Framework: Entenda o que é e porque essa ferramenta é ideal para construir seu próprio negócio!

imagem de um homem sentado na frente de um computador digitando

Para se ter uma gestão de alta performance, o RH deve implementar práticas internas consistentes e que estejam alinhadas aos objetivos organizacionais. Por exemplo, o Framework é uma estratégia eficaz que vem sendo incorporada pelas empresas para melhorar os procedimentos internos e trazer mais eficiência para as organizações. 

Após a revolução tecnológica, o setor de recursos humanos tem passado por mudanças importantes e adaptações significativas. Um número crescente de organizações têm focado seus esforços em promover uma melhor gestão do tempo do colaborador ao reduzir o tempo gasto em tarefas repetitivas. 

Ademais, sabe-se que 79% dos executivos de todo o mundo consideram a agilidade na gestão uma prioridade para a organização que deseja ter um desempenho satisfatório. 

Sendo assim, a adoção de frameworks de gestão tem auxiliado os gestores a mapear e encontrar novas formas de realizar atividades cotidianas. E isso tem impactado na produtividade e na tomada de decisões mais assertivas.

Afinal, muito mais que uma metodologia, o framework no RH e na empresa faz parte de uma nova cultura organizacional. Mas, não basta implementá-la sem haver uma quebra de paradigmas e mudança de conceitos internos. Sendo assim, toda a empresa deve estar alinhada ao planejamento estratégico do local.

Quer saber como utilizar essa tecnologia na sua empresa? Então confira um conteúdo completo sobre o que é framework em projetos de RH e como ter uma gestão mais tecnológica. Saiba aqui:

Acompanhe o artigo!

banner como funciona o software de ponto mais completo

O que é um framework?

imagem de uma tela de computador com códigos de programação

Framework é um termo que se refere a estratégias e ações que visam solucionar um tipo de problema. Contudo, a sua definição vai muito além do mercado de TI ou de software. Sendo assim, essa é uma forma encontrada pelas empresas de otimizar os seus resultados através de abordagens prontas.

Essa ferramenta está presente em processos de criação de sites, aplicativos, programas, extensões e sistemas. Ela é uma estrutura que ajuda a dar suporte ou serve de guia para um projeto digital.

Além disso, esse conceito é bem semelhante na área de tecnologia, mas possui aspectos técnicos voltados para a programação de sistemas. Ou seja, há uma série de códigos prontos que possuem funcionalidades específicas e podem ser incorporados a sistemas, com o objetivo de agilizar a codificação de algumas partes.

Em suma, um framework tem como objetivo mitigar problemas recorrentes a partir de uma abordagem genérica. Ele possibilita que o desenvolvedor possa focar na resolução do problema, ao invés de reescrever o software.

Além disso, uma das suas características é a integração de funções, para que elas possam ser utilizadas de forma abrangente e se adaptem a quaisquer circunstâncias.

Ele também auxilia no desenvolvimento de aplicações, mas exige o estudo da tecnologia. Por isso, o desenvolvedor deve estudar o básico de javascript para que todas as necessidades do sistema sejam atendidas.

Ficou confuso? Vamos explicar melhor o significado de framework, como ele funciona e como pode ser aplicado no RH da sua empresa.

Como funciona um framework e pra que serve?

Para que você entenda melhor, pense em peças de carros dispostas de forma aleatória. Elas só funcionam se estiverem incluídas no contexto total, que é o veículo. Então, quando uma delas quebrar, o motorista não precisará trocar todas elas, ou seja, o dinheiro do conserto será destinado apenas para a peça defeituosa.

Dessa forma, a função de cada uma delas é adequada para tarefas específicas. Assim, o programador irá utilizar o reuso de código para que a máquina possa automatizar o trabalho repetitivo e o funcionário consiga trabalhar em outras tarefas.

Por exemplo, o formulário de login é um tipo básico de funcionalidade que é implementada com framework. Ademais, as ações dessa função geralmente não mudam, pois o formulário quase sempre requer as mesmas coisas: um e-mail/usuário e senha.

Em outras palavras, com a ferramenta será possível:

  • Agilizar o trabalho da equipe: ao invés do colaborador se preocupar com o desenvolvimento do sistema e detalhes de configuração de um sistema, ele poderá focar seus esforços em outras atividades não tão repetitivas e burocráticas. Sendo assim, o sistema irá trabalhar de forma automática;
  • Garantir maior clareza e entendimento: o trabalho das pessoas que lidam com um projeto será facilitado, já que os códigos utilizados são mais limpos;
  • Melhorar a segurança do sistema: existem comunidades de pessoas programadoras, que pensam em soluções seguras para a ferramenta de framework e tornam o trabalho colaborativo.

Existem vários tipos de framework, com objetivos diferentes. Confira quais são as melhores opções e as vantagens em utilizá-los.

Quais são as melhores opções de frameworks?

As melhores opções de frameworks e modelos mais utilizados são:

  • Booststrap;
  • Springboot;
  • Cordova;
  • React;
  • Pure;
  • Material Design;
  • Flutter;
  • Ionic;

Falaremos mais adiante sobre alguns desses modelos e outros utilizados pelos setores de recursos humanos das empresas.

Principais vantagens de um framework

As principais vantagens de um framework são:

Segurança

Os frameworks são elaborados por programadores, que realizam revisões e modificações nos sistemas. Por esse motivo, eles apresentam um padrão de qualidade dos códigos, além de consistência.

Então podemos dizer que eles são seguros para o seu sistema e reduzem as chances de erros. Sendo assim, é possível utilizar os padrões prontos sem medo.

Redução de tempo

Além da segurança, outra vantagem em utilizar um framework é a economia de tempo. Uma vez que essa tecnologia permite o desenvolvimento de sistemas, agora não haverá tempo perdido em funcionalidades básicas. 

Sendo assim, o setor pode investir recursos em outras funções e requisitos do sistema. Como consequência, há um desperdício de esforço e tempo, além do aumento da produtividade.

Legibilidade

A última vantagem é a formação de padrões de legibilidade. Sem dúvidas, esse item é fundamental para a construção de códigos, o que facilita a manutenção e o entendimento pelos colaboradores. 

Sendo assim, os frameworks que são criados sob esse padrão vão garantir uma clareza que irá auxiliar no dia a dia do profissional.

Quais são as desvantagens?

As desvantagens do framework são:

Dificuldade de sua configuração

Uma das principais desvantagens do framework são os problemas na configuração. Por isso, é difícil adaptá-los aos sistemas já implementados e garantir a comunicação com todas as partes. Além disso, o tempo de instalação e definições é longo.

Códigos desnecessários

Existem alguns códigos desnecessários, que dificultam o trabalho do desenvolvedor. Eles podem causar problemas no momento de instalar, pois possuem mais especificações e códigos do que se espera. Por isso, o ideal é que o profissional utilize uma ferramenta completa para otimizar o seu dia a dia. 

Dependência

Outro problema encontrado é a dependência, por conta do uso excessivo de funcionalidades prontas. Ou seja, o uso exagerado é a mesma coisa que construir um sistema criado com partes distintas e modificadas.

Dessa forma, se o framework sofrer algum problema, certamente todo o sistema será afetado. É como ter um carro danificado, o veículo todo sofre com isso.

Principais modelos de framework

imagem de uma pessoa sentada na frente de dois computadores

Os principais modelos de framework são:

Bootstrap

Esse tipo de framework é utilizado geralmente em componentes que estão na interface de sites, como html, javascript e css. Ele foi desenvolvido com base em técnicas de design, para promover uma melhor experiência visual para o visitante do site.

As suas vantagens são:

  • Fácil de entender e de usar;
  • Ótimo suporte;
  • Disponível gratuitamente;
  • Sistemas de grades em layouts;
  • Plugins JavaScript;
  • Utilidades responsivas.

Zend Framework

O zend framework permite que os desenvolvedores utilizem componentes nas aplicações, sem a necessidade de itens desnecessários. Ele é utilizado em empresas de grande porte, como BBC, Serpro, Cisco, AutoTrack e possui uma comunidade bastante ativa.

As principais características são:

  • Escrito em PHP;
  • Gerenciamento de Sessão;
  • Arquitetura que permite a reutilização dos componentes;
  • Autorização e autenticação em ACL (Controle de Acesso);
  • Possui suporte em sistemas de bancos de dados como Microsoft SQL, Oracle, MySQL, SQLite, PostegreSQL, Informix Dynamic Server, etc.
  • Entre outras características.

CodeIgniter

Já esse framework foi criado para aplicações pHP. Ele permite que o responsável possa focar em outros projetos, pois diminui as linhas de código para realizar determinada tarefa.

Quando comparado com outros tipos framework, ele reduz o tempo de codificação, pois possui uma ampla biblioteca de classes e dispõe de helpers, que são bibliotecas de função, com finalidades específicas. 

Em outras palavras, ele facilita a conexão com tratamento e consulta de dados, conexão com banco de dados, construção de formulários e conteúdos em HTML. Suas características são:

  • Leveza;
  • Gratuidade;
  • Velocidade;
  • Geração de URL’s limpas;
  • É extensível.

Ionic

Esse framework é o principal para a criação de aplicações mobiles híbridas e desktop de alto desempenho. Mas o que isso quer dizer?

As aplicações híbridas são ferramentas móveis construídas a partir de HTML, JavaScript e CSS. Eles são populares, permitem o desenvolvimento multiplataforma.

Em outras palavras, o Ionic possui foco na interação e experiência do usuário com os aplicativos (gestos, interação, animação, controles). Além disso, ele possui um design funcional, limpo e simples, com diversos templates, tipografias e paradigmas interativos, e pode funcionar em diversas plataformas.

As vantagens dele são:

  • Multiplataforma;
  • Menor tempo de desenvolvimento;
  • Estabilidade durante a criação das aplicações;
  • Prototipação;
  • Documentação;
  • Menor custo.

CakePHP

Por fim, o CakePHP é um framework para o desenvolvimento web e que possui um padrão de projeto ORM e MVC. Ele dispõe de uma estrutura extensível para a manutenção, desenvolvimento e implantação de aplicativos.

O seu objetivo é simplificar o processo das aplicações web, além de organizar os bancos de e os recursos que reduzem a codificação. Ele é utilizado na sanitização de dados, validação embutida, segurança, etc.

As suas principais características são:

  • Licença flexível
  • Templates;
  • Validação;
  • Arquitetura MVC;
  • Comunidade ativa;
  • Compatibilidade com PHP5;
  • Etc.

Framework no RH

Como já foi dito, o framework no RH pode ser aplicado na gestão de tarefas e integração de projetos. Assim, será possível economizar tempo e melhorar a produção.

Contudo, para encontrar um bom framework, o gestor ou responsável por essa demanda, deve acessar comunidades online de pessoas desenvolvedoras. Nesses locais, é bastante comum encontrar desenvolvedores com experiência para trabalhar em melhorias constantes de sistemas.

Mas lembre-se que o framework no RH escolhido pode impactar totalmente no seu projeto, uma vez que é necessário adequar os padrões. Ademais, a experiência do profissional e linguagem utilizadas também fazem diferença. 

Qual a importância do framework para o setor de recursos humanos?

O uso de frameworks no RH pode auxiliar a gestão e trazer consequências e benefícios importantes como:

  • Implementação de uma governança mais tecnológica;
  • Alinhamento de metas e objetivos;
  • Gestão de alto desempenho;
  • Melhoria na assertividade;
  • Redução dos riscos nas operações;
  • Atividades mais dinâmicas;
  • Alinhamento do relacionamento entre líderes e empregados;
  • Feedbacks mútuos e contínuos;
  • Gerenciamento mais estruturado;
  • Estabelecimento de padrões de desenvolvimento;
  • Melhoria no desempenho do setor;
  • Otimização do atendimento ao cliente;
  • Fornecimento de métricas de monitoramento e medição.

Além disso, o framework de gestão consegue se adaptar a qualquer empresa. Ou seja, independente do seu segmento ou ramo de atuação, poderá desenvolver ações mais maduras com o uso da tecnologia da informação. 

Conclusão

imagem de um homem sorrindo sentado na frente de um computador

A celeridade é uma das principais características das empresas modernas que se apoiam em meios tecnológicos hoje em dia. Porém, ela deve ser incorporada nos setores mais estratégicos das empresas, como o RH. 

E como você já deve saber, o Recursos Humanos possui um papel fundamental na empresa. E por estar em contato com outros setores importantes, deve criar estratégias para contribuir com a implementação de metodologias que facilitem o dia a dia dos profissionais.

Por esse motivo, é importante que você implemente ferramentas inovadoras que possam otimizar o tempo e os recursos internos e proporcionar mais produtividade. Certamente, toda a empresa será impactada com isso.

Afinal, nesse mercado cada vez mais competitivo, ter uma mudança de mindset, mesmo que seja aos poucos, pode surtir efeitos positivos ao longo do tempo.

Gostou do assunto? Agora que você já sabe como usar framework, compartilhe esse artigo com a sua equipe e levante ideias para melhorar a sua cultura organizacional. Aproveite também para acessar os outros conteúdos sobre tecnologia para RH no blog do PontoTel!

software controle de ponto reduz processos operacionais
Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima