O que é turnaround e como fazer na minha empresa?

imagem de uma lâmpada ao lado de três bolas de papel amassadas

Uma em cada 5 empresas no Brasil fecham as portas depois de 1 ano e 70% não chegam a completar 10 anos de funcionamento, segundo o IBGE. Muitas das empresas que se mantém, em meio a crise, adotam o chamado processo de turnaround.  

Essa estratégia tem como premissa contribuir para que a empresa identifique os problemas nos seus processos e aceite realizar uma reestruturação para virar o jogo e sair da crise que a acomete. 

Nesse processo a visão principal está em dar um novo rumo para o negócio, na maioria dos casos uma mudança drástica, que chega até mesmo a modificar os valores e a própria missão da organização. 

Quer saber como de fato o que é turnaround e como aplicá-lo? Este artigo vai abordar o turn around significado e também: 

Ficou interessado pelo assunto e quer saber como tirar sua empresa da crise? Então, vá em frente neste conteúdo e tenha uma boa leitura!

banner frequência de funcionários

O que é turnaround?

imagem de uma pessoa encostando em blocos de madeira rosas e azuis

A palavra turnaround em português significa algo como retomada, dar a volta por cima. No mercado, o termo turnaround é utilizado para descrever a reestruturação de determinada empresa. Seria algo como uma mudança de rumo do negócio em busca de resultados.

Ao adotar o processo de turnaround a empresa acaba impactando não apenas a sua área financeira, mas também setores como o de RH e o operacional de uma forma geral. A ideia é recolocar as empresas nos trilhos, readaptando-a a uma nova realidade.   

Como ele funciona?

O turnaround tem um caráter de revisão geral. Desta maneira, o seu funcionamento parte de um pressuposto de realizar de forma minuciosa uma análise de tudo o que está acontecendo na empresa. 

Isto é, revisar os processos internos e externos – estrutura, missão, visão, valores, políticas internas, finanças, etc. Cada dado nesse levantamento é importante para que a empresa tenha uma visão macro do negócio. 

A partir daí, via processo de turnaround, a empresa aplica ações estratégicas e realiza adequações nas áreas que mais exigem mudanças. 

O foco principal deve ser o de conseguir implementar processos que reergam a empresa, restabelecendo seu crescimento e consequentemente influenciando na sua competitividade e nos resultados. 

Qual a importância do processo de turnaround para as empresas?

O processo de turnaround pode ser um divisor de águas na empresa. Sua importância está principalmente nas ações que surgem a partir dele para que a empresa tome decisões mais assertivas. 
Com isso, ela cria estratégias para eliminar desperdícios, gastos desnecessários e tem uma base concreta, a partir das informações levantadas durante o processo, para evitar ir à falência. Com o turnaround a companhia muitas vezes pode virar o jogo e sair da crise.

Quando uma empresa precisa do turnaround?

imagem de blocos de madeira lado a lado

Existem diversos sinais que podem mostrar que uma empresa precisa passar por um processo de turnaround. Alguns dos principais você pode conferir abaixo:  

  • Aumentos dos custos e receita estagnada; 
  • Resultados financeiros ruins constantemente;
  • Falta de clientes; 
  • Altas taxas de absenteísmo e turnover;
  • Fraudes e/ou corrupção; 
  • Queda da qualidade na relação com clientes e fornecedores;

Se a sua empresa está passando por algumas das situações citadas acima pode ser um sinal claro de que ela precisa passar pelo turnaround, ou seja, precisa realizar uma reestruturação de áreas e processos. 

Como aplicá-lo em uma empresa?

A principal indicação para uma empresa que busca aplicar o turnaround na empresa é buscar ajuda de uma consultoria especializada. Essa visão de profissionais externos sobre a companhia pode ajudar a identificar os principais erros da organização. 

Se o processo de turnaround é feito internamente é possível que a empresa ignore algumas situações e seja influenciada a tomar decisões com base nos erros que já vêm sendo cometidos. O diagnóstico do negócio precisa ser feito de forma neutra. 

Outro ponto importante é fazer uma avaliação prévia da empresa que vai ser contratada, buscando informações sobre sua expertise de mercado, cases e valores. Considerar esses pontos contribui para que a escolha seja assertiva. 

Quais benefícios uma empresa terá após o turnaround?

Um processo de turnaround pode proporcionar uma série de benefícios para as empresas que o adotam. Isso ocorre principalmente, pois o levantamento de dados oriundo desse processo permite à empresa uma identificação clara de seus erros e acertos. 

É possível destacar entre os benefícios mais relevantes do turnaround: 

Maior poder de decisão 

O processo de turnaround oferece uma visão macro do negócio, otimizando, assim, as tomadas de decisão. 

Uma vez que, os gestores terão um conhecimento mais amplo dos processos e também identificarão com maior facilidade os pontos fortes e fracos da organização. 

Assim, as tomadas de decisão se tornam mais assertivas e os erros são evitados. Permitindo que a empresa retome seu rumo com novos processos e facilitando a eliminação daquilo que não vinha dando certo. 

Corrige erros de processo

O turnaround pode ser o fator-chave para que a empresa consiga corrigir seus processos e falhas. Quando existe um levantamento minucioso de todos os setores da companhia fica mais fácil descobrir quais erros, em cada área, estão levando a empresa ao fracasso. 

Dessa forma, ela pode reduzir a quantidade de decisões equivocadas e consequentemente melhorar os processos de uma forma geral, identificando o que realmente precisa de atenção para mudar de rumo.  

Melhora o ambiente corporativo 

Uma empresa em crise tende a deixar o ambiente corporativo pesado e com uma alta taxa de rotatividade. Contudo, com a aplicação do turnaround a empresa minimiza os impactos negativos da sua rotina e consegue criar “novos ares” no dia a dia da companhia. 

Essa mudança pode elevar a confiança dos colaboradores e proporciona um ambiente de mudança, onde as novidades tem a força para instigar a motivação dos funcionários, para que a empresa se reerga e consiga bons resultados. 

Pelo turnaround ela converte a visão de crise em uma visão mais otimista e isso tende a melhorar o ambiente e elevar a confiança das equipes envolvidas na mudança. 

Potencializa a competitividade 

Empresas em crise perdem completamente seu rumo e em consequência não são mais competitivas no mercado. Ao adotar um processo de turnaround, a companhia se mostra disposta a mudanças, a novos processos, produtos e ações. 

Essa nova visão de mercado pode fazer a diferença e ajudar a empresa a ter mais fôlego para ser competitiva e intensa, com propostas focadas na revisão dos seus processos para atender as necessidades dos clientes. 

Cria novas oportunidades

Um dos principais benefícios que o turnaround pode proporcionar à empresa é oferecer uma visão diferenciada da empresa e do próprio mercado. Ao aplicá-lo, os diretores e gestores, na reestruturação, podem inovar e enxergar novos horizontes. 

Sendo assim, essa mudança pode ser importante não só para que a empresa se reestruture, mas abre portas para que ela aposte em novos nichos de mercado. Contribuindo para que a companhia atinja novos clientes e volte a ser competitiva. 

Quais riscos uma empresa corre em um processo de turnaround?

Como qualquer ação estratégica, o turnaround não é garantia de que a empresa obterá sucesso com ele. Até por esse motivo ele é visto como uma medida de risco, principalmente se houver decisões equivocadas no processo.

Entre os principais riscos que uma empresa pode correr num processo de turnaround estão:  

  • Falta de dinheiro para quitar as dívidas; 
  • Otimismo demasiado no processo; 
  • Desconfiança por parte de possíveis investidores; 
  • Pedidos de demissão em massa
  • Desvalorização da empresa no mercado; 
  • Dificuldade de adaptação dos funcionários a novos processos. 

Conclusão

imagem de uma mulher sentada na frente do computador com os olhos fechados

Um plano de reestruturação pode ser a salvação de uma empresa em meio a crise. Como você pôde ver no início deste artigo, cerca de 70% das empresas não chegam a 10 anos aberta. 

É neste momento de crise, no entanto, que é necessário sensatez para entender a situação da empresa. Neste cenário, um processo estratégico se tornou comum para dar um suporte para que as empresas deem a volta por cima, o turnaround. 

Com ele, como explanado ao longo deste conteúdo, as companhias conseguem fazer uma análise macro do negócio para identificar possíveis falhas e tentar estancar possíveis gargalos financeiros

Afinal, com o turnaround a empresa pode criar novos processos e tornar mais assertiva suas decisões. Já que, nessa estratégia são levantados tópicos concretos e cruciais, via análise minuciosa da empresa, para que as ações foquem exatamente no que a companhia precisa melhorar. 

Mesmo sabendo dessas vantagens que o turnaround pode trazer é importante que a empresa esteja atenta na forma de implementá-la. Para isso, deve sempre contar com empresas e profissionais especializados que entendam o funcionamento deste processo. 

Gostou deste artigo? Então, compartilhe ele nas suas redes sociais.   

banner custos jornada de trabalho

Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima