissionais ainda podem ser gerenciados e avaliados de acordo com os mesmos padrões usados ​​no escritório, seja em casa ou em um ambiente de coworking.

Futuro do trabalho home office

O trabalho remoto não é um movimento único ou apenas uma mudança física em um espaço organizacional, mas uma alteração para uma mentalidade mais flexível e inovadora.

A mentalidade do trabalho sem escritório está associada a propósito, autonomia e confiança. Os profissionais devem ter autonomia para desempenhar suas atividades, ter tempo para executar seus planos pessoais e garantir que cumprirão suas obrigações independentemente de seu local de trabalho.

Como o home office continua preso ao formato tradicional de um horário e local específicos, quem não tem escritório usa a capacidade da tecnologia para quebrar esse padrão, abrindo uma série de oportunidades para relacionamentos mais abertos com as equipes.

Não é atoa que o modelo está ganhando popularidade. Para você ter uma ideia: a Via Varejo — gigante responsável por marcas como Casas Bahia, Pontofrio e Extra — está adotando esse conceito de regime 100% a distância, onde buscam estar preparados para a chegada das novas tendências do mercado de trabalho.

Como funciona o modelo de trabalho officeless?

Uma das mudanças mais importantes permitidas pelo novo cenário é o aumento do conceito de no office. Isso permite que as empresas abandonem totalmente a presença física e, em vez disso, usem a tecnologia em nuvem para reunir suas equipes e seu trabalho.

Desmantelar a base física de um negócio pode ser uma perspectiva assustadora para alguns, mas os benefícios que isso pode trazer para o negócio são indiscutíveis. A tecnologia tornou o trabalho remoto mais viável do que nunca. 

A velocidade do e-mail, mensagens instantâneas, aplicativos de gerenciamento de projetos, compartilhamento de tela e software de conferência remota tornaram o teletrabalho possível.

Enquanto a maioria das empresas ainda trabalha em escritórios tradicionais, mais empreendedores estão considerando os benefícios dos escritórios remotos. Trabalhar remotamente significa que os funcionários podem mudar de endereço, cidades, estados ou países sem interromper suas trajetórias profissionais.

Eles podem trabalhar tarde da noite ou de manhã cedo, se quiserem. Os funcionários que equilibram o trabalho e a vida pessoal de forma mais eficaz são menos estressados, mais felizes, mais engajados e mais produtivos.

Como preparar a empresa para essas mudanças?

As empresas dispostas a adotar um modelo officeless devem se adaptar à nova filosofia de trabalho remoto. Não apenas fisicamente, mas também na mentalidade de que o trabalho remoto deve ser adotado.

Porque tão importante quanto estruturar é a mudança de mentalidade. Isso porque, ela não refere-se apenas a mudança do espaço físico para um mundo virtual. Isto significa adaptar-se a um modelo onde a flexibilidade e os resultados são os principais valores.

Os líderes devem desenvolver uma mentalidade orientada para resultados e uma mentalidade que valorize a autonomia, o propósito e a confiança dos funcionários, dando-lhes a independência de fazer seu trabalho da melhor maneira possível.

A mudança de atitudes também é eficaz ao medir a produtividade da equipe: acompanhar o tempo de trabalho é menos importante do que os resultados que colaboradores entregam.

Por fim, as empresas devem ajudar os trabalhadores remotos em todas as fases: disponibilizando equipamentos, treinamentos e procurando criar uma atmosfera de relacionamento entre as equipes em ambientes remotos.

Principais características do officeless

imagem de uma mulher sentada na frente de um computador falando ao celular

Para que uma organização adote um conceito officeless, ela deve seguir três pilares que devem ser equilibrados: tecnologia, comunicação e cultura.

Os recursos técnicos são essenciais, não só por questões práticas, mas também para economizar tempo e reduzir despesas.

Outro fator importante é a comunicação, pois não havendo equipe presencial ou feedback imediato, deve-se estabelecer um processo de comunicação confiante para evitar mal-entendidos.

Por fim, o terceiro pilar da gestão remota é a cultura, e esse fator é provavelmente o mais difícil de mudar. No entanto, com os recursos certos e as medidas de implementação para incentivar a mudança, nada é impossível.

Vantagens do officeless para as empresas

Como mencionamos anteriormente, uma das principais vantagens desse modelo é que ele fortalece a confiança entre a equipe e  de fortalecer a construção de relacionamentos mais estáveis ​​e genuínos.

Por se tratar de um conceito que possibilita que as empresas adotem práticas que estimulem o autogerenciamento entre os colaboradores, é possível obter melhores resultados na empresa.

Outro grande benefício do modelo sem escritório são os custos reduzidos associados à configuração e operação de um ambiente de escritório.

E para os colaboradores 

Para muitos profissionais, o officeless tem sido visto como o futuro do trabalho. Essa visão anda de mãos dadas com as vantagens do conceito, que são relevantes tanto para funcionários quanto para organizações.

Entre eles, melhorar a qualidade de vida e bem-estar dos profissionais, aumentar a produtividade, reduzir os custos do espaço físico, motivar a autogestão, flexibilidade e aumento do foco e motivação. Além disso, pode-se notar uma melhora nos resultados obtidos e um aumento na qualidade da entrega.

Como o RH deve se preparar para o modelo de trabalho officeless?

Embora os benefícios do não escritório sejam grandes, também há desafios consideráveis ​​para essa cultura, especialmente para os profissionais de RH. Confira alguns dos seguintes:

Retenção de talentos

Para reter profissionais e controlar a rotatividade, o RH precisa desenvolver medidas que façam com que os profissionais se sintam valorizados e motivados. Assim, fica mais fácil reter os melhores talentos, mesmo se eles receberem propostas de instituições estrangeiras.

A pessoa certa no lugar certo

Algumas pessoas sabem como lidar com necessidades e responsabilidades por conta própria, outras precisam de supervisão para se saírem bem. Por isso, as empresas que aderem a esse conceito devem contratar de forma assertiva para que seu perfil de profissionais corresponda à proposta.

Estrutura de trabalho

Para que os funcionários possam se adequar às propostas feitas pelo escritório, é preciso estruturar. Então, nesse caso, o desafio para o RH é fornecer equipamentos, softwares, ferramentas e, se possível, até bolsas para que os colaboradores possam trabalhar da melhor forma possível.

Saúde mental da equipe

Como os profissionais atuam remotamente, fica mais difícil mapear e identificar os níveis de aptidão mental e emocional das equipes. Além disso, a flexibilidade de não ter um escritório pode prejudicar aqueles que têm mais dificuldade em se organizar. Por isso, as equipes de RH devem estar sempre atentas para ajudar os profissionais que precisam.

Conclusão

imagem de um homem sentado mexendo em um computador na frente de uma mulher

Ao longo deste artigo, explicamos o que é officeless e como funciona esse modelo de trabalho. E ainda, vimos quais são as principais características do officeless e como um RH deve se preparar para esse novo conceito.

Sem dúvidas, o conceito officeless pode trazer muitos benefícios para empresas e profissionais. No entanto, antes da implantação, cabe aos líderes e gestores avaliar se a implantação é viável e alinhada com a cultura da empresa.

Afinal, não faz sentido investir em modernização e seguir tendências se a organização não estiver preparada estruturalmente para essa mudança.

Se você gostou deste texto, compartilhe nas redes sociais e continue sua visita no blog da PontoTel.

software controle de ponto reduz processos operacionais
Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima