Pesquisa de satisfação interna: o que é e como aplicar?

imagem de uma pessoa encostando em hologramas

Você sabe como os seus colaboradores se sentem em relação ao ambiente em que trabalham? Se a resposta for não, então é hora de começar a pensar sobre as metodologias que podem auxiliar nessa comunicação, como, por exemplo, a pesquisa de satisfação interna.

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o Brasil bateu um recorde em pedidos de demissão em 12 meses. Foram aproximadamente 6,2 milhões de pedidos, mesmo em um cenário de desemprego alto, e muitas dessas demissões estão ligadas a insatisfação dos profissionais com seus empregos.

Muitas empresas sofrem com a grande rotatividade de funcionários, e, consequentemente, com um alto turnover. Mas, o que nem todo mundo observa é que esse tipo de situação pode ser o resultado de um ambiente de trabalho desestruturado e com uma comunicação interna ruim. 

Por isso, é essencial que todo negócio se preocupe em avaliar não só os processos dentro da organização, mas também as necessidades dos seus colaboradores, afinal, são eles que lidam com todas as tarefas do dia a dia, e, um ambiente de trabalho saudável é o básico para que a produtividade seja mantida, assim como a alta performance.

Para te ajudar na tarefa de entender como anda a satisfação dos seus profissionais, reunimos neste conteúdo as principais informações que você precisa saber sobre uma pesquisa de satisfação interna, aqui abordaremos:

Aproveite a leitura!

banner problemas com absenteismo

O que é pesquisa de satisfação interna?

imagem de uma pessoa digitando

Como descobrir se os funcionários estão satisfeitos com o ambiente de trabalho atual? Quais problemas cada funcionário enfrenta diariamente? Quais melhorias são necessárias? É a pesquisa de satisfação que ajuda a encontrar respostas para todas essas perguntas.

Podemos definir a pesquisa de satisfação interna como uma abordagem utilizada para a coleta de dados essenciais sobre os profissionais de uma empresa. Essas informações colhidas são a principal base de conhecimento sobre o dia a dia de equipes, e graças a esses dados os negócios conseguem criar estratégias que fortaleçam a retenção de talentos.

Qual a importância de fazer pesquisa de satisfação interna?

A pesquisa de satisfação interna é importante, pois é uma ferramenta que tende a somar resultados positivos, de maneira simples, nos mais variados setores de uma empresa. Além disso, esse tipo de pesquisa demonstra uma cultura empresarial que se importa com a comunicação interna, e não apenas com os resultados. 

Apesar da pesquisa de satisfação interna ter um foco maior do que só auxiliar no crescimento dos negócios, ela acaba refletindo em equipes de alta performance, com funcionários totalmente comprometidos, por conta de um dia a dia saudável e agradável para todos.

Quais os benefícios em aplicar pesquisa de satisfação interna?

Já deu para notar que uma pesquisa de satisfação interna bem aplicada, com resultados bem aproveitados, pode ser muito positiva de diversas formas, dentre essas, podemos citar:

Alinhamento do clima organizacional

Podemos denominar o clima organizacional como a percepção dos colaboradores sobre os processos, políticas e práticas da empresa.

Avaliar como os funcionários se sentem sobre essa cultura permite implementar estratégias que garantam um alinhamento maior dos profissionais com a visão geral do negócio. 

Um clima organizacional positivo aumenta o comprometimento dos colaboradores, criando um ambiente de trabalho próspero e agradável. 

Medir o nível de satisfação dos colaboradores

Pesquisas de satisfação permitem compreender a relação entre funcionário e empresa, ajudando a determinar a direção de seu desenvolvimento, a implementação gradual de melhorias e os princípios para construir o melhor caminho a seguir. 

Quanto maior for o nível de satisfação interno dos profissionais, maiores serão os resultados e a certeza de que a empresa está no caminho certo.

Integração de processos

Muitas empresas sofrem para oferecer uma boa integração aos funcionários, e isso afeta o dia a dia das organizações como um todo, pois, profissionais sem direcionamento podem ficar insatisfeitos por não saberem se suas ações correspondem com as expectativas da empresa ou não.

Sendo assim, a realização de uma pesquisa de satisfação pode servir de auxílio para que os gestores identifiquem quais passos da integração de processos entre empresa e funcionários são assertivos, e quais precisam ser melhorados.

Aumentar a produtividade

Funcionários que se sentem ouvidos e acolhidos por seu ambiente de trabalho costumam ser mais produtivos, organizados e focados em desempenhar bem suas atividades, isso porque, o alinhamento entre necessidades da empresa e dos colaboradores se torna mais alinhado, graças às informações da pesquisa de satisfação.

O reflexo desse alinhamento é notado principalmente na produtividade, que se amplia e pode até superar as expectativas do negócio.

Mapear melhorias para o RH

A pesquisa de satisfação interna é uma grande aliada do RH, principalmente quando o setor se empenha em desenvolver um mapa de melhorias, para criar um ambiente de trabalho cada dia mais engajado e produtivo.

Com as respostas coletadas na pesquisa, o RH terá um maior entendimento sobre o que precisa ser melhorado nas estratégias empresariais, para que todas as tarefas sejam realizadas com maior eficiência.

Checagem do bem-estar e saúde mental dos colaboradores

A satisfação de um funcionário está diretamente ligada ao modo como a empresa lida com seus profissionais, e isso se alinha não só com o trabalho, mas também com questões de saúde mental e bem-estar de todos.

Atualmente, o bem-estar dos funcionários se tornou um fator muito importante, avaliado com cuidado e carinho pelo RH das empresas, para que todos trabalhem com qualidade e sem sobrecargas, e, a pesquisa de satisfação interna é uma estratégia que auxilia os negócios a criarem ambientes de trabalho focados nessas questões.

Como fazer uma pesquisa de satisfação interna?

Após entender o que é a pesquisa de satisfação interna, é importante saber qual a melhor maneira de aplicá-la. 

Para você alcançar excelência nessa prática, reunimos a seguir algumas dicas, assim como as principais etapas de um processo de pesquisa de satisfação interna mais assertivo. Confira.

Determine um foco para a pesquisa

O primeiro passo para fazer uma pesquisa de satisfação, é definir um foco que vise entender as relações no ambiente de trabalho, afinal, o foco dessa estratégia é entender os colaboradores e suas necessidades.

É importante avaliar com cuidado cada departamento, entendendo como as equipes trabalham no dia a dia, para que assim o resultado da pesquisa seja aplicado de maneira adequada em cada área da empresa.

Estimule em quais momentos será aplicada

Cada negócio apresenta um percentual de satisfação diferente entre os colaboradores, e isso pode ter muita relação com os níveis hierárquicos. 

Geralmente, setores de produção costumam ser mais cheios, por isso, avaliar as necessidades dessas áreas se torna ainda mais importante, pois, são nessas equipes que atuam os profissionais na linha de frente dos negócios, e, se importam com a satisfação desses trabalhadores, deve ser uma prioridade.

Pensando nisso, cada empresa deve avaliar qual o melhor momento para aplicar suas avaliações. Elas podem ser mais frequentes, em formatos mensais, ou mais espaçadas, respeitando períodos trimestrais, semestrais e em último caso, anuais.

Crie um questionário

Existem variadas metodologias que podem ser utilizadas na elaboração de um questionário de avaliação de satisfação interna, sendo interessante estudá-las, para assim identificar com o modelo mais adequado para cada empresa.

Se o objetivo for saber a opinião dos colaboradores sobre os benefícios que a empresa oferece, pode-se optar por um modelo alternativo. Veja um exemplo:

Qual é o seu nível de satisfação com os benefícios disponibilizados pela empresa?

  • a) Muito Satisfeito
  • b) Satisfeito
  • c) Neutro
  • d) Insatisfeito
  • e) Muito insatisfeito

Existem diversos tipos de questionários, e existem dois fatores que podem tornar um questionário ainda mais eficaz, são eles:

  • Linguagem objetiva, evitando o uso de jargões de negócios;
  • Desenvolvimento de questões-chave para resultados objetivos.

Distribua internamente de acordo com um cronograma

Uma ótima maneira de distribuir as pesquisas é reunindo os colaboradores e explicando de maneira clara para que ela serve e qual o objetivo do questionário, sempre incentivando os funcionários a serem sinceros em suas respostas.

Também é fundamental criar um cronograma que inclua a preparação da pesquisa, a distribuição para os colaboradores, uma data limite para que as respostas sejam dadas, a avaliação das respostas, o feedback, e, por fim, a implementação de melhorias.

Ter tudo isso organizado ajuda a empresa a se atentar aos prazos para que a pesquisa aconteça de forma inteligente, e também cria um ciclo saudável, que torna a comunicação interna ainda mais eficiente.

Colete os resultados

Após a realização da pesquisa de satisfação interna é essencial que os dados coletados sejam analisados, armazenados para consultas futuras, e, principalmente, que essas informações rendam feedbacks tanto para a empresa como para os colaboradores.

É importante analisar de maneira estratégica todas as informações da pesquisa, pois, esses feedbacks podem gerar insights valiosos para resolver pontos problemáticos da empresa.

Planeje ações

A pesquisa de satisfação interna trata justamente de coletar dados para planejar ações que melhorem o ambiente de trabalho. 

É nessa etapa final que os gestores e líderes precisam se empenhar em implementar processos que realmente coloquem seus profissionais como fundamentais, criando ações para transformar um ambiente de trabalho desagradável, em um local harmônico.

Quais perguntas fazer em uma pesquisa de satisfação interna?

imagem de um homem sentado olhando para um computador

As perguntas selecionadas dependerão muito do objetivo da empresa com uma pesquisa de satisfação interna. No entanto, existem algumas perguntas que são muito comuns, pois ajudam a entender a visão do colaborador sobre a organização. Dentre elas:

1 – Como se sente em relação ao seu cargo?

Essa pergunta ajuda a identificar como o colaborador se sente em relação à função empenhada na organização, permitindo determinar o quão satisfeito ou insatisfeito com os processos o profissional está.

2 – Você vê crescimento dentro da empresa? 

Com esse questionamento a empresa identifica se seus funcionários veem probabilidade de crescimento. Geralmente essa pergunta é muito importante para negócios que oferecem um plano de carreira, pois ajuda a entender se o plano realmente funciona.

3 – Se sente amparado no desenvolvimento de suas atividades?

Na pesquisa de satisfação, essa pergunta ajuda a entender se os empregados se sentem amparados quando desenvolvem suas tarefas do dia a dia. Aqui o direcionamento pode ser ligado a estrutura de equipamentos, softwares, e outras necessidades.

4 – Se identifica com a cultura organizacional?

Essa pergunta ajuda a entender a percepção geral dos funcionários sobre o seu local de trabalho, comunicação e direcionamentos, ou seja, como os profissionais entendem a cultura da organização, e de que forma se sentem parte dela. 

Trata-se de uma das questões mais importantes em uma pesquisa de satisfação interna, pois avalia a ligação dos empregados com seus empregadores.

5 – Cite ao menos 2 processos internos que você gosta e 2 que deveriam melhorar

Essa é uma pergunta-chave que ajuda na identificação de processos internos que dão certo, ou, que na opinião dos trabalhadores precisam ser modificados. É uma questão bastante estratégica, que auxilia em melhorias pontuais de processos.

Qual o papel do RH na pesquisa de satisfação interna?

imagem de duas pessoas se cumprimentando

O RH tem papel primordial, tanto na implementação de uma pesquisa de satisfação interna, como na comunicação dos resultados e das mudanças implementadas após tal método. 

A relação única entre o capital humano da empresa e o RH garante que a pesquisa de funcionários atenda aos objetivos das partes interessadas e, por outro lado, certifica de que a pesquisa seja efetivamente comunicada aos funcionários necessários.

Além disso, esse tipo de pesquisa ajuda em insights importantes também para o próprio RH, que consegue determinar falhas na gestão dos colaboradores, no clima organizacional e até nas políticas da empresa.

Como o controle de ponto pode ajudar a medir satisfação interna?

Uma das primeiras maneiras de notar a insatisfação de funcionários, é observando a jornada de trabalho dos profissionais, isso porque, profissionais com muitos atrasos e faltas devem acender um alerta em seus gestores, pois, essas atitudes podem ser reflexo de insatisfação no trabalho.

Por essa questão, o controle de ponto pode servir como uma ferramenta de apoio contra a insatisfação de colaboradores, pois, essa ferramenta ajuda as empresas na detecção de índices de absenteísmo e até mesmo de sobrecarga de trabalho de acordo com a quantidade de horas extras realizadas. 

Além disso, ferramentas como o PontoTel, fornecessem relatórios que podem ser essenciais, para entender quando uma equipe precisa de adequação em sua jornada de trabalho.

Conclusão

Ao longo desse conteúdo foi possível entender a importância da pesquisa de satisfação interna, e o quanto é necessário que as empresas estejam atentas aos sinais de insatisfação dos seus profissionais, isso porque, níveis baixos de satisfação podem interferir não só em processos, mas também acarretar pedidos de demissões inesperados.

Essa metodologia pode ser aplicada de formas variadas, e seu principal objetivo é apresentar feedbacks que gerem ações positivas no ambiente de trabalho, para que assim as empresas estejam sempre alinhadas com as expectativas e necessidades de todos os seus profissionais.

E aí, sua empresa já aplica a pesquisa de satisfação internamente? Deu para perceber o quanto essa ferramenta é benéfica para a comunicação interna dos negócios, não é mesmo? 

Para continuar acompanhando assuntos como este, assine a newsletter do blog do PontoTel, e não esqueça de compartilhar nas redes sociais!

banner conheça o aplicativo pontotel
Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima