Veja algumas dicas para evitar o estresse no trabalho e entenda o porque dele acontecer!

imagem de um homem sentado na frente do computador esfregando a mão no olho cansado

O estresse é um malefício motivado por situações emocionais cotidianas, capazes de atrapalhar a vida pessoal e profissional das pessoas. Sendo assim, o estresse no trabalho já se tornou algo comum, e direta e indiretamente as empresas precisam estar preparadas para lidar com ele.

Atualmente, o Brasil é o país com o maior índice de estresse do mundo, como mostrou um levantamento realizado pela Isma-BR, que constatou que 70% da população já apresentou ou possui sintomas de estresse.

Os números ficam ainda mais assustadores quando consideramos o período de pandemia, onde somente entre março de dezembro de 2020, 99.100 pessoas solicitaram atendimentos psicológicos.

Considerando os números tão negativos ligados ao crescimento do estresse, muitas empresas precisam aprender a lidar com essa doença que faz parte da nova realidade dos profissionais, e, para te ajudar a entender melhor sobre o estresse no trabalho, reunimos neste artigo os seguintes tópicos:

Aproveite a leitura!

controle jornada e gestao de pessoas

Estresse é uma doença?

imagem de uma mulher sentada na frente do computador com feição séria

O estresse é uma doença crônica motivada por situações cotidianas capazes de causar ameaças ao nosso corpo, e, com isso, nos colocar em estado de alerta.

Basicamente, o estresse pode se manifestar de três maneiras diferentes, sendo elas:

  • Estresse agudo: é o tipo de estresse mais comum, e geralmente se manifesta quando precisamos realizar alguma atividade com um curto prazo de entrega, ou um problema inesperado surge. As características mais comuns do estresse agudo são: taquicardia, sudorese, dentre outros.
  • Estresse episódico: quando uma situação de estresse agudo se torna cotidiana, ela pode se tornar um caso de estresse episódico. Os sintomas são semelhantes ao do estresse agudo, mas, por conta da constância, atrapalham o cotidiano, tanto na vida pessoal, como em situações profissionais.
  • Estresse crônico: o  estresse crônico é o nível mais frequente de situações de estresse agudo, que, de tão frequentes motivam uma rotina de estresse crônico, capaz de motivar situações de desequilíbrio hormonal, fadiga, dentre outros transtornos como ansiedade e depressão, que afetam a saúde mental.

Como o estresse reage em nosso corpo?

Como vimos, o principal malefício do estresse é como ele afeta o nosso corpo, motivando diversas reações inesperadas no sistema nervoso humano, e, em muitas situações, nos colocando em um estado de alerta prejudicial.

Em situações estressantes, o corpo humano reage de maneiras adversas, entrando em um estado de tensão que motiva um acúmulo de energia física que não é utilizado, fazendo com que o cortisol (hormônio do estresse), libere adrenalina pelo corpo, e bagunce todo o organismo humano.

O estresse pode estimular o surgimento de diversas tipos de síndromes prejudiciais ao corpo humano. Por isso, é muito importante que as pessoas saibam identificar o estresse natural e as situações exageradas, dessa forma, conseguem identificar o momento certo de procurar ajuda, a fim de controlar o estresse.

Quando o estresse no trabalho surge?

O estresse no trabalho é uma consequência de diversas causas, como a dificuldade de comunicação, excesso de trabalho, metas impossíveis, competitividade exagerada, lideranças despreparadas, dentre outras causas.

Esses motivos são os principais exemplos de estresse no trabalho, que podem ainda ser potencializados pela desvalorização profissional, remuneração incompatível com as atividades que o profissional exerce, e até mesmo o excesso de responsabilidade ou a falta de direcionamento para alguma atividade específica.

O estresse no ambiente de trabalho também pode ser causado por motivos físicos, ergonômicos, e insalubres, que de alguma forma afetem a realização de atividades e potencializam o estresse nos trabalhadores.

Quais são os principais sintomas de estresse no trabalho?

Os sintomas de stress no trabalho podem ser sutis no começo, mas, com o tempo, eles se tornam perceptíveis tanto fisicamente, como mentalmente, pois, em muitos casos esse tipo de estresse afeta não só o profissional estressado, mas também as pessoas que convivem com ele.

Dentre os sintomas físicos de estresse no trabalho, é possível notar:

  • cansaço excessivo;
  • dores musculares;
  • dores de cabeça frequentes;
  • problemas de concentração;
  • imunidade baixa;
  • dentre outros.

Já os sintomas mentais clássicos do stress no trabalho são:

  • ansiedade;
  • depressão;
  • dificuldade de comunicação;
  • frustração;
  • irritabilidade;
  • isolamento social;
  • procrastinação;
  • dentre outros.

Estresse no trabalho e Burnout: qual a relação?

imagem de uma mulher em pé discutindo com um homem e uma mulher sentados em uma mesa

Explicando brevemente, Síndrome de Burnout, é um distúrbio emocional motivado por graves sintomas de exaustão, estresse e esgotamento físico, causados por situações desgastantes no ambiente de trabalho.

Com isso, a relação entre o estresse no trabalho e Burnout está exatamente no estresse excessivo causado em profissionais que trabalham demais, e, com isso, desenvolvem diversos dos sintomas acima mencionados, como alerta para que as empresas desenvolvam estratégias que diminuam o estresse no trabalho. 

Qual é o papel da empresa no estresse no trabalho?

A prevenção do estresse no trabalho é a maneira mais eficaz das empresas não serem prejudicadas por uma onda de estresse empresarial.

Com isso, é papel da empresa zelar pela saúde física e mental dos colaboradores, portanto, é muito importante que a cultura do negócio se baseie em desenvolvimento coletivo, atenção com os colaboradores, um ambiente de trabalho com condições adequadas, e total estrutura para a redução do estresse no trabalho. 

E qual é o papel do RH no estresse no trabalho?

É fundamental que o RH esteja sempre atento às rotinas dos profissionais da empresa, pois, dessa forma, conseguem evitar a distribuição de demandas excessivas, com prazos ruins, que estimulem o estresse ocupacional em seus colaboradores.

Além disso, é muito importante que o RH saiba identificar os sintomas do estresse no trabalho, para que o problema de um funcionário não se torne o descontentamento de toda uma equipe, prejudicando todo o bem-estar do negócio.

Quais as consequências, para o colaborador, do estresse no trabalho?

Como já vimos, o estresse no trabalho pode prejudicar a vida dos profissionais de diversas formas, e isso inclui consequências para a saúde física, mental e até financeira dos colaboradores.

No geral, os profissionais que sofrem de estresse ocupacional podem notar uma baixa satisfação profissional, perda de personalidade, e muitos problemas físicos e psíquicos, sendo fundamental determinar as causas do estresse o mais breve possível.

E para a empresa?

O estresse no ambiente de trabalho impacta não só os funcionários, mas também a empresa, que, de certa forma, perde um colaborador para uma doença de trabalho, que costuma causar queda de produtividade e também o desinteresse do profissional em seu trabalho.

Além disso, é muito comum que o estresse no trabalho se multiplique, pois, um funcionário insatisfeito ou estressado, costuma divulgar suas insatisfações com seus colegas de profissão, e isso motiva mais casos de estresse no trabalho, inconformidades, atrasos em entregas e até acidentes de trabalho.

Como a empresa pode ajudar a evitar o estresse no trabalho?

Se você tem uma empresa que sofre com casos de estresse no trabalho, sejam esses casos individuais ou de equipes, é importante saber lidar com eles, para isso, reunimos a seguir algumas maneiras que podem te auxiliar a evitar o estresse no trabalho. Veja!

Desenvolva uma cultura de feedbacks

Uma empresa com uma cultura organizacional que se baseia na comunicação e na troca de informações costuma atuar bem, aproveitando as críticas para se fortalecer. 

Por isso, a cultura do feedback é uma maneira de diminuir a incidência de questões estressantes no ambiente de trabalho, já que a com eles a empresa melhora sua estrutura com base em feedbacks.

Incentive metas alcançáveis

Metas são importantes, pois determinam o caminho que o negócio precisa percorrer, a fim de atingir seus objetivos, com isso, implementar metas alcançáveis é uma forma de evitar que os colaboradores se sintam pressionados ou estressados, tentando alcançar metas impossíveis em períodos de tempo irreais.

Ofereça flexibilidade de trabalho aos seus colaboradores

Um ambiente de trabalho flexível demonstra disponibilidade da empresa em entender e atender a rotina pessoal e profissional dos colaboradores. 

A flexibilidade é uma tendência do mercado de trabalho, fortalecida com a pandemia da COVID-19, e empresas que sabem lidar com ela, melhoram a saúde dos colaboradores, que passam a se preocupar com o cumprimento de suas tarefas, e não mais com o onde ou nem como essa tarefa será feita.

Estresse no trabalho: dicas para o colaborador

Não é somente a empresa que precisa se preocupar em oferecer ergonomia e flexibilidade para que seus colaboradores não sejam colocados em situações de estresse no trabalho. Os trabalhadores também devem observar a si mesmos, para que quando se notarem estressados, saibam como lidar com essas situações. Confira algumas dicas.

Estabeleça limites de tarefas

imagem de uma pessoa fechando o computador com uma xícara de café ao lado

A rotina de trabalho deve ser previamente planejada, para que nenhuma atividade fora de cronograma atrapalhe a finalização de demandas, e, com isso, preocupe e prejudique na produtividade. Portanto, é essencial que exista uma boa organização de rotina, para que nenhuma atividade deixe o colaborador estressado. 

Preserve seu horário de descanso

O trabalho contínuo e excessivo é um grande motivador do aumento de casos de estresse no trabalho. Por isso, é fundamental que os trabalhadores saibam dividir bem suas tarefas, e separar o horário do expediente do tempo de descanso, principalmente os trabalhadores que hoje atuam em jornadas de teletrabalho e home office.

Opte por alimentação saudável e bom sono

Muitas pessoas infelizes no trabalho, utilizam a alimentação ruim como maneira de se compensar por suas tristezas e inseguranças. Porém, alimentos calóricos são a pior forma de lidar com o stress no trabalho. Opte por consumir alimentos saudáveis, ricos em carboidratos complexos, menos prejudiciais ao cérebro.

Procure ajuda nos primeiros sinais de estresse

Nem sempre o estresse é perceptível, e, em alguns casos ele pode se encobrir em problemas na saúde, ou em questões de humor, por isso, quando alguém disser que você está estressado, ou então, quando você mesmo notar isso, procure ajuda.

Muitas vezes, situações aparentemente leves de estresse de trabalho podem rapidamente se agravar para síndromes, ou doenças mais graves, como a depressão, e, o melhor a fazer é buscar auxílio médico.

Conclusão

O estresse no trabalho é uma doença que faz parte da realidade das empresas, e é fundamental que as equipes de RH estejam preparadas para lidar com todas as adversidades que essa doença pode impor ao ambiente de trabalho.

Além disso, é muito importante que as pessoas saibam identificar os sintomas do stress no trabalho, para que assim os negócios consigam estruturar melhor seu dia a dia, flexibilizando suas rotinas de trabalho, e  oferecendo suporte para seus profissionais.

Por fim, é necessário dizer que quando o estresse no trabalho se agrava, ele pode causar o afastamento do profissional, e prejudicar tanto a saúde do colaborador, como a produtividade da empresa.

Gostou do conteúdo? Não esqueça de nos seguir nas redes sociais, e assinar a newsletter, do nosso blog, onde diariamente publicamos conteúdos sobre: leis trabalhistas, mercado de trabalho, gestão de pessoas e muito mais!

banner descubra a taxa de absenteismo

Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima