Sua empresa possui plano de cargos e salários na empresa? Veja como fazer
BLOG
Time Pontotel 26 de agosto de 2022 Departamento Pessoal
Cargos e salários: para que serve, como definir um plano em sua empresa e quais os benefícios em aplicá-lo
Entenda a importância de um plano de cargos e salários e os principais benefícios para quem utiliza dessa estratégia.
img of Cargos e salários: para que serve, como definir um plano em sua empresa e quais os benefícios em aplicá-lo

Se você deseja que o seu negócio tenha um sistema estratégico de remuneração, planejamento financeiro e retenção dos melhores talentos do mercado, talvez seja a hora de desenvolver um planejamento de cargos e salários. 

Todos os profissionais avaliam esses dois atributos antes de iniciarem carreira dentro de uma organização e, quando esses itens não são bem esclarecidos, tanto dentro quanto fora da empresa, a proposta de emprego se torna menos atrativa. 

Iniciar um plano de cargos e salários pode parecer uma tarefa difícil, no entanto, quando entendemos os seus principais conceitos e modos de aplicação, notamos que essa estratégia se torna benéfica em diversos pontos. 

Para te ajudar na definição do seu plano de cargos e salários, preparamos um conteúdo com todas as informações que você precisa sobre o assunto. Aqui você aprenderá:

Boa leitura!

banner calculo de horas

O que é plano de cargos e salários?

imagem de blocos de madeira empilhados em cima de uma mesa

O plano de cargos e salários é entendido como a estruturação de toda a dinâmica de trabalho existente dentro da empresa. Ele analisa e descreve cada função, suas principais características e a remuneração para cada atividade desempenhada.

A partir desse planejamento é possível manter o quadro de colaboradores organizado, disponibilizar um valor salarial que seja compatível com o mercado, além de definir alguns critérios para que o trabalhador possa se desenvolver da melhor maneira possível, a fim de evoluírem em cargos e posições na empresa.

Para que serve um plano de cargos e salários

Além de organizar e garantir competitividade salarial em relação ao mercado, o principal objetivo de utilizar esse tipo de planejamento é a potencialização e melhoria na relação entre colaborador e empresa. 

Isso porque o plano pode transmitir maior transparência para os trabalhadores, que passam a entender com mais clareza a maneira como o negócio valoriza cada posição ocupada no seu quadro de funcionários

Plano de cargos e salários X plano de carreira: qual a diferença?

Apesar de ser muito comum a confusão entre os termos, o plano de cargos e salários possui uma finalidade diferente do plano de carreira.

A primeira ferramenta é totalmente focada em definir quais são os cargos e funções existentes na organização, suas responsabilidades, média de remuneração e as habilidades necessárias para que o colaborador preencha a posição. 

Enquanto o segundo é utilizado para identificar quais direções o colaborador deseja seguir, como desenvolver sua carreira e elaborar uma estratégia para o sucesso profissional.

O plano de carreira funciona como um projeto de formação individual, que visa mostrar o caminho e fornecer recursos para que as pessoas atinjam seus objetivos de médio e longo prazo. 

De maneira resumida, o plano de cargos e salários é uma abordagem que organiza a estrutura interna de funções e remuneração, se diferenciando do plano de carreira, que serve para orientar o caminho que o colaborador deve trilhar para o seu crescimento organizacional. 

Por que implementar o plano de cargos e salários na empresa?

Considerada uma abordagem de extrema importância para o desenvolvimento organizacional, o plano de cargos e salários traz resultados que podem ser facilmente identificados assim que aplicado. 

Entre tantos benefícios, podemos citar: 

Retenção de talentos

A retenção e a rotatividade de funcionários é um dos principais desafios de gerenciamento da força de trabalho para muitas organizações e também para o RH das empresas. Essa questão gera custos operacionais significativos para os empregadores e compromete o crescimento e lucro da empresa

Com o plano de cargos e salários, os negócios passam a identificar as necessidades dos trabalhadores, e oferecem diferenciais, como salário competitivo e benefícios adequados, a fim de reter os melhores talentos e se colocar em destaque no mercado de trabalho.

Atração de novos talentos

Independentemente do tamanho da sua empresa, conquistar os melhores talentos é um enorme ganho, e também uma vantagem alavancada pela utilização do plano de cargos e salários. 

O uso dessa ferramenta pode facilitar os processos seletivos para novas vagas, gerando valor na proposta e atraindo cada vez mais candidatos com potencial para a ocupação do cargo. 

Aumento da produtividade

O aumento da produtividade é refletido a partir do sentimento de pertencimento do profissional dentro da organização. 

Com uma estrutura interna bem definida, o colaborador se sente confortável para empenhar suas atividades e atingir metas que aumentam cada vez mais o engajamento e a produtividade para com sua equipe e demandas em geral. 

Planejamento financeiro

Um dos maiores ganhos para uma empresa que decide adotar o plano de cargos e salários é no cenário financeiro. O planejamento permite que custos e investimentos sejam direcionados de maneira mais assertiva, uma vez que o conhecimento dos valores se tornam mais aprofundados e há uma delimitação maior de cada valor. 

Dessa forma, quando as funções estão bem definidas na estratégia da organização, torna-se possível fazer uma projeção futura mais eficiente e garantir maior facilidade nos processos de tomada de decisão.

Aumento da transparência na empresa

Por meio do plano de cargos e benefícios, é possível repassar como a empresa valoriza cada posição ocupada e esclarecer as expectativas de função.

Quando uma organização é mais transparente com seus funcionários, eles tendem a ser mais bem-sucedidos em áreas que aumentarão o engajamento dos colaboradores, fortalecem a cultura da empresa e promovem um tipo de conforto que permite que os profissionais se comuniquem livremente.

Quais os benefícios do plano de cargos e salários para o colaborador?

imagem de quatro pessoas sentadas ao redor de uma mesa

Quando se trata do plano de cargos e salários, os benefícios são mútuos e atingem todas as relações de trabalho. Confira a seguir as vantagens que o colaborador da empresa pode obter com a ferramenta! 

Maior engajamento no trabalho

A partir do momento em que a organização transmite maior confiança e possibilita que cada profissional saiba os principais resultados para a construção da sua carreira, a motivação dos colaboradores, o engajamento dos times para atingir os objetivos estipulados e a satisfação em relação à função empenhada se tornam maiores. 

Clareza sobre metas

A definição de cargos e salários permite esclarecer o que se espera de cada função organizacional. Com isso, os funcionários entendem porque a tarefa atribuída é relevante para o grupo ou departamento. Assim, é possível reconhecer as metas a serem alcançadas a partir dos cargos e especializações específicas que planejam a atividade que se espera. 

Motivação em avanço pessoal

O plano permite visualizar os principais critérios para promoção e progressão dentro da empresa. Isso permite que o colaborador tenha uma visão de que é possível a tão desejada promoção, traçando metas pessoais e promovendo um empenho tanto para si mesmo e o seu desenvolvimento quanto para a empresa, com o intuito de entregar bons resultados. 

Como definir cargos e salários?

Afinal, por onde começar o plano de cargos e salários? Pode parecer uma tarefa desafiadora, mas é importante ter em mente que existem algumas etapas que podem auxiliar nesse processo de mapeamento e definição. 

De maneira geral, os principais pilares do planejamento se encontram no: 

  • Levantamento dos cargos atuais da empresa; 
  • Análise e avaliação; 
  • Pesquisa, estrutura e política salarial. 

É necessário definir quais critérios e indicadores serão utilizados para realizar essa avaliação e em qual período o planejamento será reavaliado. Descreveremos a seguir cada etapa, para que você consiga desenvolver o melhor plano possível para a sua organização.

Identifique cada função de diferentes áreas

Em uma organização, existem muitos tipos de funções de negócios que são parte integrante das operações da empresa. 

De níveis executivos à funcionários-base, o primeiro passo é a identificação das áreas existentes da organização, e a partir dessas informações, listar as funções atribuídas a cada subgrupo verificado. 

Nessa etapa é muito comum que algumas lacunas sejam encontradas e a partir delas surgem pautas futuras para as quais novas funções precisam ser implementadas no negócio. 

Determine o perfil para cada uma

Aqui se inicia o processo de definição dos cargos listados. O objetivo é descrever quais atividades são realizadas e atribuir valor para cada uma delas, além de analisar as competências necessárias para desempenhar a função.  

Nesse momento, é muito importante que seja bem definido que o profissional irá fazer; como ele realizará suas tarefas; quais as ferramentas serão necessárias para isso; qual será o melhor ambiente para a realização das suas funções; a quais lideranças cada profissional irá se reportar; e qual será a retribuição ideal para tal cargo.

Determinar esses fatores auxilia as empresas a oferecerem cargos adequados, com salários competitivos e consoantes o mercado.

Pesquise o valor de mercado de cada área

A pesquisa do valor de mercado para cada área permite comparar as remunerações e benefícios oferecidos pela empresa em relação aos padrões do mercado. 

Essa etapa pode ser abordada por meio de estratégias estabelecidas a partir do nicho da organização, garantindo que os dados reflitam a realidade do mercado onde a empresa está inserida. É necessário entender: 

Piso salarial

O piso salarial representa o menor salário observado para uma função. Sendo assim, esse valor pode ser variável, considerando cada atividade exercida no mercado de trabalho.

Observe a diferença de piso salarial, levando em consideração a mesma profissão em territórios diversos:

  • Auxiliar de escritório, no território de São Paulo – R$ 1.681,55.
  • Auxiliar de escritório, no território do Rio de Janeiro – R$ 1.484,86.
  • Auxiliar de escritório, no território de Minas Gerais – R$ 1.467,94.
  • Auxiliar de escritório, no território da Bahia – R$ 1.415,25.

Média salarial

A média salarial é o valor identificado, entre a maior e a menor remuneração para a profissão.

Atualmente, a média salarial do brasileiro é de R$ 1.898, uma das médias mais baixas registradas desde dezembro de 2021, que, segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), já acumula uma queda de 5,6% em um ano. 

Teto salarial

O teto salarial é o maior salário pago para cada função, representando o máximo legal que cada profissional pode ganhar por seus serviços prestados. 

Dentre as profissões que acumulam os maiores salários no Brasil, podemos destacar:

  • Desenvolvedores de softwares – AgroTechs — com remuneração de R$ 7 mil a R$ 15 mil + remuneração variável.
  • Gerentes de desenvolvimento de negócios — com remuneração de R$ 15 mil a R$ 25 mil + remuneração variável.
  • Coordenadores de mídias e performance — com remuneração de R$ 8 mil a R$ 12 mil
  • Especialistas em SEO — com remuneração de R$ 7 mil a R$ 10 mil 
  • Analista de Business Intelligence — com remuneração de R$ 4 mil a R$ 11 mil
  • Product owner (dono do produto) — com remuneração de R$ 10 mil a R$ 20 + remuneração variável.
  • Gerente de Data & Analytics — com remuneração de R$ 22 mil a R$ 35 mil.
  • CMO (Chief Marketing Officer) — com remuneração de R$ 30 mil a R$ 40 mil.
  • Executivo de vendas — tecnologias de mídias digitais — com remuneração de R$ 16 mil a R$ 30 mil + comissões.

Para entender melhor como diferenciar um piso salarial, de uma média salarial e um teto salarial, confira o exemplo de quanto recebe um Assistente Administrativo.

De acordo com uma pesquisa, a faixa salarial fica entre R$1.650,00 e o teto salarial é de R$3.696,73, sendo que R$1.833,46 é a média do piso salarial 2022 de acordos coletivos levando em conta profissionais em regime CLT de todo o Brasil.

Estimule avanços salariais e faixas de orçamento

O objetivo dessa etapa é determinar iniciativas que permitam avanços salariais para garantir vantagem competitiva no mercado e permitir que os colaboradores consigam evoluir em suas carreiras.

Aqui, o planejamento financeiro será o foco principal e permitirá que o negócio tenha uma visão analítica sobre quais caminhos seguir e que decisões futuras.

Apresente o plano de cargos e salários e consolide na empresa

O plano de cargos e salários é entendido como uma política interna. Por isso, assim que sua estruturação for finalizada, é essencial apresentá-la aos líderes e gestores de cada setor, para que os mesmos compreendam o planejamento, para que, a partir da aprovação geral, a organização consiga trabalhar na consolidação dessa estratégia.

Modelo de plano de cargos e salários

imagem de uma mulher sorrindo sentada na frente de um computador

Hoje, existem muitos modelos tecnológicos que podem te auxiliar no processo de criação do plano de cargos e salários. 

Alguns programas disponibilizam planilhas para o preenchimento de cada etapa, outras ferramentas permitem a confecção própria dos objetivos estabelecidos para o planejamento completo. 

O ideal é priorizar modelos que se enquadrem com a sua dinâmica de trabalho, seja por meio da tecnologia ou de organogramas personalizados em outros programas. 

Se os modelos contemplam tópicos para descrição das atividades de cada cargo, estruturação da hierarquia, pesquisa de salário e a política de benefícios, definição de critérios para avançar no plano de carreira e documentação geral com todas as diretrizes, eles podem ser considerados completos para auxiliar no desenvolvimento do plano. 

Qual o papel do RH no plano de cargos e salários?

O setor de Recursos Humanos é o principal responsável pela gestão de pessoas e supervisiona estratégias que prezam pelo bem-estar dos colaboradores.

Quando o departamento de RH promove um planejamento para cargos e salários, ele permite maior igualdade e justiça no quadro de funcionários, já que garante maior clareza nos processos de promoção e avanços salariais, por exemplo.

Além disso, o trabalho em conjunto com o plano proporciona um controle mais apurado dos valores para investimentos em treinamento e capacitação, tarefa que faz parte das responsabilidades do setor.

Conclusão

Neste conteúdo aprendemos que o plano de cargos e salários pode ser um importante pilar no desenvolvimento de uma organização, analisando cenários atuais e projetando crescimentos futuros.

Entendemos os variados benefícios proporcionados tanto para a empresa quanto para o colaborador, e quais etapas devem ser seguidas para que a implementação seja um sucesso. 

Os resultados são percebidos no engajamento interno, na facilidade de aquisição e retenção de talentos e na diminuição de percentuais de turnover e absenteísmo. Além disso, o RH possui papel fundamental ao desenvolver o planejamento, por se tratar do gerenciamento de cargos e salários que sejam compatíveis com o mercado.   

Considerando que as tendências em todos os setores estão em constante evolução e mudança, você precisará sempre atualizar seu plano de cargos e salários, para manter seu negócio sempre atualizado e competitivo nesse quesito.

Gostou do conteúdo? Não esqueça de compartilhá-lo nas redes sociais e seguir a newsletter do blog do Pontotel, para sempre receber conteúdos relevantes sobre o universo do RH.

controle de jornada digital e gestao de pessoas
Compartilhe em suas redes!
Mais em Departamento Pessoal VER TUDO
TESTE GRÁTIS AQUI!