Entenda o que é a produtividade tóxica e porque sua empresa deve observar essas situações

imagem de um homem sentado na frente de um computador colocando a mão no olho e segurando um óculos

Devido à pandemia, diversas empresas passaram a realizar o modelo de trabalho home office. Como resultado, a produtividade tóxica tornou-se uma questão evidente desde o período de 2020.

Isso porque o desempenho da maioria dos colaboradores aumentou significativamente com esse formato remoto. Mas isso não quer dizer que esse dado seja realmente positivo para as empresas. Pois com o aumento do desempenho, veio também o aumento de problemas relacionados à saúde mental, e esse é um importante momento de analisar o quão tóxica pode ser essa rotina.

Pensando nisso, neste artigo você vai entender o que é produtividade tóxica, quais os perigos dela e como reconhecê-la. Além disso, mostraremos como lidar com a produtividade tóxica e como o RH pode ajudar a combatê-la. Veja a seguir os tópicos que abordaremos:

Vamos lá! 

banner problemas com absenteismo

O que é a produtividade tóxica?

imagem de uma mulher sentada na frente de um computador apoiando o rosto na mão

Uma definição possível de produtividade tóxica é uma obsessão acima de tudo com o auto-aperfeiçoamento. Não importa o quanto a pessoa faça, para ela nunca será o suficiente.

A produtividade tóxica se manifesta na sensação de que temos que fazer algo o tempo todo. Apesar de todas as tarefas que já foram finalizadas, há uma necessidade de estar a todo momento realizando alguma demanda do trabalho. Nesses casos,torna-se bastante   comum se sentir culpado por nem sempre fazer algo.

Segundo a pesquisa realizada pelo Centro de Inovação FGV, 56% das pessoas têm dificuldade em coordenar o trabalho e as atividades pessoais. Para os menores de 25 anos, o número foi ainda maior: 82,6%.

Como surgiu esse termo?

A origem exata do termo produtividade tóxica é algo que não se tem registros, contudo, acredita-se que o termo tenha origens do livro “Sociedade do Cansaço”, do filósofo sul-coreano Byung-Chul Han, que fala sobre como a sociedade atual tem certa obsessão pelo trabalho, desempenho e produtividade. 

Contudo, esse termo se tornou ainda mais recorrente e comum durante a pandemia de 2020, que tornou esse sentimento de produção excessiva mais prevalente no cotidiano dos profissionais. 

Isso porque, mesmo com uma rotina, muitas pessoas sentem que o restante do tempo livre deve ser utilizado para o trabalho.

Mas esse glamour em relação à sobrecarga de trabalho não é novidade. Porém, no dia a dia de trabalho do home office, o medo da folga acaba dificultando o equilíbrio do tempo gasto nas atividades da vida pessoal e profissional.

Esta não é apenas uma escolha do próprio funcionário, mas também do gerente. Segundo o Valor Econômico, 60% dos profissionais brasileiros dizem ter uma carga horária maior em 2020 e 2021 em relação aos anos anteriores.

Quais os perigos da produtividade tóxica?

A produtividade tóxica por vezes é complicada de se identificar, especialmente quando os funcionários mudam para o home office, onde misturam as tarefas do escritório com as demandas em casa

E assim como sua identificação seus perigos podem ser silenciosos também, incorporando-se na rotina fazendo com que o indivíduo pense ser normal estar se sentindo de determinada maneira. 

Vamos examinar os perigos da produtividade tóxica abaixo. Veja!

Exaustão mental

Na maioria das vezes, a produtividade tóxica leva a inquietude que por sua vez leva à completa exaustão mental  devido à preocupação constante com o trabalho. Fazendo com que a pessoa seja incapaz de se desligar, pensando que o trabalho precisa dela, e que por isso precisa estar sempre online.

Improdutividade

Para uma produtividade saudável, você precisa descansar. Quando tentamos ser produtivos o tempo todo sem interrupção, o contrário pode acontecer podemos nos ver diante de um estado em que não se consegue produzir mais nada.

Incapacidade de desligar

Pode ser difícil para os funcionários separar as horas trabalhadas adequadas de suas vidas pessoais. Aqui, os colaboradores se sentem incapazes de fazer uma pausa no trabalho, para destinar tempo aos hobbies ou passar tempo com a família e amigos.

Problemas nos relacionamentos pessoais

Uma pessoa começa a ter problemas de saúde ou de relacionamento pessoal por conta das questões faladas anteriormente. Pessoas importantes na vida pessoal costumam ter a sensação de que estão ganhando menos atenção e tempo do que o trabalho.

Saúde mental comprometida

Caso não seja mitigada, a produtividade tóxica pode fazer com que os colaboradores passem a se esgotar facilmente no local de trabalho, levando à depressão, ansiedade e distração. Isso, no que lhe concerne, pode afetar severamente o desempenho, a saúde mental e a vida pessoal.

Como reconhecer a produtividade tóxica?

imagem de uma mulher preocupada sentada na frente de um computador com as mãos no rosto

Tanto para o negócio, quanto para seus colaboradores, o trabalho produtivo é uma coisa boa. Porém, devemos sempre ter cuidado para não exigir demais das pessoas para que não caiam em uma espiral de produtividade tóxica. Portanto, fique atento aos seguintes sinais de produtividade tóxica para reconhecer esse estado e então trabalhar para mudar a situação.

Culpa ao descansar

Quando você está sentado na frente da TV no final de um dia agitado, você deve relaxar e ter certeza de que fez tudo o que pode para obter uma boa performance no seu dia de trabalho. Se você se sente culpado por não fazer nada, saiba que os problemas acima estão em risco novamente.

Trabalho excessivo

Trabalhar em excesso pode ter consequências prejudiciais para uma pessoa, como uma infinidade de problemas físicos de saúde que podem piorar com o tempo. Outro problema muito comum é a exaustão mental. Portanto, é importante identificar quando um funcionário está sobrecarregado e desempenha mais funções do que foi contratado.

Troca do lazer pelo trabalho

Com o passar do tempo, a população passou a se dedicar a jornadas mais longas e cansativas e, por consequência, entregando uma parcela incapaz de suprir o tempo destinado ao bem-estar, lazer e descanso. 

Portanto, é essencial ficar de olho nas pessoas que nessa situação, muitas vezes acabam estendendo o seu expediente para além das horas de sua jornada, trabalhando até mesmo em suas folgas, dias em que deveriam ser destinados ao descanso.

Expediente sem hora para acabar

Como vimos acima, com o tempo as pessoas acabaram se envolvendo em jornadas de trabalho mais longas e cansativas, de modo que passam bastante tempo focando apenas no trabalho, indo até o seu limite de exaustão. Portanto, as pessoas que costumam trabalhar mais horas em tais situações devem ser cuidadosamente monitoradas.

Autocobrança de ser produtivo a todo tempo

Buscar reconhecimento pode fazer uma pessoa sentir que precisa fazer coisas o tempo todo. As elevadas necessidades próprias tornam-se naturais, e o desejo de verificar a própria existência torna-se um impulso sem fim.

Como lidar com a produtividade tóxica

Se você se identificou com as situações acima, saiba que é possível mudar esse cenário e quanto antes a mudança começar, melhor para evitar problemas mais severos oriundos da produtividade tóxica. Separamos a seguir, algumas dicas de como lidar com essa situação.

Saiba estabelecer limites entre a vida profissional e pessoal

Definir uma programação para desativar seu e-mail ou telefone de trabalho pode ajudá-lo a redefinir seu equilíbrio entre vida profissional e pessoal.

Planeje o dia a dia de trabalho

Você precisa planejar seu dia e dividi-lo em partes do mais fácil, passando pelo médio até o difícil. Dessa forma, você poderá fazer uma melhor gestão do tempo e do dia e distribuir as cargas de trabalho com mais eficiência.

Lembre-se de efetuar pausas

É importante lembrar que é essencial fazer pausas entre uma tarefa e outra porque, além de relaxar, você também pode relaxar a mente, torná-la mais criativa e aberta a novas ideias. 

Coloque metas realistas

Determinar metas alcançáveis, realistas e flexíveis pode ajudá-lo a distinguir entre o trabalho que precisa ser feito agora e o trabalho que pode ser feito mais tarde.

Aproveite os momentos de mais energia no dia

As pessoas têm ilusões sobre o gerenciamento do tempo, criando problemas de gerenciamento de energia. É por isso que é tão importante anotar suas tarefas mais complexas para os momentos do dia em que você se sente mais energizado.

Pratique a técnica do mindfulness

Através da técnica do mindfulness, aprendemos mais sobre nossas necessidades e principalmente sobre o nosso corpo. Essa técnica pode nos ajudar a fugir do nosso instinto de sobreviver ou fugir de uma luta. Ao invés disso, nos dá a capacidade de nos conectar com o mundo de maneira mais madura e saudável.

Como o RH pode ajudar a combater a produtividade tóxica?

Veja quais ações o RH deve tomar para ajudar a combater a produtividade tóxica.

Conscientização

O primeiro passo é determinar se seus funcionários estão enfrentando uma produtividade tóxica. Como mencionamos sobre os sinais, é importante entender seus funcionários e o que eles estão passando para conscientizá-los sobre o que é essa produtividade tóxica e como ela pode prejudicar não apenas a empresa, mas também sua saúde física e emocional.

Além disso, líderes e gestores devem ser orientados a não propor tarefas de caráter “pra ontem”, e não endossar comportamentos de desempenho excessivos, além de serem capazes de reconhecer os sinais entre os membros de suas equipes. 

Estímulo a day off

O day-off é uma ótima estratégia implementada pelas empresas. Isso porque, é de baixo custo e pode ser usado como uma forma dos funcionários fazerem uma pausa ou como recompensa para eles. Por isso, situações como o alcance de uma meta, um aniversário ou data comemorativa são os melhores dias para se propor um day off.

Pesquisas de sentimento

Uma boa prática a ser utilizada é a aplicação de pesquisas de sentimento, que ajudam a compreender diversos aspectos da equipe como: senso de justiça em relação ao cargo e salário, condições de trabalho, reconhecimento das atividades desempenhadas, entre outros pontos relevantes.

Controle de jornada

O controle da jornada de trabalho em regime home office é necessário e importante, principalmente em termos de controle de produtividade, viabilizado pelo acompanhamento online.

Com o PontoTel, os funcionários podem receber notificações e lembretes de marcação de ponto, principalmente próximo ao horário de saída, fazendo com que o colaborador já perceba que está na hora de começar a se desligar para retornar no dia seguinte. 

Além disso, os gerentes também podem receber notificações sobre a jornada dos funcionários, informações como atrasos, horas extras, faltas, etc, são enviadas em tempo real. Dessa forma, com uma investigação mais profunda, é possível analisar os funcionários que estão fazendo hora extra ou desrespeitando suas folgas.

Faça a gestão de pessoas com a ajuda do PontoTel

imagem de uma pessoa segurando um celular

Dar à sua empresa as ferramentas certas para gerenciar de acordo com suas necessidades é outro aspecto essencial. Nesse sentido, é necessário ter os recursos para garantir as necessidades de mão de obra, bem como as ferramentas para auxiliar suas equipes no desempenho de suas tarefas.

Para melhorar o gerenciamento de funcionários e evitar prejuízos à produtividade, existem sistemas de controle de frequência que podem gerenciar com eficiência o pessoal de uma empresa, oferecendo recursos como marcação de ponto móvel, folha de ponto online  e banco de horas.

Com o PontoTel, os colaboradores terão uma forma de controlar sua jornada mesmo à distância, evitando que seus expedientes sejam estendidos por não entenderem a hora de finalizar o dia. Já os gestores terão mais confiança na tomada de decisões, com excelentes métricas de frequência.

Além disso, o sistema aproxima o RH do dia a dia dos colaboradores. Por exemplo, o sistema PontoTel possui mais de 30 relatórios gerenciais abrangendo métricas como absenteísmo, horas extras, horas faltantes e muito mais.

Ou seja, esse sistema não é apenas uma forma de registrar o ponto, é um sistema completo de gestão de jornadas que traz muitos benefícios para sua empresa.

Conclusão

Ao longo deste artigo, explicamos o que é produtividade tóxica, como reconhecê-la e quais os perigos. Além disso, mostramos como lidar com ela e como o RH pode ajudar a combatê-la.

Como vimos, a produtividade tóxica é um dos efeitos do home office, que deixa muitos funcionários se sentindo inadequados, levando ao excesso de trabalho, o que leva ao esgotamento mental.

Para evitar isso e prevenir problemas de saúde mental a longo prazo, o RH deve acompanhar de perto os profissionais e implementar uma cultura de trabalho mais flexível e humana.

Se você gostou deste texto, compartilhe nas redes sociais e continue sua visita no blog da PontoTel.

banner conheça o aplicativo pontotel

Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima