Jornada de trabalho de 6 horas: o que diz a lei, veja detalhes e quais os benefícios em aderir na empresa!
BLOG
Time Pontotel 31 de janeiro de 2024 Departamento Pessoal
Jornada de trabalho de 6 horas: o que diz a lei, veja detalhes e quais os benefícios em aderir na empresa!
Entenda como funciona a jornada de trabalho de 6 horas e aprenda a aplicá-la de forma eficiente com as melhores ferramentas para controle e gestão otimizados!
Imagem de Jornada de trabalho de 6 horas: o que diz a lei, veja detalhes e quais os benefícios em aderir na empresa!

A legislação trabalhista no Brasil oferece uma ampla gama de opções de jornada, proporcionando aos profissionais mais flexibilidade e às empresas, diferentes modelos para atender suas demandas. Um desses formatos é a jornada de trabalho de 6 horas, que se destaca por sua carga horária reduzida em relação ao padrão convencional.

A jornada de trabalho de 6 horas é um formato muito adotado por empresas que buscam promover um equilíbrio saudável entre a produtividade dos colaboradores e sua qualidade de vida. Essa modalidade tem se destacado como uma alternativa eficaz para otimizar o desempenho, priorizando o bem-estar dos funcionários.

Além disso, esse tipo de jornada é amplamente adotada em setores como o bancário e o de telemarketing para atender demandas específicas, como o atendimento ao cliente. 

Sendo assim, é importante entender como funciona a jornada de trabalho de 6 horas, pois ela pode ser útil para o negócio, ao mesmo tempo que atende a demanda de talentos que precisam de uma carga de trabalho reduzida. Neste conteúdo, será possível entender sobre assunto a partir dos tópicos abaixo: 

Tenha uma boa leitura e aprendizado!

O que é jornada de trabalho de 6 horas?

A jornada de trabalho de 6 horas é um formato de trabalho no qual o empregado realiza um total de 6 horas de trabalho por dia, junto a um intervalo de 15 minutos dentro desse período. Esse tipo de jornada é bastante adotado nas escalas 5×2 e 6×1, totalizando 30 ou 36 horas semanais de trabalho. 

Esse formato de jornada é criado por necessidade do empregador, para atender suas demandas específicas, e para algumas categorias de trabalhadores. Por exemplo, uma empresa necessita de atendimento 24 horas e, para cumprir isso, contrata 4 profissionais com jornada de 6 horas para garantir uma cobertura contínua. 

Uma jornada de trabalho de 6 horas conta com um tempo menor do que o convencional no Brasil, que é de 8 horas diárias. Ao mesmo tempo que traz vantagens aos empregados, também se caracteriza como um modelo alternativo que possibilita aos empregados mais tempo livre para outras atividades, como estudo e lazer.

Como funciona a jornada de trabalho de 6 horas?

A jornada de trabalho de 6 horas funciona oferecendo aos funcionários um período diário reduzido comparado ao tradicional. 

Esse modelo pode se configurar como regime parcial de trabalho, quando não excede o período de 30 horas semanais, conforme indica o artigo 58-A da CLT:

“Considera-se trabalho em regime de tempo parcial aquele cuja duração não exceda a trinta horas semanais, sem a possibilidade de horas suplementares semanais, ou, ainda, aquele cuja duração não exceda a vinte e seis horas semanais, com a possibilidade de acréscimo de até seis horas suplementares semanais.”

Caso o funcionário realize 36 horas semanais de trabalho, como acontece nas escalas 6×1, esta é considerada uma jornada padrão.

O regime de trabalho de 6 horas está presente na CLT, garantindo todos os direitos trabalhistas previstos em lei. Entre as diferenças mais significativas no dia a dia, estão a flexibilidade em relação à pausa para o almoço, que não é obrigatória nestes casos, e o direito do colaborador a 15 minutos de intervalo durante a jornada de trabalho.

O que diz a lei sobre a jornada de trabalho de 6 horas?

A jornada de trabalho de 6 horas está prevista na CLT, com atualizações após a reforma trabalhista de 2017. 

Resumidamente, segundo a lei, quem trabalha 6 horas diárias tem direitos iguais aos demais trabalhadores CLT: descanso semanal remunerado (DSR), adicionais noturnos, adicional de insalubridade, horas extras, entre outros direitos garantidos.

A legislação trabalhista apresenta algumas pequenas mudanças referentes a esse modelo de trabalho:

  • Intervalo intrajornada: segundo o artigo 71 da CLT, na jornada de 6 horas, há um intervalo intrajornada para descanso ou alimentação, mas o intervalo é de apenas 15 minutos, enquanto jornadas acima de 6 horas têm direito e a obrigação de conceder 1 hora de pausa;
  • Férias: antes da reforma trabalhista, quem trabalhava 6 horas diárias tinha direito a apenas 18 dias de férias. Após a mudança, o trabalhador passou a usufruir 30 dias remunerados, como os demais;
  • Pagamento: a remuneração para jornadas de 6 horas segue a CLT, com base no valor proporcional ao que é pago para jornadas de 8 horas. Embora o salário possa ser menor em valores, é diretamente proporcional ao tempo trabalhado;
  • Regime de tempo parcial: após a reforma trabalhista, a jornada de trabalho de 6 horas com até 30 horas semanais totais entrou na categoria regime parcial, enquanto as 36 horas seguem o modelo tradicional.

Vantagens da jornada de trabalho de 6 horas

Mulher utilizando o notebook

A jornada de trabalho de 6 horas oferece muitas vantagens tanto para o trabalhador, como para a empresa. É uma forma de melhorar a flexibilidade, a produtividade, o bem-estar e a satisfação dos funcionários. Entenda a seguir!

Aumento da produtividade

A jornada de trabalho com carga reduzida pode proporcionar um aumento de produtividade, já que os funcionários terão mais tempo para descanso e melhor gestão de tempo.

A Lei de Parkinson, um princípio de gestão e produtividade, argumenta que o trabalho se expande para preencher o tempo disponível para sua conclusão. Isso significa que, quando há uma redução na carga horária, os colaboradores tendem a se concentrar mais nas tarefas essenciais, priorizando eficiência durante um tempo determinado.

Melhoria na qualidade de vida dos funcionários

A melhoria na qualidade de vida dos funcionários é evidente ao reduzir as horas diárias de trabalho. A jornada de trabalho de 6 horas permite que o colaborador tenha mais tempo para se dedicar a atividades físicas ou desfrutar de períodos maiores de descanso.

Impacto positivo na saúde mental e no bem-estar

Pesquisas mostram que pessoas que trabalham mais de 11 horas por dia têm quase 2,5 vezes mais chances de ter um episódio depressivo grave, quando comparadas àquelas que trabalham por menos tempo. Logo, trabalhar por 6 horas diárias pode ser uma ótima forma de manter a saúde mental e o bem-estar em dia.

Redução de absenteísmo e rotatividade

Uma jornada de trabalho menor está diretamente relacionada a satisfação e felicidade dos funcionários no trabalho, fatores essenciais na redução de absenteísmo.

Uma pesquisa da Henley Business School, no Reino Unido, mostrou que, entre os funcionários pesquisados que adotaram jornadas de trabalho mais curtas, 78% estavam mais felizes e 70% menos estressados.

Quais os desafios na jornada de trabalho de 6 horas?

Apesar das diversas vantagens, o modelo de jornada de trabalho de 6 horas pode trazer alguns desafios para as empresas e os funcionários, que necessitam de atenção especial para serem superados. Confira quais são os problemas mais enfrentados:

Adequação de tarefas e prioridades

Principalmente quando o funcionário sai de um regime de 8 horas diárias para 6 horas, pode haver uma dificuldade de adequação nas tarefas e prioridades. É preciso uma boa gestão de tempo e o uso de técnicas como listas de afazeres, Matriz de Eisenhower e pomodoro para organizar melhor o tempo de trabalho. 

Gerenciamento da transição

A empresa precisa acompanhar de perto a transição na jornada de trabalho, verificando se os profissionais estão conseguindo lidar com as atividades em menor tempo e se os sistemas de controle de ponto foram ajustados para atender às mudanças na jornada, e coletando feedback sobre o novo modelo adotado.

Como implementar uma jornada trabalho de 6 horas?

Antes de implementar uma jornada de trabalho de 6 horas, é preciso considerar aspectos como considerações específicas sobre o interesse dos talentos nesse regime, tecnologias de gestão de jornada, necessidades da empresa e adaptação.

Cada empresa pode ter especificidades na implementação desse tipo de jornada, e aquelas que nunca tiveram experiência com horários fora do convencional podem sentir mais dificuldade.

No entanto, independentemente do contexto, alguns passos fundamentais podem ser seguidos:

  • Avaliação das necessidades: realize pesquisas para entender as preferências e necessidades de uma jornada de trabalho mais curta;
  • Implantação de tecnologia de gestão de jornada de trabalho: utilize softwares e ferramentas especializadas para gestão de jornada moderna, garantindo registros precisos das horas trabalhadas. Um sistema de ponto digital é a melhor opção nesses casos;
  • Adaptação gradual: a introdução gradual de um novo dia de trabalho pode facilitar a transição. Começar com testes-piloto ou em pequenos grupos pode ajudar a identificar desafios e refinar o processo antes da implementação completa;
  • Comunicação clara e feedbacks: é preciso comunicar os objetivos da mudança e os benefícios esperados, e solicitar feedbacks dos funcionários durante o período de execução.

Como gerir a jornada de trabalho de 6 horas?

A gestão de jornada de trabalho de 6 horas deve ser feita utilizando ferramentas adequadas para garantir uma boa experiência, como softwares de controle de ponto digital, serviços de comunicação adequados e programas de gestão de tempo. Entenda a seguir!

Comunicação digital eficiente

É crucial investir em comunicação digital eficiente ao adotar modelos de jornada de trabalho de 6 horas. Em cenários nos quais profissionais do mesmo time podem estar em turnos diferentes, é comum que o contato seja limitado. Assim, a seleção de ferramentas eficazes para comunicação, especialmente a assíncrona, torna-se imprescindível.

Softwares de gestão de tempo

Softwares de gestão de tempo são fortes aliados na organização e eficiência do trabalho durante uma jornada de 6 horas. Essas ferramentas permitem planejar tarefas e controlar o tempo gasto em atividades prioritárias, garantindo mais produtividade e melhor aproveitamento do tempo.

Controle de ponto digital

Um controle de ponto digital é necessário para a jornada de trabalho de 6 horas, pois facilita a agilidade na marcação de ponto e nos registros de intervalos. Considerando que o profissional nesse tipo de jornada só tem 15 minutos para pausa, a rapidez e a facilidade em marcar o ponto são essenciais para uma boa experiência.

Qual a melhor plataforma para controle da jornada de trabalho de 6 horas?

Celular apresentando a tela de registro de ponto do Pontotel

A melhor plataforma para controle da jornada de trabalho de 6 horas é a Pontotel!

A Pontotel é uma plataforma completa de controle e registro de ponto, que realiza desde a marcação de ponto até o tratamento dos dados de jornada dos colaboradores, em um único sistema que se integra a outros softwares de RH

Nosso controle de ponto digital permite que, a partir de um dispositivo, como computador, celular ou tablet, o colaborador realize a marcação de ponto de forma autônoma e segura, por meio de biometria facial, comando de voz ou QR Code

Assim, o colaborador consegue bater o ponto de forma prática, sem precisar se locomover para dispositivos instalados na empresa, e os gestores podem acompanhar em tempo real todos os dados importantes sobre a jornada de trabalho. Sem dúvidas, é a melhor forma de aproveitar o tempo de jornada de quem trabalha 6 horas por dia.

Ficou interessado em conhecer mais sobre nossa plataforma? Preencha sem compromisso o formulário abaixo. Em breve, um de nossos especialistas entrará em contato para te apresentar como a Pontotel pode facilitar a gestão de pessoas na sua empresa.

próximos passos para realizar o controle de ponto com a pontotel

Conclusão

Portanto, foi possível perceber que a jornada de trabalho de 6 horas pode ser uma opção viável para empresas e colaboradores, além de fazer parte originalmente de algumas profissões. 

Para adotá-la, é preciso basear-se nas orientações da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) para garantir uma experiência boa para os empregados e conforme a lei. E, claro, sem esquecer de usar uma boa gestão de ponto por meio da plataforma Pontotel. 

Com o conteúdo apresentado neste artigo, sua empresa estará pronta para implementar a jornada de trabalho com as ferramentas mais modernas do mercado.

Gostou de aprender sobre o assunto? Se sim, então, continue acompanhando o blog Pontotel para ler as novidades e os assuntos mais importantes do setor corporativo.

Compartilhe em suas redes!
Mais em Departamento Pessoal VER TUDO
INICIAR TOUR!