Entenda o que é o Mentoring e como esse conceito pode ser usado no RH

imagem de um homem e uma mulher sentados na frente de um computador conversando

Entender a magnitude do mentoring como processo motivacional para o trabalho é fundamental para reter talentos. E ainda, é um dos principais caminhos para fazê-los crescer e se desenvolver.

A mentoria é um processo ocorrido nas relações interpessoais em que uma pessoa estimula o desenvolvimento de outra com base em sua experiência e conhecimento adquiridos. Esta mentoria é multifacetada e pode ser vista de duas formas, informal e formal. Além disso, pode evoluir e se transformar com as necessidades de mudança do profissional.

Neste cenário, os mentores são um símbolo de sabedoria que orienta e assegura aos mentorados que eles não estão sozinhos no enfrentamento dos desafios do trabalho rotineiro.

Pensando nisso, neste artigo explicaremos o que é mentoring, quais são as características desse conceito e qual a diferença entre ele e coaching. Além disso, você verá quais os benefícios do mentoring para empresas, qual sua principal função e como esse processo pode ser usado para a gestão de pessoas. Veja os tópicos que abordaremos a seguir:

Vamos lá!

banner problemas com absenteismo

O que é mentoring?

imagem de um homem e uma mulher sentados na frente de um computador e escrevendo em um papel

O Mentoring é o nome do processo de transposição de conhecimento, realizado com a ajuda de um mentor. Isso acontece quando os profissionais estão em grande demanda buscando uma garantia do desenvolvimento e crescimento de suas carreiras. 

A mentoria se enquadra em uma das várias iniciativas que esses profissionais procuram.

Na prática, o facilitador é chamado mentor, e a pessoa que recebe a ajuda desse mentor, é chamada de mentorado. Sendo assim, ao transferi-lo para o ambiente corporativo, essa função de mentor pode ser exercida por um líder, diretor, gerente ou profissional com mais experiência. 

É indispensável que ele possua o portfólio de conhecimento e habilidades necessários para orientar seus mentorados.

Ademais, o desenvolvimento, conforme definido aqui, refere-se especialmente à aquisição de competências do mentorado no âmbito que ele domina. Dando um passo adiante, todo esse processo pode proporcionar aos alunos a segurança emocional para alcançar os resultados que buscam e até mesmo adquirir características que não sabiam que possuíam.

A mentoria é um tema importante no dia a dia das companhias, pois com essa prática elas tentam melhorar lacunas internas como aumentar a diversidade na força de trabalho e o fluxo de liderança, abordar questões geracionais e despertar competências empresariais mais confiantes.

Qual o seu foco?

Em geral, o mentoring se trata de uma pessoa que apresenta um problema e incentiva seu mentorado a olhar para o problema de múltiplas perspectivas e se concentrar na solução para a decisão. Na maioria das vezes, induz as maneiras convencionais de raciocinar e estimula estratégias que vão além da zona de conforto do mentorado.

Essa relação entre os profissionais pode ser estabelecida formal ou informalmente, onde a mentoria informal vem naturalmente. Isso significa que em algum momento do trabalho, dois profissionais se encontram e algum tipo de conexão se desenvolve entre elas e o processo acontece.

Quanto à instrução formal, existe uma categoria de planejamento e estrutura. Isso não é aleatório, espontâneo. Profissionais ou empresas dão o primeiro passo para alcançar esse objetivo.

A mentoria formal ocorre quando uma organização decide implementar um programa de mentoria ou quando usa os serviços de um profissional de mentoria. Dessa maneira, o objetivo desse profissional é preparar os mentorados e fornecer incentivo, orientação, apoio em feedbacks construtivos.

Quais são as características do mentoring?

Na mentoria, os mentores precisam ter programas importantes para ajudar o profissional, como encorajar o mentorado a assumir riscos razoáveis ​​nas circunstâncias e levar ao progresso profissional e pessoal do mentorado.

Ele também teve que criar um ambiente livre de riscos, onde o mentorado possa dividir com o mentor as questões que mais lhe interessam, sabendo que isso seria usado apenas para ajudar no seu desenvolvimento.

Além disso, devem garantir a proteção da pessoa sob seus cuidados, fornecendo-lhe todos os elementos necessários para decidir, bem como desenvolver o conhecimento e a compreensão necessários em cada situação para estarem plenamente informados antes de chegar a uma palavra final.

O mentoring também deve fornecer o feedback necessário para que o mentorado saiba onde está indo bem e onde pode ser bem-sucedido. Além disso, ele deve mostrar que seu trabalho não é fazer do mentorado sua réplica, mas compartilhar conhecimentos e dados úteis ao desenvolvimento do mesmo.

Por fim, ele precisa trazer uma perspectiva realista para as discussões de seus mentorados, para eles poderem enxergar as coisas do ponto de vista do negócio e estar inteirado sobre os seus próprios pontos cegos.

Como o mentor atua?

Os mentores atuam como professores, ensinando não apenas competências técnicas, mas também comportamentais e auxiliando os profissionais no aperfeiçoamento de suas carreiras.

Eles trabalham lado a lado com o mentorado em todo o processo de evolução, apoiando, ensinando, tirando dúvidas, e principalmente, garantindo esse desenvolvimento profissional.

Os programas de mentoria são um instrumento necessário para o desenvolvimento profissional. Afinal, permitem que os iniciantes possam aprender com quem já passou pela mesma circunstância no trabalho, onde esses profissionais hoje já são mais experientes e capacitados em ajudar quem está começando.

Qual a diferença entre mentoring e coaching?

Enquanto, por um lado, o coaching é um processo que ajuda as pessoas a agirem, otimizando seu potencial para sair do seu status atual e atingir seus objetivos, por outro, o mentoring é focado no aconselhamento profissional e pessoal.

Neste caso, o mentor tem um alto nível de experiência com suporte teórico e prático para ajudar os menos experientes. Pode-se dizer que um coach utiliza o questionamento como ferramenta básica, e um mentor utiliza o diálogo como ferramenta básica para transferir conhecimento e fornecer orientações relacionadas ao trabalho diário. 

No coaching, o objetivo está na ação e na obtenção de resultados, tanto agora quanto no futuro. Na mentoria, o foco é o aprimoramento da carreira, englobando passado, presente e futuro.

Referindo-se ao objetivo do programa, pode-se dizer que o coach está associado aos resultados a serem alcançados. Em contrapartida, a mentoria está relacionada a atividades voltadas para áreas ocupacionais e profissionais.

Ainda vale ressaltar que os coaches precisam ser certificados para trabalhar com clientes. Durante o processo de mentoring, o profissional não precisa ter uma certificação específica. No entanto, ele precisa atender aos requisitos e ter experiência e conhecimento em um campo específico.

Por fim, o mentoring é um processo que não tem tempo fixo para ser concluído, enquanto no caso do coaching, o processo tem início, meio e fim e pode durar de 3 a 6 meses.

Benefícios do mentoring para empresas

A mentoria tem sido amplamente utilizada pelas organizações como ferramenta de desenvolvimento humano. Então, a seguir, detalhamos alguns dos benefícios que a mentoria pode trazer para o mundo corporativo.

Graças a um mentor, os profissionais aprendem mais rápido praticando e vivenciando a realidade. Ademais, as falhas que são geralmente cometidas por iniciantes no campo profissional podem ser evitadas justamente porque é importante que pessoas experientes avisem sobre esses possíveis equívocos.

É muito interessante que uma empresa tenha alguém que lhe diga como ter sucesso no seu negócio, alguém que percorreu todas as etapas e sabe a melhor direção. 

Por meio da mentoria, a empresa pode desenvolver habilidades e qualificações que, de outra forma, levariam muito tempo para se desenvolver naturalmente. Além disso, a aquisição de conhecimento na área de atuação do mentor também aumenta.

No final das contas, receber um feedback constante e construtivo de quem chegou onde o mentorado quer chegar é decisivo para o desenvolvimento da carreira e da própria empresa.

Como vimos, a mentoria possui diversos benefícios que podem ser oferecidos aos profissionais que desejam passar por ela. Vale lembrar que toda essa satisfação profissional acaba tendo um impacto positivo também na vida pessoal do funcionário, porque tudo está interligado.

Mentoring no RH: Qual a função?

imagem de duas mulheres sorrindo conversando e apontando para uma prancheta

O RH é o facilitador da cultura de mentoria de uma empresa. Ele está em uma posição estratégica para coordenar essa iniciativa, que abrange toda a organização e envolve todos os outros departamentos.

O RH deve selecionar os funcionários com melhor desempenho na empresa como mentores e organizar treinamentos de mentoria para que os profissionais selecionados para a função aprendam novas técnicas ou ferramentas.

Além disso, é necessário designar o mentor ideal para cada caso, considerando as circunstâncias individuais do funcionário, criar uma atividade que incentive a participação de todos e analisar os resultados obtidos e as avaliações dos participantes para melhorar o plano.

É importante ressaltar que, em geral, os programas de mentoria não são atividades obrigatórias para os colaboradores. Portanto, o maior desafio para o RH na implementação de uma cultura de mentores é ganhar a adesão da equipe. O setor irá precisar educar os funcionários sobre os benefícios pessoais de ter um mentor.

Como o processo de mentoring pode ser usado para gestão de pessoas

É claro que a mentoria é essencial para que os funcionários aumentem seus níveis de produtividade. Ao contar com a ajuda de pessoas mais experientes, eles se prepararam com maior clareza, foco e eficiência.

A mentoria é fundamental na formação de novos líderes, isso porque dentre as peculiaridades da nova formação de lideranças, podemos destacar este exemplo como um de seus principais. 

Por meio dessa abordagem, a missão do mentor é transmitir todo o seu conhecimento ao mentorado para ele estar efetivamente preparado para praticar, desenvolver e ensinar outros em simultâneo.

Ademais, como a mentoria envolve o treinamento do mentor em relação ao mentorado, os processos se tornam mais eficientes. A experiência do mentor evitará que o mentorado cometa alguns erros, para que o processo seja executado com mais fluidez, o que é essencial para melhorar os resultados.

Afinal, esse processo é fundamental para reter os melhores talentos da empresa. Por meio do mentoring, o mentorado terá mais habilidades, ferramentas e capacitações para se desenvolver. Dessa forma, eles se sentirão mais úteis, valiosos e tenderão a continuar trabalhando nas organizações a apostar neles.

Quem pode conduzir esse processo?

Qualquer cargo pode liderar o processo de mentoria da empresa. Esse processo não exige que o profissional seja do sexo masculino ou feminino, tenha certo nível de escolaridade, carga horária mínima ou trabalhe em determinados cargos. 

A orientação pressupõe experiência, pois se não se tem nada para mostrar ou vivenciar, não pode ser um fio condutor da evolução de outro alguém. Como dissemos, é necessário agregar experiência e qualificação ao método de execução, isso porque dominar apenas um deles é sinônimo de erro.

Qualquer pessoa pode se tornar um mentor em sua área de formação e atuação e também pode se especializar em um nicho de mercado, mas é preciso buscar constantemente treinamentos, frequentar cursos de desenvolvimento pessoal e em sua área de atuação. 

Dito isso, levando para um ambiente corporativo, esse papel de mentor pode ser preenchido por um diretor, gerente, líder ou qualquer profissional com mais experiência. 

Conclusão 

imagem de um homem e uma mulher sentados conversando e olhando para um tablet

Ao longo deste artigo, explicamos o que é mentoring, quais suas características e as diferenças entre ele e o processo de coaching. Além de mostrar os benefícios do mentoring para as empresas e como o processo de mentoring pode ser usado na gestão de pessoas.

A mentoria pode ser sua maneira de fortalecer sua equipe de desenvolvimento profissional, alcançar os objetivos de sua empresa, superar obstáculos e alcançar o sucesso desejado.

Como você pode ver, todos ganham no processo de mentoria, o mentorado e o mentor. Ambos os lados trabalham pelo autodesenvolvimento enquanto passam juntos por esse processo.

É uma atividade que pode começar pequena e crescer à medida que os resultados aparecem. Essa é uma forma eficaz de qualquer profissional entender seu valor para a empresa e se sentir motivado a desenvolver suas habilidades.

Se você gostou deste texto, compartilhe nas redes sociais e continue sua visita no blog da PontoTel.

banner custos jornada de trabalho
Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima