Agile Thinking: entenda o que é e como utilizá-lo na sua empresa!

imagem de um grupo de pessoas apontando e escrevendo em papeis espalhados na mesa

A agilidade sempre foi algo que se fez necessário na realidade das empresas e, atualmente, com o avanço das tecnologias, essa necessidade se fortaleceu, dando origem a metodologias como o Agile Thinking.

O Agile Thinking é uma metodologia que está ligado à agilidade do pensamento, e também é uma ferramenta de gestão eficiente, que amplia a maneira como profissionais lidam com suas rotinas de trabalho, transformando o ambiente corporativo.

Essa metodologia auxilia muitos negócios a quebrarem suas estruturas engessadas, dando espaço para ambientes mais colaborativos e interativos. Para que você conheça mais sobre essa ferramenta, reunimos neste conteúdo a resposta para algumas dúvidas sobre o assunto, como:

Aproveite a leitura!

gestao de jornada e redução de custos

O que é Agile Thinking?

imagem de um homem em pé falando para um grupo de pessoas sentado

Agile Thinking, que em livre tradução para o português significa pensamento ágil, é uma metodologia que abraça valores relacionados a atitudes, cultura, liderança e estilo, sempre de maneira ágil.

Por meio do Agile Thinking é esperado que aconteçam mudanças expressivas de consciência, a fim de acompanhar as mudanças do dia a dia.

Sendo assim, podemos dizer que as corporações que utilizam o Agile Thinking, prezam por acompanhar as transformações do mercado de perto, e isso inclui realizar mudanças no ambiente de trabalho, investir em novas tecnologias, apostar no aprendizado, investir em um ambiente colaborativo, e outras coisas que fortalecem as empresas com agilidade.

Dentro dessa metodologia, duas características essenciais se fazem necessárias, sendo elas o espírito da colaboratividade, e também o aprendizado interativo. Pois, essas características tendem a apoiar as decisões de maneira equilibrada e lógica.

Com isso, podemos dizer que sempre que um negócio quiser estimular mudanças, basta que ele invista em pensamentos ágeis, que estimulem mudanças reais, e atendam as necessidades imediatas do ambiente.

Manifesto Ágil

Agora que você já entendeu o que é Agile Thinking, é importante entender de onde surgiu essa metodologia.

O Agile Thinking é um desdobramento de um documento de fevereiro de 2001, quando 17 profissionais do setor de tecnologia que já praticavam métodos ágeis se reuniram para determinar os valores e princípios essenciais da metodologia que eles utilizavam para o desenvolvimento de softwares.

Dentre os métodos que esses profissionais utilizavam podemos destacar alguns, como XP, DSDM, Scrum, FDD e outros. 

Essa reunião deu origem ao Manifesto para Desenvolvimento Ágil de Software, conhecido popularmente como o Manifesto Ágil, onde quatro princípios foram colocados como principais nessa metodologia, sendo eles:

  • Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas;
  • Software em funcionamento mais que documentação abrangente;
  • Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos;
  • Responder a mudanças mais que seguir um plano.

Esses valores, que foram criados como auxílio dos métodos de profissionais do setor de tecnologia, logo se ampliaram para outros setores, e assim a metodologia Agile Thinking foi incorporada também nas melhorias corporativas.

Quais os benefícios do Agile Thinking?

A metodologia do Agile Thinking nasceu de necessidades ligadas principalmente ao setor de tecnologia, mas hoje, é uma estratégia aplicada nos mais variados setores, por estimular mudanças rápidas, positivas e de muita qualidade para as corporações.

Dentre os principais benefícios do Agile Thinking, podemos destacar: 

  • Alinhamento entre área de negócios e TI;
  • Fortalecimento da produtividade de equipes;
  • Gestão de profissionais;
  • Gestão de mudanças e prioridades;
  • Motivação do time;
  • Previsibilidade;
  • Redução de riscos;
  • Redução de atrasos;
  • Visibilidade do negócio;
  • Dentre outros.

Como utilizar o Agile Thinking no meio corporativo?

Após entender o que é Agile Thinking e quais os seus principais benefícios, é chegado o momento de aprender como utilizar esse método que promete tantas vantagens. Confira a seguir algumas formas de utilizá-lo no meio corporativo.

Ter autonomia

Quem segue o Agile Thinking não baseia suas experiências em regras. Por isso, um dos diferenciais do pensamento ágil está relacionado a autonomia, que permite a criação de soluções mais eficientes para problemas cotidianos.

Profissionais que não se sentem presos a estruturas engessadas, tendem a criar mais facilmente soluções para problemas, isso gera um ambiente de trabalho mais cooperativo, iterativo e satisfatório, sempre inovador. 

Planejar de forma ágil

imagem de duas pessoas escrevendo em postits colados em um quadro branco

A agilidade é o grande forte do Agile Thinking, e por meio dela as corporações criam rotinas mais eficientes e focadas em resultados.

Estruturas planejadas de forma ágil permitem organizações mais interativas, equipes mais colaborativas, experiências mais agradáveis aos clientes, e muito mais possibilidades de crescimento para os negócios.

Ser resiliente e flexível

A resiliência e flexibilidade são características muito importantes dentro das corporações atualmente.  Isso porque, graças a elas, as empresas conseguem construir ambientes de trabalho guiados para o bom desempenho coletivo.

Profissionais resilientes e flexíveis se adaptam facilmente a qualquer situação, e quando eles possuem um pensamento ágil, isso se torna ainda mais estratégico, principalmente quando são necessárias mudanças rápidas. 

Saber colaborar 

O Agile Thinking impulsiona novas ideias, e isso torna o ambiente corporativo mais suscetível a mudanças constantes, por isso, é fundamental que os profissionais adaptados ao pensamento ágil, também sejam colaborativos.

Mudanças constantes precisam ser bem adaptadas à realidade corporativa, e a colaboração deve fazer parte da cultura da organização, para que o Agile Thinking não se torne um problema na rotina dos profissionais.

Utilizar a metodologia ágil correta

Além de todos os fatores anteriores, que devem ser incluídos com cuidado na estrutura de uma corporação, para que o pensamento ágil seja uma somatória, e não um problema para as empresas, também é importante que o negócio tenha bem definido qual método ágil correto para cada momento da corporação.

Essa escolha deve ser cuidadosa, afinal, engana-se quem pensa que existe apenas uma metodologia ágil para ser seguida. Sendo assim, é essencial que os líderes conheçam quais métodos de Agile Thinking existem, e quais fazem mais sentido para a realidade de cada negócio.

Para conhecer os principais métodos de pensamento ágil, confira o próximo tópico.

Quais são as principais metodologias ágeis?

imagem de uma pessoa escrevendo scrum em um postit

Existem diversos tipos de metodologias ágeis, utilizados como apoio para inovações, mudanças e o crescimento das corporações. São várias estratégias, que quando bem aplicadas, criam um ambiente de trabalho muito mais colaborativo.

Confira a seguir as metodologias ágeis mais utilizadas e conhecidas na atualidade.

Scrum

De acordo com o livro Scrum, a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo, de Jeff Sutherland e J.J. Sutherland, scrum é: “um framework leve que ajuda pessoas, equipes e organizações a gerar valor por meio de soluções adaptáveis ​​para problemas complexos.” 

Ainda segundo o livro, “Scrum é o framework ágil mais utilizado e popular. O termo ágil descreve um conjunto específico de princípios e valores fundamentais para organizar e gerenciar trabalhos complexos.

O termo scrum vem de um artigo da Harvard Business Review de 1986 no qual os autores Hirotaka Takeuchi e Ikujiro Nonaka fizeram uma analogia comparando equipes multifuncionais de alto desempenho com a formação Scrum usada por equipes de rugby. 

Apesar de o Scrum ter suas raízes no desenvolvimento de software, assim como o Agile Thinking, essa metodologia se refere a uma estrutura leve, utilizada em todos os setores para fornecer produtos e serviços complexos e inovadores que realmente encantam os clientes. 

O que significa Design Scrum?

O Scrum é um pensamento ágil que divide os projetos em várias etapas, chamadas de sprints — que determina cada ciclo rápido de trabalho que gera uma entrega parcial em intervalos que podem variar entre semanas e meses.

Cada sprint tem uma descrição, um tempo de conclusão determinado, os colaboradores que ficarão responsáveis pela realização dessas tarefas, e também o profissional que será o gestor.

O principal objetivo do Design Scrum, também chamado de metodologia Scrum, é garantir a entrega do projeto, com qualidade, agilidade, e renegociando o escopo conforme a necessidade. E, para que essa metodologia funcione bem, são realizadas diversas reuniões, para que todas as etapas do projeto sejam bem desenvolvidas.

Kanban

O Método Kanban é uma metodologia antiga, inspirada em métodos japoneses de organização de fluxo de trabalho em fábricas. Por meio desse pensamento as empresas costumam projetar, gerenciar e melhorar os sistemas de fluxo para o trabalho

Esse Agile Thinking também permite que as organizações comecem com seu fluxo de trabalho existente e impulsionam mudanças evolutivas. Eles podem fazer isso visualizando seu fluxo de trabalho, limitando o trabalho em andamento e parando de iniciar e terminar novas tarefas.

O Método Kanban recebe o nome de Kanban — mecanismos de sinalização visual para controlar o trabalho em andamento para produtos de trabalho intangíveis.

Trata-se de um método simples e visual, onde as tarefas são separadas em três categorias, sendo elas as pendentes, em andamento e concluídas, onde as tarefas mais importantes são priorizadas. 

Hoje, muitas empresas utilizam ferramentas para a organização do Agile Thinking nesse formato, e o Trello é uma das principais, utilizadas principalmente em agências de marketing e comunicação.

Sprint

Sprint é um termo em inglês que pode significar arrancada ou corrida de velocidade. Um sprint é um período curto e limitado no tempo em que uma equipe Scrum trabalha para concluir uma quantidade definida de trabalho.

Esse Agile Thinking é o coração da metodologia já citada aqui anteriormente, o Scrum, e é também um dos principais fatores dos pensamentos ágeis darem certo.

É por meio do Sprint que as ideias são transformadas em valor, tratando-se de eventos de duração fixa, com um tempo pré-estipulado para que ideias ou tarefas sejam desenvolvidas, sendo que ao final de um Sprint, um novo deve começar imediatamente.

Durante um Sprint:

  • Não são feitas alterações que possam colocar em risco o Sprint Goal — meta que descreve o que o time deve alcançar durante um Sprint;
  • A qualidade não diminui;
  • O Product Backlog — lista priorizada, com as principais urgências de um pensamento — é refinado conforme necessário; e,
  • O escopo pode ser esclarecido e renegociado com o Product Owner à medida que se aprende mais.

Existem quatro tipos de Sprint Scrum, e cabe a cada corporação definir qual é o mais eficiente para suas necessidades, sendo eles:

  1. Sprint Planning — reunião de planejamento, onde o time organiza uma lista de prioridades, de maneira ordenada;
  2. Sprint Backlog — agrupamento de itens prioritários, para definir as principais metas e responsabilidades do time;
  3. Sprint Review — reunião de revisão que acontece após o final de cada Sprint Scrum;
  4. Sprint Retrospective — reunião de repasse do que foi feito de certo ou errado em um Sprint Scrum.

Squads

Squads são times de trabalho, que podem ser compostos por pessoas de diferentes áreas, que atuam de maneira colaborativa para alcançar um resultado de maneira ágil.

Esse modelo de trabalho vem se popularizando nas empresas, principalmente em startups, que nem sempre possuem muitos profissionais das mais variadas áreas, e é um Agile Thinking que estimula a colaboratividade e a produtividade dos profissionais.

É muito comum que agências de comunicação e marketing trabalhem no formato de Squads, pois, esse modelo ajuda que áreas distintas de trabalho, como o comercial, marketing, comunicação e outras, estejam sempre em contato e trabalhando para a evolução do negócio.

O Spotify foi o principal responsável pelo modelo de Squads se fortalecer, pois, a empresa utiliza esse modelo de pensamento ágil para melhorar seus processos e desenvolver uma gestão mais eficaz de projetos.

Idealmente, cada Squad deve conter no máximo oito pessoas, para que as conexões de trabalho sejam eficientes, e não ocorram ruídos de comunicação durante o desempenho de tarefas.

Conclusão

Ao longo deste conteúdo foi possível entender o que é Agile Thinking, e como essa estratégia fortalece o desenvolvimento ágil de corporações, baseando as estratégias na coletividade, produtividade e efetividade da realização de tarefas.

Por meio do Agile Thinking, as empresas podem realizar uma melhor gestão de seus negócios, criar mais proximidade com seus consumidores, criar times mais ágeis e estruturas mais fortes, e o reflexo disso é visto em crescimento e profissionais mais engajados.

Além disso, foi possível perceber como o modo de trabalhar pode mudar um negócio, e utilizar a metodologia do Agile Thinking é uma estratégia favorável para empresas que buscam uma imagem positiva, tanto internamente, quanto externamente.

E aí, gostou do conteúdo? Foi útil para estimular seu negócio a implementar o Agile Thinking? Para ler outros textos como este, não esqueça de nos seguir nas redes sociais, e continuar acompanhando o blog da PontoTel!

banner como resolvemos problemas no controle de jornada

Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima