CFO: O que significa, habilidades esperadas e como se tornar um CFO

imagem de um homem em pé segurando um papel e falando ao telefone

No cada vez mais competitivo, globalizado e tecnológico mundo corporativo pós-pandemia, alguns cargos estratégicos são vitais na estrutura organizacional e na tomada de decisões das companhias. E o CFO definitivamente é um deles. 

Você sabe o que significa CFO na realidade?

Ao longo das últimas décadas, algumas nomenclaturas específicas passaram a fazer parte do ambiente corporativo, designando funções específicas e estratégicas dentro das empresas. 

Essas siglas vêm ganhando cada vez mais espaço nos últimos tempos, sendo de extrema importância o conhecimento de seus significados tanto para os profissionais de Recursos Humanos quanto para os profissionais de outras áreas. 

Afinal, esses são executivos seniors com papéis essenciais nas empresas, não apenas ditando o rumo da companhia, mas também direcionando todas as atividades estratégicas. 

Se você ainda não tem conhecimentos profundos sobre o que de fato faz um CFO e a sua importância, não se preocupe. Você está no lugar certo!

Neste artigo vamos explicar tudo sobre o que faz um CFO, quais são as suas principais habilidades bem como se tornar um. Veja os principais assuntos: 

Boa leitura! 

banner como resolvemos problemas no controle de jornada

O que é um CFO?

imagem de um homem segurando um tablet e olhando para prateleiras

Com o avanço da transformação digital e as mudanças nas dinâmicas de trabalho, algumas funções ganharam um novo contexto no ambiente corporativo. O CFO, a sigla para Chief Financial Officer nada mais é do que o profissional também conhecido no Brasil como diretor financeiro. 

É ele quem vai fazer a completa gestão financeira da organização, tendo um olhar estratégico não apenas com o foco na parte financeira do negócio, mas também se dedicando a ter um olhar diferenciado em todas as áreas do negócio. 

Antigamente, o diretor financeiro tinha um papel mais “engessado” no fluxo de trabalho. Com o advento de novas tecnologias e as constantes mudanças no mercado, o CFO passou a ter sob sua responsabilidade funções essenciais em todo planejamento econômico, financeiro e estrutural das empresas. 

O principal objetivo dele é guiar todo o planejamento estratégico financeiro, sendo um pilar essencial a longo prazo para o fortalecimento estratégico das companhias. 

Em quais organizações existe a figura do Chief Financial Officer?

Como o CFO está intrinsecamente relacionado a um cargo estratégico diferenciado nas organizações, ele está diretamente relacionado às empresas que possuem cargos executivos nas suas diretorias, também conhecidas como C-level. 

Eles são considerados executivos diferenciados na companhia, tendo enorme influência em todos os departamentos da empresa, contribuindo de forma decisiva em estratégias diferenciadas na sua área específica e consequentemente nas demais, fortalecendo a companhia e criando um diferencial competitivo no mercado. 

Hoje em dia, existem algumas nomenclaturas específicas para cargos de C-level, dentre as quais se destacam algumas específicas:

E diversas outras siglas que representam cargos altos em uma organização. Mas não se preocupe, ao longo desse artigo vamos explicar todas as definições de CFO e congruências.

Quais as responsabilidades de um CFO?

Como falamos no início do texto, o CFO tem uma função vital nas organizações. E não pense que isso se limita a balanços financeiros, KPI´s específicos ou mesmo as cifras mensais do negócio, definitivamente vai muito além disso. 

Ou seja, além do planejamento estratégico financeiro de toda empresa, ele garante um olhar único sobre todo planejamento econômico, financeiro e estrutural da companhia, sempre com uma visão analítica única do negócio como um todo. 

Com a responsabilidade de cuidar de toda a estrutura financeira das organizações, o CFO acaba sendo o braço direito do CEO, também conhecido como Chief Executive Officer, que é o diretor executivo e responsável máximo por toda operação da empresa. 

Para você entender melhor, veja a seguir as principais responsabilidades do CFO:

  • Garantir o planejamento estratégico com foco na saúde financeira da companhia
  • Garantir o exímio controle de gastos em todas as áreas do negócio
  • Avaliar com olhar analítico os investimentos e recursos disponíveis
  • Visão macro e estratégica do negócio como tudo
  • Amplo conhecimento do mercado
  • Olhar analítico e participativo em todas as áreas do negócio
  • Liderança com foco em todas as operações financeiras

Para você entender melhor, veja o próximo tópico sobre quais as habilidades que o CFO da empresa precisa e que são esperadas dele. 

Quais habilidades são esperadas do CFO?

imagem de um homem e uma mulher segurando um papel e analisando

Algumas características e habilidades específicas são esperadas de um profissional C-level. Afinal, espera-se deles tomadas de decisões estratégicas e assertivas nos negócios da empresa, como executivos de topo e com enorme influência nos rumos da companhia. 

Nesse contexto, com tamanha responsabilidade, esse definitivamente é um cargo que demanda um perfil estratégico. 

Mas afinal quais as habilidades essenciais de um CFO?

Agora vamos explicar os principais atributos e habilidades que são esperadas de alguém com um cargo tão vital para as empresas. 

Visão estratégica 

Pensar fora da caixa e com uma visão diferenciada para todas as áreas do negócio. E aqui estamos falando de uma visão estratégica ativa e assertiva, garantindo que a companhia esteja sempre no caminho do desenvolvimento e crescimento sustentável. 

A visão estratégica passa por um olhar apurado sobre todas as áreas da empresa, identificando novas oportunidades dessa maneira garantindo a integração entre todas as áreas. 

Da mesma forma que outros C-leves essenciais para a empresa, o CFO precisa garantir que os negócios e a parte financeira da empresa estejam sempre alinhados aos seus reais interesses e planejamento. 

Capacidade de integração entre áreas distintas do negócio

É fundamental que todas as áreas estejam sempre alinhadas rumo aos mesmos resultados.

Mas nem sempre foi assim. 

Cabe ao CFO garantir a devida integração entre todas as áreas do negócio, sempre com o foco em como a área financeira pode contribuir para o desenvolvimento e evolução da empresa como um todo. 

Capacidade de liderar e tomar decisões

Ter um perfil de liderança é vital para o cargo de CFO. Como toda a parte financeira do negócio é sua responsabilidade, esse profissional tem que ter a capacidade de tomar decisões que impactam diretamente todo o planejamento estratégico da companhia. 

No atual contexto dos negócios, onde a pandemia de COVID-19 impactou profundamente milhões de negócios mundo afora, é vital que o CFO tenha plena capacidade de tomar decisões estratégicas e assertivas, garantindo dessa maneira que a empresa esteja sempre no rumo correto. 

Visão analítica e holística

Ter uma visão analítica é uma habilidade imprescindível para um profissional que almeja chegar ao cargo de CFO.  

Na prática isso representa ter uma visão macro, do todo, sempre pensando fora da caixa. Independente de cada departamento ter a sua função específica dentro do contexto organizacional, suas ações podem impactar diretamente outras áreas do negócio.

A visão holística foca justamente no trabalho coletivo, facilitando a comunicação entre os gestores e consequentemente as tomadas de decisões de forma homogênea e em congruência com todos os departamentos. 

Entender o modelo de negócio com profundidade

Para conseguir traçar estratégias que realmente agreguem aos negócios, o CFO precisa ter uma visão ampla do negócio, entendendo com profundidade todas as suas nuances e acima de tudo estando sempre antenado nas principais novidades e transformações do mercado. 

Conhecer os processos internos não apenas da área financeira, bem como de todas as áreas do negócio é primordial para o desenvolvimento de novos processos e estratégias. 

Diferença entre CFO e CEO

Muitos profissionais ainda se confundem com as nomenclaturas específicas dos cargos de C-level. 

Hoje em dia, essas nomenclaturas já são muito comuns no ambiente corporativo e acabam ajudando na definição de cargos-chaves nas companhias. 

Uma das grandes dúvidas fica entre as diferenças e ligações entre os cargos de CFO e CEO. Os dois cargos são estratégicos, essenciais e vitais para as empresas. Vamos explicar suas diferenças, começando com CEO. 

CEO

O CEO, sigla para Chief Executive Officer, é o responsável máximo por toda a operação da empresa. 

Como o pilar central do negócio, é ele que tem a decisão final sobre decisões estratégicas da companhia, direcionando todos os seus esforços, investimentos, decisões de acordo com os objetivos da empresa, além de conectá-la com o resto do mercado. 

Em empresas de grande porte seu papel é muito mais estratégico, focando os seus esforços no crescimento de todas as áreas do negócio. 

CFO

Apesar do papel do CFO estar mais direcionado para completa gestão financeira do negócio, o que envolve todo o seu planejamento econômico, também se trata de um cargo vital nas companhias. 

E apesar de suas particularidades e diferenças, esses dois cargos possuem ligações entre si que acabam complementando toda a estratégia dos negócios. 

Isso ocorre pois em muitos momentos o CFO acaba sendo um verdadeiro conselheiro do CEO, dando dicas importantes e inclusive ajudando em tomadas de decisões estratégicas. 

Esses cargos estão interligados?

Conforme comentamos anteriormente, os cargos de CFO e CEO são vitais nas empresas. E apesar de suas particularidades, eles estão intrinsecamente conectados. 

Em muitos momentos o CFO vai atuar como um verdadeiro braço-direito do CEO, sempre aconselhando e orientando suas ações em prol da liderança da empresa, sempre com foco em assuntos estratégicos. 

Como o cargo de CFO está relacionado a gestão financeira completa do negócio, incluindo toda a gestão do fluxo de caixa e do balanço patrimonial da empresa, com suas expertises e habilidades únicas é o CFO que vai fazer as melhores recomendações ao CEO, sempre priorizando ser um facilitador de tomada de decisões. 

Como se tornar um CFO?

imagem de uma mulher segurando um celular

Muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre quais são os requisitos necessários para se tornar um CFO. 

No atual contexto do ambiente empresarial e por se tratar de um cargo estratégico para as organizações, é imprescindível que esse profissional tenha prévia experiência sênior em gestão de equipes. Mas não se limita a isso. 

Além de experiências prévias e habilidades específicas, esse profissional acima de tudo precisa estar muito antenado com todas as transformações do mercado, sendo de fato um pilar estratégico bem como um diferencial competitivo nas tomadas de decisões da companhia. 

Qual a formação que um Chief Financial Officer precisa ter?

Reiterando o que dissemos acima, se tornar um CFO exige muito estudo, conhecimentos, disciplina e um mindset diferenciado. 

Na parte de formações específicas, o Chief Financial Officer necessariamente precisa ter formação em áreas como economia, finanças, contabilidade ou mesmo administração de empresas.

Atualmente, já é possível encontrar CFOs não apenas com formações específicas, mas também com mestrado, MBA, doutorado ou até mesmo o aperfeiçoamento com uma pós-graduação em áreas estratégicas de gestão. 

Qual a média salarial do CFO?

Já podemos adiantar que o cargo de CFO é o mais importante dentro do contexto organizacional e no que diz respeito a toda estrutura financeira da empresa.

E por se tratar de um cargo estratégico e vital para o sucesso dos negócios, esse é um cargo com uma remuneração atrativa e condizente com tamanho responsabilidade e importância na organização. 

Dependendo do tamanho e contexto de negócios, a base salarial média pode chegar a uma remuneração mensal de R$15.000. 

Porém não é incomum encontrar CFOs com salários superiores, que podem chegar a R$ 45.000 mensais, dependendo do tamanho da empresa. 

Mas para se alcançar esse patamar, é necessário um longo caminho de estudos e busca constante por novos aprendizados e qualificações. 

Conclusão

Chegamos ao fim deste artigo, e então o que achou sobre o cargo de CFO e a sua importância no contexto organizacional?

A pandemia abalou profundamente as forças de trabalho, impactando diretamente o orçamento de milhões de empresas. 

E é justamente no contexto atual pós-pandemia que o CFO se mostra um pilar único e diferenciado na gestão financeira, sempre alinhando as necessidades da companhia com um planejamento estratégico com foco não apenas no presente, mas com uma visão macro do futuro. 

Ao longo deste conteúdo, entendemos de fato o que significa CFO e quais são as nuances no trabalho do Chief Executive Officer. Como vimos, trata-se de um cargo essencial para as decisões da companhia, focando sempre no crescimento de todas as áreas da empresa como um todo. 

Gostou deste conteúdo? Se você quer continuar por dentro de tudo sobre RH, DP, leis trabalhistas e gestão de pessoas, continue visitando o nosso blog mais vezes!

banner como funciona o software de ponto mais completo
Compartilhe em suas redes!
Rolar para cima