Reduza o Absenteísmo com Menos Atrasos e Faltas no Trabalho

atrasos e faltas no trabalho introducao

Toda empresa possui aquele funcionário que chega atrasado, falta no trabalho, não avisa a equipe e deixa todo mundo na mão.

Seja por negligência ou até mesmo para provocar uma demissão, infelizmente esse tipo de comportamento é comum em muitas empresas.

E você sabe quais são as consequências que faltas e atrasos constantes no trabalho podem causar em uma empresa? E como resolver essa situação e acabar de vez com o absenteísmo?

Pois é, nem tudo é tão simples, afinal você precisa identificar quais são os motivos das faltas e atrasos dos seus funcionários.

Vale ressaltar que o absenteísmo é um bom indicador para medir a satisfação e o clima organizacional da sua empresa. Pois funcionários desmotivados tendem a faltar muito mais.

Entretanto motivação não é o único motivo para faltas. Antes de tudo você precisa entender a diferença entre faltas justificadas e injustificadas e como cada uma está relacionada ao alto índice de absenteísmo nas empresas.

Se você está curioso para saber como reduzir o absenteísmo da sua empresa continue lendo este artigo que juntos vamos desvendar e aprender tudo sobre faltas e atrasos nas empresas.

Para começar confira o índice do artigo

Como lidar com atrasos e faltas no trabalho?

No dia a dia de uma empresa o absenteísmo é uma das maiores preocupações dos gestores. Todo mundo sabe a dor de cabeça que um colaborador a menos pode causar no rendimento da equipe.

Funcionários que faltam muito afetam o desempenho de toda a equipe, prejudicando os níveis de produtividade e, consequentemente, o faturamento do mês.

No entanto essa é a realidade de muitas empresas. Mas é importante lembrar que é difícil, para não dizer impossível, não se deparar com a ausência de colaboradores.

Mas quando se é detectada uma alta taxa de absenteísmo o é momento de tentar criar planos de ações para  reduzir as faltas e atrasos.

Quando esse momento chega é natural que duas perguntas sejam feitas.

  1. Será que foi feita alguma ação para evitar que a situação chegasse naquele ponto?
  2. O que é melhor: tratar o absenteísmo ou evitar que ele aconteça?

Antes de respondermos essas duas perguntas vamos ver o que é esse tal de absenteísmo e quais as principais causas desse problemas nas empresas.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Reduza o Absenteísmo com Menos Atrasos e Faltas no Trabalho

O que é Absenteísmo?

Antes de mais nada, é importante conhecer o conceito do absenteísmo.

Esse termo se refere às ausências de funcionários não programadas no trabalho, pode ser tanto por faltas, atrasos ou saídas antecipadas, independente das causas e justificativas para esse evento.

As razões para essa ausência vão desde acidentes de trabalho, doenças, fatores sociais ou culturais, problemas com transporte público entre outros.

Agora que você conhece a definição, vale a reflexão. Um alto índice de absenteísmo significa que alguma coisa está errada na sua empresa?

Logo no início do texto eu falei que o absenteísmo é algo inevitável nas empresas, mas isso não quer dizer que você não possa controlá-lo ou até mesmo reduzi-lo.

Como reduzir faltas no trabalho?

Antes de falarmos sobre a redução do absenteísmo é necessário identificar os tipos de faltas que vêm acontecendo dentro da sua empresas.

Há inúmeras situações que levam o empregado a se ausentar no trabalho, como eu disse desde problemas de saúde até a desmotivação.

Mas para facilitar podemos separar pelo tipo de falta como: Faltas justificadas e faltas injustificadas. Agora vamos ver como elas funcionam?

Quais faltas são justificadas?

As faltas consideradas justificadas são aquelas em que o funcionário deixa de comparecer sem risco de sofrer prejuízos do salários.

O artigo 473 da CLT prevê algumas situações em que a falta poderá ser justificada e por quantos dia:

  • Até dois dias consecutivos, em caso de falecimento de cônjuge, ascendente, descendente, irmão ou pessoas que vivam sob dependência econômica do empregado;
  • Até três dias consecutivos, em virtude de casamento;
  • Cinco dias, em caso de nascimento de filho, na primeira semana;
  • Um dia, a cada doze meses de trabalho, para doação voluntária de sangue comprovada;
  • Até dois dias, consecutivos ou não, para cadastramento eleitoral, durante o tempo necessário para cumprir exigências do Serviço Militar;
  • Até dois dias, para acompanhar consultas médicas e exames complementares, durante a gestação da esposa ou companheira;
  • Um dia por ano para acompanhar consulta médica de filho de até 6 anos;
  • Nos dias em que estiver comprovadamente realizando provas de exame de vestibular para ingresso em estabelecimento de ensino superior.

Agora vamos ver quais são as faltas injustificadas.  

Quais faltas não são justificáveis?

Quem trabalha em RH sabe que os colaboradores arrumam histórias malucas para justificar uma falta.

Mas as empresas podem considerar como ausência injustificada quando o colaborador deixa de comparecer ao trabalho sem apresentar um das justificativas estabelecidas pela lei ou sem ter um atestado médico em mãos.

O que a empresa pode descontar em caso de falta do empregado?

atrasos e faltas no trabalho o que a empresa pode descontar em caso de falta do empregado

Uma das perguntas que eu mais ouço sobre faltas injustificadas é: “Quando um empregado falta ao trabalho a empresa pode descontar o quê?”

Pode parecer bobo, mas muitas empresas não sabem quando e como descontar as faltas injustificadas dos funcionários.

Então vamos lá que eu vou te mostrar o que pode ser descontado em caso de faltas.

Quando ocorre uma falta injustificada, pela lei o empregador tem autorização para realizar o desconto na folha de pagamento. Entretanto não é apenas a falta de pode ser descontada, nesse caso o funcionário também perderá o DSR.

Agora você deve estar se perguntando o que é DSR?

O DSR é a sigla para Descanso Semanal Remunerado. De acordo com a lei, todo funcionário que cumpre sua jornada integralmente ou seja, sem atrasos ou faltas injustificadas, têm direito a pelo menos um dia de descanso semanal remunerado.

Dessa forma no caso do funcionário não cumprir a jornada integralmente a empresa não será obrigada a realizar o pagamento do DSR naquela semana.

Pode descontar o domingo por atraso?

Já que falamos sobre esse assunto, quero ressaltar que atrasos também podem acarretar o desconto do DSR.

O DSR também é conhecido como a folga aos domingos, por isso é muito comum a dúvida sobre atrasos acarretarem o desconto do domingo.

A lei é bem clara, ela especifica que o pagamento do DSR só é devido para o funcionário que cumprir a jornada integralmente.

Por isso é recomendável que todos os atrasos, mesmo que sejam apenas alguns minutos ou horas sejam justificados, para que não haja desconto na folha de pagamento.

Entretanto,vale lembrar que todo funcionário tem direito a tolerância de atraso. Aliás, vamos ver como a lei específica esse limite de atraso?

Quantos minutos de atraso é permitido por lei?

atrasos e faltas no trabalho quantos minutos de atraso e permitido por lei

O artigo 58 CLT, estabelece regras para a jornada dos funcionários definindo alguns padrões a serem seguidos tanto pelas empresas quanto pelos colaboradores.

Veja o que determina o primeiro parágrafo:

“Não serão descontadas nem computadas como jornada extraordinária as variações de horário no registro de ponto não excedentes de cinco minutos, observado o limite máximo de dez minutos diários”.

Esse limite estabelecido pela lei é muito conhecido pelas empresas como a “Tolerância de 10 minutos de atraso”

Dessa forma ainda que a empresa cobre disciplina e assiduidade dos funcionários, não há um limite de dias para o colaborador usufruir dessa tolerância prevista pela lei. Ou seja, se o funcionário atrasou apenas 10 minutos a empresa não poderá realizar o desconto.

Entretanto existem outras medidas além do desconto em folha para os casos onde os atrasos são constantes.

Você sabia que a lei permite que as empresas utilizem advertência em casos de atrasos e falta?

Isso mesmo, a legislação permite advertência e suspensão  para os funcionários que chegam atrasados ou faltam e não apresentam justificativas cabíveis, ou atestados de despensa.

Vale ressaltar que advertências e suspensões podem acarretar demissão por justa causa. Ficou curioso para saber mais sobre esse tema? Então acesse o link acima e confira a matéria completa sobre justa causa por falta.

Quantas advertências por falta gera justa causa?

Quando um funcionário recebe sua primeira advertência no trabalho logo surge a dúvida: “Quantas advertências podem gerar uma demissão por justa causa?”

Essa dúvida é muito comum não apenas para os funcionários, mas também para gestores.

Na verdade, é necessário entender que existe uma hierarquia entre as sanções disciplinares de forma que é preciso que o funcionário tenha 3 advertências e 2 suspensões para que ele possa ser demitido por justa causa.

Entretanto, em alguns casos não é necessário seguir a hierarquia de advertência/suspensão antes de aplicar uma demissão por justa causa.

Caso o funcionário tenha cometido uma das faltas graves especificadas pelo artigo 482 da CLT o empregado já estará autorizado a demiti-lo por justa causa de imediato.

Você deve estar pensando, quais seriam essas faltas graves. Vamos ver alguns exemplos.

Desídia no desempenho das respectivas funções

Desídia é uma palavra que não ouvimos habitualmente, ela significa uma conduta de negligência ou má vontade do colaborador.

Esse é um dos motivos para demissão por justa causa. E se você estiver se perguntando qual é a relação disso com o absenteísmo, vou explicar.

Bom, quando um funcionário está faltando demais, ou se atrasando demais sem apresentar uma justificativa isso quer dizer que ele está com má-vontade em relação a empresa.

Se a prática for recorrente já existe margem para uma demissão por justa causa.

Ato de indisciplina ou de insubordinação

Para você, faltas e atrasos podem se caracterizar como falta de disciplina?

Se nós pararmos para pensar, inúmeras faltas e atrasos injustificados são atos de indisciplina, e além do mais, pode ser também caracterizado como insubordinação quando o colaborador recebe advertências ou avisos e continua insistindo no mau comportamento.

Esses são dois exemplos presentes no artigo 482, que poderiam caracterizar uma demissão por justa causa.

Mas, eu sei que você veio até esse artigo para saber como reduzir o absenteísmo e não precisar chegar ao extremo. Então confira o tópico a seguir.

Como reduzir atrasos no trabalho?

Chegamos em um dos tópicos mais esperados desse texto, afinal reduzir atrasos e faltas é o sonho de toda empresa.

Afinal, que empregador nunca passou por aquela clássica situação onde um funcionário ou um grupo de funcionários começam a apresentar problemas com horário.

No início é bem simples, começa com um atraso ali, depois passa atrasar por 2 dias, depois  1 semana, e de repente a situação começa a sair de controle.

Se você está passando por essa situação ou já passou, sabe muito bem que os danos causados por esse cenário são grandes, como: perda de produtividade, prejuízos financeiros,  desarmonia do grupo e clima organizacional.

Mas calma, antes de tomar qualquer decisão é necessário identificar o motivo pelo qual o colaborador está faltando e para falar disso gostaria de te perguntar você sabe a relação que o absenteísmo tem com a motivação dos seus funcionário?

Não sabe, então siga para o próximo tópico.

Absenteísmo: um problema de motivação?

atrasos e faltas no trabalho absenteismo um problema de motivacao

Existem diversos motivos para uma empresa ter uma alta taxa de absenteísmo, desde problemas de saúde de funcionários até problemas de motivação.

Dessa forma seria errado dizer que altas taxas de absenteísmo são causadas apenas pela desmotivação, entretanto, motivação também está ligada aos  problemas com faltas e atrasos.

Por isso é importante tanto identificar as causas do absenteísmo quanto trabalhar estratégias preventivas para manter os funcionários motivados.

Já dizia um provérbio português: “é melhor prevenir do que remediar”, e no caso da motivação é justamente isso.

Mas agora você deve estar se perguntando como eu posso me antecipar ao problema de absenteísmo e a motivação dos meus funcionários?

Confira algumas dicas a seguir.

Estratégias de RH para motivação de funcionários

Eu sei que você sabe, mas vale a pena ressaltar que funcionários desmotivados são sinônimo não apenas de baixa produtividade, mas também de um ambiente de trabalho hostil.

Eu sei que você está pensando “se motivação é um conjunto de fatores individuais, cada funcionário possui algo que lhes motiva, como minha empresa pode adotar estratégias para motivar a todos?”

Quando se fala em estratégias motivacionais é preciso ter em mente que é preciso montar um plano de ação que englobe a maioria dos fatores motivacionais das pessoas.

Para a master coach e especialista em autoconhecimento Jussara Prado, uma estratégia motivacional eficaz precisa levar em consideração fatores como: clima organizacional, comunicação interna e plano de carreira.

“Visto que existem diversos fatores motivacionais. Cabe ao gestor pensar nas principais razões que levam seus funcionários ficarem desmotivados.”

Fatores como, remuneração, benefícios, clima organizacional e reconhecimento profissional englobam todas as necessidades buscadas por profissionais em um ambiente de trabalho.

Confira os passos essenciais para manter a motivação a nível individual:

Clima organizacional

Umas das primeiras medidas a se pensar quando falamos sobre motivação é o ambiente de trabalho, afinal não há como motivar os funcionários em meio a um ambiente desagradável, em que ninguém se sente bem.

Por isso, o clima organizacional é o primeiro fator a se trabalhar dentro da sua estratégia de motivação.

Realize uma pesquisa de clima organizacional para saber como seus funcionários se sentem no ambiente profissional. Mas cuidado, não adianta realizar o estudo se sua empresa não for resolver as questões apontadas pelos funcionários.

Outro ponto a se lembrar quando falamos sobre clima organizacional é a condição de trabalho. Ofereça um espaço agradável com a estrutura necessária para um bom desenvolvimento das tarefas.

Agora vamos falar do segundo fator da estratégia motivacional que está relacionado a comunicação.

Comunicação assertiva no escritório

atrasos e faltas no trabalho comunicacao assertiva

Você certamente já viu empresas que não abrem espaço para funcionários expressarem suas opiniões sobre o trabalho ou alguma tarefa realizada.

Quero enfatizar que empresas que adotam essa postura estão abrindo as portas para a completa falta de motivação que pode começar em um departamento e rapidamente se espalhar para toda a empresa.

Lembre-se, as pessoas querem ser ouvidas, sentir que suas opiniões importam para o funcionamento de suas equipes.

Bons líderes reconhecem e exploram o poder da comunicação.

Abrir canais de comunicação  para receber novas ideias, críticas e elogios é uma boa forma de fazer com que os colaboradores se comuniquem com seus gestores.

Depois de pedir todas as opiniões, é muito importante dar um feedback e explicar o que foi aproveitado e o que não pode ser aproveitado.

Eventualmente, premiar as melhores iniciativas também pode ser bastante eficiente para a motivação das equipes.

Plano de carreira

Um bom líder é aquele que aperfeiçoa suas habilidades junto com o desenvolvimento da sua equipe.

O reconhecimento é imprescindível para motivar os funcionários, mas a promoção não passa apenas por um aumento salarial. Estimular o desenvolvimento profissional também é uma ótima forma de motivá-los.

O objetivo nesse caso é criar um plano de carreira dentro da empresa para incentivar o desenvolvimento profissional de cada funcionário, oferecendo oportunidades para o crescimento dentro da organização.

Controle de atrasos e faltas no trabalho

Agora chegamos a um tópico muito importante quando falamos sobre motivação e absenteísmo.

Lembra que eu falei sobre a prevenção de altas taxas de absenteísmo?

Claro trabalhar estratégias de motivação é essencial, mas como saber se suas estratégias estão dando certo ou que um funcionário ou uma equipe está desmotivada?

Acredite todo funcionário dá indícios sobre desmotivação, e um dos principais indicadores está em sua jornada de trabalho.

Funcionários que fazem muitas horas extras indicam que estão sobrecarregados, o mesmo acontece com quem está desmotivado, uma vez que ele começar a atrasar com mais frequência e faltar sem justificativa.

Por isso ficar atento quanto a jornada de trabalho, seja hora extra ou atrasos é essencial para manter uma boa relação e produtividade da sua empresa.

Quer saber como os gestores da sua empresa podem administrar essas informações e trabalhar de forma preventiva o absenteísmo de seus funcionários?

Sistema de ponto eletrônico reduz atrasos e faltas

Já pensou ter todas as informações de atrasos, horas extras, faltas em tempo real?

Melhor ainda se os gestores de cada área pudessem controlar as informações da jornada de trabalho de suas equipes.

O uso de um software de controle de ponto permite ter todas essas informações na mão.

Sistemas como o PontoTel facilitam o acompanhamento das jornadas de trabalho. Através do acompanhamento de entrada, o gestor consegue verificar em tempo real, os funcionários que já chegaram e os que estão atrasados.

Os relatórios gerenciais permitem acompanhar os funcionários que mais atrasam, faltam, realizam horas extras, entre outras informações que facilitam o gerenciamento das equipes.

Todas essas informações facilitam na tomada de decisões e identificação de possíveis funcionários sobrecarregados, com problemas de saúde ou desmotivados. Além disso os relatórios de horas extras auxiliam na gestão financeira da sua empresa.

Conclusão

atrasos e faltas no trabalho conclusao

Pronto! Chegamos ao fim desse artigo, e como você descobriu ao longo desse texto  gerenciar faltas e atrasos no trabalho é fundamental para toda empresa.

Você também conferiu algumas dicas para elaborar um bom plano estratégico para reduzir a taxa de absenteísmo e trabalhar a motivação dos seus colaboradores.

Agora não se esqueça daquela dica sobre como o controle de ponto pode te ajudar a gerenciar e prevenir o absenteísmo da sua empresa.  

Por falar nisso, como sua empresa faz o gerenciamento das jornadas dos funcionários? Deixe um comentário e compartilhe conosco.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Reduza o Absenteísmo com Menos Atrasos e Faltas no Trabalho