Entenda o que é um teste situacional e como ele pode contribuir para um processo seletivo assertivo

imagem de quatro pessoas sentadas lado a lado conversando

Alguns dizem que o advento dos testes situacionais desencadeou uma verdadeira inovação nos métodos na hora de realizar os processos de recrutamento e seleção e no departamento de recursos humanos. 

Basicamente, podemos conceituá-los como atividades destinadas a representar o ambiente e as adversidades que os novos profissionais têm que enfrentar. Portanto, suas respostas podem ser melhor analisadas.

Embora já estejam difundidos no cotidiano das grandes empresas, as PMEs ainda estão menos familiarizadas com o teste de cenários. 

Além disso, algumas empresas – por mais incríveis que pareçam – ainda utilizam os testes apenas como meio de selecionar os candidatos que vão compor seu quadro de funcionários para encontrar o mercado de trabalho.

No caminho do processo seletivo, uma das maiores preocupações dos recrutadores é a incapacidade de identificar o perfil mais adequado para uma determinada vaga. Assim, de forma a aumentar as hipóteses de sucesso, são aplicados aos candidatos diversos formatos de avaliação que visam avaliar o seu real potencial e as suas predisposições para uma vaga em aberto. É o caso dos testes situacionais.

Pensando nisso, neste artigo você vai entender o que é teste situacional, quais as vantagens deste teste para o recrutamento e os principais tipos de testes situacionais. Além disso, mostramos como obter sucesso na aplicação dele. Veja a seguir os tópicos que abordaremos:

Vamos lá!

banner descubra a taxa de absenteismo

O que é um teste situacional?

imagem de um homem e uma mulher olhando dois homens sentados conversando

Durante o processo seletivo, os recrutadores contam com diversas ferramentas para avaliar os candidatos às vagas em aberto – entrevistas, análise de currículos, dinâmicas de equipe, etc. A verdade é que existem múltiplas possibilidades de analisar os perfis e habilidades dos profissionais para selecionar o mais adequado para a função.

Entretanto, uma forma de tornar o processo mais eficiente é expor o candidato às situações e desafios que ele pode enfrentar no seu dia a dia de trabalho ao ser admitido. Isso permite simular como ele reagirá a possíveis situações.

Ao avaliar essas respostas dos profissionais, é possível verificar o quão próximo ele está do perfil requerido para a função.

Em outras palavras, o teste situacional permite que os recrutadores analisem como os candidatos se encaixam nas tarefas e responsabilidades do cargo a ser desempenhado, como eles irão interagir com outros profissionais da área e a promessa de uma possível candidatura. Ele está realizando a atividade proposta.

Esses recursos também oferecem a oportunidade para os responsáveis ​​pelo processo de R&S verificarem se o candidato tem a motivação e a iniciativa necessárias, como sua reação a situações estressantes ou como ele lida com a hierarquia organizacional.

Com esse tipo de observação, tanto as habilidades técnicas quanto as comportamentais podem ser examinadas.

Quais as vantagens deste teste para o recrutamento e seleção?

É muito importante escolher os profissionais certos para integrar a sua equipa, pois esta é uma ação que pode ter um impacto positivo ou negativo no desenvolvimento da empresa.

Com bom uso dos testes situacionais, há uma chance maior de selecionar o colaborador certo. Portanto, as vantagens do processo de seleção bem-sucedido podem ser vistas nos pontos a seguir.

Antevê comportamentos futuros 

O selecionador cria uma situação-problema factual que realmente ocorre durante a vaga ao qual o avaliado está se candidatando para verificar como ele se comporta. Portanto, parte-se da premissa de que as intenções de uma pessoa podem prever seu comportamento futuro.

Alinha as expectativas 

Durante o processo de entrevista, o currículo é confrontado com os dados fornecidos pelo candidato, sendo analisadas a capacidade de debate, atitude, nível de ansiedade e postura, além de ele ter a oportunidade de expor suas competências e expectativas. Conhecendo a situação do dia a dia, o candidato pode não estar interessado na vaga, ou pelo contrário, estará mais interessado. Por isso é importante ajustar as expectativas.

Ajuda a conhecer melhor o candidato e saber como ele vai se portar no futuro

Esse método é usado para entender melhor o candidato, observar como ele se comporta em situações estressantes e como ele resolve problemas. 

O principal objetivo dessa técnica é avaliar de forma otimizada o comportamento dos selecionadores, pois neste momento podem ser sugeridas situações para que o avaliado possa desenvolver habilidades de tomada de decisão, iniciativa, resolução de conflitos e entender como cada pessoa interage com o candidato ou outras pessoas do grupo.

Prevenção a conflitos internos 

Os testes situacionais ajudam a analisar as características comportamentais dos candidatos. Dessa forma, são avaliadas as competências e as respostas diante das situações impostas pelo cargo e se ele se enquadra na cultura organizacional e nas expectativas de abertura de vagas. 

Isso é usado para avaliar se seu comportamento diante da situação imposta pelo cargo se é adequado à cultura da empresa e na imagem dos demais colaboradores.

O teste também evita conflitos entre profissionais de uma mesma equipe e perfis incompatíveis. Na verdade, é uma forma de fortalecer o trabalho em equipe, aumentar o engajamento dos funcionários e reduzir a rotatividade.

Diminuição da rotatividade

A alta rotatividade, ou seja, alta rotatividade, é um dos principais obstáculos ao crescimento de uma empresa. Quando um funcionário se demite ou é demitido, é necessário um investimento para substituí-lo. Além disso, as altas taxas de rotatividade dificultam a conexão entre os profissionais.

Para isso, é necessário um recrutamento mais confiante. Portanto, o teste situacional  surgiu como uma solução. Quando é contratado o profissional ideal, que atende às expectativas do cargo (e também atende às suas) e mantém um bom relacionamento com a equipe, ele tem mais chances de permanecer na empresa.

Tipos de teste situacional

imagem de três homens sentados conversando ao redor de uma mesa

Dependendo do perfil dos requisitos da vaga ou da função em si, a experiência da atividade de trabalho visada pelo processo seletivo pode ser modelada de diferentes formas. Abaixo, confira algumas opções.

Simulação de atividades

Nesse modelo, o candidato enfrenta de forma prática alguns acontecimentos que necessariamente encontrará em seu dia de trabalho caso seja contratado. 

Por exemplo: as habilidades da pessoa em operar máquinas e equipamentos podem ser testadas. Este é um teste situacional.

Outro exemplo: para escolher um candidato para o cargo de vendedor, pode-se representar uma circunstância fictícia em que um candidato deve encontrar novos clientes em um determinado nicho de mercado e concluir ou adiantar negociações com base em determinados parâmetros ou objetivos de negócios.

Entrevista situacional

O teste situacional também pode ser realizado na forma de uma entrevista. Nesta forma de avaliação, o recrutador provocará a resposta de um candidato, relatando uma situação crítica que ele vivenciou, descrevendo sua reação à situação.

O entrevistador encarregado de conduzir este estágio do recrutamento e seleção pode então perguntar, por exemplo, se o candidato já foi forçado a lidar com clientes insatisfeitos com seu trabalho e como ele reagiu. 

Certos fatores, como seu argumento e tempo de reação, podem fornecer pistas sobre as habilidades de um candidato e sua adequação para preencher a vaga.

É importante observar, no entanto, que entrevistas situacionais exigem muita preparação do recrutador – tanto preparando perguntas que podem fornecer uma avaliação útil dos profissionais quanto analisando adequadamente suas respostas. Portanto, é conveniente dedicar algum tempo ao desenvolvimento dessa fase seletiva.

Dinâmica em grupo

O teste situacional também pode ser aplicado durante as dinâmicas de grupo, onde uma situação ou problema é apresentado a participantes seletivos a fim de antecipar uma solução coletiva. Aqui, é possível avaliar algumas competências, como liderança e trabalho em equipe.

Prova situacional escrita

São testes projetados especificamente para avaliar o nível de conhecimento em um campo relacionado, como testes situacionais, mas agora são escritos. Aqui, é necessário fazer perguntas sobre uma situação específica e avaliar como a pessoa responde.

Como obter sucesso na aplicação do teste situacional

Quem já trabalhou em RH e é responsável pela organização do procedimento de R&S – mesmo profissionais que já participaram do processo seletivo para preencher vagas – sabe que essa atividade é inevitavelmente encenada.

É por isso que montamos um guia passo a passo para testes situacionais para você. Veja a seguir!

Conheça o dia a dia da vaga em questão

Os recrutadores precisam entender o trabalho diário do trabalho em questão para ter mais confiança ao aplicar o teste situacional para criar cenários que normalmente ocorrem no trabalho diário desse funcionário em potencial, para assim, formular perguntas de melhor cenário.

Estabeleça um roteiro

Para gerar uma boa experiência de candidato, comece dividindo um roteiro de entrevista estruturado em etapas. Essa é a melhor maneira de garantir que você cobriu tudo o que é necessário para avaliar o teste situacional.

Escolha perguntas que o ajudarão a extrair muitas informações do candidato. Comece investigando o currículo do candidato selecionando perguntas que envolvem experiência profissional anterior, atividades e responsabilidades.

Peça à pessoa para compartilhar experiências de aprendizado, sucessos que tiveram com o projeto, etc. Além disso, como o nome sugere, são perguntas usadas para avaliar como um candidato reagiria em determinadas situações.

Então, elabore um cenário hipotético e pergunte ao candidato qual atitude ele tomaria ao se deparar com o exposto. Essa etapa é fundamental para mostrar (ou não) se o candidato possui as habilidades que a empresa procura.

Defina os objetivos do que quer avaliar com esse teste

Os objetivos da empresa por trás da nova contratação devem ser mantidos em mente. Afinal, somente conhecendo as exigências da profissão os responsáveis ​​pelo processo de recrutamento e seleção poderão analisar com precisão se os candidatos envolvidos na seleção atendem aos pré-requisitos para o cargo vago.

Nesse sentido, a primeira ação a ser tomada ao desenvolver os testes situacionais  a serem aplicados é definir claramente os motivos que levam as organizações e departamentos contratantes a optarem pela admissão de novos funcionários e quais as expectativas associadas a isso.

Analise de forma realista as respostas do candidato

imagem de uma mulher segurando um óculos e uma folha

Durante a fase de aplicação de um teste situacional, é fundamental ser o mais realista possível ao analisar as respostas dos candidatos, afinal, para evitar frustrações de ambos os lados.

Considerando que vivemos atualmente numa era altamente globalizada e com um mercado altamente competitivo, a contratação de novos colaboradores nunca deve ser baseada no “palpite” dos recrutadores responsáveis ​​pelo processo de R&S.

Este aspecto é especialmente importante, pois afeta o sucesso do recrutamento e ter uma equipe de profissionais verdadeiramente dedicados e eficientes é fundamental para alcançar bons resultados para a empresa.

Portanto, tente evitar gostos e desgostos pessoais que interfiram em seu julgamento. A melhor solução para evitar esse tipo de problema, é realizar um recrutamento às cegas, em que o recrutador analisa os candidatos sem saber suas características pessoais em geral. 

Conclusão

Ao longo deste artigo, explicamos o que é um teste situacional, como ele funciona, quais as vantagens deste teste para o recrutamento e seleção e os seus tipos. Além disso, mostramos como obter sucesso na aplicação do teste.

Até agora, você viu como o teste situacional é uma das muitas ferramentas que os recrutadores podem usar ao identificar os melhores candidatos durante o processo de recrutamento e seleção.

Portanto, é importante entender não apenas seus conceitos, mas também os benefícios de aplicá-los, os métodos, os benefícios deles derivados e como formulá-los.

Lembre-se, aplicar um processo diferente para avaliar os profissionais durante o processo de seleção aumentará exponencialmente as chances de uma contratação bem-sucedida.

Então, com os diversos testes situacionais existentes, tente definir quais tipos são melhores para cada cargo de seus colaboradores e use-os de forma mais correta para garantir que seus resultados sejam mais precisos.

Portanto, essas são as principais mensagens para as empresas implementarem testes situacionais no processo de recrutamento e seleção.

Para garantir que a utilização desta estratégia o ajude a atingir seus objetivos, é importante medir continuamente os resultados obtidos para fazer melhorias para aumentar a eficiência do processo.

Se você gostou deste texto, compartilhe nas redes sociais e continue sua visita no blog da PontoTel.

banner como funciona o software de ponto mais completo

Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima