Entenda o que é Business Agility e como fazer sua empresa ser mais efetiva e ágil

imagem de cinco pessoas sentadas ao redor de uma mesa conversando e mexendo em computadores

Atualmente, o mercado empresarial é muito volátil e competitivo. Por isso, as organizações que desejam conquistar novos clientes, fidelizá-los e criar novas oportunidades, devem ser inovadoras e ágeis.

Mas, você sabe o que isso significa?

O business agility é um recurso para que as organizações consigam se adaptar diante das mudanças que ocorrem.

Muitas mudanças não são previstas pelas organizações, mas aquelas que adotam essa cultura são capazes de reinventar e atender seus clientes.

Já as empresas que não adotam essa estratégia podem ficar obsoletas dentro do mercado competitivo.

Diante da importância desse conceito, neste artigo, você entenderá o que é business agility, quais benefícios ele proporciona para a organização, entre outros.

Veja os tópicos que serão abordados:

Quer saber mais? Continue sua leitura!

banner automatize o calculo de horas extras

O que é o Business Agility?

imagem de cinco pessoas em um escritório conversando

Segundo o Business Agility Institute, o business agility, agilidade comercial traduzido em português, é um conjunto de estratégias e comportamentos que tornam as organizações mais flexíveis e proporcionam mais liberdade, pois, dessa forma, é possível conquistar os objetivos e resultados com mais rapidez.

Logo, essa estratégia permite que as organizações consigam se adaptar às constantes mudanças que ocorrem no mercado, fazendo com que a empresa se destaque diante dos concorrentes.

Assim, a organização está sempre buscando atender as necessidades de seus clientes, independente das mudanças que estejam ocorrendo.

Em resumo, business agility corresponde a capacidade que as empresas têm para se adaptar às mudanças do mercado. Isso porque, diante de tantas mudanças, as necessidades dos clientes mudam e as organizações devem se adaptar aos novos cenários.

Por fim, as organizações tradicionais precisam reinventar seu planejamento para atender os clientes. 

Já as empresas que estão surgindo agora devem ter em mente que seu produto pode sofrer mudanças a qualquer momento e estarem prontas para fazer as mudanças com agilidade.

Por que o Business Agility é importante?

Adotar a metodologia ágil garante que a organização consiga se adaptar às mudanças do mercado e se tornar competitiva diante de tantos concorrentes.

Existem muitos recursos que estão mudando drasticamente com o passar dos anos, como a sociedade, clima, mudanças econômicas e sociais. Tudo isso indica um futuro de instabilidade que afeta as organizações como um todo.

Por isso, as empresas que adotam o business agility em seu negócio, serão menos impactadas por essas mudanças, pois elas conseguirão acompanhar o mercado e atender seus clientes em um novo cenário.

Dessa forma, essas organizações passam a ser conhecidas pela sua eficiência em atender seus clientes e elas conseguem entender o que eles precisam e se antecipar às mudanças.

Quais são as estratégias do Business Agility?

A inovação é o pilar principal do Business Agility, isso porque, não basta apenas ser ágil, também é necessário ser inovador.

Pois, as organizações que não inovam seus processos e seus produtos não conseguem ser ágeis para acompanhar as mudanças do mercado. E em alguns casos, não conseguem resistir à competitividade e podem ir à falência.

Diante das rápidas mudanças que o mercado sofre, é possível perceber como o futuro para as empresas é incerto. Por exemplo, as organizações que não acompanham os avanços tecnológicos, podem ficar para trás. 

Assim, quando é adotada a estratégia dos business agility, a empresa consegue se transformar a partir das demandas externas do mercado e do público.

Além disso, é importante que as metodologias ágeis façam parte de toda a empresa e não apenas de uma área específica. Isso garante que todos estejam seguindo a mesma estratégia e trabalhem com o mesmo objetivo.

Como o Business Agility funciona?

Para que o conceito de agilidade funcione na prática, ele deve ser algo que faça parte da cultura organizacional da instituição.

Assim, ser ágil, significa mudar o mindset dos profissionais que atuam na organização e transformar os processos do dia a dia com maior agilidade e flexibilidade

Ou seja, os colaboradores devem ter autonomia para agir dentro da empresa e tomar as decisões, isso torna o processo mais ágil.

Além disso, para que o business agility funcione, é necessário que os líderes promovam a criatividade e espontaneidade na execução das tarefas.

Outro ponto, é que os colaboradores devem ter os recursos a sua disposição para solucionarem os problemas e também é preciso haver uma infraestrutura adequada que promova uma gestão da qualidade.

Também é possível adotar outras estratégias para colocar o business agility em prática. Confira quais são!

Adoção de tecnologia

Para que a agilidade funcione, é preciso reestruturar os processos para que ele corresponda a esse novo modelo de negócio e acompanhe as tendências do mercado. 

O uso da tecnologia é essencial para que a empresa consiga inovar seus processos e seus produtos para o cliente final.

Renovação cultural e organizacional

Por mais tecnológicos que os processos organizacionais sejam, em algumas etapas sempre existirão pessoas fazendo a parte burocrática. 

Desse modo, é importante que os líderes incentivem os seus colaboradores a terem ideias inovadoras alinhadas com os objetivos organizacionais.

Além disso, os gestores devem garantir que os profissionais façam parte do processo de tomada de decisão.

Busca por inovação e funcionalidade

Por último, as organizações que conseguem atender às novas necessidades de seus clientes e as colocam como ponto principal são capazes de se adaptar ao mercado e se destacar no meio de tantos concorrentes.

Quais são os princípios do Business Agility?

Antes de adotar o conceito de business agility nas organizações, é necessário compreender alguns princípios que fazem parte dessa estratégia.

E como já foi visto, ele deve ser aplicado em todas as áreas da empresa e não apenas em um setor. Assim, a implementação é baseada nos seguintes princípios:

Foco no cliente

Uma organização ágil deve ter como foco atender as necessidades do seu cliente externo. Por isso, é importante criar recursos para ouvir o cliente e entender quais são as suas dores e queixas. 

A partir dessas informações, será possível desenvolver produtos que correspondam ao que o cliente precisa.

Além disso, com processos mais ágeis, é mais fácil identificar onde a empresa está errando e fazer ajustes para atender o cliente da melhor forma.

Melhoria contínua

Quanto mais a empresa deseja crescer e se destacar no mercado, mais ela deve buscar melhorar seus processos, pois é isso que as tornam mais competitivas.

A melhoria contínua é responsável para que as organizações aprendam com seus erros e com os dos concorrentes e tornem seus produtos e processos mais inovadores.

Além disso, quando a equipe tem mais liberdade, elas se tornam mais engajadas e isso proporciona uma melhora no clima organizacional.

Fluxos ágeis e enxutos

Como já vimos, um dos princípios do business agility é tornar os processos organizacionais mais ágeis e deixar somente as etapas essenciais.

Dessa forma, os gestores devem desenhar um fluxo rápido de execução, aprovação e implementação das tarefas.

Assim, serão descartadas as etapas que não forem necessárias, tornando as etapas menos burocráticas.

Nessa etapa, é importante que os gestores ouçam os colaboradores que executam as tarefas, pois eles podem dar sugestões de melhoria para o processo.

Assim, toda a organização deve fazer melhorias constantes em seus processos a fim de evitar que algo que se “quebre” para fazer ajustes.

Gestão integrada

Por último, é importante dizer que os recursos tecnológicos são essenciais na implementação do business agility nas organizações, pois ele será o responsável para que haja uma gestão integrada na organização.

O business agility permite que os colaboradores trabalhem com mais liberdade, porém, os gestores devem ter ferramentas adequadas para acompanhar o desempenho dos profissionais no dia a dia.

Assim, é preciso criar indicadores para que os líderes acompanhem as atividades e vejam se o planejamento está sendo seguido. E se houver necessidade, fazer os ajustes necessários.

Desse modo, o processo de tomada de decisão será baseado nos dados coletados pelos gestores. 

Principais vantagens do Business Agility

imagem de duas mulheres e dois homens conversando e olhando para um tablet

Como foi possível perceber, o business agility proporciona muitos benefícios para as organizações que adotam essa estratégia como parte da sua cultura organizacional.

Certamente, fazer com que os colaboradores tenham uma mentalidade ágil não é uma tarefa simples, é um processo de desconstrução e mudança de paradigmas.

Porém, esse conceito proporciona muitas vantagens para as organizações. Dentre elas, podemos citar os seguintes exemplos:

Maior produtividade das equipes

O business agility permite que os processos sejam mais flexíveis e as decisões sejam tomadas de forma mais rápida. Como consequência, as atividades são feitas com menos tempo e com maior qualidade.

Nesse cenário, também é possível perceber um aumento na produtividade dos colaboradores, pois eles estão mais engajados com as atividades.

Promoção da Cultura de Inovação na empresa

Outra vantagem que a agilidade proporciona para a organização é que, através dela, os líderes buscam trazer processos mais inovadores para o cotidiano corporativo, além de melhorar os produtos ou serviços que serão entregues para o cliente final.

Ou seja, a empresa busca promover a agilidade na sua cultura interna e inovar seus produtos para atender às novas necessidades do cliente através de novos recursos tecnológicos disponíveis no mercado.

Redução do retrabalho

A agilidade torna os processos mais simples e efetivos. Por isso, os profissionais realizam as atividades uma única vez e não precisam se preocupar com retrabalho.

Isso porque os processos serão reestruturados e pensados para atender as demandas dos colaboradores, tornando eles mais simples e flexíveis. 

Portanto, os funcionários não precisam passar horas realizando uma única tarefa, eles podem fazer várias atividades com mais qualidade e em menos tempo.

Melhoria de processos

Por último, um dos principais benefícios do business agility é que ele proporciona uma melhoria nos processos organizacionais.

Ou seja, é feito uma análise de como as atividades estão sendo realizadas, o que precisa melhorar e o que pode ser descartado.

Dessa forma, os processos estarão focados em gerar os melhores resultados para as empresas. Assim, os processos se tornam menos burocráticos e mais eficientes. 

Por que adotar o Business Agility na sua empresa?

A princípio o business agility foi criado para ajudar o departamento de TI (tecnologia da informação) das organizações.

Porém, esse conceito pode ser aplicado em vários setores empresariais, como por exemplo:

A cultura ágil deve fazer parte de toda a organização e adotar esse conceito só trará benefícios.

Essa estratégia é importante para que as empresas consigam sobreviver às mudanças do mercado e se adaptar a elas.

Além disso, o business agility proporciona outros benefícios como:

  • Rápida resposta às mudanças;
  • Adaptação econômica, porém sem deixar de lado a qualidade do serviço;
  • Torna a empresa mais competitiva no mercado.

Através desse recurso, a organização consegue ser mais ágil e colher feedbacks, para identificar outros pontos que precisam ser ajustados para ser possível atingir os resultados desejados.

Conclusão

imagem de duas pessoas se cumprimentando

Neste artigo, você aprendeu o que é agilidade, qual a importância desse recurso para as organizações e quais benefícios ele proporciona.

Em resumo, o business agility é um recurso utilizado para que a organização consiga atender da melhor maneira os seus clientes sem ficar para trás diante das mudanças que o mercado enfrenta.

Um exemplo, são as organizações que foram impactadas pela pandemia da COVID-19, mas que souberam se reestruturar para acompanhar a realidade dos seus consumidores.

As organizações que conseguem fazer essa mudança de forma mais rápida e sutil são as que se destacam diante dos concorrentes e ganham a confiança dos consumidores.

Assim, muitas mudanças ainda vão acontecer e muitas vezes não é algo que as empresas esperam.

Por isso, adotar o business agility como parte da cultura organizacional vai permitir que as organizações consigam se adaptar às mudanças sem sofrerem tantos impactos negativos.

Gostou do conteúdo? Então compartilhe com os amigos e aproveite para conferir o blog da PontoTel para ficar por dentro de mais assuntos como esse.

banner como resolvemos problemas no controle de jornada

Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima