Por que o Tecnólogo em Gestão de Pessoas é o mais procurado do país?

imagem de uma equipe de gestão de pessoas reunida
Compartilhe em suas redes!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

De acordo com com o Censo da Educação Superior 2018, divulgando anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o curso de Gestão de Pessoas foi o tecnólogo com maior número de alunos naquele ano. 

Tanto na modalidade de ensino presencial quanto na modalidade a distância (EAD). 

Eram, ao todo, mais de 100 mil estudantes matriculados no curso, naquele ano. 

No Quero Bolsa, plataforma de bolsas de estudo e vagas no ensino superior, a graduação também teve muita procura. 

Ela ficou em primeiro lugar entre os tecnólogos, com 18% do total das buscas realizadas no site durante o ano de 2019.

Bom, mas o que faz o curso de Gestão de Pessoas ser tão procurado? O que atrai tanto os estudantes nessa área? 

É esse o assunto que buscamos discutir neste artigo. 

Ao longo do texto, iremos mostrar como funciona o curso e por que ele vem sendo o sonho de muitos estudantes que pretendem ingressar em uma universidade, conseguindo uma boa colocação no mercado de trabalho.

banner pontotel controle de ponto online

Qual o objetivo do curso de Gestão de Pessoas?

O curso de gestão de pessoas,  é um tecnólogo e, assim sendo, tem duração média de 2 anos (de menor tempo e, consequentemente, menor investimento demandado por parte do aluno). O curso tem dois objetivos muito claros:

  • Profissionalizar o estudante para conseguir gerenciar equipes multidisciplinares, não importa o setor em que ele esteja trabalhando;
  • Fazer com que ele saia da graduação apto para tratar dos Recursos Humanos na empresa ou organização em que estiver inserido. 

Percebeu? O curso tem uma relação direta com o Gestão de Recursos Humanos, já que são duas formações que compartilham a mesma estrutura. 

Entretanto, a nomenclatura muda de uma instituição para outra. 

A grande diferença é que o curso de Gestão de Pessoas, às vezes, é focado para pessoas que trabalham em setores diferentes e querem gerenciar times, não importando a área dentro da empresa em que atua. Já o curso de Gestão de Recursos Humanos é focado, exclusivamente, neste setor, formando profissionais mais especialistas nisso. 

Como funciona o curso de Gestão de Pessoas?

O curso de Gestão de Pessoas tem uma estrutura dividida em duas partes distintas. 

Nos dois primeiros semestres do curso, o estudante vai encontrar disciplinas voltadas para o ambiente empresarial, trazendo todos os meandros do dia a dia de uma organização. 

Já nos dois últimos, o aluno vai aprender mais sobre os conceitos de Recursos Humanos em si, aprendendo a lidar com o ativo mais valioso dentro de uma empresa/organização: seus funcionários.

Assim, ao final do tecnólogo, o estudante conhecerá todos os processos de Gestão de Pessoas, desde recrutamento e seleção, passando treinamento e desenvolvimento, chegando até a avaliação do profissional

Ele se tornará um profissional especialista em lidar com o capital humano.

Por que o curso é tão procurado?

Existe uma resposta muito simples que pode explicar tanta procura para o curso de Gestão de Pessoas: há muita demanda para profissionais qualificados nessa área no mercado de trabalho. 

Não importa se o intuito seja liderar uma equipa em qualquer parte da empresa, ou atuar no setor de Recursos Humanos da organização, lidando com todos os colaboradores da empresa nos mais diferenciados setores. 

O profissional que tem uma boa base na gestão de pessoas vai ser altamente requisitado.

Cada vez mais, as empresas passam a perceber que o capital humano é o mais importante da organização e que manter talentos satisfeitos e retê-los pode ser o que vai separar uma empresa do sucesso ao fracasso.

Por isso, profissionais capacitados em Gestão de Pessoas podem ser sempre altamente demandados, para que o maior tesouro seja guardado e preservado. 

Além disso, a área é completamente chamativa para estudantes que gostam de trabalhar tendo muito contato com as pessoas e, ao mesmo tempo, conseguir desenvolvê-las no mercado de trabalho. 

O contato humano entre colaborador e RH fazem com que a grande união de vocação com oportunidade seja um grande chamariz para o jovem que está escolhendo com carreira vai seguir na faculdade . 

Como estão as contratações para quem quer trabalhar com Recursos Humanos?

Analisando os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), entre janeiro e agosto de 2020, foram contratados 9.879 novos profissionais com ensino superior para o cargo de Analista de Recursos Humanos no Brasil. 

Entretanto, foram demitidos outros 10.895, gerando um saldo negativo de 1.018 (ou seja, foram postos de trabalho que foram fechados).

As admissões e os desligamentos aconteceram em um contexto que diversas empresas entraram em uma política de corte de gastos, se preservando durante a pandemia do coronavírus. 

Assim, dessa forma, quando tudo se normalizar, é esperado que o mercado volte a aquecer. Entre os contratados, a remuneração média foi de R$ 3841,16, segundo também informa o Caged.

Com o aumento da procura pelo curso o mercado de trabalho pode ficar saturado?

Mesmo que apresente um grande aumento nas buscas por novos estudantes, o mercado de trabalho ainda não tende a ficar saturado com muitos profissionais sendo formados. 

Isso porque, quem se forma em Gestão de Pessoas consegue atuar em várias funções dentro dos times de Recursos Humanos. 

Além disso, o profissional pode atuar gerenciando equipes multidisciplinares dos mais variados setores das empresas, fazendo com que o curso seja mais valorizado ainda no mercado e criando diversas oportunidades para o aluno formado no curso. 

Por fim, é importante que ele esteja preparado para a revolução tecnológica que acontece no mercado de RH. 

Com a introdução forte do recrutamento e seleção via redes sociais e da popularização do people analytics (análise do clima organizacional por uma quantidade massiva de dados), o profissional tem que estar em constante aprendizado para não ser ultrapassado no mercado. 

Com essa mudança acontecendo a todo momento, é importante que o gestor de pessoas esteja apto a acompanhar o ritmo acelerado do novo conhecimento sendo gerado, dia após dia, mantendo, assim, a frente perante as inovações no mercado de Recursos Humanos. 

Este conteúdo foi produzido em parceria com o time da Revista Quero!


Compartilhe em suas redes!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Rolar para cima