Metaverso no RH e no mercado de trabalho: quais mudanças teremos, principais impactos e desafios!

imagem de uma mulher sentada usando óculos de realidade virtual

Já imaginou realizar entrevistas virtuais, através de plataformas online? Ou quem sabe promover uma gestão de equipe à distância, numa sala virtual? O Metaverso no RH possibilita essas e outras possibilidades às empresas, num futuro mais próximo do que imaginamos.

Mas como é possível humanizar o RH e adentrar nessa nova fase de mudanças disruptivas do setor? Antes de tudo, é fundamental criar ambientes virtuais de troca, onde o colaborador se sinta acolhido e a empresa tenha liberdade para experimentar novas estratégias.

E a tecnologia, aliada a uma mudança na cultura organizacional, é o cerne principal para que a empresa se diferencie da concorrência e saia na frente na era digital.

Então, se você tem curiosidade para saber sobre os benefícios do Metaverso no RH, esse texto é para você. Fique atento, pois preparamos um conteúdo completo para você se atualizar sobre essa nova tendência. Nesse artigo, você saberá:

Acompanhe o artigo!

banner como funciona o software de ponto mais completo

O que é o Metaverso?

Metaverso é uma realidade virtual, na qual é possível interagir com outras pessoas e ter uma experiência real, num ambiente simulado. Esse conceito foi criado na década de 1980, com o livro “Snow Crash”, mas só ficou popular após a mudança do nome da empresa do Facebook para Meta, no último ano.

Na prática, o metaverso proporciona ao usuário uma sensação de imersão em outro espaço. Ou seja, a proposta envolve um nível mais profundo de interação e diálogo entre pessoas, por meio de avatares. 

Em suma, o objetivo é imergir em ambientes artificiais, para entrar em contato com empresas, realizar compras, participar de reuniões, etc.

Embora tenha surgido há décadas atrás, o metaverso não pôde ser desenvolvido completamente por conta das limitações tecnológicas da época. Além disso, a rede de internet não era tão avançada como nos dias de hoje e as redes sociais ainda não existiam. 

Porém, o metaverso já funciona muito bem no mundo dos games. Hoje existem diversas empresas que desenvolvem jogos online com base no conceito de “vidas paralelas” e proporcionam ao usuário uma experiência única.

A aposta é que, com os avanços da tecnologia e o barateamento dos aparelhos que permitem a interação virtual, o conceito ganhe novas roupagens. O que se espera é que os gráficos melhorem o grau de realismo e que o metaverso possa atingir um público maior.

Mas para isso, é necessário investimento financeiro. Ademais, hoje discute-se muito sobre a utilização dessa tecnologia em outras áreas, como o RH, sobretudo no mercado de recrutamento e seleção.

Se você quer entender sobre o que estamos falando, confira a seguir como se deu a ideia do metaverso no RH. Saiba também como essa tecnologia pode contribuir para o departamento pessoal da sua empresa.

Metaverso e a Web 

imagem de uma mulher sorrindo segurando um celular

Atualmente, não há como pensar num mundo sem a web. É através da internet que as pessoas se conectam com seus amigos e interagem com marcas e empresas. 

E assim como os aplicativos de mensagem já se tornaram essenciais na comunicação, um gerenciador de tarefas ou controle de ponto, por exemplo, também possuem papel fundamental nas equipes de RH.

Ademais, a web mudou profundamente a relação que as pessoas têm entre si. Hoje é possível utilizar ferramentas de gestão, softwares e aplicativos inteligentes, que simulam a inteligência humana.

Além disso, com o surgimento das redes sociais e ampliação da acessibilidade, foi possível ampliar as possibilidades de conexão. Ou seja, pessoas de todo o mundo conseguem se comunicar através de uma tela.

Além disso, pode-se dizer que a web passou por dois períodos importantes, como a web 2.0, na sua fase inicial, e a web 3.0, com a popularização das criptomoedas e aprimoramento dos algoritmos. 

Estamos atualmente na fase 4.0, marcada pelo fenômeno big data, inteligência artificial e internet das coisas. E não há como não mencionar a importância da experiência do usuário nesse contexto.

Enfim, esses avanços tecnológicos e mudanças de comportamento são considerados pilares para o surgimento do metaverso.

Atualmente já estamos vivendo o metaverso? 

Sim. Por exemplo, o mundo dos games já conhece há algum tempo esse termo e se utiliza dessa tecnologia para construir mundos de interação virtual. Ademais, já existem escritórios de advocacia no metaverso

Outras empresas de tecnologia já estão se adaptando a essa tendência e criando funcionalidades para a realidade virtual. Diversas marcas estão se lançando nesse mercado, com o objetivo de trazer elementos do mundo real para o virtual. 

A aposta é comercializar os produtos no ambiente digital e atrair um novo público, mais tecnológico e engajado. Por isso, quem se antecipar e investir em tecnologia e soluções inovadoras, estará anos luz distante da concorrência.

O que muda no universo empresarial?

O metaverso empresarial vai exigir uma mudança estrutural nas empresas. Novos modelos de trabalho com mais colaboração e menos hierarquia ganham força.

Além disso, a entrevista de emprego, bem como provas, dinâmicas em grupo podem ocorrer virtualmente. Ou seja, não haverá a necessidade de se deslocar.

Porém, essas e outras mudanças terão de ser adaptadas tanto pelas empresas, quanto pelos funcionários. Afinal, a imersão ao metaverso demanda uma série de dinâmicas sociais e condutas novas.

Dentro desse novo pacote de boas práticas, devem ser inseridos padrões de socialização, normas de etiqueta e definições sobre o avatar. A empresa ficará responsável por regulamentar e fiscalizar os ambientes para mitigar casos de assédio, invasão de privacidade e saúde do trabalho.

É importante dizer que no Brasil ainda não há uma regulamentação específica para o trabalho no metaverso. Sendo assim, é dever das organizações se munirem de informações acerca desse assunto, sobretudo quando se trata de metaverso no RH.

O que as empresas podem aproveitar do metaverso e como? 

Para aproveitar o metaverso, as empresas podem começar repensando o seu modelo atual de trabalho. Com a chegada da pandemia, muitas organizações perceberam que podem funcionar no regime home office. Outras aproveitaram o momento para promover estratégias para melhorar a experiência de atendimento e consumo dos clientes.

Fato é que, mesmo que o metaverso não seja uma realidade palpável ainda para alguns modelos de negócio, ele é visto como algo muito vantajoso. E para isso, é necessário investir em inteligência artificial e em tecnologia de ponta, para garantir que a empresa tenha acesso a essa nova era e se destaque.

Além disso, vale estudar o comportamento do cliente e entender quais são os seus hábitos. Sabe-se que o consumidor está ainda mais exigente, por isso, vale dar atenção a experiência do cliente para manter a boa reputação da marca. E não esquecer de criar setores de inovação, que interajam com o público.

Principais impactos do metaverso nas empresas

Os principais impactos do metaverso nas empresas são:

  • Possibilidade de uma experiência imersiva para colaboradores e clientes;
  • Abertura de portas para empresas mais tecnológicas;
  • Experiências novas e ilimitadas para clientes;
  • Transição do trabalho presencial para o virtual;
  • Mais chances de entender a jornada do seu cliente.

Novos desafios no mercado de trabalho

Os principais desafios enfrentados pelo metaverso no mercado de trabalho se referem ao alto custo de implementação de tecnologias, bem como sua adaptação. Para tal, a empresa deve fazer um planejamento a longo prazo e treinar os colaboradores para a nova realidade digital. 

Além disso, existem outros desafios comunicacionais que precisam ser superados inicialmente, como velocidade da internet e instalação de equipamentos. Além disso, a empresa deve modificar sua cultura organizacional o quanto antes.

Da mesma forma, a falta de acesso à internet ou dispositivos eletrônicos pode ser um fator que reduz a procura por empresas no metaverso. Infelizmente, o Brasil possui 40 milhões de brasileiros que não acessam a internet, segundo dados da Pesquisa Nacional de Amostras por Domicílios Contínua 2019, do IBGE, e isso pode dificultar o acesso.

Metaverso no RH: o que muda?

imagem de uma mulher sentada na frente de um computador sorrindo

O que se passa na sua mente quando ouve falar em metaverso no RH? Certamente, o interesse nesse assunto é grande por profissionais de recursos humanos. 

Afinal, esse modelo traz muitas mudanças ao RH estratégico. Contudo, a maior delas está relacionada ao processo de recrutamento online

O metaverso no RH é capaz de modificar a experiência do candidato que está vivendo um processo de recrutamento e seleção. Isso porque, as novas gerações possuem uma maior identificação com a empresa e com inovações.

Por isso, ao promover uma abordagem diferenciada, a empresa é vista de outra forma, tanto pelos funcionários, quanto pelos clientes. Além disso, ela irá atrair candidatos mais bem preparados e alinhados aos objetivos do local.

Sendo assim, o metaverso no rh pode proporcionar uma melhoria na construção da estratégia de employer branding. E isso transforma a relação entre o público, marca e profissionais.

Qual o papel do metaverso no RH? 

O papel do metaverso no RH é transformar o setor e ajudá-lo a criar alternativas para o futuro do trabalho. Até porque, a previsão é que essa tecnologia seja mais acessível com o passar do tempo.

Por isso, o metaverso no RH promete desburocratizar determinadas tarefas do setor e contribuir não só para a mudança no recrutamento e seleção, como também na gestão do RH como um todo.

Ou seja, será possível por exemplo ampliar a conexão entre os times, implementar uma cultura de feedback e melhorar a comunicação interna. E o setor de recursos humanos deve estar preparado para essas novas mudanças o quanto antes.

Principais mudanças para o RH

As mudanças vão muito além do que já foi mencionado nesse artigo. Por exemplo, o metaverso no rh pode ajudar na inclusão de candidatos com pouca mobilidade ou deficiência. Além disso, os funcionários poderão se sentir mais acolhidos nas suas tarefas, menos isolados no trabalho remoto e mais engajados.

Outra mudança é o acolhimento a surdos e mudos, pois o metaverso no RH poderá identificar a linguagem de libras de forma clara. 

Por fim, o metaverso no RH possibilita que os recursos humanos das empresas possam inovar nos processos de seleção e contratarem talentos

O metaverso impactará a forma com que trabalhamos?

O metaverso também impactará na forma como trabalhamos atualmente. Isso porque esse ambiente pode trazer uma experiência diferenciada, sobretudo para quem trabalha em formato home office

Ele será um divisor de águas e poderá estimular uma mudança nas relações entre colaboradores e empresas. Para exemplificar, na plataforma Workroom, desenvolvida pela empresa Meta, os funcionários utilizam óculos de realidade virtual e são transportados para uma sala virtual. Cada um possui um avatar que interage uns com os outros e com os computadores.

Essa tecnologia ainda está em fase de teste, desde setembro de 2021. Contudo, já é possível ter uma noção de que os profissionais irão se deparar. 

Com o passar do tempo, a tendência é que  mais empresas se organizem para entrar no metaverso. O trabalho remoto irá se expandir e diversas atividades presenciais serão substituídas pelas formas virtuais.

O que muda para os trabalhadores? 

Para os trabalhadores, o maior benefício do metaverso no rh será a comodidade, pois ele não precisará se deslocar. Outro ponto importante é a ampliação das oportunidades de trabalho e a expansão do trabalho remoto e autônomo

Outra questão a se considerar é a redução do sentimento de solidão, que impacta no aumento da produtividade e na saúde mental. Contudo, a privacidade é algo que precisa ser revisto. Isso porque, os gestores terão acesso a tudo o que o funcionário faz.

Conclusão

imagem de três pessoas sentadas usando óculos de realidade virtual e outra mulher sentada rindo segurando um computador no colo

O metaverso no RH pode ser a mola propulsora para empresas que desejam adentrar mais no mundo tecnológico. Esse é um dos setores que mais busca se adaptar à nova realidade no ambiente  online, através de implementações de alternativas aos seus processos internos.

Dessa forma, o recursos humanos se dedica a potencializar as relações que envolvem empresa e trabalhador no mundo virtual. E o objetivo é fazer isso com inovação, sem perder o foco no bem estar do trabalhador. A propósito, será que podemos esperar por um metaverso no RH 5.0

Se esse conteúdo te ajudou a entender mais sobre esse assunto, comece agora mesmo a revolução tecnológica no seu RH. Confira também outros conteúdos interessantes no blog PontoTel.

banner conheça o aplicativo pontotel
Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima