Entenda qual é a diferença entre reskilling e upskilling e seus impactos na organização!
BLOG
Time Pontotel 21 de maio de 2024 Gestão de Pessoas
Entenda qual é a diferença entre reskilling e upskilling e seus impactos na organização!
Entenda a diferença entre reskilling e upskilling e como as duas ações impactam a produtividade em longo prazo dos seus funcionários.
Imagem de Entenda qual é a diferença entre reskilling e upskilling e seus impactos na organização!

Em meio a termos como reskilling e upskilling, que frequentemente permeiam o discurso corporativo, é preciso entender não apenas sua definição, mas também suas nuances e impactos tangíveis. 

Enquanto ambos visam fortalecer as capacidades dos funcionários, suas abordagens e implicações diferem, mas os dois visam aprimorar as habilidades dos colaboradores, que impactam diretamente a gestão da produtividade no trabalho.

Segundo uma pesquisa do World Economic Forum, até 2025, 50% dos trabalhadores vão precisar aprimorar suas habilidades durante suas carreiras.

Neste artigo, será possível entender a fundo a distinção entre reskilling e upskilling, explorando como essas estratégias podem moldar o futuro das organizações e impulsionar o sucesso de uma empresa. 

Continue lendo para conhecer esses conceitos e descobrir como eles podem mudar a maneira como as empresas crescem por meio de seus colaboradores.

O texto será abordado por meio dos seguintes tópicos: 

Boa leitura! 

O que é reskilling? 

Reskilling é o processo de adquirir novas habilidades ou competências para desempenhar funções diferentes daquelas para as quais alguém foi originalmente treinado ou contratado. 

Enquanto o termo pode ser aplicado em diversos contextos, ele é especialmente relevante no cenário empresarial, no qual as demandas do mercado e os avanços tecnológicos, frequentemente, tornam as habilidades existentes obsoletas.

O reskilling pode assumir várias formas, desde programas formais de treinamento até a aprendizagem no local de trabalho. Em muitos casos, envolve a aquisição de habilidades digitais, como programação, análise de dados ou gerenciamento de sistemas. 

Benefícios do reskilling

O reskilling permite que os funcionários se mantenham relevantes e com diferenciais competitivos no mercado de trabalho, beneficiando colaboradores e empresas ao garantir que ambos possuam as habilidades necessárias para se adaptar e inovar.

Investir no reskilling dos colaboradores demonstra um compromisso com o desenvolvimento profissional e pessoal deles, desenvolvendo a satisfação no trabalho e a retenção de talentos valiosos, bem como reduzindo os custos associados à rotatividade de funcionários.

Equipes reskilladas são mais ágeis e capazes de se adaptar rapidamente a mudanças no ambiente de negócios. Isso permite que as organizações respondam com eficácia a desafios emergentes e aproveitem oportunidades de crescimento.

Ao capacitar os funcionários com novas habilidades e perspectivas, o reskilling pode estimular a inovação na organização. Funcionários reskillados estão mais aptos a identificar e implementar soluções criativas para problemas complexos, impulsionando o progresso e a competitividade.

Além disso, em setores nos quais há escassez de talentos qualificados, o reskilling pode ajudar a preencher o gap de competências, permitindo que as organizações cultivem internamente o talento necessário para atender às demandas do mercado.

O que é upskilling?

Upskilling é o processo de desenvolver as habilidades existentes dos funcionários para um nível mais avançado, permitindo que eles assumam novas responsabilidades, enfrentem desafios mais complexos e atinjam seu potencial máximo na organização. 

Essas habilidades podem variar de técnicas específicas relacionadas ao trabalho a competências mais amplas, como liderança, comunicação eficaz e pensamento crítico. 

O upskilling geralmente ocorre por meio de treinamentos formais, mentorias, experiências práticas e outras iniciativas de desenvolvimento profissional.

Benefícios do upskilling

Funcionários que passam por programas de upskilling estão mais bem preparados para lidar com tarefas complexas e desafiadoras, o que pode levar a uma maior produtividade e eficiência no trabalho. 

Eles conseguem realizar suas funções com mais competência e autonomia, resultando em um impacto positivo nos resultados da organização.

Oportunidades de desenvolvimento profissional demonstram aos funcionários que a organização valoriza seu crescimento e progresso. Isso pode aumentar a motivação e o engajamento, pois os colaboradores se sentem mais investidos no sucesso da empresa e mais satisfeitos com seu trabalho.

Investir no upskilling dos funcionários demonstra um compromisso com seu desenvolvimento e crescimento na organização, promovendo a lealdade dos colaboradores, reduzindo a rotatividade, e economizando tempo e recursos associados à contratação e ao treinamento de novos talentos.

Investir no desenvolvimento de líderes internos fortalece a capacidade da organização de cultivar talentos internos e promover uma cultura de liderança sólida em todos os níveis.

Qual a diferença entre reskilling e upskilling?

Duas pessoas na frente de um quadro branco

O reskilling, ou requalificação, como o próprio nome sugere, envolve a aquisição de novas habilidades ou competências para desempenhar funções diferentes daquelas para as quais alguém foi originalmente treinado ou contratado. 

É uma resposta direta às mudanças nas demandas do mercado de trabalho e nas tecnologias emergentes que podem tornar as habilidades existentes obsoletas. 

Por exemplo, um funcionário pode precisar ser reskillado para adotar novas tecnologias dentro de sua função atual ou para assumir um novo cargo em uma área completamente diferente da sua área de atuação anterior.

Por outro lado, o upskilling concentra-se no aprimoramento das habilidades existentes dos funcionários para um nível mais avançado. 

Em vez de aprender habilidades completamente novas, os funcionários passam por programas de desenvolvimento que os capacitam a assumir responsabilidades mais complexas, enfrentar desafios mais exigentes e crescer em suas carreiras. 

Uma maneira de distinguir entre os dois é pensar no reskilling como uma mudança de direção na carreira, enquanto o upskilling é uma progressão na carreira atual. 

O reskilling é muitas vezes uma resposta a mudanças externas no mercado de trabalho ou na indústria, enquanto o upskilling é mais orientado para o desenvolvimento pessoal e profissional na organização.

Ambos os conceitos são essenciais para o sucesso organizacional em um ambiente empresarial em constante evolução. 

Juntos, esses dois elementos formam uma abordagem holística para o desenvolvimento de talentos e a construção de uma força de trabalho resiliente e capacitada para enfrentar os desafios do futuro.

Como desenvolver o reskilling e o upskilling?

O reskilling e o upskilling são estratégias para garantir a relevância e a eficácia organizacional.

No entanto, implementar essas iniciativas de modo efetivo requer uma abordagem cuidadosamente planejada e executada. 

Conheça algumas etapas para desenvolver o reskilling e o upskilling a seguir. 

Identificação das habilidades essenciais para cada função

O primeiro passo para desenvolver o reskilling e o upskilling é identificar as habilidades essenciais necessárias para cada função na organização. 

Desenvolva uma análise detalhada das responsabilidades do cargo, as competências profissionais e comportamentais exigidas, e as tendências do mercado que impactem as necessidades de habilidades no futuro.

Com as habilidades essenciais identificadas, o próximo passo é mapear as lacunas de competências individuais e organizacionais. 

É indicado avaliar o conjunto atual de habilidades dos funcionários em relação aos requisitos do cargo e identificar áreas nas quais há deficiências. 

Também considere as metas estratégicas da organização e como as lacunas de competências podem afetar sua capacidade de alcançá-las.

Desenvolvimento de programas de treinamento personalizados

Com base no mapeamento das lacunas de competências, desenvolva programas de treinamento personalizados para atender às necessidades específicas de reskilling e upskilling. 

Uma combinação de treinamento presencial, cursos online, workshops corporativos e mentorias, adaptados às preferências de aprendizagem e aos cronogramas dos funcionários, já faz uma grande diferença na cultura organizacional.

Utilização de tecnologias educacionais e de aprendizagem

Para tornar os programas de reskilling e upskilling ainda mais eficientes, aproveite as tecnologias educacionais e de aprendizagem, como plataformas de e-learning, simulações virtuais, gamificação e outras ferramentas que tornam o processo de aprendizagem mais envolvente, acessível e escalável.

Qual a importância do reskilling e upskilling para a empresa? 

O reskilling e o upskilling não são apenas investimentos no desenvolvimento dos colaboradores, mas também investimentos no sucesso e na sustentabilidade da empresa toda. 

Ao capacitar os funcionários com habilidades e conhecimentos necessários para prosperar em um ambiente em constante mudança, essas ações permitem inovação e competitividade empresarial.

Conheça mais a fundo esses benefícios a seguir. 

Aumento da produtividade e eficiência dos colaboradores

Investir em reskilling e upskilling permite que os colaboradores desenvolvam e aprimorem suas habilidades, tornando-os mais competentes e proficientes em suas funções. 

Funcionários bem treinados tendem a ser mais produtivos, eficientes e capazes de enfrentar desafios com confiança, o que se traduz em um aumento tangível no desempenho individual e coletivo.

Adaptação às demandas do mercado e aos avanços tecnológicos

O reskilling e o upskilling capacitam as organizações a se adaptarem rapidamente às mudanças nas demandas do mercado e aos avanços tecnológicos

Ao garantir que os funcionários possuam as habilidades necessárias para enfrentar os desafios do presente e do futuro, as empresas podem se manter relevantes, competitivas e capazes de aproveitar oportunidades emergentes.

Retenção de talentos e redução de custos com contratações externas

Oferecer oportunidades de reskilling e upskilling demonstra um compromisso com o desenvolvimento e o crescimento dos colaboradores, aumentando sua satisfação e seu engajamento profissional.

Assim, os colaboradores se sentem valorizados e investidos, e têm maior probabilidade de permanecer na empresa em longo prazo, reduzindo a rotatividade e os custos associados à contratação e treinamento de novos talentos externos.

Conclusão 

Neste artigo, foi possível entender que, enquanto o reskilling permite que os colaboradores se reinventem e adquiram novas habilidades para enfrentar demandas emergentes, o upskilling capacita-os a aprimorar suas competências existentes e a alcançar seu potencial máximo na organização.

Essas estratégias fortalecem a competitividade empresarial no mercado e promovem um ambiente de trabalho que valoriza o crescimento pessoal e profissional dos colaboradores. 

Continue acompanhando o blog Pontotel para conhecer boas práticas do mercado!

Compartilhe em suas redes!
Mais em Gestão de Pessoas VER TUDO
INICIAR TOUR!