Modelo de plano de carreira: conheça quais os 5 principais tipos e suas características!

imagem de uma pessoa desenhando escadas e um boneco subindo

Quais modelos de plano de carreira sua empresa adota? Se ela ainda não conta com nenhum plano, então precisa começar a pensar nisso. 

Afinal, o planejamento de carreira é fundamental para manter os colaboradores engajados, aumentar a produtividade e ajudar a sua empresa a crescer. 

Além disso, esse plano pode ser usado para atrair e reter talentos, o que também contribui para o sucesso do negócio. 

Mas para aproveitar esses e outros benefícios, primeiro você tem que entender como esse planejamento pode ajudar sua empresa e quais modelos de plano de carreira você pode implementar no seu negócio.

Por isso, ao longo deste artigo vamos discutir os seguintes pontos:

Boa leitura!

banner pontotel custos altos

O que é plano de carreira?

imagem de uma pessoa segurando uma maleta

O plano de carreira é um documento elaborado pelas empresas com o objetivo de servir como guia para mostrar aos colaboradores suas possibilidades de crescimento dentro daquela organização. 

Para isso, esse documento deve descrever todas as metas, competências e habilidades que o funcionário deve alcançar e desenvolver para subir de posição na empresa, ou seja, ter uma progressão de carreira. 

Além disso, ele também apresenta quais condições são necessárias para que uma solicitação de aumento salarial seja atendida, quais treinamentos os colaboradores precisam fazer e quais caminhos ele pode seguir no negócio.

Por que ter um plano de carreira?

Criar um plano de carreira é essencial para manter os funcionários motivados e focados nas suas atividades. 

Afinal, diante da possibilidade de crescimento e aumento de salário, eles tendem a trabalhar mais e melhor para alcançar as metas e desenvolver as habilidades descritas nesse documento. 

Com isso, a empresa consegue aumentar a retenção de talentos, incentivar o desenvolvimento dos colaboradores, cuidar do bem-estar da equipe e aumentar a felicidade corporativa

Como consequência, a produtividade também aumenta e o negócio consegue crescer. Ou seja, todo mundo sai ganhando!

Agora, antes de criar o plano de carreira da sua empresa, é importante lembrar que existem duas versões desse documento: o plano pessoal e o empresarial. 

Você sabe qual é a diferença entre eles? Entenda abaixo:

Plano de carreira pessoal 

O plano de carreira pessoal deve conter todas as atividades, treinamentos, viagens, cursos e projetos que o colaborador deve fazer para se desenvolver tanto na carreira, quanto em outras áreas da vida. 

Na prática, esse documento funciona como uma planilha de sonhos e objetivos que devem ser alcançados no curto, médio ou longo prazo. 

Ou seja, trata-se de um documento que traz informações relevantes para além da vida profissional do colaborador. Por isso, a empresa não tem responsabilidade na elaboração desse tipo de plano. Afinal, ele precisa ser criado pelo próprio funcionário.

Porém, embora não seja responsável, os gestores podem apoiar e incentivar que cada membro do seu time crie seu próprio plano de carreira pessoal. 

Lembre-se que o colaborador fica muito mais motivado e focado no trabalho se esse plano estiver alinhado com o plano de carreira empresarial.

E estar numa empresa que oferece a estrutura necessária para o seu desenvolvimento, como possibilidade de progressão de carreira, networking e know-how, contribui para esse alinhamento.

Por isso, o setor de Recursos Humanos pode colaborar nesse processo através da criação de um Plano de Desenvolvimento Individual (PDI).

Lembrando que o próprio colaborador não só pode, como deve, usar um exemplo de plano de carreira pessoal pronto como base para criar seu próprio plano.

Plano de carreira empresarial

O plano de carreira empresarial é o documento que deve ser elaborado pela empresa. Afinal, ele descreve todos os caminhos e etapas que cada colaborador pode traçar para crescer na carreira. 

Para que esse plano seja estruturado da melhor forma possível e produza resultados eficientes, você precisa definir quais modelos de plano de carreira sua empresa deseja utilizar. 

Além disso, é essencial analisar algumas questões importantes antes de começar a usar um modelo de plano de carreira empresarial como base. 

Para começar, é importante destacar no documento que o colaborador precisa se encaixar na cultura organizacional da empresa, por exemplo. 

Além disso, é fundamental estabelecer metas realistas e garantir que o funcionário tenha acesso aos recursos necessários para tentar atingi-las. 

Também é importante que essas metas estejam ligadas a prazos específicos, que ajudam a avaliar o desempenho do profissional. 

Por fim, a empresa precisa guiar o colaborador nesse processo, oferecendo feedbacks construtivos para que ele consiga fortalecer seus pontos positivos e corrigir seus pontos fracos.

Perceba que além de ajudar seus colaboradores a progredirem na carreira, todos os pontos listados acima são essenciais para uma gestão de pessoas eficiente. 

Mas se você quiser que sua empresa dê um passo à frente e fique alinhada com as tendências e demandas do mercado, é fundamental incluir no plano de gestão de carreiras do seu negócio a meta de incentivar a diversidade étnica, social e de gênero. 

Assim, além de contribuir com causas sociais importantes, uma empresa mais plural também é beneficiada com o acesso a ideias e contribuições de pessoas com outras experiências e visões. E um ambiente enriquecedor e criativo também tende a mostrar melhores resultados.

Principais modelos de plano de carreira

imagem de um homem em pé apontando para uma lousa branca na frente de três pessoas sentadas ao redor de uma mesa

Agora que você já entendeu o que é e para que serve esse documento, está na hora de conhecer os diferentes modelos de plano de carreira que sua empresa pode adotar. 

Acompanhe os próximos tópicos!

1- Modelo plano de carreira em W

A Carreira em W se diferencia por oferecer três pontos ou possibilidades de carreiras distintas: liderança, gestão de projetos ou especialização. 

Ou seja, esse modelo permite que a empresa invista no desenvolvimento profissional de seus funcionários para formar pessoas capazes de assumir cargos de liderança. 

Afinal, esses cargos exigem uma capacitação e responsabilidades maiores.

Vale destacar que das três possibilidades oferecidas no modelo em W, com certeza o destaque vai para o gestor de projetos, que nem sempre é colocado como uma possibilidade em outros modelos de plano. 

Esse gestor trabalha como uma espécie de consultor técnico, ou seja, um profissional com grande conhecimento teórico e prático relacionado ao setor. 

Sendo assim, o gestor de projetos exige uma longa formação e um perfil comportamental específico, características que podem ser desenvolvidas.

2- Modelo plano de carreira em Y

No modelo tradicional de plano de carreira, o profissional que se destaca assume um cargo de liderança. 

Mas o que acontece com as pessoas com um bom desenvolvimento profissional, mas não apresentam um perfil de líder? 

Para valorizar os profissionais que não se encaixam nesse perfil, muitas empresas passaram a adotar o chamado plano de carreira em Y.

Ao contrário do plano em W, a Carreira em Y se diferencia por não oferecer cargos de liderança. Ao invés disso, ele permite que seus colaboradores alcancem os cargos de especialistas ou de gerência.  

Assim, o profissional que não quer ou não tem perfil de liderança, também pode ter seu trabalho reconhecido na empresa e conseguem progredir na carreira.

3- Modelo plano de carreira horizontal

Como o próprio nome indica, esse modelo deve ser aplicado em empresas que não se organizam de acordo com um nível hierárquico. 

Portanto, não existe possibilidade de mudanças de patamar ou crescimento profissional dentro do negócio. 

Apesar disso, esse tipo de empresa também adota critérios que justificam o aumento de salário e o reconhecimento dos colaboradores com bom desempenho.

Por esse motivo, geralmente o plano de carreira horizontal conta com metas e objetivos que, quando atingidos, são convertidos em aumento da remuneração, gratificações e projetos mais desafiadores e complexos.

4- Modelo plano de carreira em linha

O modelo de carreira em linha é adotado por empresas e instituições nas quais a hierarquia é muito rígida, os cargos são padronizados e não existe a possibilidade de mudança de área de atuação. 

Além disso, esse modelo também se destaca por permitir que a ascensão de carreira seja feita de forma automática. 

Por conta dessas características, esse modelo é muito utilizado em instituições públicas e militares, nas quais as promoções ocorrem em função do tempo de serviço. 

Sendo assim, o desempenho profissional não é considerado no plano de carreira em linha.

5- Modelo plano de carreira paralela

O modelo paralelo também permite que o colaborador alcance um cargo de liderança. Porém, esse cargo ocupa um nível de hierarquia diferente dos demais setores e funcionários da empresa. 

Afinal, o trajeto profissional submetido ao plano paralelo transcorre de forma diferente dos caminhos percorridos por outros colaboradores. Por isso, pense no profissional trainee. 

O plano paralelo é geralmente aplicado em programas de trainee, nos quais o profissional tem a possibilidade de ascensão na empresa desde a etapa de recrutamento.

Além disso, eles já contam com uma oportunidade para atingir um cargo de liderança, destinado exclusivamente ao trainee que se destaca no programa. 

Ou seja, o profissional selecionado ocupa um cargo importante num ramo hierárquico diferente.

Conclusão 

imagem de um homem sorrindo segurando um tablet e levantando a mão

Como vimos ao longo do texto, o plano de carreira é muito mais do que uma ferramenta que ajuda os colaboradores a enxergarem possibilidades de crescimento profissional. 

Na verdade, ele também pode ser considerado uma estratégia para ajudar a empresa a crescer, a formar mão de obra qualificada e a melhorar seus resultados. 

Por isso, se o seu negócio ainda não usa essa estratégia, está na hora de escolher algum modelo de plano de carreira empresarial e aproveitar os benefícios que esse documento pode proporcionar.

Gostou do conteúdo? Confira outras dicas sobre carreira e gestão de pessoas no Blog da PontoTel!

Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima