Entenda como funciona a biometria facial no controle de ponto e confira as vantagens

imagem de uma pessoa segurando um celular fazendo o seu reconhecimento facial

Você sabia que quando falamos em biometria facial, hoje em dia, estamos alinhados com uma das tecnologias mais promissoras em segurança de dados? 

O mercado, de certa forma, já percebeu isso: até 2024, a MarketsandMarkets projetou que o segmento de reconhecimento facial vai saltar de um faturamento de US$ 3,2 bilhões para US$ 7 bilhões.

E já encontramos esse tipo de solução em todo lugar. Devido à pandemia da COVID-19, por exemplo, a biometria facial passou a ser uma etapa a mais de segurança para os usuários no uso de aplicativos, especialmente. Afinal de contas, as tentativas de fraudes digitais também cresceram nesse período.

Por falar nisso: já pensou em agregar essa camada de proteção e conveniência para os seus colaboradores?

A biometria facial pode ser um auxílio e tanto para o acesso e registro de ponto dos funcionários. E para que você já saiba antecipadamente o que vamos abordar, ao longo do artigo, confira os tópicos abaixo:

E então, vamos entender as reais e inovadoras aplicações da biometria facial e como ela pode facilitar o controle de ponto da sua empresa? Boa leitura!

banner chega de utilizar mais de um sistema para fechamento

O que é biometria facial?

Antes de te explicar o que é a biometria facial, precisamos falar sobre o que é essa tecnologia no geral. Bom, a biometria é baseada em métodos de reconhecimento a partir de características físicas de indivíduos.

Como cada pessoa é única, esses aspectos físicos permitem um reconhecimento exclusivo a partir do cadastro realizado. A impressão digital é um bom exemplo.

Já a tecnologia de reconhecimento facial é apenas uma solução que faz uso da biometria. Isso, pois existem outras possibilidades que usam o mesmo conceito, como:

  • Reconhecimento de voz;
  • Leitura da íris;
  • A já citada impressão digital.

Que tal vermos como funciona o processo de mapeamento do rosto?

Como funciona o reconhecimento facial?

Você sabia que existem 80 pontos nodais, aproximadamente, na face de uma pessoa?

Esses pontos nodais são as variáveis que nos tornam tão únicos. É a distância entre os olhos, a curvatura e espessura dos lábios, cicatrizes e marcas expressivas ou mesmo o comprimento do nariz, entre outras dezenas de características.

E o que isso tem a ver com a biometria facial? 

Tudo! Já que a captação das feições que esse tipo de tecnologia utiliza passa por essas dezenas de pontos no rosto.

Assim, cria-se um mapa completo de nossa estrutura facial, permitindo a identificação e validação por meio dessa variável de biometria.

É claro que essa é a versão simplificada ao máximo. Pois, no meio do caminho, o sistema coleta esses dados, registra e codifica de maneira que o nosso rosto se transforme em uma verdadeira chave de acesso.

A melhor parte é que o grau de precisão desse modelo cresceu muito nos últimos anos. Segundo o Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia dos EUA, a precisão da biometria foi de 96 para 99,8% apenas entre os anos de 2014 e 2018.

Ou seja: durante o método de reconhecimento biométrico, os pontos nodais são analisados e, em seguida, uma imagem tridimensional é formada e criptografada de maneira que o sistema reconheça imediatamente a pessoa.

Onde a biometria é utilizada hoje em dia?

Como já discutimos anteriormente, biometria e segurança têm tudo a ver. Inclusive, ainda chegaremos no ponto a respeito do aplicativo de ponto eletrônico que faz uso dessa tecnologia.

No entanto, é importante conhecer as diversas aplicações da biometria facial. É um recurso interessante que mostra o quanto esse método chegou para ficar e não é só uma tendência passageira.

Confira, abaixo, uma lista de utilidades e segmentos que já fazem uso da biometria facial:

  • Instituições bancárias, com o objetivo de ter mais uma linha de defesa para a prevenção de fraudes;
  • Transações financeiras também permitem o uso dessa tecnologia. Alguns caixas eletrônicos já contam com a biometria facial, agilizando o processo e tornando-o seguro para os usuários;
  • Em condomínios. Algo que substitui outros métodos de controle de acesso e favorece o cadastro, inclusive, de outros moradores e dos visitantes. O mesmo vale, inclusive, para outros locais com rigorosos controles de acesso, como laboratórios, entre outros;
  • Aeroportos, onde o reconhecimento facial por foto compara a foto do passaporte e dos passageiros, presencialmente, em tempo real;
  • Transportes públicos para liberar o acesso a passageiros cadastrados no sistema da empresa;
  • Na análise e identificação de suspeitos pela polícia, comparando imagens capturadas e o banco de dados da instituição.

No país, já existem dezenas de iniciativas. Inclusive, de órgãos do governo, como o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Em resposta aos cuidados de distanciamento social, durante a pandemia do coronavírus, o órgão implementou um projeto-piloto de biometria facial para os beneficiários que necessitam realizar a prova de vida — que acontece anualmente.

Mesmo que esteja em fase de testes, o reconhecimento facial — feito pelo aplicativo do INSS — pode dar um salto de conveniência aos beneficiários. Estejamos em fase de distanciamento social ou não.

Afinal, além de segurança e praticidade, a biometria facial pode ser um grande passo para o fim de dispositivos externos para acessarmos e garantir a proteção dos nossos dados.

Isso também vale para a rotina corporativa, como é o caso da biometria no controle de ponto.

Como funciona a biometria facial no controle de ponto?

Uma solução prática, que evita filas dos funcionários para registrar o ponto e também o toque deles. Basta aproximar o rosto diante do dispositivo de biometria facial, e em instantes vai ocorrer o reconhecimento a partir do banco de dados da empresa.

Com isso, obtém-se bastante praticidade para a marcação de ponto. Só que, de maneira complementar, essa tecnologia contribui com o cálculo de horas, da parte do RH, já que todo o processo é automatizado e alinhado com as características do seu negócio.

Não vão mais ocorrer, portanto, erros em decorrência de preenchimentos manuais ou mesmo retrabalho com isso. Os funcionários do setor de RH vão ganhar mais tempo para focar em outras tarefas que exigem mais dos conhecimentos analíticos e estratégicos deles.

Quais são as vantagens da biometria facial no controle de ponto?

Existem, ainda, outras vantagens em adotar o reconhecimento facial por meio da biometria. Vamos ver quais são?

  1. Evita fraudes

Já destacamos, acima, que biometria e segurança caminham lado a lado. E isso vale também para a segurança de dados da empresa, evitando o comprometimento dessas informações serem vazadas.

Todo banco de dados tem que garantir a privacidade das pessoas. E a biometria facial é um meio muito eficiente de contornar qualquer tipo de tentativa de fraude.

  1. Acompanhamento em tempo real

Com soluções de reconhecimento facial, os seus profissionais de RH podem acompanhar as marcações de cada jornada em tempo real. Primeiro, porque os dados são atualizados automaticamente, mas também para monitorar qualquer dado que eles queiram ou necessitem.

Por exemplo: a assiduidade dos profissionais de determinada equipe. Isso tudo é feito por meio de relatórios — são dezenas que podem ser emitidos para facilitar a visualização — gerados de acordo com os seus objetivos. Tudo por meio de um sistema que centraliza as informações e favorece o trabalho analítico da sua equipe.

  1. Compatibilidade com a legislação trabalhista

Além de tecnologia de ponta, a biometria facial tem que acompanhar a legislação trabalhista vigente. E para isso você pode contar com as soluções biométricas mais atuais do mercado que vivem em constante atualização para estar em compatibilidade com as regras e exigências da lei.

  1. Modernização

Outro ponto favorável é o salto qualitativo da sua empresa que o investimento em novas tecnologias agrega. 

Sendo uma solução prática e que traz benefícios palpáveis na rotina, a biometria facial favorece o valor da sua marca no mercado, a partir desse trabalho simples e que é capaz de integrar as informações com outros departamentos.

Dessa maneira, a sua empresa permanece cada vez mais funcional e em diálogo com os diferentes setores e as demandas de cada um. Algo que permite tomadas de decisão inteligentes e ágeis.

  1. Segurança

Já falamos bastante sobre o assunto, mas vale o reforço. Além da segurança dos seus próprios colaboradores, a biometria facial garante precisão nos dados registrados e agilidade no cálculo de horas trabalhadas.

É um jeito de monitorar os dados dos profissionais sem precisar manter uma observação constante. Toda a solução é baseada em diversas camadas de proteção que impedem a perda e o extravio de informações.

  1. Implementação facilitada

Por fim, vale destacar o quanto esse tipo de investimento pode ser facilmente disponibilizado na rotina da sua empresa. Trata-se de uma solução simples, cuja configuração acontece em pouco tempo e a utilização é imediata e intuitiva.

É claro que os profissionais envolvidos ainda podem ser treinados e capacitados por meio do fornecedor da solução de biometria facial. Com isso, evita-se qualquer tipo de imprevisto e gargalo produtivo ao longo do processo de implantação da tecnologia na sua empresa.

Controle de ponto com biometria facial: conheça o PontoTel

Como vimos, a biometria facial é tão versátil quanto precisa em desenvolver a sua empresa de maneira simples e efetiva. Por isso, gostaríamos de convidar você para conhecer o PontoTel.

A empresa foi criada em 2014 com o objetivo de integrar os departamentos das empresas por meio de um software de gestão. Com o tempo, contudo, percebeu-se uma queixa em comum entre os especialistas de RH: o controle de ponto.

A maioria das empresas passava pela mesma frustração de calcular, recalcular e conferir mais uma vez cada jornada de trabalho de cada colaborador e os seus respectivos horários de entrada e saída.

Essa foi a motivação principal do PontoTel, à época. Agora, o passo adiante também atende pelas funcionalidades presentes no recurso de biometria facial.

Biometria facial: funcionalidades do PontoTel

A biometria facial é uma evolução da biometria por digital, por exemplo, que já ronda o mercado de trabalho há um tempo. 

O reconhecimento fácil promovido pelo PontoTel funciona a partir do acionamento da câmera de um dispositivo móvel (como smartphone ou tablet) e faz uma “leitura” do rosto. Estando cadastrado no banco de dados da empresa, a identificação ocorre com agilidade.

Para o setor de RH, inclusive, toda essa conveniência vem acompanhada de uma série de funcionalidades interessantes.

O dashboard é um bom exemplo, que pode ser customizado a ponto de garantir total alinhamento com as necessidades de cada empresa. Isso, como resultado, traduz-se em agilidade para a tomada de decisões estratégicas e também na assertividade das escolhas feitas.

Isso porque, o dashboard vai apresentar todas as métricas e indicadores que mais importam para os funcionários do RH, naquele momento. Assim, dá para analisar diversos fatores, como:

  • Acompanhamento de faltas;
  • Atrasos dos colaboradores;
  • Quantidade de horas extras realizadas.

Entre outros dados relevantes para o dia a dia da empresa.

Existem também os relatórios gerenciais, que podem ser visualizados dentro de dezenas de alternativas para facilitar a visualização do quadro geral.

Fica fácil, assim, observar qualquer indicador em particular. O que qualifica a gestão estratégica da empresa em geral. Sem falar que essa solução também é customizável.

O mesmo vale para o painel de acompanhamento de funcionários. Com a biometria facial, os dados pertencentes a cada colaborador são registrados de maneira automática e o cálculo de horas trabalhadas é feito continuamente. 

Seus profissionais de RH não ficam mais sufocados com o trabalho burocrático, mecânico e repetitivo, e podem se ocupar mais em posições analíticas e estratégicas na organização.

PontoTel: quais são as outras formas de registrar o ponto com o sistema?

 As soluções da PontoTel estão alinhadas com as grandes tendências do mercado. Assim, o controle de ponto também pode ser feito com o auxílio desses dispositivos móveis mencionados no tópico anterior.

Para isso, existe o aplicativo Pontotel (disponível para os sistemas Android e iOS), que facilita ainda mais o trabalho e os colaboradores podem usá-lo para bater o ponto de qualquer lugar que estejam trabalhando.

Isso também oferece autonomia para os funcionários manterem o controle das suas atividades de entrada e saída, tendo apenas que usar o aparelho celular para isso.

Outra solução é o acesso web PontoTel. É um portal também fácil de usar, intuitivo e com funcionalidades práticas para que os colaboradores mantenham o controle do ponto mesmo que não estejam com o celular, no momento.

São diversas possibilidades, portanto, que agregam muito valor à sua marca e demonstram um cuidado especial na autonomia e flexibilidade dos funcionários. Tudo isso, com uma solução simples de aplicar e utilizar, no dia a dia, e com grande impacto positivo na rotina de todos dentro da empresa.

Por isso, fica aqui o nosso convite: caso queira fazer uma demonstração gratuita de nossa solução, basta acessar o site e preencher os seus dados nos campos solicitados, e você pode testar as soluções do PontoTel de acordo com a realidade do seu negócio!

Conclusão

Ao longo deste artigo, destacamos o avanço significativo da biometria facial no mercado. 

A versatilidade de suas aplicações fez com que a tecnologia chegasse à rotina corporativa. Algo que conferiu segurança, praticidade, conveniência e alinhamento às grandes tendências do setor.

Compartilhe em suas redes!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Rolar para cima