Controle de Banco de Horas: Como Fazer? [Baixe Planilha Grátis]

controle de banco de horas introducao

Desde que a Reforma Trabalhista entrou em vigor, o uso de banco de horas nas empresas tem se tornado mais comum, isso porque com ela vieram alterações que tornaram o regime de banco mais flexível, onde tanto o colaborador como o empregador saem ganhando.

Basicamente, as mudanças trouxeram mais autonomia e a relação entre empregador e empregado se tornou mais simples, principalmente com o banco de horas que pode ser feito um acordo mútuo, sem a necessidade de interferências externas.

Entretanto, quero lembrar que isso não quer dizer que não haja nenhum tipo de regra, e acredite: controlar o banco de horas é tão importante quanto remunerar os colaboradores em dia, pois o ano mal começou e já temos o número de 2.348 processos registrados referente a banco de horas e compensação de jornada na Justiça do Trabalho entre janeiro e fevereiro de 2019.

E como fazer o melhor controle do banco de horas? Continue lendo esse artigo que eu vou te mostrar qual é a melhor opção.

Esses serão os assuntos que falaremos ao longo do texto:

  • Como funciona o banco de horas?
  • O que registrar no banco de horas?
  • Como compensar as horas extras do banco de horas?
  • Quanto tempo a empresa tem para pagar o banco de horas?
  • Controle de banco de horas simples no excel
  • Aplicativo para controle de horas trabalhadas

Para começar, quero te dar alguns motivos para fazer o controle do banco de horas.

Porque fazer controle de banco de horas e horas extras?

Como vimos, existe um grande número de processos referente a banco de horas. Você consegue imaginar o porque tantos processos trabalhistas sobre esse tema?

Preciso te contar que a maior parte dos processos são por negligência ou mal gerenciamento do banco de horas dentro das empresas.

E esse é o principal motivo pelo qual a sua empresa deveria controlar o banco de horas e as horas extras.

Fora isso, ainda tem outra questão, esse controle é um direito do colaborador, que cede tempo a mais do que o combinado no contrato de trabalho e merece ser recompensado por isso, seja em banco ou em remuneração de hora extra.

Sem o devido controle, como a empresa manteria essas informações em dia e conseguiria estar de acordo com a legislação? É esta a importância, estar dentro da lei só trará benefícios para a empresa e sempre será o melhor caminho.

Falando em legislação, vamos ver como tem que funcionar um banco de horas?

Como funciona o banco de horas?

controle de banco de horas como funciona o banco de horas

Antes de falarmos sobre como o banco de horas funciona, devemos lembrar que a Consolidação das Leis do Trabalho determina em seu Artigo 58, que um dia de trabalho normal de um colaborador não pode ultrapassar 8 horas diárias e 44h semanais. Exceto em alguns casos onde seja necessário estender essa jornada, o colaborador deve receber em horas extras.

É o que diz o artigo 59, onde fica claro que um dia de trabalho pode ser acrescido de 2 horas extras mediante acordo, e essas horas serão pagas com 50% de acréscimo em dias da semana e 100% de acréscimo aos domingos e feriados, ou conforme orientação da convenção coletiva.

Porém, em casos que o colaborador não recebe essa remuneração extra em dinheiro, é possível um acordo de banco de horas, onde as horas extraordinárias são somadas a um banco de horas, podendo ser retiradas depois como folga conforme o trato entre a empresa e o colaborador.

E esse banco possui algumas regras também decretadas pelo artigo 59 da CLT, e a empresa que deseja adotá-lo deve seguir as regras listadas a seguir:

  • Um banco de horas pode durar até um ano.
  • Caso ocorra uma rescisão do contrato de trabalho e o colaborador ainda tiver horas em seu banco, ele deverá receber o pagamento das horas extras não compensadas, e o cálculo deverá ser feito sobre o valor da remuneração na data da rescisão.
  • O banco de horas pode ser feito em acordo individual e precisa ser compensado em até no máximo 6 meses.
  • Em casos de acordos individuais, o colaborador e o empregador podem combinar que às horas extras serão compensadas no mesmo mês.

O que registrar no banco de horas?

Bom, o banco de horas é um sistema que acumula as horas para que o funcionário possa utilizar posteriormente, seja em forma de uma folga ou diminuição da jornada um outro dia.

Então nesse banco devem ser registradas as horas excedentes da jornada do colaborador, que um dia serão compensadas.

E depois de registrá-las o que fazer com elas?

Essa é uma ótima pergunta. Vamos descobrir.

Como compensar as horas extras do banco de horas?

controle de banco de horas como compensar as horas trabalhadas

Toda empresa tem duas maneiras de compensar os seus colaboradores por suas horas excedentes. A primeira delas é com o pagamento dessas horas, para isso é necessário fazer um cálculo utilizando como base o salário do colaborador utilizando uma porcentagem de cálculo.

Se você quiser saber mais sobre cálculo de horas extras, continue a sua visita no nosso blog e leia o artigo “Programas Para Calcular Horas Extras – Melhores Opções”.

Já a outra forma é utilizando essas horas do banco em outras ocasiões, pode ser por meio de diminuição da jornada de trabalho em um dia que o colaborador precisar ou até mesmo para preencher as pontes de feriado.

Os bancos de horas são ótimos para quando o feriado cai em uma quinta-feira ou terça-feira. Caso seja acordado, é possível que o colaborador use as horas para folga nesses dias.

E se o seu colaborador nunca solicitar essas horas no banco? Essa é uma dúvida bastante recorrente, por quanto tempo será que o colaborador pode acumular horas?

Vamos descobrir?

Quanto tempo a empresa tem para pagar o banco de horas?

Como eu disse no começo do texto, a Reforma Trabalhista alterou alguns aspectos do banco de horas, e conforme determina a lei 13.467/17 a compensação deverá ocorrer em até 06 meses.

Mas, caso a empresa queira que o banco de horas tenha validade de um ano, pode ser feito um acordo com o sindicato ou seguir a convenção coletiva.

Aqui eu quero te lembrar que se a empresa não tiver feito esse acordo, e não compensar as horas acumuladas em até 06 meses, ela deverá pagar as horas extras do banco direto na folha de pagamento.

Agora que eu te fiz um resumão sobre o banco de horas quero te perguntar, como você faz o controle do banco de horas na sua empresa?

Geralmente as empresas usam planilhas do excel, o que não é errado, mas não é uma das formas mais eficientes para fazer esse controle. De qualquer forma eu vou te mostrar como funciona um controle de banco de horas de duas maneiras: com a planilha e através de um sistema.

Controle de banco de horas simples no excel

controle de banco de horas excel

O excel tem inúmeras planilhas que podem ser usadas para controle de banco de horas, mas são um controle de banco de horas mais simples, que precisam ser inseridas as informações.

Vamos ver alguns modelos.

Planilha de banco de horas positivas e negativas

Esse tipo de planilha geralmente costuma mostrar o saldo de horas de banco que o colaborador tem, e quanto ele já utilizou em duas colunas horas positivas e horas negativas. Então se um dia ele utilizar mais do que tem disponível constará na planilha de horas negativas o saldo de horas devedor ao banco.

Folha de ponto com banco de horas no excel

A PontoTel tem uma planilha de controle de ponto com fórmulas já inseridas, onde é possível inserir as marcações de ponto dos colaboradores como entrada, almoço e saída.

Fazendo essa alimentação da planilha você terá no final de cada mês a quantidade de horas trabalhadas, horas extras realizadas e o saldo do banco de horas.

banner 16 planilha de controle de horas v2 - Controle de Banco de Horas: Como Fazer? [Baixe Planilha Grátis]

Como fazer a soma de horas no Excel?

Em qualquer planilha que você utilizar, é importante saber que a soma das horas é um passo importantíssimo, as células precisam no seguinte formato horas:minutos:segundos.

Feito isso, basta usar normalmente a fórmula de soma contabilizando o saldo de horas realizadas.

Além da planilha uma outra forma de controlar o banco de horas é utilizando sistemas automatizados, que são muito mais eficientes que as planilhas de excel.

Aplicativo para controle de horas trabalhadas

Os aplicativos para controle de horas estão ganhando cada vez mais espaço dentro das empresas, o PontoTel é um deles, como será que ele ajuda com o controle de banco de horas?

Eu fiz uma pequena lista, das principais qualidades desse aplicativo.

Prevenção de fraudes

Quando você utiliza o controle de horas manuais, está sujeito a erros de digitação e até mesmo fraudes. Utilizando o aplicativo isso não acontecerá, pois a jornada dos colaboradores será registrada com a máxima segurança e todos os apontamentos serão feitos automaticamente pelo software.

Fechamento da folha de ponto automática

Como o aplicativo já capta os horários da jornada dos colaboradores, o setor de RH não precisa sofrer com o fechamento da folha, pois, as horas já são contabilizadas automaticamente.

Backup dos dados

Você utiliza o controle de ponto manual? Já imaginou um dia perder todos os arquivos?

Isso pode acontecer se você não tomar algumas medidas de precaução, mas no aplicativo não existe esse risco, pois o backup é feito a todo momento e tudo fica constantemente armazenado na nuvem podendo ser acessado de qualquer lugar.

Relatórios estratégicos

A melhor parte de usar um aplicativo desses são as inúmeras possibilidades de relatório, que muitas vezes podem diagnosticar problemas na gestão de ponto.

O sistema da PontoTel possui mais de 20 relatórios como por exemplo relatório de faltas, atrasos, horas extras, adicional noturno e muito mais.

Isso permite que a empresa tenha olhar estratégico sobre a frequência dos colaboradores, também é uma forma fácil de gerenciar o banco de horas.

Por falar nisso, vamos ver como esse sistema ajuda no controle de banco de horas?

Sistema de controle de banco de horas

controle de banco de horas sistema de controle de banco de horas pontotel

Além do aplicativo para controle de jornada, a PontoTel também possui um sistema completo de Gestão de Ponto, e uma das funcionalidades é o banco de horas.

No sistema, cada funcionário que bate o ponto possui um banco de horas onde as horas excedentes ou faltantes vão sendo acumuladas.

A consulta desse banco de horas é muito simples, da folha do colaborador mesmo você pode conferi-lo basta clicar em “mostrar apontamentos do mês”.

Além disso, ainda tem muitas outras coisas que dá para fazer com o banco de horas.

Uma das possibilidades é inserir sua própria regra de cálculo de banco de horas.

Por exemplo, se você quiser que as horas extras de um sábado sejam contabilizadas em dobro, basta inserir uma regra de cálculo para isso, através do fator de transformação.

Fazendo isso, será calculado automaticamente todos os dias, e você não precisa emitir um comando para isso.

Você também pode colocar uma data de validade do banco de horas, então você pode escolher quando as horas acumuladas em banco podem expirar, ou determinar um limite de acúmulo e regras de compensação.

Outra coisa que pode facilitar a vida do seu setor de RH é permitir que os atrasos e faltas sejam descontados direto no banco.

Isso estimula os colaboradores a sempre realizar sua jornada de trabalho corretamente, afinal ninguém gosta de descontos em folha e nem de ficar com o banco de horas negativo, então eles farão o possível para compensar essas horas.

O bom é que assim as horas dos colaboradores são controladas diariamente e fica muito fácil gerenciar o banco de horas. Ter uma relação transparente com os colaboradores, colaboram para o fechamento da folha todo final de mês, então se você ainda utiliza o  controle de ponto manual diga adeus ao sofrimento.

Conclusão

controle de banco de horas conclusao

Você pode até pensar que é caro contratar um sistema desses só pelo banco de horas, mas, essa é apenas uma vantagem. Ao aderir você terá inúmeras possibilidades de Gestão de Ponto, todas as informações sobre a jornada de trabalho dos colaboradores ficarão mais precisas.

Você terá otimização do tempo ao seu alcance, relatórios com informações que permitirão o diagnóstico de problemas na sua empresa, e ainda estará de acordo com a legislação e com as portarias 1510 e 373,  e muito mais.


É um sistema cheio de vantagens e com um bom custo benefício, agende já a sua demonstração!

botão cadastre2 - Controle de Banco de Horas: Como Fazer? [Baixe Planilha Grátis]