Competências sociais: O que são, qual a importância e como desenvolver?

imagem de quatro pessoas sentadas ao redor de uma mesa conversando

No desenvolvimento humano, algumas competências sociais se tornam habilidades essenciais, já que estamos tratando de pessoas reais que vivem em sociedade e passam por um método de socialização e precisando aprender a relacionar-se com outras pessoas.

Essas habilidades são adquiridas durante o desenvolvimento e são essenciais para a adequação durante a vida em contextos e situações diversas. Às vezes, as competências possuem lacunas e pode ser necessário trabalhar para incentivá-las.

Pensando nisso, neste artigo você vai entender o que são competências sociais, como desenvolvê-las, as suas vantagens e sua importância.

Além disso, mostraremos como as empresas podem ajudar seus colaboradores a desenvolver essas competências, quais comportamentos estão ligados a elas e o que são competências sociais. Veja a seguir os tópicos que abordaremos:

Vamos lá! 

banner descubra a taxa de absenteismo

O que são competências sociais?

imagem de um grupo de pessoas sentado em um círculo conversando

As competências sociais são um conjunto de habilidades comportamentais que um indivíduo aprende ao longo de sua vida, que refletirá em seu relacionamento com os outros. Essas habilidades irão se traduzir em relacionamentos mais saudáveis ​​e produtivos.

As competências sociais estão diretamente relacionadas à qualidade das interações. É a capacidade de processar essas interações de forma positiva e adequada e de ter experiências e relacionamentos mais saudáveis.

Podem ser analisadas como o homem se comunica com o mundo, e sua própria forma de estar em interação inteligente.

Também pode ser entendido como a capacidade de saber interagir adequadamente com as mais diversas pessoas e ambientes, sempre expressando seus sentimentos e pensamentos de forma positiva.

Pessoas com competências sociais adequadamente desenvolvidas respondem melhor aos sentimentos e opiniões dos outros, interagem de maneira mais positiva em certas situações potencialmente conflitantes, sabem lidar com seu lixo emocional e até obtêm uma compreensão mais profunda de suas próprias atitudes.

Como desenvolver competências sociais?

Como outros tipos de habilidades, o desenvolvimento de competências sociais requer prática e treinamento. Ou seja, eles são desenvolvidos através da ação.

Bem, esta ação requer chegar a outras pessoas. Até porque, aqui falamos da capacidade de interagir, trocar ideias e construir novas possibilidades e soluções. Estes são, sem dúvida, essenciais para o desenvolvimento da carreira também.

Portanto, a forma de desenvolver tais habilidades passa pelo contato e interação com terceiros. Treinamento em diálogo, escuta ativa, interpretação, comportamento e expressão de ideias e princípios.

Por exemplo, desenvolver habilidades sociais requer que as pessoas se coloquem em cenários sociais que pedem por interação. Da mesma forma, observe, ouça e preste atenção às suas emoções e reações.

Ainda assim, não ter medo de se expressar – especialmente seus pensamentos – e aceitar as diferenças é o ponto principal no desenvolvimento dessa habilidade.

Equipes mais criativas

Por meio do desenvolvimento de competências sociais, os candidatos se tornam mais criativos, capazes de impulsionar a inovação e melhorar a eficiência das tarefas. Uma equipe de alto desempenho toma melhores decisões e resolve problemas de maneira mais criativa.

Para que as empresas ajudem os colaboradores a atingirem este desenvolvimento, precisam criar equipes diferenciadas com base em projetos, investir em atividades de captação de novos colaboradores, promover a dinâmica de colaboração e diálogo entre os diferentes colaboradores em diferentes departamentos, aumentar a socialização através de reuniões internas de todas as partes e oficinas feitas pelos próprios funcionários.

Portanto, a competência social depende da socialização entre aqueles que desejam desenvolver essa habilidade. As empresas que podem aproveitar esse desenvolvimento podem ajudar seus funcionários a realizar essa tarefa.

Vantagens das competências sociais para as empresas

Uma das principais vantagens das soft skills para as empresas é a capacidade de direcionar as pessoas para os lugares adequados. Cada funcionário tem tarefas que podem ser aproveitadas em funções e equipes específicas. Portanto, fazer esse tipo de gerenciamento traz algumas vantagens, como:

Melhora no clima organizacional

Quando os funcionários são designados para as equipes e funções certas e significativas de acordo com o perfil de cada um, eles se sentem mais à vontade para executar tarefas e se veem como parte da equipe. Como resultado, o ambiente de trabalho tende a melhorar significativamente.

Maior engajamento dos colaboradores

Quando os colaboradores são estimulados a demonstrar suas habilidades para desenvolver as competências desejadas pela organização, é possível inspirar esse profissional a se envolver mais em seu trabalho e alinhá-los significativamente com metas e resultados.

Comunicação mais clara e objetiva

Saber se comunicar é uma habilidade essencial para qualquer carreira. À medida que as competências sociais se desenvolvem, as equipes conseguem transmitir informações que os outros entendem, ajudam a fazer novas conexões e mantêm relacionamentos positivos com colegas, clientes e evitam mal-entendidos.

Previne a ocorrência de crises internas

O desenvolvimento das soft skills requer prática e treinamento, assim como outros tipos de habilidades. Ao fazer isso, você também pode encontrar soluções para problemas que possam surgir no processo.

Qual a importância das competências sociais?

imagem de duas mulheres e dois homens sentados na frente de um computador sorrindo e conversando

É fundamental desenvolver competências sociais para relacionamentos saudáveis, já que auxiliarão a demonstrar sentimentos, atitudes e desejos de forma adequada em qualquer situação, de frente para os mais diversos tipos de pessoas.

Além disso, esse desenvolvimento pode facilitar o diálogo entre as pessoas, na hora de fazer amigos, iniciar um bate papo, mas também tem a ver com o aspecto do trabalho, quando decisões importantes precisam ser tomadas, principalmente em cargos de liderança.

Agora, o ritmo de vida está cada vez mais rápido, dando a impressão de que o tempo é muito curto para definir tantas interações. Por conta disso, as competências sociais estão se tornando uma ferramenta cada vez mais poderosa para o desenvolvimento pessoal, permitindo que as pessoas saibam interagir adequadamente sem sacrificar.

As competências sociais precisam ser desenvolvidas, ensinadas e aprendidas para serem aplicadas no trabalho, família e ambientes sociais.

Esses recursos facilitarão a vida das pessoas em ambientes onde as interações são mais saudáveis ​​e evitarão uma variedade de adversidades cada vez mais comuns, como dependência química, ansiedade, depressão e isolamento social.

O fato é que muitas pessoas não têm o conhecimento que a maioria dos problemas que encontramos no dia a dia decorrem da falta de competências sociais.Devido à falta de conhecimento sobre competência social, as pessoas pensam que o problema está sempre do outro lado e, na falta de oportunidade, o mundo inteiro está agindo contra sua vontade. É aí que a dificuldade aumenta, porque agora o tempo parece muito curto para as atividades que precisamos realizar.

A maioria das pessoas podem ficar contra amigos, familiares, colegas e os grupos mais díspares que podem levar a conflitos. Diante de sua situação, eles se sentem impotentes, pensam que tudo sempre dá errado e não conseguem imaginar uma solução para o problema. Isso abre a porta para distúrbios psicológicos graves, como isolamento social e depressão.

Para permitir que os indivíduos se comportem de maneira mais saudável, se sintam confiantes e tenham autonomia em suas próprias vidas, a sociabilidade ajuda a mudar os padrões de comunicação e os tipos de comportamentos que prejudicam suas interações sociais.

Como as empresas podem ajudar seus colaboradores a desenvolver competências sociais?

Tal como acontece com outros tipos de técnicas, habilidades de natureza social também podem ser desenvolvidas. Ou seja, aprender novas competências que são úteis na vida social e no desenvolvimento da carreira. Agora examine as principais ações que as empresas devem tomar para desenvolver as competências sociais dos funcionários.

Faça atividades de inclusão para novos colaboradores

Se a integração for falha, os funcionários podem ficar deslocados, não saber como fazer o trabalho ou não entender como o processo funciona.

Portanto, além de manter os colaboradores informados sobre suas atividades futuras, a inclusão desses novos colaboradores precisa assegurar que os funcionários compreendam os valores da empresa.

Quando essa inclusão está alinhada aos valores, mantém-se um clima positivo na organização e a sensação de pertencer ao ambiente de trabalho. 

Promova integração de equipes de diferentes setores

As atividades de consolidação podem parecer fúteis e completamente desnecessárias no início, mas têm um grande impacto no desempenho de médio e longo prazo de uma empresa.

Eles expandem a conexão entre equipes de diferentes departamentos, geram uma sensação de familiaridade e o clima organizacional é melhorado. A propensão é que o local de trabalho se torne cada vez mais agradável, com funcionários dispostos a ajudar uns aos outros a se sentirem à vontade entre os colegas.

Permita o desenvolvimento de novas ideias e soluções

Outra questão interessante para as empresas no desenvolvimento de competências sociais dos funcionários é que isso possibilita agregar ideias e apresentar soluções.

Considere que quando os funcionários não são socialmente competentes, eles podem ter dificuldade em se expressar. Não apenas isso, mas também podem identificar barreiras internas quando têm medo de falar o que pensam e se expressar.

Nesses casos, então, a empresa perde muito. Afinal, ideias e soluções que contribuem para o desenvolvimento de projetos não são mais oferecidas. Portanto, incentive a socialização e permita uma boa comunicação e uma sensação de segurança para se expressar e ter ideias.

Estimule a socialização das equipes

Para disponibilizar essa abordagem de forma eficiente, é possível organizar confraternizações fora do ambiente e eventos dentro da própria empresa. Seja uma festa de fim de ano (ou outra data, comemorativa ou não), happy hour, ou eventos pensados ​​especificamente para esse fim, como treinamentos e eventos sociais.

Não só para estimular o aprendizado e o relaxamento, mas principalmente para integrar, para que cada colaborador possa entender as perspectivas dos demais departamentos. Com uma melhor compreensão de onde outros departamentos pertencem, lutas e limitações, todos podem trabalhar em harmonia, levando a melhores resultados para a empresa.

Qual a diferença entre competências sociais e competências pessoais?

Deve-se notar também que competência pessoal não é o mesmo que competência social. A primeira revela as possibilidades de um indivíduo, a segunda diz respeito aos contatos sociais com outras pessoas e ao ato de compartilhar pensamentos e momentos.

Isso porque para uma sociedade, equipe ou empresa, as competências sociais são essenciais para um grupo específico. O fator pessoal se revela na forma como os indivíduos se somam isoladamente. Alguns exemplos de competências pessoais são iniciativa,  autoconfiança, otimismo, empatia, adaptação, autoavaliação, liderança e etc.

Essas são as habilidades dele. Eles podem se desenvolver por conta própria, e os sociais também dependem de outros para exibi-los. Então são conceitos diferentes.

Quais comportamentos estão ligados às competências sociais?

Os principais comportamentos associados às competências sociais incluem uma atitude positiva, onde é muito importante que uma pessoa mantenha uma atitude otimista em relação às pessoas e situações em todos os momentos. 

No entanto, saber fazer amigos e ser solidário é uma boa característica que levará a uma maior autoconfiança e a uma maneira mais fácil de superar as dificuldades sem sofrer desnecessariamente.

Além disso, um comportamento de destaque é a capacidade de ter empatia, nesse caso é preciso saber se identificar com os outros e se colocar no lugar deles. É a capacidade de ouvir, identificar necessidades e sentimentos e expressar apoio às dificuldades e perspectivas dos outros.

Mas o principal comportamento está relacionado a uma atitude assertiva em que há capacidade de equilibrar a comunicação, expressando preferências, necessidades e emoções de forma adequada. A confiança é uma ferramenta essencial para interagir com os outros, identificar erros e responder positivamente às críticas aos feedbacks negativos.

No entanto, a competência comunicativa é a capacidade de uma pessoa iniciar uma conversa e saber responder perguntas com clareza, tanto na comunicação verbal quanto na não verbal.

Esse recurso facilita o entendimento de si mesmo ao passar informações entre os mais diversos interlocutores. Sabe se expressar com clareza para interagir adequadamente e atingir seus objetivos.

Esse comportamento também envolve a capacidade de elogiar os outros. Isso porque a polidez está diretamente relacionada à capacidade de agradecer, saber se apresentar, pedir ajuda e se despedir. Tudo isso requer muita educação.

Por fim, as habilidades profissionais também estão relacionadas às interações no ambiente de trabalho. Pessoas com essa capacidade de desenvolvimento sabem falar em público, coordenar grupos, tomar decisões, resolver problemas, mediar conflitos e resolver problemas interpessoais.

O que são habilidades sociais?

Na prática, as habilidades sociais são a junção dos principais critérios a serem desenvolvidos e utilizados como instrumentos de conexão e interação com quem nos rodeia. Em outras palavras: são as habilidades que usamos para relacionar-se com os outros e expressar nossos anseios e opiniões sem provocar desconforto.

Essas habilidades mudam com o tempo e são adquiridas a partir de nossos relacionamentos e interações com o mundo. Há mais de uma maneira de desenvolver habilidades sociais.

Podemos determinar o nível de habilidades sociais demonstrando empatia, formando amizades ou outros relacionamentos, demonstrando flexibilidade profissional, autoconfiança, autocontrole, etc.

Quando falamos de relações interpessoais, ou seja, da interação entre as relações que você tem com uma ou mais pessoas, vale lembrar o conceito de adequação social que todos precisamos considerar ao nos comunicarmos e nos expressarmos.

Isso porque, quando vivemos em grupo, somos colocados em um ambiente pré-definido com boas regras de convivência e civilização. Ou seja, estamos falando de limitar e respeitar os outros, o que pode parecer óbvio, mas nunca nos cansamos de ver e ouvi-los sendo desrespeitados ali.

Como já referimos, esta coerência entre habilidades e relações pode estender-se a qualquer área das nossas vidas, seja ela pessoal ou profissional, razão pela qual associamos pessoas com boas habilidades sociais ao sucesso e vínculo de alta performance.

Conclusão

imagem de duas mulheres e dois homens sentados ao redor de uma mesa conversando

Ao longo deste artigo, explicamos o que são competências sociais, como desenvolvê-la, as vantagens para as empresas e a importância dessas competências. Além disso, mostramos como as empresas podem ajudar seus colaboradores a se desenvolver, quais comportamentos estão ligados a elas e o que são competências sociais. 

Outra alternativa ao trabalho de competências sociais já na vida adulta é incorporar programas de treinamento ao ambiente de trabalho como forma de investir no aprimoramento pessoal dos funcionários, o que levará a melhores resultados, eficiência e eficácia em seu desempenho no trabalho.

Quando se trata de desenvolver competências sociais, o mais importante é propor como objetivo final restaurar a função original do ser humano, como seres com grande potencial intrínseco, cuja meta é transmiti-lo aos interesses do mundo. 

Isso porque o ambiente corporativo torna-se mais atrativo à inclusão e às diferenças. Não há mais a impressão de que só existe uma forma de expressar, criar, pensar que é certa ou completamente errada. 

Dessa forma, não deixe de apostar em estratégias que ajudarão a desenvolver suas competências sociais. Sua empresa e seus funcionários só podem se beneficiar disso. 

Se você gostou deste texto, compartilhe nas redes sociais e continue sua visita no blog da PontoTel.

controle de jornada digital e gestao de pessoas

Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima