Entenda o que é partnership, como funciona e saiba como implementar esse modelo nas empresas
BLOG
Time Pontotel 25 de março de 2024 Departamento Pessoal
Entenda o que é partnership, como funciona e saiba como implementar esse modelo nas empresas
Um modelo de gestão aberto e flexível para promover a inovação e a retenção de talentos. Saiba mais sobre o partnership!
Imagem de Entenda o que é partnership, como funciona e saiba como implementar esse modelo nas empresas

O empenho dos funcionários de uma empresa é um fator tão importante quanto as decisões tomadas por donos e acionistas. Então, é esperado que uma organização recompense de forma justa os seus melhores profissionais conforme eles contribuem com os resultados positivos. Um programa de partnership tem exatamente esse propósito.

O partnership tem ganhado força entre líderes interessados em ressignificar a relação entre funcionário e empresa. A estratégia também tem sido uma alternativa para organizações que estão querendo fugir de uma estrutura societária piramidal convencional, em que no topo estão os executivos de alto escalão e, na base, os funcionários.

Neste artigo, entenda exatamente como funciona o partnership, as vantagens de implementar esse modelo de gestão e para quais empresas ele serve. Confira, abaixo, um breve resumo do que será visto daqui por diante:

Descubra se vale a pena implementar o partnership na sua empresa.

banner_final

O que é partnership?

Várias pessoas conversando ao redor de uma mesa

Partnership é um modelo de gestão em que os funcionários podem ser promovidos à posição de sócio da empresa onde trabalham. Os beneficiários passam a ter uma porcentagem de participação nos lucros de acordo com os ganhos gerados pelo bom desempenho. Em alguns casos, também podem participar da tomada de decisões.

Ao tornar o grupo de acionistas mais diverso e meritocrático por meio do partnership, a empresa acaba ganhando maior capacidade de inovação. Um funcionário promovido à acionista, além de participar da divisão de lucros, leva consigo sua bagagem de experiências e visão de mercado para a instância decisória da empresa.

Como esse modelo funciona?

Os modelos de partnership podem ser compreendidos a partir do nível de responsabilidade atribuída aos funcionários promovidos a acionistas. 

Em empresas com um número extenso de sócios, nem todos têm responsabilidades irrestritas e grande participação nos lucros. Apenas um grupo de sócios fica com total controle das decisões e a maior parte de participação nos ganhos. Já em equipes menores, os sócios têm responsabilidades e participações iguais ou semelhantes nos ganhos.

Além disso, os funcionários que se tornam acionistas continuam recebendo a remuneração pelo trabalho desempenhado em seu cargo.

No entanto, cada empresa que adota o partnership costuma usar critérios específicos para selecionar os parceiros estratégicos. Líderes de departamento e gerentes de RH usam métricas do setor para avaliar quais funcionários apresentam alto desempenho em seus cargos, compromisso com as metas e valores alinhados com a cultura da empresa. 

Em muitos casos, o processo de aprovação dos novos sócios acontece de forma semelhante. De tempos em tempos, um comitê de sócios faz uma avaliação de performance de cada funcionário elegível e, no final, os mais bem avaliados têm os nomes divulgados. Então, os selecionados recebem o convite para se tornarem sócios.

O tempo de duração na posição de acionista, a parcela de participação nos ganhos e os critérios para a saída do quadro societário são questões que cada empresa precisa definir de acordo com seus objetivos.

Por que implementar o partnership nas empresas?

O partnership é uma estratégia importante por diversas razões. Em primeiro lugar, isso pode representar uma transição de um modelo de gestão tradicional, baseado em um grupo fechado de acionistas, para um modelo de gestão mais meritocrático e flexível, capaz de aumentar a capacidade de a empresa inovar com o passar do tempo.

Quando uma empresa tem um conjunto de vozes para tomar decisões importantes, e não submete seus rumos a uma única visão ou a um grupo fechado, fica mais fácil encontrar soluções para seus desafios.

No entanto, ao mesmo tempo que o partnership pode ser a transição de um modelo societário, ele gera também as vantagens de uma estratégia de promoção de funcionários

Quando a empresa não apenas oferece um bom emprego no presente, mas também oportunidades de crescimento profissional no futuro, ela imediatamente se torna uma marca empregadora muito mais atraente. Como resultado, a organização terá os melhores talentos do seu setor competindo para ocupar a posição de acionista.

Quais são os benefícios do partnership?

A meritocracia promovida pela estratégia de partnership pode ser um elemento-chave no mundo corporativo. Os colaboradores recompensados diretamente pelos seus esforços tendem a se sentir impelidos a alcançar metas de desempenho mais desafiadoras e continuar progredindo na empresa. 

Mas as vantagens não param por aí. A seguir, entenda quais são os outros benefícios oferecidos pelo partnership às empresas.

Atração e retenção de talentos

Um dos impactos iniciais da estratégia de partnership é a retenção dos talentos. Os funcionários que se destacam pelo bom desempenho, quando são promovidos à posição de sócio onde trabalham, adquirem maior nível de compromisso e responsabilidade com os resultados da empresa, diminuindo suas chances de irem trabalhar para a concorrência.

Engajamento da equipe

Um parceiro de negócios é alguém que está verdadeiramente comprometido com o sucesso da empresa. Portanto, tornar os funcionários parceiros estratégicos significa mais do que uma simples estratégia de engajamento: significa permitir que o profissional adquira profunda lealdade com o sucesso da organização e da sua base de clientes.

Cultura sólida

Nenhum funcionário pode ser 100% produtivo se houver estresse constante relacionado ao seu próprio emprego: o trabalho estará lá amanhã ou ele ficará desempregado de repente? O modelo de partnership cria uma cultura de alta confiança no funcionário, fornecendo-lhe segurança profissional e financeira, o que garante sua lealdade e comprometimento. 

Maior autonomia aos sócios

Tornar os melhores funcionários sócios da empresa é um ato de confiança que dá à sua equipe mais autonomia para tomar decisões. Tendo a chance de mostrar o que podem fazer, os funcionários darão o melhor de si e se sentirão mais satisfeitos no final do dia.

Os donos da empresa e sua equipe de funcionários sócios possuem uma confiança mútua. Os beneficiários do partnership se sentem à vontade para assumir riscos e atender a expectativas e diretrizes claras. Sem essa colaboração, é impossível capacitar verdadeiramente os funcionários para se tornarem parceiros de sucesso.

Quais são os riscos de adotar o partnership?

Vários trabalhadores conversando ao redor de uma mesa

Apesar dos benefícios, o partnership não é uma estratégia isenta de riscos. Sem um plano de carreira claro dentro da empresa, pode ser difícil saber quando um funcionário está realmente apto a alçar a posição de acionista. Para esse requisito, o trabalho dos gestores com o departamento de RH pode ser fundamental para selecionar os beneficiários.

Outro risco relacionado à adoção do partnership acontece quando não há um planejamento claro em relação aos deveres e direitos do funcionário promovido à acionista. Caso os ganhos com o benefício sejam ínfimos, o profissional pode se sentir enganado ou desmotivado a continuar se comprometendo com os resultados da empresa.

Como montar um plano de partnership?

Pedir uma fatia da empresa não é o mesmo que pedir um aumento de salário. A inclusão de funcionários no quadro societário está longe de ser uma decisão a ser tomada do dia para a noite, pois deve levar em consideração vários fatores. Em primeiro lugar, é preciso avaliar se a sua empresa está realmente pronta para adotar esse modelo de gestão.

A promoção dos talentos à posição de sócio somente é válida quando se encaixa nos esforços da empresa para alcançar metas de crescimento. Logo, se a empresa não tem um plano geral de expansão, a adesão de mais um sócio no quadro societário pode criar mais atritos do que benefícios.

Entendendo o papel do futuro sócio, é possível modular a oferta de participação, selecionar o perfil dos beneficiários e definir os graus de participação e responsabilidade oferecidos.

software controle de ponto reduz processos operacionais

Para quais tipos de empresa o partnership serve?

De modo geral, qualquer empresa cujos acionistas tenham interesse em expandir o quadro societário pode se beneficiar do partnership. No entanto, existem algumas que estão particularmente aptas a aplicar essa estratégia e obter seus ganhos. São elas:

Grandes empresas

Empresas de grande porte são as que têm mais facilidade para oferecer o programa de partnership, já que possuem um comitê de acionistas e uma estrutura societária já madura. Dessa forma, torna-se mais simples planejar a oferta de pequenos percentuais de participação nos ganhos e definir responsabilidades para os novos acionistas.

Startups

Uma startup por vezes enfrenta dificuldades para disputar talentos do mercado de trabalho com grandes empresas. A falta de orçamento para investir em benefícios corporativos ou a impossibilidade de oferecer um salário muito acima da média acabam influenciando na perda de talentos para corporações capazes de oferecer esses atrativos.

Para enfrentar essa realidade, existe o partnership. Tal estratégia de retenção de talentos é especialmente importante no caso de empresas que estão no início.

Um funcionário que confia no sucesso da startup verá com bons olhos a oportunidade de dividir os lucros do negócio. A dedicação desse profissional poderá ser o motor que estava faltando para aumentar o valor de mercado da startup e sua lucratividade. 

Porém, é importante que essa promoção seja feita no tempo certo. Se o talento não se sentir valorizado, a startup corre o risco de perdê-lo para grandes empresas.

Empresas de serviço

A necessidade de mais líderes para supervisionar e tomar decisões estratégicas cresce à medida que uma empresa prestadora de serviços se expande e contrata mais profissionais para o seu quadro de funcionários. Por essa razão, empresas de serviço podem se beneficiar bastante de um modelo de gestão mais aberto e flexível.

Conclusão

Homem e mulher apertando as mãos

Com este artigo, foi possível entender o que é uma estratégia de partnership e as razões pelas quais o desenvolvimento de parcerias com os funcionários pode ser algo benéfico para ambas as partes. Caso sua empresa ainda não tenha implementado um plano de promoção dos profissionais à posição de sócio, é importante considerar essa estratégia.

Mas, antes de decidir abrir o quadro societário da empresa para os funcionários, vale lembrar que o partnership é, ao mesmo tempo, uma transformação no modelo de gestão da empresa e uma estratégia de retenção de talentos. 

Portanto, é preciso entender se a empresa está no cenário adequado para promover os melhores funcionários à posição de sócio e como o departamento de RH pode ajudar na seleção dos possíveis beneficiários.

Quer aprender mais sobre gestão corporativa e gestão de pessoas? Aproveite para visitar o blog PontoTel e continuar se desenvolvendo com dicas úteis e aplicáveis na sua empresa.

banner-final
Compartilhe em suas redes!
Mais em Departamento Pessoal VER TUDO
INICIAR TOUR!