Futuro do RH: Conheça as Tendências na Gestão de Pessoas

rh do-futuro introducao

Qual é o futuro do RH? para onde será que caminha esta área?

Já faz algum tempo que a área de Recursos Humanos deixou de ser um mero setor de recrutamento e seleção e passou a ser um departamento muito mais estratégico, com uma atuação fundamental dentro da empresa.

Globalização, novos modelos de negócios, ruptura digital, atração talentos e eSocial, são alguns dos desafios que as equipes de RH enfrentam diariamente.

Mas agora eu te pergunto como enfrentar os desafios e ainda criar uma área estratégica?

Será que o RH do futuro pode contar com a tecnologia ou ela também será um desafio para a área?

Uma coisa é certa, mudar é sempre bom, por isso é necessário buscar alternativas para desburocratizar processos e criar novas formas de gerenciamento de pessoas.

Os novos modelos de negócio exigem um novo perfil e os gestores precisam estar atentos às tendências que vão conduzir o futuro do RH.

O futuro já está batendo na porta, e você e sua empresa precisam estar devidamente preparados. Mas não se preocupe vamos te ajudar, mostrando as novas tendências para a área de recursos humanos.

Nesse artigo você verá que algumas ferramentas podem ajudar a criar um RH mais estratégico e enfrentar os desafios de uma forma mais simples do que você imagina.

Para começar confira alguns dos tópicos que vamos abordar nesse texto.

Pronto para começar?

O futuro do RH já chegou

rh do futuro ja chegou

A área de Recursos Humanos sempre foi conhecida por ser umas das mais burocráticas.

Isso porque, ela é responsável por organizar toda documentação dos funcionários, realizar o controle de ponto, entregar holerites, além de realizar os processos de recrutamento e seleção de novos talentos.

Antigamente para realizar todas essas atividades, eram necessários longos processos, que em muitos casos envolviam outros departamentos gerando ainda mais burocracia.

Mas já deu para perceber que com a ajuda da tecnologia tudo isso tem mudado, e a burocracia do RH começa a ficar no passado.

Pode até ser clichê, mas o futuro do RH chegou, e preciso te dizer que ele é mobile, é estratégico e é em tempo real.

As empresas já estão se readaptando às mudanças, e reformular a cultura organizacional é essencial para trazer inovação à empresa.

O RH “tradicional” era focado apenas em processos e nas atividades administrativas.

Hoje sua função é exatamente ao contrário, seu foco está nas pessoas, mais precisamente nas competências e talentos de cada funcionário.

Motivação, cultura organizacional, retenção de talentos e desenvolvimento profissional, são algumas das preocupações do novo RH. O foco principal mudou e passou a ser mais do que só analisar os recursos da organização. Agora, a preocupação é o ser humano.

O maior desafio agora é preparar bem os gestores para criar uma cultura de colaboração e um ambiente de gestão através de informação de dados. E não podemos falar sobre a mudança de cultura organizacional sem falar sobre a transformação digital e as ferramentas que estão possibilitando isso.  

Tendências para a gestão de pessoas

rh do futuro tendencias para a gestao de pessoas

Controle de ponto alternativo, aplicativos de recrutamento digital, plataformas interativas de treinamentos online e uso de games para capacitação: essas são algumas das ferramentas que estão tornando o RH um ambiente mais estratégico.

Ficou curioso para saber como essas ferramentas estão auxiliando as equipes de RH?

Então veja a fundo as tendências para o futuro.

Tendência 1 – Big Data

Você sabia que 2,5 quintilhões de Bytes são gerados todos os dias?

Agora imagina interpretar esse volume de informações e transformar os dados em respostas. Fazer todo esse processo de cabeça é uma coisa impraticável.

É justamente para analisar esse tipo de informação que surgiu a Big Data, que nada mais é do que um conjunto de ferramentas que analisa um grande volumes de dados.  

As ferramentas de Big Data, transformam dados não-estruturados em relatórios, planilha e insights.

Mas você deve estar se perguntando “o que isso tem de tão importante para o RH?”

Suponhamos que sua organização tenha uma vaga aberta, mas será que vale a pena procurar no banco de currículos da sua empresa ou anunciar a vaga em sites especializados?

Se você possui um banco de currículos, utilizar uma ferramenta que analise o perfil do candidato e cruze as informações como idade, sexo, formação acadêmica e experiência na área pode ser uma boa alternativa.

Ou seja, sua empresa utilizará uma ferramenta de big data para analisar todos os currículos do seu banco.

Mas vale ressaltar que, a big data não serve apenas para o recrutamento e seleção. Existem outros processos dentro da área de RH que podem ser otimizados por esta tecnologia.

Entretanto, não adianta ter as informações se você não souber analisá-las e criar planejamentos estratégicos eficazes para sua empresa. É justamente nesse ponto que entra o People Analytics.

Tendência 2 – People Analytics

O People Analytics é um processo que envolve a coleta, organização e análise de dados  visando compreender o comportamento e expectativa dos funcionários de uma empresa.

Por meio de avaliações o RH consegue descobrir quais as variáveis que impactam no nível de satisfação dos funcionário dentro da empresa. Mas, para ser efetivo, o People Analytics precisa abranger diversos aspectos que cercam o profissional.

Você deve estar se perguntando: “quais informações são analisadas?”

Bem, depende do que sua empresa está procurando saber, mas é muito comum informações como: taxas de rotatividade e de absentismo, as pesquisas de clima organizacional e as entrevistas de desligamentos serem cruzadas para saber a satisfação dos funcionários.

O People Analytics tornou a gestão de pessoas muito mais estratégica e focada na motivação das equipes, uma vez que as informações são essenciais nas tomadas de decisões e criação de uma nova cultura organizacional.

Como você pode ter visto, cruzar essas informações não é uma tarefa fácil, e juntar a Big data e o People analytics pode te ajudar a conduzir melhor a gestão de pessoas, permitindo decisões mais rápidas.  

Por falar em processos mais rápidos, que tal seguirmos para a nossa próxima tendência para o futuro do RH?

Tendência 3 – Automação de Processos

Lembra que no início desse texto eu te falei que o RH é um setor conhecido pela burocracia dos processos? Eu também disse que esse cenário está mudando, e tudo por conta da automação dos processos.

Se pararmos para analisar o passado, certamente você verá que as empresas demoravam até 15 dias para fazer o fechamento da folha de pagamento, e de 30 a 40 dias para fazer todo o processo de recrutamento e seleção entre muitas outras atividades.

Como diz aquele velho ditado: “tempo é dinheiro”, e gastar tudo isso de tempo em uma atividade é uma coisa inviável nos dias de hoje.

É justamente por isso que surgiram ferramentas como controle de ponto online, software de gestão, folhas de pagamento integradas ao controle de frequência, aplicativos de recrutamento, plataforma interativas de treinamentos entre muitas outras.

Os processos de RH precisam passar por uma reformulação, para que os funcionários passem a dedicar seu tempo a atividades mais produtivas, estratégicas e menos operacionais.

As ferramentas de automação surgem como a melhor alternativa para tirar os processos repetitivos e incentivar o desenvolvimento intelectual dos profissionais, além de ajudar a reduzir custos e aumentar a produtividade da empresa.

Tendência 4 – Employer Branding

Até aqui falamos sobre as tecnologias que auxiliam na rotina dos colaboradores, mas será que só essas tecnologias são o suficiente para atrair e reter os melhores profissionais?

Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, construir uma boa reputação é fundamental para atrair e reter talentos.

Diante desse cenário, foi criado o conceito do employer branding, que pode ser definido como um conjunto de técnicas utilizadas pelas organizações para reforçar sua imagem de boas empregadoras.

O que isso tem a ver com as tendências do RH do futuro?

Bom, precisamos lembrar que o mercado de trabalho está em constante transformação, ou seja, os fatores motivacionais mudaram e aquilo que atraía ou retirava os funcionários da empresa já não são mais os mesmos.

Não se engane, nem sempre remuneração é o fator que atrai os profissionais.

São esses fatores que transformaram o departamento de RH em um setor mais estratégico.

As empresas perceberam que motivação, satisfação dos colaboradores e uma boa cultura organizacional são fundamentais para o negócio.

Por esse motivo trabalhar no employer branding é fundamental para aproximar os funcionários, a organização e criar um ambiente colaborativo e agradável para todos.

Tendência 5 – Teletrabalho

Não podemos falar sobre o futuro do RH sem citar o trabalho remoto.

O Teletrabalho, também conhecido como trabalho remoto, já é uma realidade para muitas empresas e tem crescido cada vez mais no Brasil e no mundo.

Um levantamento feito pela consultoria de Recursos Humanos Randstad, revelou que 7 a cada 10 brasileiros gostariam de trabalhar de casa ou em locais fora do escritório.

Ainda nessa pesquisa, 45% dos entrevistados afirmam que a maneira tradicional de trabalho está se tornando mais flexível.

Mas será que isso realmente é produtivo e benéfico para as empresas?

Uma pesquisa realizada pela CandaLife aponta que 91% dos trabalhadores acreditam ser mais produtivos trabalhando de casa. A pesquisa aponta ainda que apenas 35% dos funcionários de empresas mais flexíveis pensam em deixar a organização no prazo de dois anos.

O trabalho remoto faz parte da transformação das relações trabalhistas. A tendência é que nos próximos anos mais empresas brasileiras adotem o trabalho fora dos escritórios, principalmente após a reforma trabalhista que regulamenta o teletrabalho.

Pronto, agora você já sabe as principais tendências do futuro do RH. Mas ainda não terminamos, agora quero te mostrar como otimizar a rotina do RH.

Como otimizar a rotina dos departamentos de RH

rh do futuro otimizar rotina

Até aqui vimos como as tecnologias auxiliam nos processos operacionais do RH criando um departamento mais estratégico. Mas será que seus gestores estão prontos para adotar as tecnologias e mudar o foco da administração dos funcionários?

Em 2001, profissionais de tecnologia do estado de Utha (EUA) criaram o Manifesto Agile, uma metodologia que ganhou o mundo com a criação de softwares que antecipam as necessidades de ser ágil, além de dar ênfase à comunicação entre as equipes.

Preciso te dizer que conhecer a Metodologia Agile pode ajudar os profissionais de RH a se organizarem melhor e a criar um departamento mais estratégico.

Um artigo publicado para Harvard Business Review, mostra como a metodologia Agile está auxiliando grandes empresas e as equipes de RH a transformarem suas equipes mais produtivas a partir da  união entre a tecnologia e a comunicação.

Mas vale a pena lembrar que não basta apenas adotar a metodologia, para tornar todo o processo eficaz é necessário adotar uma nova visão de gestão.

Para Petter Cappelli e Anna Tavis, escritores do artigo “O RH torna-se ágil”,nem todas as organizações estão preparadas para inovar seus processos, e isso implica na escolha de continuar com atividades majoritariamente baseadas em regras.

Nesses casos, adotar uma ferramenta que torna algum processo mais rápido já é o suficiente.

Já para aquelas empresas que realmente querem inovar,  integrar as tecnologias com os novos modelos de gestão é necessário, para não dizer um requisito obrigatório.

Cappelle e Tavis ressaltam ainda, que “Ajudar os supervisores a substituir julgamento por coaching é um grande desafio, não só em termos de capacitação, mas também porque lhes diminui o status e a autoridade formal.”

Os autores reiteram que: “Mudar o foco de gestão de pessoas para gestão de equipes talvez seja ainda mais difícil, pois as dinâmicas de equipe podem ser uma caixa-preta para aqueles que ainda estão tentando entender como treinar pessoas”.

A questão agora é, como essa mudança na gestão das equipes ajuda a otimizar as rotinas do RH?

Segundo a pesquisa da RH. Rocks, feita com 1.500 profissionais da área, 61% dos entrevistados concordam que o RH participa efetivamente das decisões da empresa.

Agora eu te pergunto:será que o RH dessas empresas conseguiriam participar das decisões se continuasse com uma gestão tradicional?

Ter uma gestão estratégica requer abrir mão de uma gestão de um modelo de “cascata”, baseado no planejamento linear e não flexível e adaptativo.

Isso não quer dizer que as empresas devem ter planejamentos ou gestores à frente das equipes. Na verdade, a postura do gestor é que deve mudar e ser mais participativa, estratégica, motivacional e humana.

Para ter uma melhor compreensão, vou te mostrar algumas metodologias de RH que podem auxiliar em uma gestão estratégica de toda empresa.

Metodologias ágeis aplicadas ao RH

O que começou como uma discussão sobre como migrar o Manifesto Agile para outras áreas além da tecnologia, acabou criando uma grande oportunidade para melhorar a administração, gestão e integração de todos os departamentos ao RH.

Segundo pesquisa realizada pela Deloitte em 2017 com executivos globais, 79% dos entrevistados consideraram a agilidade na gestão de desempenho uma alta prioridade dentro das empresas.

Dessa forma, criar ferramentas de integração entre o departamento de Recursos Humanos e as demais áreas da empresa tornou-se uma necessidade presente na maioria das corporações.

As mudanças no RH já eram esperadas há muito tempo. Mas, por ser uma área que se relaciona com todos os funcionários da organização, sua transformação pode ser demorada e difícil, uma vez que demanda não apenas da criação de uma ferramenta, mas de uma nova visão de gestão de pessoal.

Gestão descentralizada

Você já ouviu falar sobre gestão de pessoas descentralizada?

A gestão descentralizada consiste na distribuição de responsabilidade para todos os membros de uma equipe, ou seja, as equipes têm mais autonomia para tomarem decisões.

Mas calma, isso não quer dizer que qualquer funcionário possa tomar as decisões e agir da forma que achar melhor sem a necessidade de cumprir regra.

Na verdade esse tipo de gestão tem como objetivo integrar mais os funcionários e gestores de forma que, juntos, eles possam achar soluções eficazes para a atribuição e desenvolvimento do trabalho da equipe.  

Esse modelo de gerenciamento também permite que líderes da área abordem tarefas que antes eram atribuídas apenas ao RH.

As principais vantagens da gestão descentralizada está na autonomia aos gerentes e funcionários na agilidade na tomada de decisões, na criatividade na solução de problemas, na motivação e retenção de talentos, além de, claro, na otimização de processos como a gestão das jornadas de suas equipes.

Gerenciamento das jornadas de trabalho

rh do futuro gerenciamento das jornadas de trabalho

Certamente você já ouviu pessoas falando que o gerenciamento da jornada de trabalho é pura perda de tempo.

Assim como você, eu já ouvi muitas pessoas dizerem isso. E o que é pior, já observei muitas empresas cometendo esse erro de não gerenciar a jornada de trabalho dos funcionários.

Não se preocupe,  se você é uma dessas pessoas que cometeram esse erro, ainda dá tempo de mudar e começar a fazer o gerenciamento correto das jornadas.

Agora eu te pergunto: e quem deve fazer essa gestão? O RH ou o gestor de cada área dentro da sua empresa?

Bem, as duas possibilidades são viáveis, vou te mostrar.

Mais autonomia para gestores

rh do futuro autonimia para gestores

Algumas equipes costumam combinar coisas referente à suas jornadas por exemplo, um dia o estagiário precisou sair mais cedo e faltar no outro por questões referentes a faculdade, e combinou tudo isso com o líder do setor.

Nessa situação mesmo que todos da equipe saibam que ele vai faltar esse dia,  o ponto dele ficará inconsistente certo?

Agora, se o Gestor tiver total autonomia para alterar coisas dentro da jornada desse funcionário, ele pode adicionar uma dispensa no dia necessário, sem precisar mandar essa informação para o RH ao final do mês. Isso poupa tempo e faz com que a equipe tenha mais autonomia.

Mas e esse dia que o estagiário precisou sair mais cedo, como fica?

Bom, existe uma forma muito fácil de arrumar esse ponto, utilizando sistemas automatizados.

Sistemas automatizados

rh do futuro sistemas automatizados

Nesse texto falamos bastante sobre integrar sistemas às rotinas de RH. Agora vou te explicar na prática como um sistema de controle de ponto online pode resolver os problemas com a jornada dos colaboradores.  

No caso do colaborador acima, se a empresa usa um software como o da PontoTel e o gestor tem o acesso ao sistema, ele pode entrar diretamente na folha do estagiário e arrumar o ponto adicionando uma justificativa.  

Além disso, pode ser também combinado entre as equipes o uso do banco de horas, para que um dia de falta seja descontado das horas do banco.

Pontotel é o parceiro da sua empresa no futuro do RH

rh do futuro pontotel parceiro do rh

Fora isso, o sistema tem muitas outras coisas que podem acabar com a  ida e vinda dos funcionários até o RH. Tudo fica resolvido pelas próprias equipes, claro sempre respeitando as leis.

Uma outra coisa muito legal do sistema da PontoTel são os relatórios estratégicos que você consegue emitir. Neles, é possível  identificar setores com mais absenteísmo e com mais horas extras por exemplo, e isso ajuda o setor a tomar decisões e a agir para o melhor da empresa.

Eu conheço uma empresa onde os próprios colaboradores podem fazer a autogestão da sua folha de ponto, e existe uma conferência bilateral. Funciona da seguinte forma: Os próprios funcionários conseguem arrumar pontos inconsistentes, inserir justificativas e adicionar atestados em sua folha. No final do mês, ele faz o travamento e o gestor pode autorizar depois de conferir a folha.

Dessa forma, isso evita que o gestor perca tempo perguntando “fulano, porque tal dia você saiu mais cedo?”.

Acredite, a confusão de informações quando algo desse tipo acontece é grande. Mesmo que o funcionário avise que tal dia teve um exame, se o gestor não lembrar disso na hora em que fechar a folha, ela acaba fechando com inconsistência e com descontos indevidos.

Por isso, um sistema ágil e inteligente como o da PontoTel pode ajudar e muito o seu setor de RH.

Conclusão

Chegamos ao final desse texto, e se você chegou até aqui é sinal que você está totalmente interessado em mudar e ir rumo ao futuro.

Com a revolução tecnológica que estamos vivendo em diversos setores e tanta empresa nova surgindo, não dá para ficar para trás.

Só para relembrar: nesse texto vimos qual é o futuro do RH, quais são as tendências, como otimizar esse setor e, de bônus, ainda falamos sobre como o PontoTel pode ajudar nisso.

Se você ficou interessado, marque agora uma demonstração do sistema.

1x1.trans - Futuro do RH: Conheça as Tendências na Gestão de Pessoas
Rolar para cima
WhatsApp chat

Receba todas as novidades do nosso blog

Inscreva-se na nossa newsletter
e receba matérias exclusivas
no seu email

popup newsletter teste5 3 - Futuro do RH: Conheça as Tendências na Gestão de Pessoas

Não saia agora! Venha conhecer o PontoTel

O aplicativo de controle de ponto em tempo real
que você economiza tempo e dinheiro com cálculos automáticos e gestão de ponto completa.