Offboarding: entenda mais sobre e aprenda como colocar em prática!

imagem de um homem segurando uma caixa com coisas de escritório representando uma demissão

Somos TOP of Mind de RH!

Estamos entre os finalistas do prêmio Top Of Mind de RH 2021, na categoria Controle de Frequência. Agora, precisamos da sua ajuda para ir ainda mais longe e levar o prêmio. Clique aqui e vote PontoTel!

Você já ouviu falar em offboarding? Ligado ao processo de desligamento do colaborador da empresa, essa é uma das rotinas mais importantes dentro das organizações. Afinal, impacta diretamente na imagem da companhia no mercado. 

O offboarding é um dos grandes responsáveis por uma saída amigável do colaborador e preza pela satisfação de ambas as partes num processo de desligamento. A ideia do offboarding é transformar esse momento difícil em uma situação sem conflitos. 

Um estudo da empresa de estratégia de negócios Aberdeen mostrou que bem menos que a metade das empresas (29%) possuem algum tipo de ação de offboarding. 

O reflexo disso pode ser um desligamento tenso, cheio de problemas e com um ex-funcionário insatisfeito, podendo manchar a imagem da empresa. 

Quer saber mais sobre o que é offboarding, a importância desse assunto e como aplicá-lo no dia a dia da sua empresa? Neste artigo você saber: 

Boa leitura! 

banner problemas com absenteismo

Offboarding: o que é?

Imagem de uma caixa com coisas de escritório dentro

O offboarding está relacionado ao processo de desligamento de um empregado. 

Ele engloba não só questões burocráticas, como a devolução de documentos, entrevista demissional e cumprimento das medidas legais, mas também responde pelo âmbito da gestão de pessoas, já que prevê uma negociação de desligamento mais tranquila. 

Ele tem por principal objetivo realizar um acordo justo, claro, objetivo, respeitoso, humano e empático. A ideia, neste tipo de planejamento, é que ambas as partes saiam satisfeitas com o acordo de desligamento, independentemente do motivo da saída. 

Um estudo da Workplace Trends revelou que até 15% dos profissionais que deixam determinada empresa acabam retornando futuramente. Daí a importância de um processo de offboarding correto e eficaz. 

Diferenças entre Onboarding e Offboarding no RH

A principal diferença entre offboarding e onboarding está ligada ao significado e a essência dessas duas palavras. Na tradução literal, onboarding significa “integração” e offboarding significa “desembarque”

No âmbito empresarial, onboarding está ligado ao processo de integração de um novo funcionário na empresa, tendo como objetivo instruir o colaborador para que o mais rápido possível ele se familiarize e se adapte a cultura e as rotinas da organização. 

Já o offboarding preza por um bom processo de desligamento dos profissionais. Ou seja, de forma estratégica a ideia é evitar qualquer mal entendido na saída de um colaborador e fazer com que ele se sinta respeitado e não injustiçado pela empresa. 

Prezando assim, para que a empresa mantenha não só uma boa imagem interna com seus profissionais, mas também deixe uma boa imagem para que os ex-empregados vejam-na como exemplo de profissionalismo, mesmo num desligamento.  

Quais são os benefícios do Offboarding para empresa?

Um processo de offboarding realizado de forma correta pode proporcionar diversos benefícios para a empresa e para o próprio colaborador, evitando atritos, dúvidas sobre o desligamento e até minimiza as chances de erros em questões burocráticas da saída

Entre os principais benefícios do offboarding para a empresa é possível destacar. 

  • Mantém uma boa imagem da empresa;
  • Constrói ex-funcionários embaixadores e não detratores;
  • Evita atritos com o colaborador que está de saída;
  • Preserva a segurança da empresa, mantendo uma rotina de trocas de senhas e de acesso a documentos sigilosos, na saída dos colaboradores;
  • Cria um processo padronizado de desligamento. 

Qual a importância de um bom Offboarding na empresa?

Sabendo agora dos benefícios que um processo de offboarding pode trazer para a empresa é possível destacar a importância dele para as organizações. Posto que, ele pode ser um divisor de águas entre uma boa e uma má reputação da companhia no mercado. 

Portanto, o offboarding é importante para uma empresa porque: 

  • Gerencia de forma macro o processo de desligamento; 
  • Deixa portas abertas para que esse profissional retorne futuramente; 
  • Evita um processo de saída desgastante; 
  • Mantém um bom ambiente interno na empresa, mesmo com uma saída;
  • Potencializa as chances de criar uma boa imagem da empresa com esse ex-funcionário;
  • Estrutura e padroniza o processo de desligamento da empresa;
  • Eleva a transparência na saída e deixa claro os motivos pelo qual está havendo o desligamento.

Como fazer um bom Offboarding: Passo a passo

imagem de uma pessoa colocando algumas folhas em um envelope branco

O offboarding pode ser interpretado como um fechamento de ciclo para o trabalhador. Até por isso, a empresa precisa planejar e executar esse processo da maneira correta para que ele possa atingir os objetivos pretendidos. 

Confira abaixo um passo a passo de como realizar um bom processo de offboarding. 

Adoção de procedimentos mais formais

É comum que as empresas possuam procedimentos internos relacionados à integração, ou seja, onboarding, porém o offboarding nem sempre possui uma estrutura específica. 

Contudo, é essencial que o desligamento também possua um procedimento formal, para seguir as diretrizes das leis trabalhistas. 

Porém, não é só isso, com a adoção de uma medida mais formal a empresa não só consegue agilizar esse processo, mas também pode agir de forma estratégica e organizada, com etapas mapeadas. Além disso, evita possíveis erros no desligamento para que o processo não seja tenso e cheio de conflitos

Adoção de uma comunicação transparente e clara

Para diminuir qualquer chance de “disse que me disse” sobre a saída, fofocas internas ou desgaste, um bom processo de offboarding exige da empresa uma comunicação clara com o funcionário que está saindo. 

Isso significa ser transparente tanto quanto aos motivos pelo qual o desligamento está ocorrendo, quanto aos direitos que o colaborador terá na saída. É fundamental que o colaborador não saia com dúvidas ou incertezas do porquê foi desligado. 

Comunique os gestores sobre o processo de Offboarding

As boas práticas do offboarding dependem de uma comunicação interna eficaz. Isto é, todos os gestores precisam estar alinhados e devem conhecer sobre esse processo, para que nada saia do rumo ao longo da saída do profissional. 

É necessário, para que o offboarding tenha resultado, que se siga um padrão no desligamento, com uma estrutura fixa, para que nenhum gestor tome uma atitude que comprometa o desligamento. 

Pratique a empatia

O desligamento de um profissional envolve não só questões burocráticas, mas também afeta emocionalmente todos os envolvidos. Até por isso, para evitar que os conflitos estejam à frente de um desligamento amigável, a empresa deve prezar pela empatia. 

É importante sempre se colocar no lugar do outro e entender que cada pessoa tem sua própria personalidade e pode reagir de forma diferente em uma saída. Portanto, se prepare previamente, deixe as portas abertas para ouvir e trate todos de forma humana. 

Entrega de materiais e documentos 

A questão burocrática também é parte essencial dentro do processo de offboarding. Por isso, a empresa precisa ter em mente que precisa ter em mãos uma série de procedimentos práticos para que a lei seja seguida. 

Isto é, ter uma lista de documentos necessários para o desligamento, além da entrevista de saída e da realização de exame demissional

Antes disso, é primordial comunicar o colaborador de forma clara sobre o que ele deve providenciar, quais seus direitos e procedimentos. Assim, a empresa não é pega de surpresa e pode evitar que o processo seja demorado e desgastante para ambas as partes.   

Entrevista de desligamento: o que é e como aplicar?

Imagem de dois homens sentados lado a lado trabalhando

A entrevista de desligamento é parte integrante do processo de offboarding. É nesse passo que a empresa pode contornar qualquer desentendimento ou desgaste gerado pela saída do colaborador. 

Em outras palavras, a entrevista de desligamento é o momento em que a empresa irá sentar com o colaborador, que será desligado da empresa, para conhecer os motivos, em casos de pedido de demissão, ou apresentar, caso ela que tenha decidido pela saída, os motivos da quebra do contrato de trabalho

É, na teoria, a última conversa entre as partes antes da saída. Essa entrevista de desligamento precisa ser feita de forma justa e humana. 

A empresa precisa, a partir dela, ter uma visão ampla do ocorrido, ameninzando qualquer desentendimento com o colaborador, oferecendo e recebendo feedbacks e principalmente deixando uma boa impressão para esse profissional. 

Portanto, planejar-se antes da conversa, anotando o que precisa ser abordado, escolhendo um lugar reservado e sendo um bom ouvinte, para criar até mesmo uma oportunidade de identificar em que aspectos a empresa pode melhorar, são alguns dos passos para aplicá-la.  

Relação entre Offboarding e employer branding

O employer branding nada mais é do que a “marca do empregador”. Ou seja, é uma estratégia formada por um conjunto de ações que pode reforçar pontos positivos da empresa, reforçando sua imagem interna e externamente. 

Por isso, ele tem total relação com o offboarding, já que esse processo de desligamento é como se fosse uma conclusão da jornada do profissional que está saindo. 

Pensando no employer brand, esse desligamento precisa seguir, por ordem, uma experiência de saída positiva e amigável, sem conflitos. 

Então, quando se pensa em uma jornada de employer branding, é fundamental que o offboarding esteja dentro desse ciclo para que os colaboradores se mantenham como embaixadores da marca ao saírem da empresa e não como detratores. 

Como o RH pode ajudar o Offboarding ser mais eficaz?

O offboarding depende de uma boa atuação do RH nesse processo. Afinal, esse setor é um dos responsáveis por efetuar a demissão ou negociar a saída de algum colaborador, seja por qual for o motivo. 

Numa rotina que costuma ser bastante importante para a empresa, agilizar esse processo sem perder a qualidade, faz toda a diferença. Neste sentido a otimização do RH pode ajudar. Isso porque, tomando esse tipo de atitude, a empresa conseguirá: 

  • Eliminar os erros no desligamento; 
  • Diminuir o tempo do processo; 
  • Proporcionar maior segurança em questões burocráticas;
  • Criar um padrão no processo de desligamento. 

Conclusão

O desligamento de um colaborador não é tarefa fácil, pois envolve não só questões burocráticas, mas também emocionais. Por isso, a empresa deve dar a maior atenção para que esse processo seja correto e eficaz. 

Neste sentido, o offboarding se torna extremamente essencial para que esse fim de ciclo profissional não seja permeado por conflitos e desentendimentos. Com o offboarding a empresa pode fazer com que as saídas sejam mais organizadas e positivas. 

Posto que o processo será mais humanizado, transparente e tranquilo. Com isso, ela acaba deixando uma boa impressão no colaborador que está saindo, mantendo uma imagem positiva da empresa internamente e externamente. 

Entendeu a importância do processo de offboarding? Então, compartilhe esse artigo nas suas redes para que mais pessoas saibam sobre ele.  

controle de jornada digital e gestao de pessoas
Compartilhe em suas redes!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Rolar para cima