Tecnologia no RH: evolução, quais as ferramentas disponíveis e como aplicar na sua empresa

tecnologia no rh

Esperamos que você goste desse conteúdo.

Que tal começar 2021 otimizando processos no seu RH? Conheça o PontoTel. Marque um contato!

O mundo está hiper conectado e vive a 4ª Revolução Industrial. A tecnologia se tornou o centro das atenções, especialmente no mundo dos negócios. Com o setor de Recursos Humanos não foi diferente, pois existem diversas facilidades que a tecnologia traz para o RH.

As inovações e tendências apontam para a qualidade das informações e análise de dados, além  de auxiliar no processo de gestão de pessoas e na área estratégica das empresas, já que o maior custo para a maioria delas é sobre folha de pagamento.

Esse assunto é amplamente difundido no mundo inteiro, e todos estão buscando as respostas que a sua empresa procura, ou então, encontrando soluções que já existem no mercado e garantem eficácia nos processos de RH. 

Neste texto você verá como foi a revolução da tecnologia no RH, diversas ferramentas utilizadas para automatizar os processos e como aplicar da melhor forma na sua empresa. 

Confira os tópicos que serão abordados: 

Vamos lá!

banner registro tratamento e fechamento de ponto

A evolução da tecnologia no RH

O departamento de Recursos Humanos nasceu para organizar os processos que correspondem ao recurso humano dentro das empresas: os colaboradores. Desde o surgimento do que hoje conhecemos como RH, muita coisa mudou.

No Brasil, o RH se estabeleceu a partir da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) na década de  30, e passou por diversas transformações à medida que o movimento sindical avançava, conquistando novos direitos aos trabalhadores.

Se o RH já trabalhava para que as empresas cumprissem as leis, entre 1960 e 1980 o departamento assegurava a Segurança do Trabalho e a Saúde Ocupacional dos colaboradores.  

Além de ser responsável por manter a empresa longe dos tribunais devido às mudanças cada vez maiores e um número assustador de processos trabalhistas.

Mas, só a partir de 1990 que as empresas começaram a construir um ambiente cada vez mais competitivo globalmente, e então o departamento começou a aderir softwares para gerir os seus processos de forma automatizada e inteligente.

O crescimento da tecnologia foi e continua sendo exponencial para suprir as demandas da globalização, e tornar as empresas cada vez mais ágeis, com processos inteligentes para acirrar a vantagem competitiva.

Por outro lado, o RH sempre teve a necessidade de agregar valor na cadeia produtiva de maneira a compreender que o ser humano é que é a verdadeira vantagem competitiva. 

Hoje as empresas e HR Techs trabalham para tornar os processos do setor de RH automáticos e por outro lado, a atenção das pessoas é voltada para o desenvolvimento organizacional.

Qual a importância da tecnologia no rh?

A gestão estratégica tem se integrado ao RH cada vez mais, e isso é benéfico tanto para os colaboradores como para os gestores, já que as novas tecnologias possibilitam prever novas demandas e direcionar o trabalho de maneira assertiva. .

As transformações que a digitalização trouxe para o RH, levou o departamento para outro nível, sendo possível o armazenamento de dados em nuvem. 

O RH Digital, é uma nova maneira de realizar a gestão de pessoas, e os processos que o departamento trata com o benefício da agilidade da tecnologia, e do armazenamento em nuvem que oferecem mais segurança aos dados.

Já o modelo de gestão das empresas e do RH, tem se transformado devido às inovações que surgem no mercado a cada dia. Além da eficiência, agilidade e precisão nas informações, o uso da tecnologia no RH é sinônimo de competitividade e estratégia de negócio.

Como abordamos a digitalização e armazenamento de dados na nuvem, não podemos deixar de exemplificar esse novo cenário tecnológico: a descentralização do trabalho dentro de uma estrutura física organizacional, que também se tornou virtual.

A virtualização do trabalho, ou o famoso home office, ou até mesmo o trabalho remoto, oferece dinamismo para as empresas no quesito custos e produtividade. Hoje existem diversos perfis de profissionais que lidam melhor com as questões de trabalho em um ambiente virtual controlado, outras preferem a pressão diária e o contato físico.

O acesso à internet possibilitou que os colaboradores executem suas tarefas em suas casas ou em ambientes de coworking. O tamanho da empresa já não importa mais, já que muitas novas empresas e startups mudam a cultura empresarial baseado nas necessidades tanto da sociedade como no mundo do trabalho para as novas gerações.

A digitalização do trabalho promove maior qualidade de vida para a empresa e para o colaborador, já que ele muitas vezes é mais produtivo e pode trabalhar em empresas em outras localidades como outras cidades, estados e até mesmo países.

O trabalho remoto ou home office são possibilidades que hoje podem ser uma atração para as empresas, já que muitas pessoas foram obrigadas a trabalhar em casa no período da pandemia do covid-19 e avaliaram sua experiência profissional como positiva e às vezes até melhor do que o trabalho presencial.

Quais áreas do RH podem ser otimizadas com a ajuda da tecnologia?

imagem de pessoas reunidas em frente a um notebook

Basicamente, todas as áreas de RH podem ser otimizadas com a ajuda da tecnologia, já que ela oferece uma gama de possibilidades na otimização de processos e resolução de problemas no departamento. Porém, ainda existe muito espaço para a inovação no ambiente organizacional.

Setor pessoal

Empresas com gestão estratégica integrada, compreendem que a tecnologia pode melhorar com o Employer Branding, ou seja, a marca, reputação e proposta de valor que a empresa consegue transmitir ao colaborador.

Porém, esse não é só um benefício para a empresa pois impacta diretamente no setor pessoal, em programas de treinamento e capacitação dos colaboradores. Esse conjunto de ações que resultam na melhoria da marca também fomentam a cultura interna da empresa.

As mudanças na tecnologia trouxeram para o RH uma gama de oportunidades para melhorar o clima organizacional, estimular a cultura da inovação, criatividade e de feedbacks, e descentralizar a inteira responsabilidade pela saúde e bem estar do colaborador.

No caso do Employer Branding, o RH auxilia outros departamentos a melhorar a qualidade dos processos da empresa e no tratamento com os colaboradores. Os gestores também são protagonistas para garantir a qualidade de vida do seu colaborador e da sua equipe.

Os maiores resultados de uma integração entre os setores promovem uma empresa mais humana e que produz com mais paixão e qualidade. O setor pessoal deve ser entendido como parte de toda a organização, já que existem relações interpessoais em todos os setores da empresa.

Esse cuidado com a cultura da empresa, saúde e bem estar de todos é o que aumenta a reputação da marca dentro e fora do ambiente corporativo e auxilia a empresa a reter talentos e o principal recurso da empresa: o colaborador.

Recrutamento e seleção         

A área de Recrutamento e Seleção foi uma das primeiras a experimentarem as transformações da tecnologia. No começo dos anos 2000 novos sites de busca de empregos e divulgação de vagas surgiram após grande busca em plataformas como Google e Bing.

Para promover a tecnologia nesse processo, novos softwares de R&S começaram a surgir para facilitar a seleção de candidatos e automatizar as etapas do recrutamento. Hoje existem diversas empresas no mercado que possuem sucesso nessa área como a Gupy.

A partir da inteligência artificial e de requisitos de hard skills e soft skills, os novos programas são capazes de pesquisar em diversas plataformas ao mesmo tempo, o melhor candidato para o perfil da vaga. Através de poucos cliques e uma filtragem básica, os recrutadores obtêm informações profissionais dos possíveis candidatos.

A economia de tempo na divulgação de vagas é enorme, já que essas startups oferecem soluções que otimizam o tempo do processo e tem o objetivo de torná-lo mais assertivo ao buscar o perfil ideal para o cargo, com as habilidades necessárias e que tenha mais chances de permanecer na empresa.

Tanto no tratamento dos currículos recebidos como na divulgação e organização dos processos, a área de Recrutamento e Seleção ganha um excelente aliado para digitalizar quase todas as etapas do processo e garantir a comunicação ideal com o candidato.

Gestão de pessoas    

Para a gestão de pessoas, os softwares precisam ser capazes de reunir todas as informações sobre os colaboradores em uma plataforma integrada com outros softwares, que tratam de soluções específicas e que mapeiam todas as características pertinentes do colaborador para a visualização do gestor.

É comum que os softwares de gestão possuam um dashboard em tempo real, para que os gestores acompanhem o processamento dos dados e a situação de cada colaborador. Um sistema completo pode reunir informações sobre o controle de ponto eletrônico, folha de pagamento, férias, avaliações de desempenho contínuas, feedback e outros indicadores.

Os dados processados de maneira adequada, podem garantir ao gestor uma análise precisa dos dados de RH,  e assim tomar decisões mais assertivas sobre o quadro de funcionários, jornada de trabalho e até remanejamentos necessários. O bem estar da empresa e do colaborador é o objetivo de um software de gestão de pessoas.

Treinamento

Um RH sem uma equipe de treinamento revela um sério problema de gestão dos recursos humanos. Não há como exigir qualidade em processos sem a devida intervenção do RH para promover treinamentos, atividades e dinâmicas com os colaboradores, para promover o conhecimento geral das funções e dos resultados empresariais.

Para chegar onde se quer, é necessário saber onde se está, e a gestão de RH precisa prestar atenção em indicadores de desempenho para promover essas ações que visam o aprendizado, como também implementar a aprendizagem contínua coletivas e individuais para alcançar as metas e expectativas empresariais.

Grandes empresas têm aderido ao uso de plataformas para incentivar o aprendizado de funções do setor, e muitas vezes a conclusão dessas atividades somam pontos nos indicadores de desempenho. Contudo, os treinamentos devem conter os principais pontos negativos presentes nos feedbacks para determinar o melhor caminho e a real necessidade do treinamento.

Existem ainda softwares que auxiliam o colaborador a compreender as suas dificuldades em executar as suas tarefas, e os resultados desses dados podem ser processados para determinar o melhor treinamento possível.

Gestão de benefícios    

No setor de RH, a gestão de benefícios é uma rotina importante e que deve ser muito bem planejada, tanto em termos financeiros como estratégicos.

Muitas empresas têm dúvidas sobre como fazer uma boa gestão de benefícios. Uma vez que ele contribui para valorizar o colaborador, retê-lo na empresa, pode resultar na diminuição das taxas de absenteísmo e turnover.

Existem diversos tipos de benefícios que uma empresa pode oferecer para o seu colaborador e que não devem ser vistas como um simples agrado. A função dos benefícios visa a qualidade mental e física do colaborador para mantê-lo saudável e motivado.

Nesse sentido, softwares de gestão de benefício podem considerar os indicadores de desempenhos, feedbacks e estratégias, para sugerir automaticamente quais são os melhores tipos de benefícios para diferentes perfis e necessidades.

Controle de jornada  

Um bom controle de jornada de trabalho pode evitar muita dor de cabeça e alguns processos judiciais.

De acordo com a Consolidação de Leis do Trabalho (CLT), a jornada de trabalho possui o limite de 220 horas mensais. Considerando todo o extenso processo que envolve: controle de ponto eletrônico, benefícios, dsr, banco de horas, horas extras, adicional noturno, folha de pagamento, etc, é necessário um excelente software para tratar de todas essas questões.

Infelizmente, diversas organizações começam a tratar o controle da jornada de trabalho de forma adequada após serem notificadas judicialmente, e convenhamos que nenhuma empresa quer problemas com o Ministério do Trabalho, não é mesmo?

Para que esse processo seja transparente para os colaboradores e para a empresa, o indicado é utilizar software de ponto eletrônico como o PontoTel que recebe os dados de registro de ponto dos colaboradores através do aplicativo, telefone ou computador, e possibilita que os gestores tenham acompanhamento em tempo real na plataforma.

A plataforma também integra outros processos que resultam em uma folha de pagamento correta e um controle de jornada de trabalho eficiente e simples de gerir.

Quais são as tecnologias disponíveis para o RH atualmente?

Muitas empresas têm dúvidas sobre quais são as ferramentas de tecnologia usadas no RH, e felizmente existem várias. Tanto em termos tecnológicos como em soluções, o setor tem se desenvolvido e reconhecido a importância da tecnologia para o RH.

O volume de dados e de trabalho no setor é um dos maiores nas organizações, isso porque requer uma atenção e comprometimento para não cometer nenhum erro. No entanto, especialmente as tarefas que precisam de monitoramento são as que mais têm sofrido negligência pelo setor por falta de tempo: especialmente quando se trata de colaboradores.

Listamos algumas tecnologias existentes para reduzir o tempo operacional do setor, e em contrapartida oferecer uma oportunidade para tornar a empresa mais humana, que considere o recurso humano o principal fator estratégico da organização.

Big Data

O Big Data é um termo da área de Tecnologia da Informação, para um conjunto expressivo de dados com alta complexidade que precisam ser armazenados e processados.

A tecnologia do Big Data possui três pilares que são: Velocidade, Volume e Variedade. A cada ação gerada no seu computador, milhões de dados são processados para que você tenha as informações que precisa.

No RH essa tecnologia auxilia o departamento a processar os dados dos colabores de diferentes softwares, que podem ser integrados em um só para uso de Business Intelligence (BI), que são plataformas de dashboard que processam essas informações  e oferecem um panorama geral.

Armazenamento de Dados na Nuvem

A maneira como se armazena dados sofreu uma transformação radical. Se antes o armazenamento precisava ser completamente físico e dependia de grandes processadores de dados, com o uso pessoal e democratizado da Tecnologia da Informação, o armazenamento precisava então, ser portátil.

Na era dos portáteis, o primeiro HD foi lançado em 1956, porém o primeiro passo para o grande avanço da Era dos Dados aconteceu em 1981 quando a Sony lançou um disquete com um total de armazenamento de 1,4 MB.

A partir daí o volume de dados ficou difícil de mensurar. Depois do disquete veio a era dos CDs, DVDs, Blue-Rays, Pendrives, e somente em 2007 o Dropbox, a empresa que apresentou ao mundo o armazenamento em nuvem, revolucionou o armazenamento de dados e chegou ao Brasil em 2013, mesmo ano de lançamento do Google Drive.

A perspectiva para meados de 2020 era que fossem gerados 350 zettabytes de dados, ou 35 trilhões de gigabytes no mundo todo.

Analytics

O Analytics é a análise dos dados dos conjuntos do Big Data. O objetivo das ferramentas de Analytics, é organizar e analisar uma grande quantidade de dados de forma automática.

O Business Intelligence e outras plataformas de análise, estratégia e gestão de performance precisam dos dados e de um sintetizador que possa mostrar os resultados de forma otimizada.

Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial (AI), é uma tecnologia presente em diversas plataformas de HR Techs, e outros softwares que têm como foco otimizar cada vez mais os resultados de uma operação.

Essa ferramenta é um sistema de autoaprendizagem, que recebe constantemente dados de determinada natureza, processa, armazena, e através de parâmetros ou padrões de excelência pré estabelecidos, as máquinas, os softwares ou uma plataforma é capaz de aprender e executar maneiras mais eficazes de realizar tais tarefas.

Imagine que você tem um sistema de AI, em um determinado software que identifica que o seu padrão de produtividade é de 80%, no entanto, nesta semana você performou com um nível inferior ao esperado. Os sistemas conhecidos como Machines Learnings, podem identificar o motivo da baixa na produtividade e sugerir o que você pode fazer para melhorar da próxima vez.

Esse é apenas um exemplo hipotético de como a Inteligência Artificial pode atribuir ao seu setor de RH. A maioria das startups de HR Techs, possuem sistemas que focam na aprendizagem de padrões e acompanhamento de desempenho de pessoas ou processos.

Gamificação

Você sabia que a gamificação no RH é uma excelente estratégia de engajamento para motivar os seus colaboradores a participarem ativamente de uma atividade, projeto, para atingir uma meta ou concluir um objetivo?

Na prática, esse recurso utiliza as ferramentas digitais e agrega elementos de jogos que aumentam a qualidade competitiva e oferecem prazer e bem-estar aos colaboradores.

A atividade selecionada para se tornar um game, precisa ter um objetivo claro e um progresso bem definido para garantir o envolvimento com o processo. Para que o colaborador se sinta parte, tarefas ou desafios de desenvolvimento pessoal ou profissional podem ser considerados como “regra” principal desse “jogo”.

Para utilizar essa estratégia, não é necessário que se crie um jogo virtual, no entanto, é necessário que, uma dinâmica em grupo que utilizar esse conceito siga as etapas corretamente, que são:

– Objetivo: é necessário que o setor de RH explique exatamente qual será o benefício ao envolver as equipes em um jogo competitivo. Vale lembrar que, esse jogo pode ser tanto coletivo quanto individual, porém, o sentimento de auto desafio deve estar presente.

– Regra: quais são as normas morais ou éticas que estabeleçam limites para a conclusão dos desafios

– Desafios: quais são as etapas do processo para alcançar determinado objetivo, e quais são as tarefas ou desafios que cada colaborador deve executar individualmente ou em grupo para atingir determinada meta.

– Metas: são como as fases de um jogo. As metas são pequenos “gols” que estimulam o cérebro a se engajar cada vez mais, liberando hormônios relacionados ao prazer que dão felicidade para o colaborador que está concluindo as pequenas etapas de um processo maior.

– Feedback: a cultura do feedback deve ser constante, já que os colaboradores precisam ser orientados em seu processo, seja ele pessoal ou profissional, bem como os motivos de bom desempenho devem ser também anunciados para que colaborador saiba que está executando um bom trabalho.

– Recompensa: o que esse jogo pode beneficiar o colaborador, a equipe e a organização? Qual será o ganho, seja ele no campo do desenvolvimento pessoal, interpessoal, profissional, ou em benefícios remuneratórios, bonificações, presentes, dentre outros.

Redes Sociais

As empresas precisam do online para se comunicar com o mundo externo. Não existe hoje uma empresa bem sucedida no mercado que não invista em comunicação, marketing, endomarketing e afins.

Quem não está na internet não existe. As empresas precisam de um ambiente para engajar-se com os seus clientes, fornecedores, stakeholders e também com os seus colaboradores.

Tanto dentro das organizações como no mundo online, os colaboradores que se tornaram fãs da marca e das empresas onde trabalham, se torna natural que feedbacks positivos sejam comunicados, e a vantagem das redes sociais, é que a mensagem pode ser amplamente difundida.

Especialmente as Startups utilizam plataformas como o LinkedIn e o Facebook, por exemplo, para comunicar não apenas sobre seus produtos, mas especialmente sobre a mudança de significado que a empresa causou, o impacto na vida das pessoas e na sociedade, e sobre a cultura organizacional.

Dessa forma, a comunicação eficiente nesse aspecto pode fomentar o vínculo com seus colaboradores, engajar os seguidores a se tornarem fãs, e melhorar a reputação da marca ou empresa.

CRM (Customer Relationship Management)

As plataformas de CRM são famosas por executarem a Gestão do Relacionamento com o Cliente externo. No entanto, dentro das corporações há outro tipo de cliente: o cliente interno, ou o próprio colaborador.

O setor de RH pode considerar abrir um canal de CRM para gerenciar as demandas dos colaboradores, especialmente no campo das sugestões e reclamações. É importante que os gestores de cada área, junto com os gestores do RH sejam responsáveis por gerenciar as questões pertinentes ao ambiente de trabalho e ao bem-estar coletivo.

Chatbots

Os chats são a forma mais rápida de comunicação à distância, e hoje, em muitos casos, não há mais a necessidade de ter um profissional operando manualmente o chat da empresa.

O RH pode se beneficiar de uma tecnologia de chatbot ao criar um conjunto de perguntas e respostas frequentes dos colaboradores a respeito de informações das mais simples às mais burocráticas como marcação de férias, calendário da empresa, emenda de feriados, dúvidas sobre sindicatos, descontos e folha de pagamento.

Existem inúmeras possibilidades que o departamento de RH pode utilizar para melhorar o endomarketing da empresa e diminuir o volume de ligações ou e-mails sobre dúvidas que podem ser sanadas de maneira simples e rápida. Afinal, tempo é um recurso de outro para o RH!

Blog e Conteúdo Digital

Além de serem excelentes para comunicar com os clientes e consumidores em potencial, artigos de blog e conteúdos digitais, tanto em sites da empresa como em redes sociais podem ser grandes aliados do RH em termos de endomarketing e treinamento.

Os artigos de blog, como este que você está lendo agora, podem ser úteis para divulgar uma informação simples ou educar os leitores.

Para o setor de RH, um blog pode servir como um portal de notícias da empresa, divulgação de eventos internos, externos ou onlines, informativos técnicos, novas resoluções e medidas, calendário da empresa, e também um forte aliado da equipe de treinamentos já que artigos bem escritos podem facilitar o aprendizado do colaborador.

Videoconferências

Para o trabalho remoto ou home office, as videoconferências facilitaram e muito a comunicação da equipe. Além de proporcionar uma comunicação direta e em tempo real, as videoconferências substituem as reuniões presenciais e são úteis para validar o desempenho dos colaboradores.

Além disso, as videoconferências podem ser utilizadas para feedbacks com gestores de outras áreas, departamentos, ou até mesmo representantes de outras localidades. Essa ferramenta encurta distâncias geográficas e aproxima equipes, e por consequência, a comunicação aumenta os resultados.

ERP

O sistema ERP (Enterprise Resource Planning) não é exclusivo de RH, porém otimiza a gestão do negócio ao integrar diferentes softwares e análise de dados de diferentes departamentos da empresa, seja comercial, jurídico, de RH, etc.

O interessante de implementar esse tipo de sistema é que, o RH oferece uma excelente visão estratégica sobre a produtividade da empresa, o que torna essa ferramenta um aliado para  tomada de decisão.

Aplicativos Corporativos

Os aplicativos internos são fáceis de serem adotados e utilizados. Com uma plataforma personalizada, a empresa pode criar um sistema único de endomarketing, acompanhamento de desempenho, CRM, além de integrar outras tecnologias, ferramentas e metodologias que já abordamos anteriormente.

Outro benefício é o compartilhamento de informações entre departamentos ou através do colaborador, para setores como RH e financeiro, já que uma opção é a possibilidade de gerar relatórios de gastos em eventos ou reuniões externas, viagens, entre outras.

Plataforma de recrutamento e seleção           

A área de Recrutamento e Seleção do departamento de RH é um dos setores que mais levam tempo para concluir os seus objetivos, isso porque a duração do fechamento de uma vaga pode demorar em média 60 dias em processos convencionais.

Sem dúvidas, é uma das áreas mais importantes da empresa em nível de gestão estratégica, pois é sua responsabilidade identificar talentos e perfis que sejam ideais para as vagas disponíveis na empresa.

A boa notícia é que novas ferramentas onlines surgem cada vez mais devido a alta das startups de HR Tech que visam melhorar os processos do RH otimizando recursos, tempo e melhorando a experiência da tarefa.

Hoje as plataformas otimizam o processo de contratação e garantem uma seleção mais dinâmica, com a facilidade na gestão de dados e inteligência artificial, que identifica automaticamente em diferentes plataformas de divulgação de vagas e currículos.

Software de folha de pagamento       

A experiência de fazer uma folha de pagamento pode ser árdua e cansativa para a maioria das empresas. Existem muitos pontos a serem considerados e diversos dados para fazer esse processo sem erros.

Os softwares de folha de pagamento online otimizam todo esse processo e muitos deles tem a facilidade de integração com planilhas, relatórios, sistemas de ponto eletrônico e também com plataformas de gestão.

Essas ferramentas que lidam com a folha de pagamento, coletam todos os dados e executam os cálculos necessários, considerando todas as regras de jornada de trabalho, remuneração e benefícios.

banner planilha folha de pagamento 1

Agora ficou fácil realizar essa tarefa! Com um sistema inteligente e automatizado, os dados são processados de maneira prática e totalmente online. Além disso, reduz a chance de erros na folha de pagamento. O PontoTel, é um software de RH completo e soluciona as principais dores do setor.

Através de um painel interativo, que pode ser executado a partir de um computador ou de um aplicativo, os gestores podem acompanhar em tempo real todos os processos, o calendário da empresa, a gestão de escalas e controle de jornada e trabalho, e ainda gerar relatórios automáticos.

Avaliação de desempenho     

O uso da Inteligência artificial combinada com o big data, para que o setor de RH possa mensurar a avaliação de desempenho, chama-se People Analytics.

Essa ferramenta mapeia o engajamento, comprometimento e produtividade e identifica os aspectos técnicos e comportamentais do colaborador.

O uso da IA pode identificar padrões de comportamentos, por exemplo, e com isso, serem decisivos na gestão estratégica, no treinamento dos colaboradores e equipes, e especialmente na formação de líderes.

Plataformas e-learning 

Cerca de 70% do conteúdo digital que será consumido nos próximos anos será em vídeo.

Os vídeos oferecem um aprendizado dinâmico e torna o aprendizado mais pessoal, já que precisa muitas vezes da imagem e da voz de um professor-apresentador.

A demanda de graduação e pós graduações à distância, por exemplo, já vinham crescendo nos últimos anos e em 2020 foi praticamente a única modalidade de ensino superior.

Plataformas que oferecem um treinamento digital para os colaboradores, são uma tendência no setor devido a adesão do trabalho remoto e também da facilidade em reunir o conteúdo em um só lugar, sem ter a necessidade de uma reunião presencial.

Outro benefício a ser considerado é a possibilidade de aplicar feedbacks digitais, acompanhamento de desempenho profissional e avaliações online.

Quais benefícios da tecnologia no RH?

Os benefícios da tecnologia no RH são infinitos se utilizados de maneira correta, coerente com as necessidades empresariais e com a perspectiva de estratégia para o crescimento organizacional.

É muito importante que os gestores e o RH, estejam atentos às necessidades dos departamentos e dos colaboradores para buscar soluções que possam melhorar os processos da empresa.

Hoje, diversas empresas estão focadas em otimizar os processos do RH, são chamadas de HR Techs que nasceram para resolver problemas complexos no departamento e oferecem soluções simples.

Através de softwares inteligentes, é possível:

  • Reduzir o tempo de recrutamento e seleção
  • Otimizar o processo de seleção e busca de talentos
  • Melhora a gestão estratégica
  • Processa dados automáticos
  • Integra ferramentas de controle de ponto eletrônico e de tratamento de folha de pagamento e otimizar esses processos
  • Realizar feedbacks virtuais e avaliações contínuas de desempenho
  • Acompanhamento de indicadores de desempenho técnico e comportamental
  • Agiliza processos
  • Padroniza processos e a qualidade dos resultados
  • Aumenta a assertividade na tomada de decisão

Redução de custos    

A automação dos processos no RH pode reduzir muito os custos operacionais, isso porque as soluções presentes no mercado hoje são simples e fáceis de serem utilizadas.

O que levava dias e uma equipe grande de colaboradores para fazer o fechamento do mês da folha de pagamento, agora processa os dados instantaneamente, gera relatórios integrados com outros setores e executa a mesma tarefa com menos pessoas, tempo e recursos financeiros.

Gestão mais estratégica         

No campo da gestão estratégica, a tecnologia no RH maximiza a eficiência dos processos ao reduzir o tempo de execução, os recursos financeiros e humanos, e mantém a qualidade dos processos.

A tecnologia no RH é sinônimo de uma empresa competitiva no mercado e inteligente em gestão de negócios.

Devido às mudanças que a tecnologia e o mundo dos negócios trouxeram, o RH se tornou um setor completo e dinâmico, atrelado à estratégia empresarial e que não lida apenas com horários, recrutamento ou folha de pagamento.

Atualmente o setor possui três ramificações: operacional, tático e estratégico.

Ambos estão ligados à administração dos colaboradores, porém, a novidade é que a tecnologia possibilitou que o setor promovesse a qualidade do desempenho e direcionando os investimentos internos para melhorar a qualidade de vida na empresa.

Automação de processos       

A tecnologia de gestão de recursos humanos possibilita que os processos dos mais burocráticos aos mais simples sejam automatizados.

O setor esteve desassistido em termos tecnológicos por um período, entretanto cada vez mais existem novas oportunidades de melhorar o trabalho do setor de RH.

As grandes responsáveis pela automação de processos, são as HR Techs que criam soluções a partir de problemas complexos no setor e reduzem a intervenção humana no processamento de dados ou na análise deles.

Hoje existem várias plataformas para diversas necessidades, e algumas delas possuem integração com sistemas inteligentes de gestão como BI, ERP ou mesmo o HRIS.

Melhoria da cultura organizacional   

A mudança de mindset é o principal ganho para a melhoria da cultura organizacional. Se invertemos a estrutura do trabalho automatizando processos, as pessoas terão tempo para lidar com as questões mais importantes, estratégicas, criativas e inovadoras das empresas.

O grande problema da falta de criatividade e inovação nas organizações, se deve a falta do tempo hábil para produzir coisas de valor.

A produtividade infelizmente é confundida com tarefas excessivas, e isso não torna o colaborador produtivo e muito menos alguém que gere resultados. A lógica correta é utilizar menor esforço para alcançar resultados maiores: isso é, direcionar os esforços para um objetivo real e assertivo.

Otimização de rotinas   

A importância da tecnologia no RH corresponde a otimização das rotinas do setor, e redução de tempo de até 80%. Imagine um setor de Recursos Humanos que não viva mais no caos e estresse constante: isso pode ser possível com a tecnologia.

No entanto, os profissionais de RH precisam estar atentos às mudanças e transformações tecnológicas no mundo, especialmente no que diz respeito ao setor. 

Hoje não há mais a necessidade de especialistas operacionais, mas sim pessoas que possam utilizar de sua capacidade criativa para melhorar cada vez mais os processos.

Conheça o PontoTel – Software de gestão de pessoas e jornadas

computador-e-celular-pontotel-1

Se você, profissional de RH ou gestor sempre sonhou com uma empresa mais humana e que dedicasse seus recursos para aumentar a qualidade de vida e profissional dos seus colaboradores, saiba que, com a ajuda da tecnologia isso é possível.

O PontoTel é o software ideal para fazer esse sonho se tornar realidade: através de uma gestão completa de pessoas e jornada, os sistemas de controle de ponto, escala, jornada de trabalho e folha de ponto são integrados, o que facilita e muito esse processo no RH.

Esse sistema permite uma ampla gestão de pessoas, já que oferece para os gestores uma visão 360º e em tempo real de todas as questões pertinentes aos colaboradores e ao tratamento do RH.

Além disso, utilizamos a inteligência artificial para sugerir pontos de atenção, melhoria ou mudanças necessárias. Com a possibilidade de gestão estratégica da empresa, o software é capaz de oferecer respostas rápidas para prevenir problemas como absenteísmo e turnover.

Só com uma plataforma completa como o PontoTel a sua empresa possui uma vantagem competitiva na área de Recursos Humanos, Gestão de Pessoas, e Gestão Estratégica.

Conclusão 

imagem de uma pessoa com um notebook

Como você viu, a utilização da tecnologia no setor de RH possibilita uma transformação em processos burocráticos e complexos. O impacto da tecnologia no rh transformou não apenas o setor, como também a gestão de negócios.

Soluções simples nasceram para resolver os piores problemas do departamento de RH, e hoje otimizam os processos do setor, tornando-o mais estratégico. Além disso, as ferramentas de tecnologia são usadas no rh para fortalecer várias necessidades do processo administrativo, como também corporativo.

As tendências para o setor de RH já são uma realidade recente, por isso, esse é o momento da sua empresa aderir às novas tecnologias e softwares inteligentes para aumentar a performance e os resultados dos processos que antes eram manuais, e agora, digitais.

Esperamos que tenha gostado deste conteúdo. Se gostou, compartilhe em suas redes!

Compartilhe em suas redes!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Rolar para cima