Pretensão salarial: como responder essa pergunta numa entrevista de emprego?

imagem de um homem entregando uma folha de papel para uma mulher sentada na sua frente

Durante entrevistas de emprego e processos seletivos, os candidatos precisam manter sua compostura e assertividade para responder perguntas difíceis. Uma dessas perguntas é sobre a pretensão salarial. 

Ao perguntar sobre o valor que um candidato gostaria de receber pela vaga, a empresa não está apenas visando uma questão de orçamento. Existem uma série de estratégias relacionadas a essa pergunta, e o candidato precisa ter conhecimento delas. 

É importante ter em mente que o salário é um dos pontos mais importantes da relação de trabalho e precisa ser valorizado. Ou seja, não é apenas natural e justo que o profissional queira ser bem pago pelos serviços que oferece. 

Portanto, se você se sente constrangido ou pressionado quando perguntam sua pretensão salarial, continue lendo e compreenda como contornar essa situação.

Boa leitura! 

banner resolver problemas com escalas de trabalho

O que é pretensão salarial?

imagem de uma carteira com uma nota de dinheiro dentro de um bolso de uma calça jeans

Pretensão salarial significa quanto o candidato à vaga gostaria de receber pelo seu trabalho. Esse valor não é aleatório, pois está condicionado a uma série de variáveis, como a experiência do candidato e os ordenados recebidos em seus empregos anteriores. 

Nesse aspecto, é importante que o profissional saiba seu valor e contabilize todo o investimento feito na construção de sua carreira. Porém, também é preciso que haja bom senso na hora de definir um valor de pretensão salarial para não soar irreal ou prepotente. 

Para que serve essa pergunta?

Quando uma empresa pergunta a pretensão salarial do candidato, a primeira referência que será consultada é a faixa salarial do cargo. Na prática, isso significa que a empresa precisa comparar o valor que o candidato solicitou com a variação entre o piso e o teto da posição almejada. 

Assim, a pretensão salarial se torna um dos primeiros elementos de filtragem no processo de recrutamento e seleção. Além disso, saber quanto o candidato gostaria de ganhar também serve como ferramenta para avaliar sua autopercepção. 

Um valor muito baixo pode indicar que o profissional não tem muito conhecimento do mercado em que está inserido. Em contrapartida, um valor muito alto talvez implique que o candidato seja superqualificado para a vaga.

Por fim, a empresa talvez esteja inaugurando uma nova vaga em seu quadro. Assim, uma forma estratégica de estipular o salário adequado para a posição é consultar a pretensão salarial definida pelos candidatos em seus currículos. 

Como definir sua pretensão salarial?

imagem de um homem pensativo sentado na frente de um computador

Para definir sua pretensão salarial, primeiro entenda que tipo de profissional você é. Faça uma lista das suas habilidades, ponderando o investimento necessário para que cada uma delas seja desenvolvida. 

Se necessário, peça a antigos empregadores e colegas de trabalho uma visão geral da sua qualificação profissional. Às vezes, a visão de terceiros é mais imparcial e menos enviesada para esse tipo de análise. 

Uma alternativa é fazer um estudo comparativo de salários pagos por empresas líderes do mercado para a posição que você deseja. Por mais que falar de salário possa ser um tabu, questione os profissionais que você conhece e trace um panorama geral de remuneração

Analise seu tempo de atuação

Outro ponto importante é considerar o tempo de trabalho que você tem e as experiências na área. Quanto maior o nível de senioridade de um profissional, maior o seu grau de conhecimento e envolvimento com o cotidiano da profissão. 

Existem outras moedas correntes que o tempo oferece e que não podem ser mensuradas em valores financeiros. Por exemplo, as conexões e o networking que você construiu, os projetos em que participou e as crises que ajudou a dissolver ao longo da carreira. 

Entenda seu valor de mercado

Saber valorizar seu próprio esforço traz um ponto de vista importante para definir a pretensão salarial. Contabilize suas graduações e pós-graduações, cursos, palestras, workshops, seminários, treinamentos e tudo o que tenha contribuído na sua formação. 

Agora, some isso ao seu tempo de atuação na carreira e aos cargos ocupados até o momento, lembrando de incluir as promoções de cargo. Tudo isso constrói o entendimento do valor de mercado de um profissional. 

Um bom elemento norteador para compreender seu valor é examinar os últimos salários que você recebeu. Procure verificar a flutuação entre eles e as razões dos aumentos mais recentes. Assim, você tem um ponto de partida para definir seu novo salário. 

Além disso, se estiver analisando uma proposta para migrar de uma empresa para outra, é importante valorizar também a sua estabilidade. Na prática, ao calcular a pretensão salarial, adicione um valor de risco em cima da proposta, algo em torno de 10 a 20% de acréscimo. 

Saiba qual é o seu custo de vida

Quando se fala de pretensão salarial, é preciso que o número estabelecido seja compatível com as necessidades domésticas do candidato. Isso significa saber exatamente o quanto você precisa ganhar para cobrir seus custos de vida. 

Para saber que valor é esse, procure desenvolver consciência financeira. O primeiro passo é entender o quanto você despende em gastos mensais, considerando: 

  • Moradia;
  • Alimentação;
  • Transporte;
  • Educação;
  • Lazer. 

Evite definir uma pretensão salarial menor do que a soma desses custos, com alguma margem de erro para imprevistos. 

Defina suas prioridades de crescimento profissional

Trace metas e objetivos profissionais de curto e longo prazo. Ao analisar suas prioridades, a pretensão salarial precisa ser compatível com os requisitos para alcançá-las. 

Se a sua principal meta é ser promovido, será necessário um investimento financeiro para adquirir mais conhecimento e dominar outras ferramentas relacionadas ao cargo. Ou seja, são passos incompatíveis com uma pretensão salarial muito baixa. 

Considere sua região de trabalho

Por fim, não se esqueça de considerar a sua região de trabalho. O mercado se comporta de maneiras distintas dependendo do local, portanto é essencial conhecer as características da sua região. 

Alguns fatores que podem influenciar o valor dos salários são: 

  • O mercado imobiliário;
  • O custo e a qualidade de vida locais;
  • As formas de entretenimento e lazer disponíveis;
  • O nível de segurança da região. 

Portanto, quando estiver ponderando sobre o que colocar na pretensão salarial, lembre-se de examinar o local onde você mora. É possível que alguns fatores gerem aumentos ou reduções no valor que você tinha pensado. 

O que responder quanto a pretensão salarial?

imagem de uma mulher sentada na frente de dois homens

Para responder a questão da pretensão salarial, a primeira dica é deixar o entrevistador abordar esse assunto. Pode soar indelicado ou demonstrar um certo desespero trazer o assunto à tona sem questionamento prévio. 

Quando perguntado, seja firme e direto. Essa postura transmite confiança e demonstra que você fez a pesquisa necessária para saber qual deveria ser seu salário. Assim sendo, responda o valor que você estipulou ao analisar o mercado e a sua trajetória profissional. 

Uma boa dica é não dizer valores exatos, mas começar com um mínimo. Deixe o entrevistador negociar também. Talvez você não consiga o salário que pretendia, mas a empresa possa oferecer benefícios e vantagens que você não havia previsto antes. 

É importante compreender que não existe resposta correta para essa pergunta. Tudo depende de fatores como a disponibilidade da empresa, o momento pelo qual o mercado financeiro está passando e o quão preparado você está para uma possível contratação. 

Como colocar pretensão salarial no currículo?

A resposta mais objetiva para essa pergunta é: não coloque. Da mesma forma que na entrevista, só é apropriado falar de pretensão salarial se o examinador abordar o assunto. 

Colocar um valor almejado no currículo pode significar que ele será descartado antes mesmo de ser lido. Isso porque as empresas recebem inúmeras propostas diariamente, logo, precisam de um mecanismo ágil de triagem e seleção. 

Entretanto, existem exceções. Se você já teve uma conversa prévia com o entrevistador antes de mandar o seu currículo para a empresa, talvez seja uma boa ideia inserir a pretensão salarial. Assim, o seu tempo e o deles será poupado. 

Em linhas gerais, cabe sensibilidade do candidato para analisar a melhor forma de declarar sua pretensão salarial. Se isso será feito oralmente, durante a entrevista, ou em um contato prévio via currículo, depende de cada situação. 

Conclusão

A palavra-chave quando se fala de pretensão salarial é preparação. Antes de participar de um processo seletivo ou enviar o seu currículo para uma empresa, estabeleça alguns critérios de reflexão. 

Primeiro, entenda exatamente que tipo de profissional você é. Conheça suas habilidades, valorize sua trajetória e não ignore experiências e salários prévios. Entenda, também, em que contexto profissional você está inserido e como o mercado se comporta na sua região. 

Segundo, esteja aberto a negociações. Muitas vezes, uma empresa pode não pagar o que você deseja, mas existem outras formas de compensação. Em outras palavras, nem tudo é sobre dinheiro. 

Com esses critérios, você será capaz de comunicar sua pretensão salarial sem nenhum prejuízo – tanto para você quanto para a empresa. 

Gostou do conteúdo? Então, compartilhe em suas redes sociais e continue acompanhando o blog da PontoTel

banner conheça o aplicativo pontotel
Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima