Entenda como a análise de dados no RH pode impulsionar o desempenho interno na empresa e veja como aplicar!
BLOG
Time Pontotel 17 de maio de 2023 Controle de ponto
Entenda como a análise de dados no RH pode impulsionar o desempenho interno na empresa e veja como aplicar!
Presente em diferentes setores, a análise de dados também é um processo indispensável no RH. Confira tudo sobre ela neste conteúdo.
img of Entenda como a análise de dados no RH pode impulsionar o desempenho interno na empresa e veja como aplicar!

Utilizada em diferentes setores, a análise de dados é um processo que auxilia uma empresa a tomar as melhores decisões para o seu sucesso no mercado. É a partir dela que se consegue compreender quais estratégias adotar para aumentar lucros, reduzir custos e eliminar erros, por exemplo.

Quando implementado, tal processo traz inúmeros benefícios para qualquer setor de uma organização, como os de finanças, marketing, vendas e, é claro, RH. Isso se dá porque ele serve como guia para que gestores e líderes tomem decisões assertivas.

De forma específica, a análise de dados no RH traz certas particularidades, tanto nos tipos de dados que coleta e analisa quanto nos tipos de estratégias que pode implementar. É por isso que, para abordar mais detalhes sobre esse tópico, você irá conferir neste artigo:

Boa leitura!

controle jornada home office

O que é uma análise de dados?

A análise de dados é um processo que tem a finalidade de transformar as informações coletadas por uma empresa, isto é, os dados, em insights. Dessa forma, ao analisar tais dados, é possível tomar decisões assertivas para aprimorar diversas áreas do negócio.

Para coletar dados, a empresa pode se utilizar de determinados mecanismos, como e-mails, plataformas de gestão, documentos, planilhas e ferramentas de automação.

No entanto, mesmo após coletadas, essas informações ficam reunidas de forma desestruturada em um banco de dados, podendo estar armazenada em nuvem ou no próprio computador.

Essa fase de armazenamento impede a empresa de obter os insights a partir deles. Sendo assim, para resolver isso, deve-se utilizar ferramentas tecnológicas encarregadas de analisar dados de forma técnica.

Simplificando, a análise de dados é um processo que uma empresa executa para analisar um material bruto contendo uma infinidade de informações. Só após fazer isso é que ela consegue obter esclarecimentos sobre si mesma e, assim, adotar medidas estratégicas.

Análise de dados no RH

Ícones de pessoas em uma lousa transparente

No setor de RH, assim como em outros departamentos, a análise de dados é crucial na tomada de decisões. Com ela, pode-se coletar informações e, em seguida, cruzá-las e organizá-las de forma eficiente.

Na prática, a análise de dados no RH se dá da seguinte forma: a equipe coleta os dados como as taxas de absenteísmo, turnover e quantidade de horas, os verifica e extrai insights para que os gestores e líderes desempenhem melhor as suas atribuições e adotem medidas benéficas ao negócio.

Ao coletar e analisar tais informações, portanto, o RH consegue tomar decisões mais assertivas, o que proporcionará uma melhor gestão de pessoas, como será esclarecido adiante. Afinal, estes dados revelam muito sobre os colaboradores e também sobre a empresa, então analisá-los é uma maneira eficiente de agilizar o fluxo de trabalho e aprimorar o recrutamento e seleção, por exemplo.

Qual a importância da análise de dados no RH?

O RH, que desempenha um papel crucial quando se trata de gestão de pessoas e cuidado com o capital humano, também passou a lidar com este aspecto mais estratégico, ou seja, a análise de dados, com o tempo.

Neste cenário, entre as principais tecnologias utilizadas pelo RH, está o Big Data: uma ferramenta de volume de dados que torna possível a coleta, a organização e a análise de informações. Com ela, o RH pode, por exemplo, identificar quais setores da empresa precisam de novas contratações, quais não precisam e qual a curva de produtividade dos colaboradores.

Esses são apenas alguns exemplos que revelam a importância da análise de dados no setor de RH. Também é possível citar o fato de o RH conseguir entregar para a empresa um diagnóstico, detalhado e em tempo real, sobre a saúde operacional dela.

Quais os tipos de análise de dados no RH?

Para conseguir os insights necessários e, assim, tomar decisões eficientes, o RH realiza certos tipos de análise de dados. Analisar os indicadores de recrutamento e seleção e os dados de desempenho interno são alguns exemplos. Confira a seguir.

Indicadores de recrutamento e seleção

Os indicadores de recrutamento e seleção servem para que o RH melhore o processo de contratação. Quando se analisa tais dados e, então, faz-se ajustes, a empresa torna-se capaz de captar os profissionais mais talentosos do mercado preocupados em praticar a civilidade no ambiente de trabalho.

Além disso, tal análise também torna o processo de contratação mais curto e promissor, já que consegue identificar fases do recrutamento que podem ser melhoradas, bem como diminuir o tempo de espera entre o recebimento do currículo e o fechamento da vaga.

Outros indicadores de recrutamento e seleção que ajudam o RH a obter insights e realizar melhorias são o número de currículos recebidos, o custo de contratação, o tempo de contratação, o custo de rotatividade, a taxa de turnover em contratações recentes e a taxa de conversão do funil de contratações.

Dados de desempenho interno

Por outro lado, ao analisar os dados de desempenho interno, o RH pode ajudar a empresa a descobrir em quais pontos os colaboradores estão tendo dificuldades na execução de tarefas e, a partir disso, propor medidas que melhorem a performance deles.

Alguns dados que podem ser analisados neste caso referem-se à produtividade, à qualidade, à rentabilidade e à competitividade da empresa. A partir disso, é possível observar em quais pontos pode ser feita uma melhoria dos processos internos.

Vantagens da análise de dados no RH

A análise de dados é um mecanismo capaz de gerar diversos benefícios ao setor de RH que, por sua vez, beneficia a empresa. Entre essas vantagens, tem-se a otimização de processos e a melhora da performance dos colaboradores. Confira com detalhes.

Otimização de processos para o setor de DP

O departamento pessoal é parte fundamental de qualquer companhia, além do mais, é quem administra os funcionários. Admissão, demissão, lidar com rotinas de férias e com folhas de pagamento são apenas algumas de suas funções, e são nestes aspectos que se evidenciam as vantagens da análise de dados, já que ela ajuda na automatização de processos.

O People Analytics, por exemplo, é uma ferramenta de análise de dados extremamente útil para o departamento pessoal. Ele coleta dados de fontes variadas e mapeia um perfil que, entre outras finalidades, pode ser usado no processo de recrutamento inteligente: processo que funciona a partir da aplicação de testes de perfil de comportamento, controle de dados e triagem de currículos de forma automatizada.

Melhora da performance e produtividade internamente

Caso os colaboradores não estejam satisfeitos, perdem performance e produtividade. E esse é um problema que vai gerar uma sequência de complicações para a organização, como diminuição do faturamento, mais atrasos e crescimento da rotatividade.

Ao implementar a análise de dados, no entanto, o RH consegue identificar rotinas na empresa que estão sendo realizadas de forma pouco eficiente, agilizar fluxos de trabalho, motivar equipes por meio de treinamentos internos e até realocar colaboradores para que eles alcancem melhor performance.

Promoção da cultura de dados e automatização de processos

Outro benefício da análise de dados é a promoção da cultura de dados: com o departamento de RH fundamentando todas as suas decisões a partir da análise de dados, essa mesma cultura se espalhará aos demais setores da companhia.

Dessa forma, é possível automatizar processos, o que desburocratiza a rotina do setor de RH e outros setores da empresa.

Maior assertividade e estratégia nas decisões

Para ser promissora, uma empresa precisa conseguir prever cenários e, a partir disso, tomar decisões assertivas, aquelas que vão gerar resultados positivos. Assim, quando o RH implementa a análise de dados, não toma decisões fundamentado em achismos, mas em dados organizados e estruturados.

Qual o papel do RH na análise de dados?

Mulher observando dashboards em um monitor

A equipe de RH fará uso da análise de dados para aprimorar todos os aspectos da relação entre o colaborador (ou o futuro colaborador) e a organização. Ou seja, a equipe, com base na coleta e na análise de informações, avalia a experiência de trabalho dos funcionários e os interesses deles para criar um clima organizacional saudável.

O RH também poderá adotar outras ações, como repensar o recrutamento e seleção, tornando-o mais claro e simplificado, e criar programas de aprendizagem e desenvolvimento personalizados conforme as atribuições dos funcionários.

Em suma, com a análise de dados, além de ganhar maior protagonismo dentro da empresa, o RH proporciona produtividade aos colaboradores.

Como implementar a análise de dados no RH?

Para ter todas as vantagens já citadas que a análise de dados proporciona, é necessário implementar esse processo de forma correta. Para isso, a seguir, estão listadas todas as ações que o setor de RH precisa executar.

Tenha em mente quais dados serão analisados

O primeiro passo é definir quais dados serão analisados. Feito isso, pode-se coletá-los da forma certa. Alguns dados que o RH pode analisar são o nível de produtividade e sobrecargas de trabalho. E é apenas depois de coletá-los e monitorá-los que saberá quais medidas estratégicas aplicar.

Leve em consideração a LGPD

Desde que passou a vigorar, a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) gerou grandes impactos em diferentes esferas. Uma delas foram as plataformas de análise de dados, uma vez que estas ferramentas lidam com um grande volume de dados.

A LGPD define os princípios, os direitos e os deveres que precisam ser levados em conta durante o tratamento de dados pessoais que o RH faz. Desse modo, ela é um quesito que deve ser considerado obrigatoriamente em todas as práticas desse setor durante a análise de dados.

banner chega de utilizar mais de um sistema para fechamento

Elabore um plano com os dados a serem analisados

É indispensável um plano de ação para se executar a análise de dados, pois ele envolve um planejamento de trabalho que o RH deve fazer para atingir os resultados positivos: analisar os dados certos, obter os melhores insights e aplicar ações assertivas. Nesse sentido, os fatores que devem constar nesse plano são os objetivos, as tarefas para se alcançá-los e os resultados esperados.

Trabalhe com KPIs

A sigla KPI quer dizer Key Performance Indicator, ou seja, indicador-chave de desempenho. Durante a análise de dados, o RH, que tem os seus próprios KPIs, precisa trabalhar com eles.

Por exemplo, o índice de rotatividade é um KPI de RH. Ele tem a função de revelar quantos colaboradores saem da empresa e quantos entram durante determinado período.

Com os dados que o RH coleta e analisa a partir desse indicador, pode-se obter esclarecimentos sobre certas questões, como a qualidade na contratação e a capacidade de retenção de talentos. 

Outros KPIs de RH essenciais na análise de dados são o custo do turnover (mede o impacto financeiro que a rotatividade causa na organização), o índice de retenção de talentos, a avaliação de aprendizagem, o ROI de treinamentos, o clima organizacional e a competitividade salarial.

Meça os resultados de acordo com o prazo definido

Após realizar a análise de todos os dados definidos e dentro do prazo estabelecido, é hora de medir os resultados. Nesta etapa, a equipe de RH deve conferir todos os indicadores com os quais escolheu trabalhar.

Também há a possibilidade de o RH criar reuniões de resultados, nas quais poderá comemorar conquistas, como o aumento da retenção de talentos ou a diminuição da rotatividade, e planejar mudanças, como adotar ações para tornar o clima organizacional mais satisfatório.

Use ferramentas de automação para análise de dados

Para que o RH consiga analisar os dados, deve utilizar ferramentas tecnológicas adequadas. Como mencionado, o People Analytics é uma delas, pois permite que a equipe identifique competências e habilidades que tornam os colaboradores mais produtivos.

Ele também possibilita que se descubra os motivos que fazem certos colaboradores desligarem-se da empresa. Então, o RH, ao entender isso, deve criar maneiras de aumentar a retenção de talentos e identificar pontos no time que precisam ser melhorados e, a partir disso, promover treinamentos estratégicos.

O PontoTel, por exemplo, é uma ferramenta com a qual a empresa pode ter fácil acesso a relatórios de absenteísmo, turnover e indicadores de desempenho — informações cruciais para que o RH faça uma análise de dados eficiente e monte medidas eficazes.

Conheça o PontoTel: ferramenta que pode auxiliar você com a análise de dados no RH

Notebook apresentando a tela de apontamentos do PontoTel

Como citado, o PontoTel, uma plataforma completa de gestão e controle de ponto, é vital para que a equipe de RH consiga implementar uma análise de dados promissora.

A ferramenta, além de estar de acordo com a LGPD, disponibiliza mais de 36 relatórios capazes de revelar tudo o que está acontecendo na organização. Além disso, também traz como solução o dashboard, um painel que mostra métricas e indicadores importantes referentes aos colaboradores.

Entre em contato e solicite uma demonstração gratuita do PontoTel!

Conclusão

Durante a leitura deste conteúdo, pôde-se entender a fundo a análise de dados, um processo por meio do qual o RH consegue analisar certos indicadores da empresa e, com isso, adotar medidas estratégicas.

Também abordou-se sobre a importância desse processo e todas as vantagens que ele traz para a organização, como otimização de processos, melhor performance dos colaboradores e assertividade na tomada de decisões.

Por fim, para que a equipe de RH saiba como agir para implementar a análise de dados, elencou-se algumas ações: uso de KPIs, elaboração de um plano de ação e uso de ferramentas tecnológicas, como o PontoTel.

Gostou do conteúdo? Para conferir outros artigos interessantes sobre recursos humanos, RH estratégico e gestão de pessoas, visite o blog PontoTel.

controle jornada e gestao de pessoas
Compartilhe em suas redes!
Mais em Controle de ponto VER TUDO
INICIAR TOUR!